Imprimir artigo
Entendendo as Temporizações das Memórias RAM
25/05/2011 às 9h50min por Gabriel Torres em Tutoriais
293.902 visualizações
Página 2 de 6

Temporizações

Por causa das temporizações dois módulos de memória com mesma taxa de transferência máxima teórica podem apresentar desempenhos diferentes. Mas como isto é possível, já que ambos os módulos trabalham com o mesmo clock?.

As temporizações medem o tempo em que o chip de memória demora para fazer algo internamente. Por exemplo, considere o mais famoso parâmetro, chamado Latência do CAS (CAS Latency, CL ou “tempo de acesso”), que indica a quantidade de pulsos de clock que o módulo de memória leva para retornar um dado solicitado pelo processador. Um módulo de memória com um CL9 levará nove pulsos de clock para entregar um dado solicitado, enquanto que um módulo de memória com CL7 levará sete pulsos de clock para entregar o mesmo dado. Como ambos os módulos podem trabalhar com o mesmo clock, o segundo será mais rápido, já que ele consegue entregar o dado solicitado em menos tempo. Isto é conhecido como “latência”. Como você pode ver na Figura 1, o módulo mostrado tem CL7.

As temporizações da memória são dadas através de uma série de números, como, por exemplo 4-4-4-8, 5-5-5-15, 7-7-7-21 ou 9-9-9-24. Estes números indicam a quantidade de pulsos de clock que a memória demora para fazer uma determinada operação. Quanto menor o número, mais rápida é a memória. O módulo mostrado na Figura 1 tem temporizações 7-7-7-18, enquanto o módulo mostrado na Figura 2 tem temporizações 8-8-8-24.


Figura 2: Um módulo de memória DDR3-1600/PC3-12800 com temporizações 8-8-8-24

As operações que estes números indicam são as seguintes: CL-tRCD-tRP-tRAS-CMD. Para entendê-los, tenha em mente que a memória é organizada internamente em forma de matriz, onde os dados são armazenados na interseção de linhas e colunas.

  • CL: CAS Latency. Tempo demorado entre um comando ter sido enviado para a memória e ela começar a responder. É o tempo demorado entre o processador pedir um dado da memória e ela devolver este dado.
  • tRCD: RAS to CAS Delay. Tempo demorado entre a ativação da linha (RAS) e a coluna (CAS) onde o dado está armazenado na matriz
  • tRP: RAS Precharge. Tempo demorado entre desativar o acesso a uma linha de dados e iniciar o acesso a outra linha de dados
  • tRAS: Active to Precharge Delay. O quanto a memória tem que esperar até que o próximo acesso à memória possa ser iniciado
  • CMD: Command Rate. Tempo demorado entre o chip de memória ter sido ativado e o primeiro comando poder ser enviado para a memória. Algumas vezes este valor não é informado. Normalmente possui o valor T1 (1 clock) ou T2 (2 clocks).

Normalmente você tem duas opções: ou você configura seu micro para usar as temporizações padrão da memória – geralmente configuradas como “Auto” no setup do micro –, ou você configura manualmente o seu micro para usar temporizações menores, que pode aumentar o desempenho do seu micro. Note que nem toda placa-mãe permite que você altere as temporizações da memória. Além disso, algumas placas-mães podem não funcionar com temporizações muito baixas e por isso a própria placa-mãe pode configurar o seu módulo de memória para rodar com temporizações maiores.


Figura 3: Configuração das temporizações da memória no setup do micro

Quando você faz um overclock na memória você pode precisar aumentar suas temporizações de modo a fazer com que o micro trabalhe de forma estável. Aqui é onde algo muito interessante acontece. Devido ao aumento das temporizações, a memória pode obter um baixo desempenho, mesmo que agora ela tenha sido configurada para trabalhar com um clock maior, devido à latência que foi introduzida.

Esta é outra vantagem de módulos de memória vendidos especificamente para overclock. O fabricante, além de garantir que o seu módulo de memória atingirá o clock rotulado, garante também que você será capaz de manter as temporizações rotuladas até o clock rotulado.

Por exemplo, embora você talvez consiga atingir 1.600 MHz (800 MHz x 2) com módulos DDR3-1333/PC3-10600, talvez seja necessário aumentar as temporizações da memória, enquanto nos módulos DDR3-1600/PC3-12800 o fabricante garante que você será capaz de obter 1.600 MHz mantendo as temporizações rotuladas.

Falaremos agora em detalhes sobre cada um desses parâmetros de temporização das memórias.

ARTIGOS RELACIONADOS
ÚLTIMOS ARTIGOS
440.316 usuários cadastrados
2.509 usuários on-line