Ir ao conteúdo
Entre para seguir isso  

Teste do Servidor de Arquivos Thecus N5200

       
 63.592 Visualizações    Testes  
 7 comentários

O Thecus N5200 é um servidor de arquivos (NAS) de alto desempenho – uma caixa onde você instala discos rígidos e os compartilha em sua rede – com cinco baias suportando RAID 0, 1, 5, 6, 10 e JBOD e muitos outros recursos.

Teste do Servidor de Arquivos Thecus N5200
Gabriel Torres Editor executivo do Clube do Hardware

Introdução

O Thecus N5200 é um servidor de arquivos (NAS, Network Attached Storage, literalmente “Armazenamento Ligado à Rede”) de alto desempenho, uma caixa onde você instala discos rígidos e os tornam disponíveis em sua rede. O modelo testado permite a instalação de até cinco discos rígidos e suporta o RAID 0, 1, 5, 6, 10 e JBOD, além de ter três portas USB, uma porta eSATA e duas portas Gigabit Ethernet. Como é o desempenho do Thecus N5200 se comparado com outros servidores de arquivos NAS? Confira.

Thecus N5200
Figura 1: Thecus N5200.

Com um servidor de arquivos como este você pode resolver basicamente dois problemas em sua rede. Primeiro, ele oferece uma localização central para o armazenamento de arquivos. Normalmente em pequenas redes o compartilhamento de arquivos é feito através do compartilhamento de pastas em computadores e o computador onde os arquivos estão armazenados precisa estar ligado para que você possa acessá-los. Enquanto que em um ambiente doméstico quase não há problemas de desempenho, em ambientes coorporativos o desempenho pode ser um problema, especialmente se estivermos falando de grandes volumes de dados (tais como grandes arquivos manipulados em estúdios gráficos) sendo acessados por mais de um usuário. Se você for trabalhar depois do expediente e o usuário do computador já tiver ido embora e colocado uma senha no computador, você pode ter sérios problemas.

A segunda vantagem dos servidores de arquivos NAS é que eles normalmente também funcionam como servidores de impressão. Em uma rede típica se a impressora não estiver conectada em um dispositivo externo que funcione como um servidor de impressão (alguns roteadores de banda larga tem esta capacidade) então o computador onde a impressora está conectada precisa ficar ligado o tempo inteiro caso você queira imprimir documentos. Praticamente todos os servidores de arquivos NAS possuem pelo menos uma porta USB onde você pode instalar sua impressora e configurar o servidor NAS como servidor de impressão, dispensando assim a utilização de um computador ligado o tempo todo para você poder imprimir seus documentos.

Você pode ainda descarregar fotos da sua câmera digital diretamente no servidor NAS através de uma porta USB, disponibilizando as fotos imediatamente para todos os usuários da sua rede. Dessa forma você não precisa descarregar as fotos em seu computador para depois transferi-las para o servidor NAS. Os servidores de arquivos NAS também podem ser acessados por câmeras de segurança baseadas no protocolo IP, o que permite a elas armazenarem os vídeos diretamente no servidor NAS.

Os servidores de arquivos NAS são mais do que simples caixas onde os discos rígidos são instalados, já que eles aceitam configuração RAID de modo a aumentar o desempenho de armazenamento, aumentar a confiabilidade dos dados armazenados, ou ambos. Os dois modos RAID padrão – 0 para aumentar o desempenho e 1 para espelhamento – são permitidos por todos os servidores de arquivos NAS, mas os níveis mais avançados, especialmente o 5 e 6, não são suportados em servidores de arquivos NAS mais simples. O Thecus N5200 tem como vantagem em relação aos produtos concorrentes o suporte aos níveis RAID 5 (um sistema RAID0 que armazena informações de paridade de modo a aumentar a confiabilidade) e o RAID 6 (um sistema RAID5 mais confiável, armazenando mais informações de paridade). Para mais informações sobre o RAID, leia nosso tutorial Tudo o Que Você Precisa Saber Sobre o RAID, e para uma discussão mais detalhada sobre as diferenças entre o RAID5 e RAID6, leia nosso tutorial Vantagens do RAID6 Sobre o RAID0 e o RAID5.

É importante saber que para obter seu desempenho máximo você TEM QUE usar uma rede Gigabit Ethernet. Redes Fast Ethernet (100 Mbps) são limitadas a uma taxa de transferência máxima teórica de 12,5 MB/s (100 Mbps / 8), que é MUITO lenta, especialmente para as transferências de arquivos grandes. Uma imagem de um DVD de 4,7 GB sendo copiada entre dois computadores em uma rede 100 Mbps leva 376 segundos – isto é, mais de 6 minutos – para ser copiada. Na verdade leva mais tempo, já que esta taxa de transferência é a máxima teórica e no mundo real a taxa de transferência máxima obtida é menor do que esta.

