Ir ao conteúdo

Mitos do hardware #14: como testar fontes de alimentação

       
 8.529 Visualizações    Vídeos  
 21 comentários

Neste episódio, explicamos porque a maioria das pessoas testa fontes de alimentação de maneira equivocada.

Mitos do hardware #14: como testar fontes de alimentação
Gabriel Torres Editor executivo do Clube do Hardware


Comentários de usuários


Bom dia, ótimo vídeo, aqui meu método de ver se está estável, e ver se as tensões variam muito é abrir gpuz e winrar e mandar rodar os testes de ambos, um usa gpu bastante e outro cpu e mando roda os 2 ao mesmo tempo, e vejo no aida64 como esta as voltagens durante o teste, nesta tela abaixo tem todos os sensores disponíveis e sao mostrados em tempo real atualizando-o a cada segundo, da pra ver ali se esta caindo tensão quando em uso intenso de cpu e gpu e em idle, é uma maneira simples de verificar se fonte esta dando conta no seu conjunto, deixando pelo menos uns 20 minutos em carga máxima cpu e gpu pra ver desde a temperatura como esta, e  as voltagens todas, se esta abaixo do padrão, geralmente fonte ruim sempre fica abaixo.

 

RhR1.png

Editado por xmauro

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Como eu testo fontes::(-*:

 

1º Utilizo um testador de fontes;

2º Usando lâmpadas automotivas de 6 e 12V aplico carga nas saídas da fonte e      faço testes com o multímetro;

3º Faço o mesmo utilizando um osciloscópio analógico de 25MHz, usando uma      ponteira x1000. Com essa ponteira tenho o sinal amplificado e verifico se há      muito ruído nas saídas.

 

Não sei se estes são os métodos indicados para um bom teste de fontes. :tw_confused:

 

:-BEER

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Minha fonte no +5V ta dando 4.961V e na + 12v ta dando 11.704V , na 3.3 ta dando 3.328V, estranho as outras tensão estarem abaixo , não entendo mt disso , é normal essa tensão?

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Nossa ainda lembro da época em que entrava todo dia aqui no site só pra ver as fontes bombas HAUAHUAHAUA

aprendi muito e como faz falta estes testes viu ainda mais nos dias de hoje com tanta fonte bomba no mercado ...

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

@xmauro  medição de tensão por software nunca é confiável. Só mesmo com um multímetro para ter valores mais precisos.

 

Já vi muito print aqui com valores de tensão absurdos, por exemplo: 7 Volts na linha de 12 (assim o computador sequer ligaria).

 

@Ricardo RRY as tensões positivas podem ter uma variação de até 5%, segundo a especificação ATX. Mas é como eu disse, só com um multímetro pra ter certeza dos valores.

 

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
1 hora atrás, Gabriel Braga disse:

Nossa ainda lembro da época em que entrava todo dia aqui no site só pra ver as fontes bombas HAUAHUAHAUA

aprendi muito e como faz falta estes testes viu ainda mais nos dias de hoje com tanta fonte bomba no mercado ...

Também sinto saudades da época em que haviam os teste de fontes, Sr. @Gabriel Braga... A fonte do meu PC comprei depois de encontrar o teste dela aqui no site.

Mas como o Sr. @Gabriel Torres já disse em outros tópicos, propaganda de graça todo fabricante quer! E depois de lançar um produto ruim e ter a premiação com o selo de PRODUTO BOMBA!, aí reclamam que a metodologia de testes está errada mas não informam ou sequer sugerem onde está errada e como melhorar... Sem contar que não pagam pelos testes...

Quando a gente para para pensar de quem é a culpa pelos fabricantes brasileiros (geralmente brasileiros) de fontes oferecerem produtos tão ruins, como visto em alguns testes antigos realizados, a gente não sabe para quem apontar primeiro...

Agradeço pelo seu comentário! Abraço!

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

@rodrigo777mo Eu não recomendaria o teste usando lâmpadas como você faz, um teste usando um computador com um programa estressando o processador e a placa de vídeo seria mais adequado, na minha opinião. (É só questão de opinião.)

 

11 horas atrás, Jcalvino disse:

O vídeo no Youtube está sem o link para o fórum.

 

Obrigado, esquecimento meu, corrigido!

 

@André Ferreira da Silva Fico feliz em ver que você acompanha o que eu escrevo e fala e entendeu direitinho toda a problemática! :)

 

@Ricardo RRY Para a gente não desviar o foco, abra um tópico no setor de fontes e energia, mas o que o @Azarack falou está correto. A tolerância é de 5% para baixo ou para cima, mas deve ser medido com um multímetro e não com software. Programas de leitura de tensão apresentam muitos erros.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

se você comprar uma fonte melhor nova e n for a fonte antiga o problema, n precisa voltar pra fonte antiga kkk

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

O postagem está na área de artigos e quando clico pra ler é um vídeo, eu trabalho em um local onde o youtube não é permitido e no tempo livre gosto de ler, ai venho aqui e é um vídeo :(.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
4 horas atrás, Luiz Felipe Pereira disse:

O postagem está na área de artigos e quando clico pra ler é um vídeo, eu trabalho em um local onde o youtube não é permitido e no tempo livre gosto de ler, ai venho aqui e é um vídeo :(.

 

Ué, e por ser artigo não pode ser em vídeo?

