Ir ao conteúdo
Entre para seguir isso  

Teste da Fonte de Alimentação Antec EarthWatts Platinum 650 W

       
 29.964 Visualizações    Testes  
 20 comentários

A EarthWatts Platinum é a mais nova série de fontes de alimentação da Antec, equipada com certificação 80 Plus Platinum. Vejamose se o modelo de 650 W é uma boa opção.

Teste da Fonte de Alimentação Antec EarthWatts Platinum 650 W
Gabriel Torres Editor executivo do Clube do Hardware

Introdução

A EarthWatts Platinum é a mais nova série de fontes de alimentação da Antec, disponível em versões de 450 W, 550 W e 650 W. Vejamos se o modelo de 650 W desta série é uma boa opção.

As fontes da série EarthWatts Platinum são fabricadas pela FSP.

Antec EarthWatts Platinum 650 W
Figura 1: Fonte de Alimentação Antec EarthWatts Platinum 650 W

Antec EarthWatts Platinum 650 W
Figura 2: Fonte de Alimentação Antec EarthWatts Platinum 650 W

A Antec EarthWatts Platinum 650 W mede 14 cm de profundidade e tem uma ventoinha de 120 mm com rolamento de esferas em sua parte inferior (Yate Loon D12BH-12).

Esta fonte não tem sistema de cabeamento modular, e todos os cabos utilizam acabamentos em nylon que saem de dentro da fonte. Esta fonte vem com os seguintes cabos:

  • Cabo principal da placa-mãe com um conector de 24 pinos, 52 cm de comprimento
  • Um cabo com dois conectores ATX12V que juntos formam um conector EPS12V, 60 cm de comprimento
  • Um cabo com dois conectores de seis/oito pinos para placas de vídeo, 54 cm de comprimento, 15 cm entre os conectores
  • Um cabo com três conectores de alimentação SATA, 54 cm até o primeiro conector, 15 cm entre os conectores
  • Um cabo com três conectores de alimentação SATA e um conector de alimentação para periféricos, 54 cm até o primeiro conector, 15 cm entre os conectores
  • Um cabo com três conectores de alimentação para periféricos e um conector de alimentação para a unidade de disquete, 54 cm até o primeiro conector, 15 cm entre os conectores

Todos os fios são 18 AWG, que é o mínimo recomendado.

A configuração de cabos é justa para uma fonte de 650 W, com cabos de alimentação para periféricos e SATA longos.

Antec EarthWatts Platinum 650 W
Figura 3: Cabos

Vamos agora dar uma olhada no interior desta fonte de alimentação.

Compartilhar



  Denunciar Artigo
Entre para seguir isso  

Comentários de usuários


Eu acho muita coragem utilizarem capacitores da CapXon. Isso não condiz com uma boa fonte. Boas fontes têm bons capacitores, e não estas porcarias que são uma das campeãs em apresentarem problemas de vazamento.

Outro questionamento que fica é sobre a qualidade da solda... Não tibve uma boa impressão ao ver isto... Parece até que tem pontos de oxidação...

http://www.clubedohardware.com.br/fullimage.php?image=55878

No mais, pelo menos melhoraramn bastante o desempenho em relação à série Aurum, que era cheia de oscilação e ruído. Bom de se ver.

Não entendo também o porquê de um barramento de 30 A só para a placa-mãe. Isso não faz o menor sentido! Era melhor ter incluído mais conectores para a placa de vídeo.

Editado por ignacho

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Eu ficaria com a Rosewill, que aliás não foi aberto o tópico para discussão, cujo teste foi publicado ontem 24/01/12.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Tava pensando, solda fria/ de má-qualidade na parte analógica da fonte causariam um grande problema? acho que não necessariamente, mas também, a parte que lembra de elétrica/eletrônica do meu cérebro deve tá com solda fria.... hehehe

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Eu ficaria com a Rosewill, que aliás não foi aberto o tópico para discussão, cujo teste foi publicado ontem 24/01/12.

Bug detectado e corrigido graças ao seu aviso. :joia:

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Eu acho muita coragem utilizarem capacitores da CapXon. Isso não condiz com uma boa fonte. Boas fontes têm bons capacitores, e não estas porcarias que são uma das campeãs em apresentarem problemas de vazamento.

Outro questionamento que fica é sobre a qualidade da solda... Não tibve uma boa impressão ao ver isto... Parece até que tem pontos de oxidação...

http://www.clubedohardware.com.br/fullimage.php?image=55878

No mais, pelo menos melhoraramn bastante o desempenho em relação à série Aurum, que era cheia de oscilação e ruído. Bom de se ver.

