Ir ao conteúdo
Entre para seguir isso  

Teste da Fonte de Alimentação 3R System iCEAGE IA450HP80 450 W

       
 121.946 Visualizações    Testes  
 101 comentários

Vamos ver o que a sul-coreana 3R System está fazendo do outro lado do mundo. Será que sua fonte de 450 W presta? Vejamos

Teste da Fonte de Alimentação 3R System iCEAGE IA450HP80 450 W
Gabriel Torres Editor executivo do Clube do Hardware

Introdução

Temos sempre um prazer especial em testarmos fontes de alimentação de marcas que ainda não testamos. Por isso que estávamos ansiosos para testar o modelo de 450 W da sul-coreana 3R System, que começará a ser vendida em breve no Brasil. Será que ela é uma boa fonte? Confira.

3R System iCEAGE IA450HP80
Figura 1: Fonte de alimentação 3R System iCEAGE IA450HP80.

3R System iCEAGE IA450HP80
Figura 2: Fonte de alimentação 3R System iCEAGE IA450HP80.

A fonte de alimentação 3R System iCEAGE IA450HP80 mede 16 cm de profundidade e tem uma ventoinha de 140 mm localizada em sua parte inferior. Esta fonte não tem circuito PFC ativo, como você pode ver pela presença de uma chave 115 V/230 V na Figura 1. Esta fonte está disponível também em uma versão que funciona apenas na tensão de 230 V. Apesar de ela não ter PFC, internamente a fonte usa um projeto que é mais moderno do que o usado por fontes de baixo custo, como explicaremos depois.

Ela não tem sistema de cabeamento modular e todos os cabos possuem proteção de nylon, que sai de dentro da fonte. Os cabos inclusos são:

  • Cabo principal da placa-mãe com um conector de 20/24 pinos (55 cm).
  • Um cabo com dois conectores ATX12V que juntos formam um conector EPS12V (60 cm).
  • Dois cabos com um conector de seis/oito pinos para placas de vídeo cada (40 cm).
  • Dois cabos com três conectores de alimentação SATA cada (40 cm até o primeiro conector; 15 cm entre os conectores).
  • Um cabo com dois conectores de alimentação padrão para periféricos (40 cm até o primeiro conector; 15 cm entre os conectores).
  • Um cabo com dois conectores de alimentação padrão para periféricos e um conector de alimentação para a unidade de disquete (40 cm até o primeiro conector; 15 cm entre os conectores).

Esta configuração é compatível com um produto de 450 W. Todos os cabos utilizam fios 18 AWG, que é o mínimo recomendado.

3R System iCEAGE IA450HP80
Figura 3: Cabos.

Vamos agora dar uma olhada no interior desta fonte de alimentação.

Compartilhar



  Denunciar Artigo
Entre para seguir isso  

Comentários de usuários




Achei bonita.

Que falta faz um varistor nessa fonte?

Correção: Na Análise do Primário, página 4, tá assim "rede elétrica de 115 W esta fonte seria capaz de extrair até 920 W; " Não seria de 115V?

Aliás, eficiência de se admirar hein! Porque ela não tem 80 plus?

Editado por Alakazan

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

nossa, uma fonte pra concorrer com a OCZ 400SXS e com a Corsair CX400

quanto mais fontes nessa faixa de potencia tivermos, melhores vão ser os preços

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Achei bonita.

Que falta faz um varistor nessa fonte?

A fonte ficará mais sucetível a picos de energia vindos da rede elétrica. É recomendável então que você ligue essa fonte em um filtro de linha varistorizado, e não direto na tomada (e muito menos em um estabilizador).

Aliás, eficiência de se admirar hein! Porque ela não tem 80 plus?

Por alguns motivos:

A homologação 80Plus exige ainda um fator de potência de pelo menos 0,90. Uma fonte sem PFC (crreção do fator de potência) como essa dificilmente (na prática, nunca) atingirá isso. Essa fonte tem um fator de potência que, nos testes, ficou entre 0,60 e 0,70, bem abaixo do mínimo necessário.

Ainda que ela tivesse PFC passivo ou ativo, e que eventualmente tivesse o fator de potência correto, a homologação no 80 Plus é paga. Os fabricantes precisam pagar para que suas fontes recebam o selo caso passem no processo de avaliação. Como a homologação é cara, o fabricante talvez acabasse tendo que repassar esse preço pro consumidor, aumentando um pouco mais o preço da fonte.

Como o objetivo deles é fazer uma fonte low-cost, eles provavelmente ainda abririam mão da homologação.

