Imprimir artigo
Barramento Firewire (IEEE 1394)
16/05/2001 às 5h54min por Gabriel Torres em Tutoriais
95.616 visualizações

O barramento FireWire (também conhecido por IEEE 1394) é um barramento externo ao micro, similar ao USB. Ou seja, você pode instalar periféricos FireWire ao micro mesmo com ele ligado. O sistema operacional detecta que um novo periférico foi adicionado e trata de instalar os drivers necessários.

A grande diferença entre o FireWire e o USB é o desempenho. Enquanto que no USB os dados são transferidos a, no máximo, 12 Mbps, no versão atual do FireWire os dados são transferidos a 400 Mbps, ou seja, o FireWire é 33 vezes mais rápido do que o USB.

A maioria dos periféricos USB é lenta, como teclados e mouses. Só que existem periféricos que necessitam de altas taxas de transferências, como discos rígidos, por exemplo. O desempenho do USB e do FireWire é medido em bits por segundo porque eles usam transferência serial. Basta dividir por oito para ter o valor em bytes por segundo, que é a unidade mais usada para medir o desempenho de transferência de periféricos como discos rígidos, unidades de CD-ROM, gravadores CD-R, etc. Assim, temos que a velocidade máxima do USB é de 1,5 MB/s e que a velocidade máxima do FireWire é de 50 MB/s.

O uso de um disco rígido USB, de uma unidade Zip-drive USB ou de um gravador CD-R USB externos ao micro é até viável, mas esses periféricos terão um desempenho sofrível, por conta da baixa taxa de transferência do USB. Basta lembrar que os discos rígidos atualmente encontrados no mercado possuem taxas de transferência de 33 MB/s (ATA-33), 66 MB/s (ATA-66) e 100 MB/s (ATA-100). Um gravador de CD-R típico que opere com velocidades de 32x/8x/4x (leitura, gravação e regravação, respectivamente) possui taxas de transferência de 4.800 KB/s (4,69 MB/s), 1.200 KB/s (1,17 MB/s) e 2.400 KB/s (2,34 MB/s), dependendo da aplicação. Enquanto que essas taxas estão muito acima da velocidade máxima do USB, elas se adequam perfeitamente ao barramento FireWire.

O FireWire foi desenvolvido, inclusive, tendo em mente a transferência de dados grandes, como filmes sendo transferidos em formato digital entre câmeras digitais e o PC. Já existem no mercado alguns equipamentos profissionais de vídeo com porta FireWire para a conexão ao micro usando essa porta de alto desempenho.

Enquanto que o USB é atualmente suportado por todos os chipsets (circuitos de apoio da placa-mãe) - fazendo com que todas as placas-mães do mercado possuam portas USB - quase nenhum chipset para placas-mães de PCs suporta o FireWire.

A solução para termos o barramento FireWire em nosso PC é o uso de uma placa adaptadora FireWire, que é instalada em um dos slots PCI da placa-mãe, como a MSI 1394 (http://www.msi.com.tw) ou a ATEN IC-1394. A MSI 1394, por exemplo, possui três portas FireWire, duas externas e uma interna. A porta interna permite que você instale periféricos FireWire dentro do gabinete do computador, se isso for conveniente para você.

Casa porta USB permite a conexão de até 127 periféricos, ao passo que cada porta FireWire permite a conexão de até 63 periféricos simultaneamente.

AUTOR
Gabriel Torres
Gabriel Torres
Editor-Chefe

Gabriel Torres criou o Clube do Hardware em maio de 1996, onde escreve artigos e coordena o trabalho dos nosso diversos colaboradores. É também autor de 23 livros sobre hardware, redes e eletrônica. Foi, de 1996 a 2007, colunista do suplemento de informática do jornal O DIA (RJ). Mora atualmente nos Estados Unidos.

ARTIGOS RELACIONADOS
Device Bay
11/04/2001 às 3h28min por Gabriel Torres em Armazenamento
Barramento Firewire (IEEE 1394)
07/06/2000 às 1h00min por Ricardo Zelenovsky e Alexandre Mendonça em Barramentos
ÚLTIMOS ARTIGOS
433.218 usuários cadastrados
758 usuários on-line