Não entendo também o porquê de um barramento de 30 A só para a placa-mãe. Isso não faz o menor sentido! Era melhor ter incluído mais conectores para a placa de vídeo.

Os CAPXON, hoje, são tão ruins assim? pode passar alguma referência?

Porque fica parecendo que é bom porque é Japonês e ruim porque é Taiwanês.

Bom teste, parece realmente que a antec só coloca seu nome em produtos de qualidade indepentende do fabricante, tem EarthWatts fabricadas pela Seasonic, Delta e agora FSP.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Os CAPXON, hoje, são tão ruins assim? pode passar alguma referência?

Porque fica parecendo que é bom porque é Japonês e ruim porque é Taiwanês.

Não são taiwaneses, são chineses. São uma das marcas mais infames, principalmente quando estão dentro de fontes.

http://adrenaline.uol.com.br/forum/hardwares-em-geral/382126-problemas-com-fonte-500w-ocz-post1065879118.html

http://www.hardware.com.br/comunidade/capacitor-seventeam/746142/

http://forum.clubedohardware.com.br/capacitor-estufado-seventeam/632636

http://forum.clubedohardware.com.br/showpost.php?p=5432182&postcount=25

Tem muito mais casos...

Bom teste, parece realmente que a antec só coloca seu nome em produtos de qualidade indepentende do fabricante, tem EarthWatts fabricadas pela Seasonic, Delta e agora FSP.

A série EarthWatts nunca mais foi a mesma depois que tiraram-a da Sea Sonic. A Delta vacilou feio em vários modelos, tanto no quesito qualidade de capacitores quanto em níveis altos de oscilação / ruído, como na EarthWatts EA 750. Muitas das EarthWatts ainda utilizam capacitores ruins, como nas Green. A Delta ainda insiste em colocar Taicon por lá...

Fora que nem tudo da Antec realmente presta...

Editado por ignacho

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

O CdH saiu na frente desta vez, nenhum outro teste por enquanto nos demais sites especializados (embora o da Hexus não tenha sido de todo ruim). Ainda que não fossem japoneses, ficaria melhor se os capacitores fossem pelo menos da Teapo ou da Samxon. De qualquer modo a FSP conseguiu manter oscilação e ruído elétrico dentro de um bom patamar e acertou com a fonte desta vez. O modelo de 450W, principalmente este, é bem vindo ao mercado nacional, se vier com bom preço.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

O ruído da saída -12v chega a incomodar quem gosta de silêncio no PC?

Capacitor bom foi o que eu tirei de uma fonte antiga.

Era um da marca Sanyo de 1500uF por 16v, rotulado a 125ºC.

Sanyo é uma boa marca?

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
O ruído da saída -12v chega a incomodar quem gosta de silêncio no PC?

O ruído citado é o ruído elétrico, nada a ver coma audição :lol:

Capacitor bom foi o que eu tirei de uma fonte antiga.

Era um da marca Sanyo de 1500uF por 16v, rotulado a 125ºC.

Sanyo é uma boa marca?

Mas você não disse que era bom? ^_^

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Um nível de ripple muito ruidoso não irrita seus ouvidos e sim estressa os componentes do seu PC, comprometendo a durabilidade das peças. É um dos fatores de avaliação da fonte que mais importam depois da regulação de tensão e da qualidade de construção. Porém, não é preocupante o ripple em -12V, pois as configurações atuais pouco demandam desta saída.

Seria interessante que a Antec pedisse uma revisão com capacitadores melhores. Porque o que teve de capacitador CapXon estourado...

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Boa observação Jorno!

Acredito ser bom por suportar 125ºC, mas queria confirmar!

Eu já li na Internet sobre marcas de capacitores, mas de vez em quando é necessário ler novamente!

:wacko:

Editado por FORCE_LINE_X

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Boa observação Jorno!

Acredito ser bom por suportar 125ºC, mas queria confirmar!

Eu já li na Internet sobre marcas de capacitores, mas de vez em quando é necessário ler novamente!

:wacko:

Padrão para fontes de alimentação é 105º, não havendo problema em ser 85º naquelas de menor potência. Resta ver que fonte seria essa, já que capacitores Sanyo são habitualmente utilizados em TVs e outros produtos. Raridade em fontes, se é que há.

Os capacitores realmente ruins seriam principalmente esses abaixo:

Asia´X

BH

Chhsi

Choyo

CTC

Fuhjyyu

Gloria

G-Luxon

Gsc

Hermei

I.Q.

Jackcon

JDEC

Jee

Jpcon

Jun-Fu

LCZ

Lelon

Licon

Nrsy

Raycon

Rulycon

Stone

Supacon

Tayeh

Tocon

Wendell

Tidos como aceitáveis em fontes de alimentação entrada de linha:

Teapo, HEC, Su'scon, Samxon, OST e CapXon.

