Ir ao conteúdo
Entre para seguir isso  

Análise de desempenho de arranjos RAID 0 com SSDs

       
 106.112 Visualizações    Testes  
 28 comentários

Nós testamos um arranjo RAID 0 com dois SSDs de 120 GiB para descobrir qual o melhor tamanho de bloco e qual o ganho de desempenho que você pode esperar em relação a um único SSD.

Análise de desempenho de arranjos RAID 0 com SSDs
Rafael Coelho Editor-chefe do Clube do Hardware

Introdução

Com o preço dos SSDs baixando, você provavelmente já pensou em instalar dois SSDs em seu computador e configurá-los como um arranjo RAID 0, que, pelo menos na teoria, aumenta o desempenho em comparação a um único SSD. Mas qual é o ganho de desempenho no mundo real com uma configuração dessas? O tamanho dos blocos (“stripe size”) afeta o desempenho? Em caso positivo, qual é o melhor valor a utilizar? Estas são algumas das perguntas que vamos tentar responder neste artigo.

RAID significa “Redundant Array of Independent Disks” (algo como arranjo redundante de discos independentes), embora algumas bibliografias indiquem “Redundant Array of Inexpensive Disks” (arranjo redundante de discos de baixo custo). No modo RAID 0, duas (ou mais) unidades são combinadas em uma unidade de armazenamento virtual que é enxergada pelo sistema operacional como uma única unidade. Quando os dados são armazenados, o controlador RAID divide a informação enviada pelo computador em blocos e grava estes blocos simultaneamente nas unidades do arranjo, em paralelo. Por isso, o desempenho (pelo menos em teoria) é multiplicado pelo número de unidades disponíveis no arranjo. Assim, em um arranjo RAID 0 com duas unidades, o desempenho é duplicado (pelo menos em teoria).

A única desvantagem é que, se uma das unidades pifar, todos os dados contidos no arranjo são perdidos. Assim, RAID 0 é recomendado quando o desempenho e o espaço em disco são mais importantes do que a confiabilidade (com o RAID 1 você pode adicional mais uniddes para copiarem automaticamente o conteúdo de um disco em outro; você pode combinar a redundância do RAID 1 com o desempenho do RAID 0 em arranjos RAID 10 ou RAID 0+1, mas nós não cobriremos estas configurações neste artigo).

Parte do processo de criação de um arranjo RAID 0 é escolher o tamanho dos blocos de dados (“stripe size”) que serão utilizados. Tipicamente, este valor pode ser configurado entre 4 kiB e 128 kiB.

Antes de continuar, nós sugerimos que você leia nosso tutorial “Anatomia das Unidades SSD”, onde você encontrará informações sobre SSDs, e nossos tutoriais “Tudo o Que Você Precisa Saber Sobre RAID” e “O RAID0 Realmente Aumenta o Desempenho de Disco?”, que explicam o básico sobre arranjos RAID.

Em nossos testes, nós criamos um arranjo RAID 0 com dois SSDs idênticos (PNY XLR8 120 GiB), testando o desempenho com todas as configurações de tamanho de bloco disponíveis. Nós também testamos o desempenho de um único SSD sem configuração RAID, para vermos qual é o ganho de desempenho alcançado por um arranjo RAID 0 em comparação com um única unidade.

Também é importante ter em mente que em nosso teste o RAID foi controlado pelo chipset Intel Z97 de nossa placa-mãe, e portanto é uma “solução baseada em software”. Resultados utilizando um controlador RAID dedicado, ou seja, uma “solução baseada em hardware”, podem ser diferentes.

Desempenho de arranjos RAID 0 com SSDs
Figura 1: os dois SSDs utilizados em nosso teste

Editado por

Compartilhar



  Denunciar Artigo
Entre para seguir isso  

Comentários de usuários




As capacidades são somadas, visto que os SSDs são acessados em paralelo, e o espaço de armazenamento de ambos é utilizado (somado).

 

Nota: no RAID 1 (espelhamento) a capacidade não é ampliada; no caso de duas unidades em RAID 1, a segunda unidade armazena conteúdo idêntico da primeira unidade, por isso que não é somado.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Nas primeiras linhas o autor do teste questionou se o Raid0 teria ganho no "mundo real". Mas infelizmente só vi benchmarks sintéticos e nenhum teste do "mundo real".

