Ir ao conteúdo
Entre para seguir isso  

Tudo o Que Você Precisa Saber Sobre a Tecnologia Smart Response da Intel

       
 118.723 Visualizações    Artigos  
 9 comentários

Neste artigo nós explicaremos tudo o que você precisa saber sobre a tecnologia Smart Response da Intel, um dos recursos mais interessantes do chipset Intel Z68, incluindo testes de desempenho.

Tudo o Que Você Precisa Saber Sobre a Tecnologia Smart Response da Intel

Introdução

A tecnologia Intel Smart Response (SRT) foi desenvolvida para ser um meio-termo entre os discos rígidos mecânicos e as unidades SSD, combinando os dois. Embora unidades SSD com grande capacidade de armazenamento sejam caras, modelos com capacidade de armazenamento inferiores são mais baratos e apresentam níveis de desempenho similares. A tecnologia SRT da Intel permite a você usar uma unidade SSD de baixa capacidade de armazenamento para acelerar o desempenho de um disco mecânico, usando a unidade SSD como cache.

Até agora nada havia sido desenvolvido como um meio-termo. Claro que há no mercado produtos como o disco rígido híbrido Seagate Momentus XT, que acelera operações de leitura usando um cache de 4 GB, mas na maioria dos testes este disco foi facilmente batido pelo os discos VelociRaptor da Western Digital.

O cache SSD não é algo novo e tem sido usado durante anos de diferentes maneiras, como na tecnologia Intel Turbo Memory (também conhecida como Robson), lançada em 2006. Mas esta implementação só ganhou força agora com o lançamento do chipset Intel Z68, que suporta um cache de entrada/saída na forma da tecnologia SRT.

A tecnologia Smart Response aumenta o desempenho de disco ao copiar os arquivos e programas mais acessados pelo usuário do disco rígido para a unidade SSD. O software SRT só é capaz de copiar alguns arquivos por causa da capacidade de armazenamento limitada da unidade SSD, por isso ele monitora e identifica quais são os programas e arquivos mais acessados pelo o usuário. O software também identifica os arquivos que você acessa uma vez ou outra, como arquivos de música e vídeo.

Como o programa de gerenciamento tem que “aprender” sobre o comportamento de acesso do usuário, o benefício da tecnologia SRT não é percebido logo de cara. Mas o software pode se adaptar aos hábitos de acesso do usuário, o que representar benefícios em longo prazo. O sistema operacional reconhece o arranjo disco rígido/unidade SSD como sendo apenas um dispositivo de armazenamento em vez de dois separados.

Para usar a tecnologia SRT, você precisará de três componentes: uma placa-mãe baseada no chipset Intel Z68, uma unidade SSD e um disco rígido. A unidade SSD e o disco rígido podem ser de qualquer tamanho, mas vale ressaltar que a tecnologia SRT só reconhece unidades SSD com até 64 GB, e não faz sentido instalar uma com capacidade maior do que esta.

Editado por

Compartilhar



  Denunciar Artigo
Entre para seguir isso  

Comentários de usuários


Ótimo teste, agora já sei indicar e montar um pc bom para quem usa os produtos da adobe pois eles leem muitos arquivos pequenos que as vezes tornam-se lenta a inicialização do mesmo

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

http://www.newegg.com/Product/Product.aspx?Item=N82E16820227607

Um SSD de 40Gb da OCZ tá US$ 104,00 como mostra o link acima da newegg. Nao acham caro pagar US$ 100,00 num SSD de 20GB???? Por um pouco mais ( US$ 125,00 ) você pega um com 60GB q dah pra colocar o win7 mais todos os aplicativos q você desejar e ainda cabe espaço para alguns jogos e videos.

Seria interessante complementar o teste com um arranjo de SSD "puro", como o do meu desktop ( SSD de 128GB para o OS e todos os programas e os arquivos ficam no HD mecanico de 7200 rpm ) e aih, sim, fazer um comparativo de verdade.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Excelente teste, estou pensando seriamente em usar um SSD de 64GB+HD no meu computador, em vez de 128GB para windows+jogos e HD para armazenamento.

Pelos testes a performance fica praticamente a mesma, o único problema é o risco dos dados ficarem fora de SSD em algumas situações

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Queria ver com um ssd de 64gb "comum" comparado com esse "especial" de 20gb no srt.

O SSD nem é tão "especial" assim. Veja que as velocidades citadas de leitura e escrita são mais baixas, a única "vantagem" seria que ele utiliza memória SLC que tem vida útil maior.

Assim se utilizado um SSD com a mesmas características, a otimização deve ocorrer de forma igual.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Eu particularmente não gostei dessa nova tecnologia SRT... além de não ter um desempenho tão bom quanto um SSD "separado" (mesmo a diferença sendo pouca), limita o tamanho do SSD que pode ser usado...

Outra coisa que eu ACHO que pode acontecer é que muita gente (eu pelo menos) muda o conteúdo que mais acessa de tempos em tempos... ninguém passa o resto da vida jogando o mesmo jogo ou escutando as mesmas músicas, usando os mesmos programas... isso implica que o SSD vai estar constantemente renovando o seu conteúdo, o que vai resultar em um número muito maior de vezes em que você grava/apaga dados no mesmo, e isso vai pegar justamente num ponto fraco do SSD: vida útil (se comparado a um HDD). Só faz sentido então se for pra usar SSD com chips SLC (que têm vida útil maior), que são mais caros do que os que usam chips MLC...

Resumindo tudo, eu ACHO que ainda vale a pena comprar um SSD maior, colocar o Windows (ou outro sistema que você preferir), os programas e ficar administrando você mesmo o conteúdo dele... mas eu posso estar errado, é só o que eu acho. :D

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Sinceramente não faz sentido algum usar essa tecnologia Smart Response se voce tem um SSD bom e com tamanho que suporte a instalacao so SO e de programas sem precisar recorrer ao HD.

Nesse caso é muito melhor e mais simples, simplesmente instalar o SO o SSD.

Acho que a grande e ótima ideia dessa tecnologia é permitir o uso de SSDs menores e mais baratos, que não comportam a instalacao inteira de um SO + programas, sendo apenas usado como "memória cache" para agilizar o sistema.

Sendo assim permitirá a popularização dos SSDs, inclusive bem pequneos como alguns de 20gb que ja estão até vindo incorporados em algumas placas mães já de fábrica.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Olá, dúvida sobre o SRT e já vi que usuários mundo afora com a mesma dúvida.

As placas mãe tem vindo com apenas DUAS portas SATA 3 e geralmente 4 SATA 2, algumas placas estou vendo que vem com 4 portas SATA 3, porém 2 controladas pelo chipset da Intel e outras duas controladas por outro chip RAID... em fim.

Seria possível ligar dois HDs SATA 3 de 500Gb ou 1Tb cada em RAID e ligar o SSD de 60Gb em uma porta SATA 2 e habilitar o SRT ???

Ou só funciona com UM HD + um SSD ambos nas portas SATA 3 ???

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×