Entre para seguir isso  
Seguidores 0

Teste das Unidades SSD Kingston HyperX Predator 480 GiB vs. Kingston HyperX Savage 480 GiB

        37.042 Visualizações     11 comentários     Testes   

Vamos comparar o SSD Kingston HyperX Predator de 480 GiB, que utiliza interface PCI Express 2.0 x4, com o Kingston HyperX Savage também de 480 GiB, que utiliza interface SATA-600.

Rafael Coelho Editor-chefe do Clube do Hardware

Introdução

Os SSDs disponíveis no mercado estão cada vez mais rápidos, e o formato de 2,5 polegadas com interface SATA-600 está se tornando um fator limitador para o seu aumento de desempenho. Por isso, modelos topo de linha estão começando a fazer uso da interface PCI Express. Em nosso teste de hoje, iremos comparar dois SSDs topo de linha da Kingston: o HyperX Savage, que usa formato de 2,5 polegadas e interface SATA-600 (600 MB/s), e o HyperX Predator, que utiliza uma interface PCI Express 2.0 x4 (2 GB/s), ambos de 480 GiB. Vamos ver qual a diferença de desempenho entre estes dois modelos.

O SSD HyperX Savage da Kingston é o modelo mais topo de linha do fabricante no formato de 2,5 polegadas. Ele usa interface SATA-600 e está disponível em capacidades de 120 GiB a 960 GiB.

Já o HyperX Predator é uma unidade que usa o formato M.2 2280 (ou seja, com 80 mm de comprimento) e interface PCI Express 2.0 x4. Ele pode ser encontrado avulso (apenas a placa M.2) ou acompanhado de uma placa adaptadora que permite que seja instalado em um slot PCI Express x4, necessária caso sua placa-mãe não ofereça um slot M.2 com conexão PCI Express x4. As capacidades disponíveis são de 240 GiB e 480 GiB.

Em nossos testes, vamos comparar o desempenho das duas unidades, ambas com 480 GiB de capacidade.

Lembre-se, porém, que apesar de estarmos comparando os resultados dessas duas unidades, elas não são concorrentes diretas, por serem voltadas a diferentes mercados e situarem-se em patamares de preço muito diferentes. O HyperX Savage é considerado um modelo de 2,5 polegadas topo de linha para usuários domésticos, mas o HyperX Predator é um modelo voltado para o mercado “entusiasta” de alto desempenho, ou mesmo para servidores de bancos de dados de pequeno porte. Desta forma, nosso comparativo serve mais para refletir as diferenças de desempenho entre dois produtos de categorias diferentes do que para comparar dois produtos similares.

Antes de prosseguirmos com este teste, nós sugerimos a leitura do tutorial “Anatomia das unidades SSD”, onde você encontrará informações sobre estas unidades. Ambas as unidades SSD testadas utilizam chips de memória MLC.

Na tabela abaixo nós comparamos as duas unidades testadas.

Fabricante

Modelo

Código do Modelo

Capacidade Nominal

Formato

Interface

Preço nos EUA

Preço no Brasil

Kingston

HyperX Predator

SHPM2280P2H/480G

480 GiB

M.2

PCI Express 2.0 x4

US$ 490

R$ 2.400

Kingston

HyperX Savage

SHSS37A/480G

480 GiB

2,5 polegadas

SATA-600

US$ 290

R$ 1.300

Os preços foram pesquisados no dia da publicação deste teste. Na tabela abaixo, nós fornecemos um comparativo os detalhes técnicos das duas unidades.

Modelo Controlador Buffer Memória
Kingston HyperX Predator Marvell 88SS9293 2 x 512 MiB DDR3L-1600 Kingston D2516EC4BXGGB 8x 64 GiB Toshiba TH58TEG9DDKBA8H
Kingston HyperX Savage Phison PS3110-S10 512 MiB DDR3L-1600 Nanya NT5CC256M16CP-DI 16x 32 GiB Kingston FQ32B08UCT1-C0

Compartilhar



Entre para seguir isso  
Seguidores 0

Comentários de usuários


Muito bom! :)

 

O próximo hardware que pretendo comprar é justamente uma unidade SSD. Mas como o total de contas a pagar mensal é sempre maior do que o de contas a receber, a previsão é para o final deste ano! :lol:

 

@Rafael Coelho, uma curiosidade: minha placa-mãe suporta somente o SATA-300. Você já fez algum teste (ou já viu algum) que comparasse o desempenho de uma unidade SSD SATA-600 em uma máquina com SATA-300 e em outra com o SATA-600?

 

Nominalmente o desempenho é o dobro, mas sabemos que na prática não é assim. Que será melhor numa placa-mãe com SATA-600 eu sei, mas fico pensando se o ganho é realmente significativo a ponto de justificar a troca da placa-mãe.