Só lembrando que, como a metodologia do CdH é mais rígida que a da 80Plus, é provável que essa fonte aí conseguisse o selo 80 Plus Bronze pelo procedimento oficial (caso tivesse o fator de potência correto).

Editado por Feral
Adicionando a questão do fator de potência.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Valeu pelo teste Gabriel, mais é uma pena porque agora são só 2 b's "BOA E BONITA"......porque agora os vendedores vão começar importar essas fontes, e colocar preços bem "camaradas"

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Valeu pelo teste Gabriel, mais é uma pena porque agora são só 2 b's "BOA E BONITA"......porque agora os vendedores vão começar importar essas fontes, e colocar preços bem "camaradas"

Pura verdade. Com o teste o preço vai lá em cima, se uma xing-ling era vendida pelo olho da cara imagina esta????

Mais é bom saber que existe empresa preocupada com a qualidade mesmo em um produto de baixo custo e ainda sendo "made in china". Quase não dá pra acreditar!

* Of-topic.

BBB - rsrsrsrs

Se usa BBB faz propaganda da Globo se coloca BBC (Boa Bonita e Cara) faz propaganda do jornal americano...kkkkkk

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

É mesmo, quando eu penso em PFC a primeira coisa que me vem a mente é o PFC Ativo e o Full Range, quase nunca lembro do significado de PFC :P

Tem algum artigo em algum lugar explicando o PFC passivo?

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
É mesmo, quando eu penso em PFC a primeira coisa que me vem a mente é o PFC Ativo e o Full Range, quase nunca lembro do significado de PFC :P

Tem algum artigo em algum lugar explicando o PFC passivo?

tem um artigo do faller sobre isso

http://forum.clubedohardware.com.br/correção-fator-potencia/431794

e um outro tópico interessante do mesmo autor

http://forum.clubedohardware.com.br/fonte-pfc-ativo/677836

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

O distribuidor acabou de nos informar que esta fonte sairá na faixa dos R$ 150,00 para o consumidor final. O primeiro lote importado será de fontes operando a 230 V somente (é importante notar que testamos a fonte com chave 115 V/230 V a 115 V; fontes operando a 230 V tradicionalmente obtêm uma eficiência maior do que operando a 115 V), mas do segundo lote em diante o distribuidor trará fontes com a chave 115 V/230 V.

Achei bonita.

Que falta faz um varistor nessa fonte?

Correção: Na Análise do Primário, página 4, tá assim "rede elétrica de 115 W esta fonte seria capaz de extrair até 920 W; " Não seria de 115V?

Corrigido, obrigado!

Aliás, eficiência de se admirar hein! Porque ela não tem 80 plus?

Já respondido acima. Adiciono que para tirar a certificação 80 Plus o fabricante tem que pagar, não é de graça.

Galera o que faz o fabricante colocar PFC ativo ou não ( como no caso dessa fonte )?

Poder ou não ser vendida na Europa:

http://www.clubedohardware.com.br/artigos/976/10

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Realmente, duvido que chegue a ser vendida por aqui por 150R$, visto como ta o mercado nacional cheio de porcarias por preços que chega a ser superiores a fontes de otima qualidade, tenho certeza que não vai chegar a ser vendida aqui por menos de 200R$.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Se chegar por R$200 não vai vender.

Por menos que isso temos Corsair 400CX e OCZ SXS 400W, ambas com PFC ativo e entregando próximo de 450W com eficiência acima de 80%.

Se a fonte vier somente em 220V vai ser uma benção! As pessoas serão obrigadas a tirar o estabilizador da frente e quem sabe aos poucos essa porcaria vai sendo deixada de lado. (ou será que vai ter gente colocando transformador depois do estabilizador para poder fornecer os 220V?!)

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Uma fonte de ótima qualidade de 450W com essa faixa de preço e do que a maioria dos brasileiros estão precisando, já que a maioria dos PCs daqui são Mid End.

Agora só falta um fonte dessas e feita aqui no Brasil ai sim seria perfeito.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Se não for vendida a 150 reais, não vende. Fato.

Aqui em Recife, onde fonte de potência real é um artigo raro e caro, já é possível encontrar as Corsair CX400 e VX450 por 190 e 250 reais, respectivamente. Se uma fonte da mesma faixa de potência mas sem PFC é vendida por mais que 150, fica injustificável concorrer com essas outras.

Ainda mais em outros lugares do Brasil (como o sudeste), onde as OCZs e Seventeams das séries mais decentes são mais comuns e mais baratas.

E é curioso ver como ela vai cair exatamente na faixa média de preço das C3 Tech...

