Imprimir artigo
Smart Card
04/12/2002 às 5h10min por Gabriel Torres em Artigos
76.810 visualizações

Smart card é um cartão contendo um chip responsável pela geração e o armazenamento de certificados digitais, informações que dizem quem você é. No PC, o smart card aparece como uma excelente ferramenta de segurança. Em um micro equipado com um smart card, você só pode acessar o micro e, principalmente, a rede, se você tiver o smart card instalado em um dispositivo leitor de smart cards.

Smart Card
Figura 1: Smart card.

No sistema operacional Windows 9x, o smart card não protege muito bem o micro para o logon, pois basta você pressionar a tecla F8 durante o boot para ter acesso ao disco rígido da máquina através do prompt do DOS e, conseqüentemente, acesso a todos os arquivos do micro. Já quando usado em conjunto de sistemas operacionais como o Windows NT, Windows 2000 e Windows XP, o caso muda de figura, já que para "entrar" no micro é necessário saber uma senha. Esse pedido de senha pode ser substituído pela presença física de um smart card contendo as informações da pessoa autorizada a usar a máquina no dispositivo leitor, isto é, sem o cartão não é possível usar o micro.

Mesmo nesse caso, o acesso ao micro é burlável, pois você pode desmontar a máquina, remover o disco rígido e instá-lo como um disco secundário em uma máquina onde você possa dar boot com a mesma versão do sistema operacional presente no disco principal.

O papel mais importante do smart card, porém, não é impedir que você tenha acesso ao micro, mas permitir ou não o seu acesso à rede na qual o micro está conectado. O servidor da rede autoriza ou não o uso da rede dependendo do conteúdo gravado no smart card. É possível configurar a rede de modo que sem o smart card o usuário não conseguirá acessar a rede. Como o smart card é único e não é duplicável, a única maneira de algum intruso usar a rede através de seu micro será literalmente roubando o seu cartão.

O dispositivo leitor de smart card pode ser instalado na porta serial do PC ou em uma porta USB, dependendo do modelo (como o Juzt-Lock, http://www.juzt-reboot.com.br). Algumas placas-mães já vêm com interface para dispositivo leitor de cartão de memória, bastando instalar um dispositivo que faz a comunicação do smart card com a placa-mãe. Dependendo do modelo de placa-mãe, esse dispositivo já vem com a placa (como no caso das placas-mães da Soyo série Dragon, onde esse dispositivo é chamado Sigma Box) ou então é opcional. Nesse caso, o dispositivo leitor de smart card é mais barato do que o modelo "completo" (que é encaixado na porta serial ou USB), pois o dispositivo leitor faz apenas a conexão elétrica do smart card com a placa-mãe, sendo que a própria placa-mãe já tem o chip responsável pela leitura do smart card.

Smart Card
Figura 2: Dispositivo leitor de smart cards para porta serial (Juzt-Lock).

Smart Card
Figura 3: Dispositivo leitor de smart cards que acompanha as placas-mães da Soyo série Dragon (Sigma Box).

AUTOR
Gabriel Torres
Gabriel Torres
Editor-Chefe

Gabriel Torres criou o Clube do Hardware em maio de 1996, onde escreve artigos e coordena o trabalho dos nossos diversos colaboradores. É também autor de 24 livros sobre hardware, redes e eletrônica. Foi, de 1996 a 2007, colunista do suplemento de informática do jornal O DIA (RJ). Mora atualmente nos Estados Unidos.

ÚLTIMOS ARTIGOS
449.372 usuários cadastrados
508 usuários on-line