 

Gostaria de ver testes como:

* Tempo de boot do Windows;
* Tempo para abrir Photoshop, AutoCAD, Solid Works, Jogos e etc;

* Tempo para copiar um arquivo grande;

* Tempo para copiar diversos arquivos pequenos;

 

Não sei até que ponto o usuário vai sentir diferença de leitura/escrita em um conjunto Raid0, uma vez que, um único SSD já tem taxas bem altas.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Outra coisa que gostaria de saber, há possibilidade de particionar esses 240 gb do raid0?

 

Tem sim, o sistema reconhece a Raid0 como um HD só. Durante a instalação do Windows (ou mesmo depois) daria para particionar normalmente...

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Raid mais doido da minha vida foi de vertex 4 128gb com a firmware 1.4  blazing fast like hell.

 

Só que como o amigo descreveu ali  demora mais pra carrega o windows. porque tem que carrega os drivers ...

mas depois disso é só alegria.

 

O que da pra fazer pra melhor muito o sistema é criar uma unidade virtual "RAM" e colocar os arquivos de cache do windows tipo uns 4gb. mas o consumo de luz vai subir um pouco. mesmo com um 3770k a 4.6ghz usava 30% do cpu com uns pico maluco... é pela banda de 28gb/s rsrsrsrs.... 

 

as vertex conseguiam entregar 1150mb para leitura e incriveis 900mb para gravação...

 

Eu so muito mas fã da ideia de faze raid 0 de SSD a partir do chipset Z77 porque possui TRIM e ajuda muito com a coleção de lixo. agora se você não possuí chipset acima desse pode abandonar a ideia porque a unica coisa que tu vai consegui fazer é matar a SSD mais rápido.

 

To pra monta outro PC provavelmente vou de Sandisk ou Sansumg Pro. 

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Esse teste me tirou uma ideia errada da cabeça: achava que raid de ssd não retornava ganho algum além do espaço de armazenamento. Já não lembro onde adquiri essa ideia maluca.

 

Se possível gostaria de ver os resultados dos mesmos testes citados pelo colega @ChronoX.

 

 

 

O que da pra fazer pra melhor muito o sistema é criar uma unidade virtual "RAM" e colocar os arquivos de cache do windows tipo uns 4gb. mas o consumo de luz vai subir um pouco. mesmo com um 3770k a 4.6ghz usava 30% do cpu com uns pico maluco... é pela banda de 28gb/s rsrsrsrs.... 

 

 

Qual o procedimento pra criar essa unidade virtual "RAM", amigo?

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Tem um programa chamado RAM drive. (ou parecido).aí tem opção de sempre criar a unidade  quando iniciar o PC e a opção de não fazer backup quando for desligar.  aí é só criar a unidade e setar a configuração do windows pra  colocar os arquivos de cache no HD virtual.

Fica uma bala.

 

Tu até aumenta a vida util da SSD porque a memoria RAM não vai morrendo com as gravações feitas por a paginação do windows. tem uma outra tecnologia micosoft que faz parecido é o Ready cache. com a ultilização de pendrive

mas tirando o sandisk xtreme que da 200mb/s, maioria dos pendrive mal chega a 30 mb/s o que seria 1% que a memoria ram consegue entregar.

 

Só pra da lumbriga em um mundo antes sem SSD http://techreport.com/r.x/acard-ans9010/loaded.jpg

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

O teste é legal... é bom ver esse tipo de teste no CdH..
Mas como já foi mensionado, acho que faltaram alguns que são essenciais/importantes:

 

- Tempo de boot;

- Tempo de aplicativos reais (testes não sintéticos - os testes gerados pelo PCmark poderiam ajudar nisso);

- Tempo de load de jogos;

- Tempo de cópia de arquivos (grandes, pequenos);

- Tempo de "compactação de arquivos"...

 

Em geral, já da pra ter uma noção do ganho com o raid0 em ssd's...