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Grande pena não ter o PFC ativo. Se vier por R$150,00 ainda não vai ter grande sucesso, pois muita gente compra a C3Tech DSA-5060 visando essa mesma faixa de potência, 400~450W e esta última tem o PFC.

De toda forma, eficiência plausível para uma fonte com esse projeto.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Essa será a revolução das fontes genéricas

generix 2.0!

E se for boa mesmo o preço dela vai subir rápido, isso se não chegar já na casa dos R$ 250...

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Se for esse preço eu compro pra instalar no meu pc basicão, pelo menos é muito eficiente mesmo não tendo o PFC Ativo, para eles adicionarem o PFC é bem fácil, só o mercado pedir que nos próximos lotes já vem com ele.

Entende-se mercado = Clube do Hardware, o peso desse site já está mandando até prender conteiners, hehe. Parabéns a união faz a força.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Grande pena não ter o PFC ativo. Se vier por R$150,00 ainda não vai ter grande sucesso, pois muita gente compra a C3Tech DSA-5060 visando essa mesma faixa de potência, 400~450W e esta última tem o PFC.

De toda forma, eficiência plausível para uma fonte com esse projeto.

Tem PFC mas não tem proteções bem-reguladas e é rotulada de forma desonesta. Ao contrário da C3Tech série DSA, essa da 3R Systems não explode.

Vale frisar que enquanto a C3Tech é uma "fonte de 450W rotulada a 600W", a iCEage é uma fonte de 550W rotulada a 450W por questões de eficiência. E isso faz toda a diferença.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Parabéns pelo teste, bem completo.

Acredito que ela irá competir apenas com as C3Tech.

É uma bela fonte, porém mesmo se for vendida por 150 reais é provável que não irá atingir o publico das Corsair 400CX e das OCZ, já que por apenas 30 reais a mais você "leva uma Corsair pra casa".

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

isso sim é uma fonte boa e barata nao podemos chamar essa fonte de genereica mas devemos chama-la de itermediaria,genericas sao as da clone,C3tech,empire,Etc...

lixo=Braview

se esta fonte chegar por R$150 eu compraria ela para por em um pc Basico mas com uma placa de video(vou passar a minha para o basico)

quanto mais fontes como essa chegarem no Brasil melhor,porque as fontes genericas vão ficar paradas no estoque e o unico jeito de mudar seria fazendo fontes melhores

Ainda tenho esperança :bandeira:

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Opa pessoal pelo menos eu to vendo um lado bom pois é uma fonte com um projeto um pouco moderno frente as genericas, tera um preço um pouco atraente, apesar de ter um estilo proprio com ate um hitepipe na fonte.

O lado real e bom da moeda é que as fontes da c3tech so teram uma saida, ou desinfla o rotulo ou melhora o projeto para competir com o preço.....

PESSOAL DA C3TECH SE TOCA.... CABADA de bobos

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

se ela cair na faixa de preço das c3tech, começo a obrigar o pessoal a usar ela

imagino como vai ser o pessoal das lans apavorados que não funciona com estabilizador, só direto na tomada ou com filtro de linha

xD

já é um começo

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
O distribuidor acabou de nos informar que esta fonte sairá na faixa dos R$ 150,00 para o consumidor final. O primeiro lote importado será de fontes operando a 230 V somente (é importante notar que testamos a fonte com chave 115 V/230 V a 115 V; fontes operando a 230 V tradicionalmente obtêm uma eficiência maior do que operando a 115 V), mas do segundo lote em diante o distribuidor trará fontes com a chave 115 V/230 V.

Corrigido, obrigado!

Já respondido acima. Adiciono que para tirar a certificação 80 Plus o fabricante tem que pagar, não é de graça.

Poder ou não ser vendida na Europa:

http://www.clubedohardware.com.br/artigos/976/10

Obrigado Torres. Sou um grande fã do senhor, parabéns. Visite de vez em quando outros lugares. ^_^

Abraços

Everaldo

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Realmente, duvido que chegue a ser vendida por aqui por 150R$, visto como ta o mercado nacional cheio de porcarias por preços que chega a ser superiores a fontes de otima qualidade, tenho certeza que não vai chegar a ser vendida aqui por menos de 200R$.

Este preço foi passado pelo distribuidor, sendo o preço sugerido para as revendas. Aparentemente vai ter revenda vendendo a este preço sim. Se achar por mais disso, procure local mais barato...

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Muito bom o teste! Espero que vire moda termos fontes de baixo custo honestas a disposição.

Uma dúvida: ela visa o mercado Brasileiro somente? Se sim, ela se adequa àquele novo e ridículo padrão das tomadas?

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites



Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×