Ir ao conteúdo
Entre para seguir isso  

Tecnologia de Gravação Perpendicular

       
 101.208 Visualizações    Tutoriais  
 7 comentários

Tudo o que você precisa saber sobre a nova tecnologia de gravação perpendicular usada nos discos rígidos mais novos.

Tecnologia de Gravação Perpendicular

Introdução

A maioria dos discos rígidos encontrados no mercado hoje utiliza um tipo de tecnologia de gravação chamada longitudinal, onde os bits são gravados na superfície magnética lado a lado. Este tipo de tecnologia de gravação vem sendo utilizado desde o lançamento dos primeiros discos rígidos. No entanto, um novo tipo de tecnologia de gravação, chamada perpendicular, vem sendo utilizada pelos discos rígidos mais novos e que permite uma maior densidade de gravação de dados do que a tecnologia longitudinal. Neste tutorial aprenda sobre a tecnologia de gravação perpendicular e como os dados são gravados na superfície magnética dos discos.

Os dados são lidos e gravados nos discos magnéticos graças ao fenômeno físico do eletromagnetismo. Em 1820, um físico chamado Hans Christian Oersted observou enquanto preparava uma aula de laboratório para seus alunos de Física que uma corrente elétrica passando por um fio ocasionava a deflexão do ponteiro de uma bússola. Quando a corrente elétrica era desligada o ponteiro da bússola voltava a ser alinhado com o campo magnético da Terra. Com isso, ele chegou a conclusão de que todo condutor (fio) cria um campo magnético ao seu redor quando há uma corrente elétrica passando. Quando a direção da corrente elétrica (ou polaridade) é invertida, a polaridade do campo magnético também é invertida.

Em 1831, um outro físico, chamado Michael Faraday, descobriu que o processo inverso também era verdade, ou seja, se um campo magnético forte o suficiente fosse criado poderia induzir corrente elétrica em um fio. Caso a direção do campo magnético fosse invertida, a direção do fluxo da corrente elétrica também seria.

Para entender como os dados são lidos e gravados nos discos rígidos e em outros dispositivos magnéticos tenha em mente essas duas propriedades do eletromagnetismo:

  • Todo condutor cria um campo magnético ao seu redor quando há uma corrente elétrica passando por ele.
  • Um campo magnético forte pode induzir corrente elétrica em um fio.

Isto é tudo o que você precisa saber para entender como os dados são lidos e gravados em seu disco rígido. A cabeça de leitura e gravação do disco é formada por um material condutor em formato de U (de cabeça para baixo) envolvido por uma bobina através da qual a corrente elétrica passa. No processo de escrita, uma corrente elétrica positiva ou negativa é aplicada na bobina o que faz com que um campo magnético seja criado na cabeça de leitura/gravação. Este campo magnetiza a superfície bem abaixo da cabeça, alinhando as partículas magnéticas para a esquerda ou para a direita dependendo da polaridade da corrente elétrica. Lembre-se que a inversão da polaridade da corrente elétrica resulta também na mudança de polaridade do campo magnético. Um bit de dado armazenado nada mais é do que uma seqüência de partículas magnetizadas.

Tecnologia de Gravação Perpendicular
Figura 1: Cabeça de leitura e gravação.

No processo de leitura, quando a cabeça passa por uma área magnetizada, uma corrente elétrica positiva ou negativa é induzida nela, permitindo a leitura dos bits armazenados.

Na próxima página falaremos sobre como a tecnologia de gravação perpendicular funciona e a compararemos com a tecnologia de gravação longitudinal.

Compartilhar



  Denunciar Artigo
Entre para seguir isso  

Comentários de usuários


Fala galera... gostaria de fazer uma contribuição!

Na página 2 do artigo, logo próximo à figura 3, tem um parágrafo:

"Já na tecnologia de gravação perpendicular, as partículas magnéticas estão alinhadas verticalmente (perpendicularmente) na superfície do disco, como você pode ver na Figura 2."

que deve se referir à figura 3, não é mesmo?

Bem interessante o artigo!

Abraços a todos.

valeu

:bandeira: BRASIL 3 X 0 gana

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Ótimo tópico!!! :palmas:

Eu já vi HD's externos de 1TB por aí, mas acho que ainda é gravação longitudinal...

Só desejo que não haja queda no desempenho...

----------------------

"Já na tecnologia de gravação perpendicular, as partículas magnéticas estão alinhadas verticalmente (perpendicularmente) na superfície do disco, como você pode ver na Figura 2."

que deve se referir à figura 3, não é mesmo?

Eu acho que tá tudo certinho onde você comentou.

Como a última atualização do artigo foi feita em 26 de junho e seu post é de 27, acho que você se confundiu...

:joia:

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Perfeito Tutorial Mais eu sobe de ums hds a base de luz nu sei não

so que ele cabe bem maisdo que os magneticos

se alguem souber me fala

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Olá!

Estou usando faz aproximadamente 1 mês o HD da Seagate com gravação perpendicular de 320GB, antes eu usava um Western Digital de 250 IDE.

Sinceramente, não vi um desempenho muito significativo de desempenho em relação ao meu antigo WD. Pra carregar jogos ele é um puoco mais rápido, mas nada estão animador.

Estou contente e não me arrependo pela troca, so acho que ele deve ser mais confiável que os 7200.9

Espero ter contribuído.

Abraço!

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Estou usando faz aproximadamente 1 mês o HD da Seagate com gravação perpendicular de 320GB, antes eu usava um Western Digital de 250 IDE.

Tomate, eu não sabia que existia perpendicular com 320GB, achei q começava com mais de 700GB, se for assim não vejo vantagem num desses, a não ser que seja o mesmo preço!!

Aproveito para sugerir a correção de um erro conceitual na matéria. Foi citado que um "campo magnético muito forte" pode induzir uma corrente elétrica em um material condutor.

Corrijo dizendo que nem o campo magnético mais forte do mundo poderia induzir uma corrente. O que induz uma corrente é a variação de um campo magnético. Assim quando se varia o campo magnético na cabeça de leitura (devido ao movimento da cabeça sobre as zonas magnetizadas em direções opostas), uma corrente elétrica é induzida na bobina e a direção da corrente induzida informará se o bit é 0 ou 1.

Esclarecido?

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Tomate, eu não sabia que existia perpendicular com 320GB, achei q começava com mais de 700GB, se for assim não vejo vantagem num desses, a não ser que seja o mesmo preço!!

Aproveito para sugerir a correção de um erro conceitual na matéria. Foi citado que um "campo magnético muito forte" pode induzir uma corrente elétrica em um material condutor.

Corrijo dizendo que nem o campo magnético mais forte do mundo poderia induzir uma corrente. O que induz uma corrente é a variação de um campo magnético. Assim quando se varia o campo magnético na cabeça de leitura (devido ao movimento da cabeça sobre as zonas magnetizadas em direções opostas), uma corrente elétrica é induzida na bobina e a direção da corrente induzida informará se o bit é 0 ou 1.

Esclarecido?

Tenho um desses 320 a um ano - logo quando lançou, comprei.

ST3320620AS.Seagate Barracuda 7200.10 - PERFEITAMENTE PERFEITO - NÃO ME ARREPENDO NÃO - E LOGO ESTAREI COMPRANDO O SEGUNDO PARA RAID

(12/07/2008)

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×