 

Toda a série "Mitos do Hardware" é em vídeo. ;)

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
6 horas atrás, Luiz Felipe Pereira disse:

O postagem está na área de artigos e quando clico pra ler é um vídeo, eu trabalho em um local onde o youtube não é permitido e no tempo livre gosto de ler, ai venho aqui e é um vídeo :(.

 

Infelizmente é impossível agradar a todos. O pessoal vive reclamando que eu não faço mais vídeos, e aí quando eu faço, tem gente que reclama que não é artigo escrito... Abraços!

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

@Gabriel Torres Entendo perfeitamente, você está certo em fazer vídeos mesmo pois é mais fácil de se expressar e pode tirar um dinheiro com isso.

adicionado 1 minuto depois

@Evandro Pode sim, não estou criticando, só relatando a minha frustração.

 

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Meu teste "padrão" de fontes, além do teste de estresse, tem também o teste de "temperatura". Explico: ocorre muito com estas fontes genéricas delas começarem a ter dificuldade pra iniciar o computador pela manhã ou depois de um longo tempo desligado da rede. Então, após deixar um tempo ligado, reinicio e ele inicializa. Entrando no sistema, já com o gabinete aberto, executo o teste de estresse e checo com a mão mesmo a temperatura do ar que sai da fonte. Em geral, quando alterada, ela simplesmente não aquece, de forma nenhuma, demonstrando que não está gerando energia suficiente. Até o presente, não tive problemas com a identificação desta forma. Para quem não tem muitos recursos técnicos para efetivar o teste, vai aí como dica. 

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
17 horas atrás, Paulo Sérgio A Monteiro disse:

Meu teste "padrão" de fontes, além do teste de estresse, tem também o teste de "temperatura". Explico: ocorre muito com estas fontes genéricas delas começarem a ter dificuldade pra iniciar o computador pela manhã ou depois de um longo tempo desligado da rede. Então, após deixar um tempo ligado, reinicio e ele inicializa. Entrando no sistema, já com o gabinete aberto, executo o teste de estresse e checo com a mão mesmo a temperatura do ar que sai da fonte. Em geral, quando alterada, ela simplesmente não aquece, de forma nenhuma, demonstrando que não está gerando energia suficiente. Até o presente, não tive problemas com a identificação desta forma. Para quem não tem muitos recursos técnicos para efetivar o teste, vai aí como dica. 

 

Esse teste de temperatura só serve para fontes de baixa eficiência. Por exemplo, tenho uma Corsair RM850X. Como ela é de certificação 80 Plus Gold, não desperdiça muita energia com calor, mas certamente está entregando bastante energia. Pois é, no meu exemplo a gente vê que é uma Corsair 80 Plus Gold, mas tem muita fonte de boa qualidade e baixa potência equipando computadores Dell e HP, por exemplo, com eficiência superior a 85%. Daí fica difícil avaliar pela temperatura.

 

Em suma, se você sabe que a fonte que está na sua frente é muuuuito ruim, vale o teste.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Em ‎26‎/‎07‎/‎2017 às 16:35, Paulo Sérgio A Monteiro disse:

Meu teste "padrão" de fontes, além do teste de estresse, tem também o teste de "temperatura". Explico: ocorre muito com estas fontes genéricas delas começarem a ter dificuldade pra iniciar o computador pela manhã ou depois de um longo tempo desligado da rede. Então, após deixar um tempo ligado, reinicio e ele inicializa. Entrando no sistema, já com o gabinete aberto, executo o teste de estresse e checo com a mão mesmo a temperatura do ar que sai da fonte. Em geral, quando alterada, ela simplesmente não aquece, de forma nenhuma, demonstrando que não está gerando energia suficiente. Até o presente, não tive problemas com a identificação desta forma. Para quem não tem muitos recursos técnicos para efetivar o teste, vai aí como dica. 

Isso já aconteceu bastante comigo! Lembro que tinha que pegar um secador de cabelos, para aquecer a fonte por uns 30s para que conseguisse partir! Batava o tempo esfriar para ela só "pegar no tombo" rsrs. Olha que na época o pc era modesto: HD80 IDE, processador Celeron D315 de 2,13GHz e 512MB de ram e um gravador de cd e outro de DVD. Mas isso não durou muito: Tratei logo de dar uma reforçada nela e realizar algumas melhorias com adição de componentes que faltavam, resolvendo assim o problema da dificuldade de ligar quando fria (eram os capacitores do primário, rotulados em 330uF e na verdade eram de 180uF), até poder comprar uma seasonic de 520w, testada e recomendada aqui pelo site! Foi o único modelo dentre os testados no site que encontrei a venda na época aqui, junto com o meu fornecedor!

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Citação

3º Faço o mesmo utilizando um osciloscópio analógico de 25MHz, usando uma      ponteira x1000. Com essa ponteira tenho o sinal amplificado e verifico se há      muito ruído nas saídas.

 

X1000 nao é sinal /1000? Essa ponteira divide e nao amplifica

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Olá boa noite! Aqueles testadores de fontes( power supply tester), que conectamos a fonte e ele mede as tensões e mostra o tempo do power good, são confiáveis?

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Em 9/1/2017 às 13:40, Rayram Oliveira disse:

Olá boa noite! Aqueles testadores de fontes( power supply tester), que conectamos a fonte e ele mede as tensões e mostra o tempo do power good, são confiáveis?

 

Não servem para nada, conforme explicado no vídeo.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×