 

Notei um pequeno erro de grafia na última página (9), segundo parágrafo: "Disto isto" em lugar de "Dito isto".

 

Parabéns pela análise e obrigado, Rafael! thumbsup.gif

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Muito bom! :)

 

O próximo hardware que pretendo comprar é justamente uma unidade SSD. Mas como o total de contas a pagar mensal é sempre maior do que o de contas a receber, a previsão é para o final deste ano! :lol:

 

@Rafael Coelho, uma curiosidade: minha placa-mãe suporta somente o SATA-300. Você já fez algum teste (ou já viu algum) que comparasse o desempenho de uma unidade SSD SATA-600 em uma máquina com SATA-300 e em outra com o SATA-600?

 

Nominalmente o desempenho é o dobro, mas sabemos que na prática não é assim. Que será melhor numa placa-mãe com SATA-600 eu sei, mas fico pensando se o ganho é realmente significativo a ponto de justificar a troca da placa-mãe.

 

Notei um pequeno erro de grafia na última página (9), segundo parágrafo: "Disto isto" em lugar de "Dito isto".

 

Parabéns pela análise e obrigado, Rafael! thumbsup.gif

 

Obrigado!

Ligar um SSD em uma porta SATA-300 vai limitar o desempenho em 300 MB/s. Em um SSD básico que atinja velocidades da ordem de 450 MB/s, isso vai reduzir o desempenho. Mas na prática, para tarefas como iniciar o sistema operacional ou abrir programas, ainda assim vai ser muito mais rápido do que um HD, por conta do tempo de procura muito mais baixo.

Errinho corrigido, valeu.

1 pessoa curtiu isso

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Obrigado!

Ligar um SSD em uma porta SATA-300 vai limitar o desempenho em 300 MB/s. Em um SSD básico que atinja velocidades da ordem de 450 MB/s, isso vai reduzir o desempenho. Mas na prática, para tarefas como iniciar o sistema operacional ou abrir programas, ainda assim vai ser muito mais rápido do que um HD, por conta do tempo de procura muito mais baixo.

Errinho corrigido, valeu.

 

Exatamente. Por isto já decidi pela compra: mesmo limitado, ficará melhor.

 

Mas eu ainda fico curioso quanto ao significado dessa perda, na prática. E talvez esta seja também uma dúvida de outras pessoas: valeria a pena trocar a placa-mãe para obter o desempenho máximo? Quanto melhor ficaria se o desempenho não fosse limitado?

 

Algo me diz que o custo x benefício aponta na direção de não trocar a placa-mãe. Mas estou especulando, não tenho qualquer informação concreta para afirmar isto. Então, deixo como sugestão para um teste, @Rafael Coelho. Se não for possível fazê-lo e você (ou alguém que estiver lendo) já tiver visto algum teste assim, fico grato pela informação do link.

Editado por Duda Sgluber
1 pessoa curtiu isso

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Parabéns pelo artigo. Eu sempre fiquei curioso em saber qual o real desempenho de um SSD SATA 3 ligado em SATA 2. Uma hora irei testar.

1 pessoa curtiu isso

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Tenho um SSD e utilizo em uma placa mãe antiga (Intel G41 + ICH7). Uma imagem de alguns testes no Aida64 (pc assinatura)

 

diskbench.png

1 pessoa curtiu isso

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Tenho um SSD e utilizo em uma placa mãe antiga (Intel G41 + ICH7). Uma imagem de alguns testes no Aida64 (pc assinatura)

 

Valeu, @Cerojunior! :)

 

Eu ainda gostaria de ver algo similar ao que você postou mas em 2 testes, cada um gerado por uma máquina diferente, desde que em uma delas o SSD estivesse conectado a uma porta SATA-300 ("SATA II") e na outra a uma porta SATA-600 ("SATA III"). Em outras palavras: um teste em que a única diferença seriam as placas-mãe.

 

Apesar de sabermos que a diferença entre placas-mãe/chipsets é suficiente para mudar o desempenho, eu acho que um teste assim seria muito interessante porque poderia revelar o contrário, ou seja: na prática, talvez não exista grande diferença que justifique trocar uma placa-mãe pelo real ganho de performance de um SSD conectado a 300 ou a 600 MB/s.

Editado por Duda Sgluber

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

@Cerojunior

 

Interessante as imagens, valeu. Irei testar o desempenho real para o meu caso. Infelizmente não poderei compartilhar imagens aqui já que essa metodologia não é medida por nenhum programa.

Editado por agnaldoreis

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
SSD HYPERX KINGSTON SHPM2280P2H/240G - Predator 240G

Preço sugerido no Brasil: R$ 1.599,00

 

Não vi o de 480G por aqui ainda..