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

O teste é legal... é bom ver esse tipo de teste no CdH..

Mas como já foi mensionado, acho que faltaram alguns que são essenciais/importantes:

 

- Tempo de boot;

- Tempo de aplicativos reais (testes não sintéticos - os testes gerados pelo PCmark poderiam ajudar nisso);

- Tempo de load de jogos;

- Tempo de cópia de arquivos (grandes, pequenos);

- Tempo de "compactação de arquivos"...

 

Em geral, já da pra ter uma noção do ganho com o raid0 em ssd's...

 

Alguns desses testes são complicados, pois dependem de configuração muito específica que não há como controlar para que seja idêntica ou então dependem muito de outros componentes. Porém, planejamos incluir o teste do PCMark nos próximos comparativos. Obrigado pelas sugestões!

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Cara eu ja fui banido do Clube do Hardware umas 30x por fala ***** e sempre acompanho o toms hardware. mas o teste do Clube do Hardware tá legal sim.  não adianta coloca 999 tipo de benchmark que o brasileiro não vai entender bolhufa nenhuma.  O que o gabriel torres faz no setor de fontes a Anandtech e o tomshardware começaram a copiar.  de desmonta e mostrar a realidade por dentro das fontes.

 

Na parte de teste de SSD com realidade não existe.  teria que realizar testes por quase uma semana para dizer que a marca x é melhor que a marca y.

 

Um bom exemplo foi as vertex 4 que começaram a cair o desempenho depois de 3 meses... hoje eu quase nem conheço mais as SSD.  quando da 340mb/s fico feliz da vida. até o load do windows mudou.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Esse teste do Tom's Hardware é melhor:

 

http://www.tomshardware.com/reviews/ssd-raid-benchmark,3485.html

 

 

Nada contra o teste do CdH, que faz MUITA falta. Principalmente os testes de fontes. Mas usar só benchmark, pareceu meio irreal..

 

Como mostraram os testes do Toms Hardware, no mundo real, RAID0 de SSD não faz diferença nenhuma...

 

http://www.tomshardware.com/reviews/ssd-raid-benchmark,3485-12.html

 

Mó há ganhos nos testes sintéticos...

 

valeuu

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Cara eu ja fui banido do Clube do Hardware umas 30x por fala ***** e sempre acompanho o toms hardware. mas o teste do Clube do Hardware tá legal sim.  não adianta coloca 999 tipo de benchmark que o brasileiro não vai entender bolhufa nenhuma.  O que o gabriel torres faz no setor de fontes a Anandtech e o tomshardware começaram a copiar.  de desmonta e mostrar a realidade por dentro das fontes.

 

Na parte de teste de SSD com realidade não existe.  teria que realizar testes por quase uma semana para dizer que a marca x é melhor que a marca y.

 

Um bom exemplo foi as vertex 4 que começaram a cair o desempenho depois de 3 meses... hoje eu quase nem conheço mais as SSD.  quando da 340mb/s fico feliz da vida. até o load do windows mudou.

 

Exatamente, a questão é tempo. Se fôssemos, por exemplo, instalar, atualizar e configurar o windows para cada configuração de tamanho de bloco, para testar o tempo de boot, levaríamos uma semana para fazer o teste. Preferimos fazer um teste mais simplificado e publicar outros artigos durante a semana.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Alguns desses testes são complicados, pois dependem de configuração muito específica que não há como controlar para que seja idêntica ou então dependem muito de outros componentes. Porém, planejamos incluir o teste do PCMark nos próximos comparativos. Obrigado pelas sugestões!

 

Rafael, eu concordo. Alguns sao complicados mesmo. Usar o PCMark e bom.

Mas como sugestao, poderiam incluir apenas o teste de load e de copia de arquivos. (ou compactaçao).

Claro que o tempo do review aumentaria consideravelmente, ja que vocês teriam que fazer duas baterias de teste completamente diferentes, com a mesma maquina, reinstalando novamente mesma versao do windows... mas eu acho que isso adicionaria muito em qualidade no teste.

 

Digo isso porque esses testes sinteticos sao um cabresto meio surreal. voce compra um carro olhando a velocidade maxima que ele pode chegar, ou olhando um conjunto de vantagens/desvantagens??!

