Imprimir artigo
Que tecnologia é melhor: GSM ou CDMA?
19/10/2004 às 10h59min por Alessandra Carneiro em Artigos
220.561 visualizações
Página 1 de 2

Introdução

Antes de decidir qual é superior, vale a pena entender um pouquinho das duas tecnologias:

  • CDMA: sigla para Code Division Multiple Access (Acesso múltiplo por divisão de código). Tanto os dados quanto a voz são separados dos sinais por códigos, e depois são transmitidos em um amplo conjunto de freqüências. Assim, sobra mais espaço para a transferência de dados (esse foi um dos motivos do CDMA ser a tecnologia mais indicada para o acesso ao 3G, que consiste em acesso a banda larga e troca de pesadas mensagens multimídias). 14% do mercado global pertence ao CDMA. Para a 3G, o CDMA escolheu as tecnologias CDMA 1x EV-DO e EV-DV. Tem muitos usuários na Ásia, sobretudo na Coréia.
  • GSM: sigla para Global System Mobile (sistema móvel global). Apesar de, no Brasil, ser vendida como "grande novidade", essa tecnologia é anterior ao CDMA (e também ao TDMA). Mas é bom lembrar que em momento algum isso significa que o GSM seja inferior ou mais atrasado que o CDMA. A facilidade de roaming e a dificuldade de fraudes representam duas vantagens dessa tecnologia. É a tecnologia mais usada, com 73% do mercado mundial e é na Europa o seu ponto global mais forte.
  • No Brasil, o mercado de GSM representa 28%; enquanto o de CDMA abocanha 30%. A maioria ainda usa TDMA (41%), e ainda existem celulares AMPS (analógicos) ativos no País. Mas a curva de crescimento do TDMA é praticamente nula (a do AMPS nem se fala...), enquanto a do CDMA e, principalmente, a do GSM não param de subir. Gradualmente, o TDMA tende a desaparecer. E com o forte apelo comercial das "novas" operadoras, o número de usuários GSM deve ultrapassar o de CDMA logo, logo.

    Por isso, então, a disputa pela maior fatia de mercado entre GSM e CDMA (que no Brasil opera somente com a Vivo, ainda a maior operadora do País). Assim, de um lado, o GSM diz que é melhor "porque tem chip, porque é a tecnologia mais usada no mundo, é mais segura e a mais avançada..."; de outro, o CDMA diz que é melhor porque "é a tecnologia 3G, tem a maior cobertura no Brasil, o GSM vai migrar para o CDMA e porque é a mais avançada..."

    Mas, afinal, qual está certa? Durante o 3º Seminário de Roaming que aconteceu no Rio de Janeiro, o gerente geral para assuntos governamentais da Nokia, Raimundo Duarte, afirmou que "essa discussão deixou de ser técnica, e agora é apenas mercadológica". Essa é a melhor forma de definir a briga travada entre essas duas tecnologias de comunicação móvel.

    No início, o GSM realmente era superior. Tinha mais serviços, possibilitava maior troca de dados. Quando entrou no Brasil, fomentou o mercado, trazendo mais concorrência, o que resultou em mais serviços e maior usabilidade do celular, queda de preços e melhores aparelhos, só para citar algumas vantagens.

    Mas o CDMA, ameaçado pela "nova concorrência", se deu conta do potencial evolutivo de sua tecnologia e tratou logo de correr atrás do prejuízo. Hoje, não dá para dizer que os serviços do GSM são melhores que os do CDMA. Mensagens multimídia, vídeo no celular, acesso à Internet em alta velocidade, aparelhos com funções de câmera digital ou até mesmo de PDA...são características que vemos em operadoras de ambas as tecnologias. A nova tecnologia CDMA 1XRTT, uma prévia do que virá na 3G, inclusive traz melhor evolução que o EDGE, tecnologia de "início" de 3ª geração do GSM, permitindo maiores velocidades.

    Até mesmo a tal vantagem do SIM Card, que possibilita trocar de aparelho e manter a agenda, foi superada pela Vivo. O novo serviço da operadora, o Vivo Agenda, permite que suas informações sejam armazenadas em um banco de dados, o que possibilita recuperar sua agenda telefônica mesmo se o celular for roubado (o que não é possível com o GSM, já que se o celular for roubado, o SIM Card vai junto).

    Obs: Recentemente foi lançado um acessório no mercado internacional chamado SIM Backup que permite o backup de cartões SIM. Este produto foi lançado após este artigo ter sido escrito e, infelizmente, não está oficialmente disponível no Brasil, e não sabemos se funcionam em chips GSM de celulares brasileiros, já que algumas operadoras bloqueiam o cartão. Depois do anúncio do Vivo Agenda, algumas operadoras GSM começaram a oferecer o armazenamento da agenda mesmo em caso de perda do chip. Mas muitas operadoras ainda não oferecem este serviço.

    Ou seja, hoje as duas tecnologias estão muito bem equiparadas em termos de tecnologia, mas esse quadro não permanecerá assim no futuro. Afinal, o campo evolutivo do CDMA é muito mais amplo e, por isso, em poucos anos será superior ao GSM. Isso significa que as operadoras de GSM vão desaparecer? Nada disso. Elas apenas vão migrar para uma tecnologia CDMA, e a briga vai continuar. Afinal, as operadoras CDMA de hoje optaram pelo 1xEV-DO e 1XEV-DV para sua rede 3G. E as operadoras GSM optaram por uma tecnologia diferente, o WCDMA. E, apesar do uso de uma tecnologia CDMA, essas operadoras poderão continuar usando a rede GSM de hoje. E os usuários não devem nem sentir a migração para a próxima geração. Não importa que tecnologia escolherem.

    ARTIGOS RELACIONADOS
    ÚLTIMOS ARTIGOS
    445.775 usuários cadastrados
    1.392 usuários on-line