As redes Gigabit oferecem um desempenho 10 vezes maior em relação às redes Fast Ethernet, transmitindo dados a uma taxa de transferência máxima de 125 MB/s (1000 Mbps / 8). A mesma imagem de um DVD seria transferida em apenas 37,6 segundos (um pouco mais em razão do que explicamos acima).

Portanto não faz o menor sentido comprar um servidor de arquivos NAS topo de linha – como é o caso do Thecus N5200 – para usar em uma rede de 100 Mbps. Se você não planeja migrar sua rede para Gigabit Ethernet (isto é muito fácil de fazer, como explicaremos) então não compre este produto. Você pode economizar um bom dinheiro comprando um servidor NAS simples, já que ambos terão o mesmo desempenho em uma rede de 100 Mbps.

Migrar sua rede para Gigabit é MUITO fácil. Se você tem uma rede em sua casa ou escritório você provavelmente tem um roteador de banda larga compartilhando a conexão com a internet com todos os computadores, além de permitir que eles compartilhem pastas e impressoras. Você tem duas opções. Você pode substituir o seu roteador de banda larga por um que tenha um switch Gigabit Ethernet integrado ou então você pode comprar um switch Gigabit e instalá-lo em sua rede.

Se você decidir pela segunda opção, tudo o que você precisa fazer é conectar todos os computadores no novo switch Gigabit e instalar um cabo de rede em uma das portas do switch (não importa a porta) em uma porta LAN disponível em seu roteador. Dessa forma o seu roteador terá apenas dois cabos conectados: um cabo conectado em sua porta WAN ligando o roteador ao modem de banda larga, e outro cabo em uma das portas LAN (não importa qual) ligando o roteador ao switch Gigabit.

Confie no que estamos falando: este upgrade valerá muito a pena se você transfere arquivos grandes entre seus computadores.

Compartilhar



  Denunciar Artigo
Entre para seguir isso  

Comentários de usuários


Eu consigo colocá-lo em um domínio WINDOWS 2003 Server e aplicar as diretivas de segurança?

Aplicar os controles de acesso por usuário ou grupo de usuários?

Porque parece ser uma ótima opção e inclusive a baixo custo para armazenamento de dados.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

acho que faltou no teste o principal:

RAID5 ou RAID6!!!

Ninguém compra um NAS pra rodar em RAID0!!! Esse array deveria ser em RAID1, já sabendo que a ideia do NAS é usá-lo para dados importantes, mídia, back-up de computadores da rede, ou seja, basicamente DADOS. Pra que usar RAID 0 numa rede gigabit?????

O principal uso do NAS é para biblioteca multimídia, colocar aquela coleção gigante de filmes, etc. RAID 0 ou RAID 1 não exige quase nada do processador, portanto o teste com o RAID 5 é essencial. Muitos NAS disponíveis no mercado tem bom desempenho em RAID 1 e quando usados em RAID 5 viram uma carroça pelo cálculo da paridade nos processadores fracos.

Recomendo uma visita ao http://www.smallnetbuilder.com/

Portanto testes de NAS de dois discos devem ser feitos com RAID 1.

3 ou mais discos RAID 5, para segurança e mais espaço disponível. Saber se o NAS suporta discos de 1TB e 1.5TB também é essencial. Pra que comprar um NAS pra colocar discos menores de 750GB? O custo por GB é inviável com discos menores que 640GB.

faltou também falar das funcionalidades, ao invés de falar sobre funcionamento básico do NAS. Suporte a downloads torrent, servidor itunes, opções de segurança, etc.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

O problema é que esse servidor nao tem muito suporte, seria legal se uma empresa de servidor NAS disponibilizasse um suporte decente em portugues... Acho que esse é o maior problema.

Se alguma coisa der errado, quem vai ajudar? Custa caro arriscar nesse caso.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Nossa, bem bacana!

Aonde tem para comprar aqui no Brasil? (Lembrando que só compro com Nota Fiscal)

Cara, você consegue na WAZ Hardware Store (www.waz.com.br). E o mais legal: lá os caras são bem honestos, somente trabalham com nota fiscal, garantia e procedencia. Os caras consegue praticamente qualquer coisa!!!

Um abraço!!!

Editado por Azaghlevy

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×