 

Realmente, eu como leitor preferiria ver esses tentes "de caso real"....

 

Mas, reu repito: o CdH traz esse tipo de review pro mundo Brasileiro.. e o forum sempre foi um dos melhores... da gosto de ver a qualidade dos artigos e dos testes... estão sempre melhorando...

 

Parabens...

(ps: desculpem a falta de acentos... problemas na configuração do teclado)

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Rafael, eu concordo. Alguns sao complicados mesmo. Usar o PCMark e bom.

Mas como sugestao, poderiam incluir apenas o teste de load e de copia de arquivos. (ou compactaçao).

Claro que o tempo do review aumentaria consideravelmente, ja que vocês teriam que fazer duas baterias de teste completamente diferentes, com a mesma maquina, reinstalando novamente mesma versao do windows... mas eu acho que isso adicionaria muito em qualidade no teste.

 

Digo isso porque esses testes sinteticos sao um cabresto meio surreal. voce compra um carro olhando a velocidade maxima que ele pode chegar, ou olhando um conjunto de vantagens/desvantagens??!

 

Realmente, eu como leitor preferiria ver esses tentes "de caso real"....

 

Mas, reu repito: o CdH traz esse tipo de review pro mundo Brasileiro.. e o forum sempre foi um dos melhores... da gosto de ver a qualidade dos artigos e dos testes... estão sempre melhorando...

 

Parabens...

(ps: desculpem a falta de acentos... problemas na configuração do teclado)

 

Obrigado!

Nos próximos testes, vamos tentar incluir outros testes, pelo menos cópia de arquivos.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Chipserts B85 ou H97 tem trim sao bons pra ssd (não usarei RAID)?

 

Este tópico é para discussão do artigo, você tem mais chances de obter a resposta caso poste um tópico novo na seção adequada.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Exatamente, a questão é tempo. Se fôssemos, por exemplo, instalar, atualizar e configurar o windows para cada configuração de tamanho de bloco, para testar o tempo de boot, levaríamos uma semana para fazer o teste. Preferimos fazer um teste mais simplificado e publicar outros artigos durante a semana.

 

Não precisa fazer os testes de "mundo real" com cada tamanho de bloco. Façam só com 128kiB com raid0 e sem raid0... 

 

Ao menos assim, cumpririam o prometido na Introdução da análise, descobrir qual o ganho da RAID no "mundo real"...

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Usava dois Kingston V300 em RAID 0 com blocos de 128 KB até recentemente. Vi o artigo e achei bastante interessante, e como tinha que formatar mesmo (por outros motivos) resolvi reduzir o tamanho dos blocos para 64 KB. De uma forma puramente empírica parece que o sistema ficou ligeiramente mais rápido, mas vou refazer os meus testes para ter certeza.

 

Abraço e parabéns pelo teste, foi bastante útil!

Editado por Michael Rigo

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Estou montando um pc. A placa mãe é uma z 97 pro. Estou adquirindo 2 ssd's de 120 gb cada e pretendo configurá-los em raid0. Além dos 2 ssd's vou montar também 2 hd's convencionais de 1 Tb cada. Não quero configurá-los em raid, desejo que trabalhem no modo convencional. É possível? Terei algum problema? Uma vez que a configuração estaria mudada pra raid 0 devido ao fato de os ssd's estarem nesse arranjo. Alguém pode me ajudar? Grato,

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Estou montando um pc. A placa mãe é uma z 97 pro. Estou adquirindo 2 ssd's de 120 gb cada e pretendo configurá-los em raid0. Além dos 2 ssd's vou montar também 2 hd's convencionais de 1 Tb cada. Não quero configurá-los em raid, desejo que trabalhem no modo convencional. É possível? Terei algum problema? Uma vez que a configuração estaria mudada pra raid 0 devido ao fato de os ssd's estarem nesse arranjo. Alguém pode me ajudar? Grato,

 

Não há problema, ao configurar o arranjo RAID você indica quais unidades devem fazer parte do arranjo. As demais seguem funcionando normalmente de forma independente.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites



Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×