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Pergunta posso instalar o Sintema Operacional direto nesse HD SSD Kingston HyperX Predator, sem ter a necessidade de ter outro HD no PC. E como seria a instalação?

E este SSD Predator é compatível com todos os tipos de chipset de placa Mãe. Tenho uma Maximus V Extreme chipset Z77, rodaria legal.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Muito bom! :)

 

O próximo hardware que pretendo comprar é justamente uma unidade SSD. Mas como o total de contas a pagar mensal é sempre maior do que o de contas a receber, a previsão é para o final deste ano! :lol:

 

@Rafael Coelho, uma curiosidade: minha placa-mãe suporta somente o SATA-300. Você já fez algum teste (ou já viu algum) que comparasse o desempenho de uma unidade SSD SATA-600 em uma máquina com SATA-300 e em outra com o SATA-600?

 

Nominalmente o desempenho é o dobro, mas sabemos que na prática não é assim. Que será melhor numa placa-mãe com SATA-600 eu sei, mas fico pensando se o ganho é realmente significativo a ponto de justificar a troca da placa-mãe.

 

Notei um pequeno erro de grafia na última página (9), segundo parágrafo: "Disto isto" em lugar de "Dito isto".

 

Parabéns pela análise e obrigado, Rafael! thumbsup.gif

 

Valeu, @Cerojunior! :)

 

Eu ainda gostaria de ver algo similar ao que você postou mas em 2 testes, cada um gerado por uma máquina diferente, desde que em uma delas o SSD estivesse conectado a uma porta SATA-300 ("SATA II") e na outra a uma porta SATA-600 ("SATA III"). Em outras palavras: um teste em que a única diferença seriam as placas-mãe.

 

Apesar de sabermos que a diferença entre placas-mãe/chipsets é suficiente para mudar o desempenho, eu acho que um teste assim seria muito interessante porque poderia revelar o contrário, ou seja: na prática, talvez não exista grande diferença que justifique trocar uma placa-mãe pelo real ganho de performance de um SSD conectado a 300 ou a 600 MB/s.

 

Duda, básicamente o unico gargalo que teria, seria na transferência de arquivos, ou seja se o SSD consegue até 550 MB/s, na SATA 300 vai só a 300 MB/s. Porém vou te dizer uma coisa, você jamais vai sentir isso na prática, a não ser que esteja pensando em usar 2 SSDs, 1 para OS e outro para arquivos, assim você sentiria essa limitação, fora isso em configurações SSD + HD para arquivo, o HD vai gargalar a transferência muito antes do SSD, assim para que um HD convencional tenha a velocidade de transferência do SSD na SATA 300, você teria que ter 3 em raid 0, pois a taxa de transferencia e escrita comum de HDs varia de 100 MB/s a 140 MB/s no máximo, assim em raid 0 triplicaria o valor, e iria para 300 ~ 420 MB/s, e mesmo assim, nessa configuração de raid 0, os 3 HDS seriam mais lentos no quesito de arquivos aleatórios em 4k em cerca de 3 vezes, ou seja o SSD ainda iria iniciar programas e o sistema mais ou menos e hipoteticamente(pois são dados de benchmark) 3 vezes mais rápido basicamente.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Duda, básicamente o unico gargalo que teria, seria na transferência de arquivos, ou seja se o SSD consegue até 550 MB/s, na SATA 300 vai só a 300 MB/s. Porém vou te dizer uma coisa, você jamais vai sentir isso na prática, a não ser que esteja pensando em usar 2 SSDs, 1 para OS e outro para arquivos, assim você sentiria essa limitação, fora isso em configurações SSD + HD para arquivo, o HD vai gargalar a transferência muito antes do SSD, assim para que um HD convencional tenha a velocidade de transferência do SSD na SATA 300, você teria que ter 3 em raid 0, pois a taxa de transferencia e escrita comum de HDs varia de 100 MB/s a 140 MB/s no máximo, assim em raid 0 triplicaria o valor, e iria para 300 ~ 420 MB/s, e mesmo assim, nessa configuração de raid 0, os 3 HDS seriam mais lentos no quesito de arquivos aleatórios em 4k em cerca de 3 vezes, ou seja o SSD ainda iria iniciar programas e o sistema mais ou menos e hipoteticamente(pois são dados de benchmark) 3 vezes mais rápido basicamente.

A transferência de arquivos é a menor diferença (você pode até desconsiderá-la). A diferença real está no acesso aos arquivos que é muitoooooooooo mais rápido no SSD do que no HD.

Para realizar um teste e ver isso, no SSD, você pode ligar o computador e abrir 20 programas ou mais em torno 30 segundos. No HD, espera sentado e chora. :cry:

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!


Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.


Entrar agora