E os realmente bons são mesmo os japoneses.

Os CapXon atualmente talvez mereçam uma reavaliação para ver se superaram a fase ruim do passado, em que mereceram até o título de Crapxon. Porque a má fama deles sempre ou quase sempre esteve acompanhada também pela má qualidade das fontes que os adotavam. Podem não ser piores que OST, Samxon e Su´scon quando utilizados ali na Antec ou alguns modelos da Sentey.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Padrão para fontes de alimentação é 105º, não havendo problema em ser 85º naquelas de menor potência. Resta ver que fonte seria essa, já que capacitores Sanyo são habitualmente utilizados em TVs e outros produtos. Raridade em fontes, se é que há.

Eu já me recordo em ter visto em algum review de fontes capacitores da Su'scon rotulados a 120° C. Infelizmente no momento não consigo me lembrar em que fonte foi.

Tidos como aceitáveis em fontes de alimentação entrada de linha:

Teapo, HEC, Su'scon, Samxon, OST e CapXon.

Contanto que pelo menos não vazem...

Alkgumas dessas marcas de capacitores que você listou como ruins eu nunca vi. Mas tem duas marcas que você não cita em lugar algum. A primeira é da Elite, que é encontrada em algumas fontes da série eXtreme Power Plus da Cooler Master (pelo menos nos modelos feitos pelo AcBel Polytech). Outra marca é a Taicon, que está sendo utilizada no secundário das Antec EarthWatts feitas pela Delta. Tem também as Ltec, que são utilizadas tanto nas Antec quanto nas Cooler Master citadas. Nenhum me pareceu ser bom.

Outras marcas também conhecidas são a Kingcon e a Fcon.

Os CapXon atualmente talvez mereçam uma reavaliação para ver se superaram a fase ruim do passado, em que mereceram até o título de Crapxon. Porque a má fama deles sempre ou quase sempre esteve acompanhada também pela má qualidade das fontes que os adotavam. Podem não ser piores que OST, Samxon e Su´scon quando utilizados ali na Antec ou alguns modelos da Sentey.

Sempre achei que eles só ajudavam a piorar o que já não era bom...

Abraço

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Fcon geralmente são usados no secundário e creio que entram na categoria de aceitáveis. Os outros mencionados eu mantenho o pé atrás. A Antec tem o mérito de utilizar capacitores japoneses no secundário desta fonte, com exceção de um CapXon. Os demais são Chemi-Con e tem até um da Rubycon.

Já saíram os testes do TechPowerUp. Eu diria que os pontos fracos são a regulação de tensão na linha +3.3V (que vai além de 3%), apenas dois cabos PCI-express (pouco numa fonte de 650W) e a potência combinada para +12V (deixa a fonte mais para 600W do que para 650W, por isso os transientes na linha +3.3V deixam a desejar). De resto é o jeito encontrado pela Antec para botar no mercado uma boa fonte de alta eficiência para o mercado de médio custo.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Eu decidi arriscar meu inglês e ter uma resposta sobre os capacitores CapXon lá no JonnyGuru. A resposta que eu tive é que eles estão no mesmo nível dos capacitores da Teapo hoje, o que procede que o Kayke quis dizer.

O engraçado é que eu tenho lido muito as respostas daquele site, e tenho visto que as respostas eram um pouco menos ásperas a respeito desta fonte.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Eu decidi arriscar meu inglês e ter uma resposta sobre os capacitores CapXon lá no JonnyGuru. A resposta que eu tive é que eles estão no mesmo nível dos capacitores da Teapo hoje, o que procede que o Kayke quis dizer.

O engraçado é que eu tenho lido muito as respostas daquele site, e tenho visto que as respostas eram um pouco menos ásperas a respeito desta fonte.

A impressão que eu tenho é que os capacitores da Teapo sempre foram os melhores entre os não-japoneses. Eu ainda continuo cético em relação à esses capacitores Ainda existem registros de vazamento desses capacitores em fontes da série APS da Zalman.... Será que evolupíram tanto assim?

Ainda não li o teste da EarthWatts Platinum no Techpowerup... Assim que eu tiver um tempo eu vou ver como foram os resultados lá... Eu só não acho que os resultados por lá possam ser os melhores que os daqui, mas aí já é intuição...

Editado por ignacho

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Duas coisas no teste da TechpowerUP! me preocuparam:

- Regulação de tensão em 3.3V, oscila em -4% em altas cargas, além disso ficou fora dos padrões no teste de transientes.

- A oscilação e ruído dessa fonte é mais alto justamente na faixa onde o sistema de um PC trabalha quando está acessando arquivos leves e em jogos com uma placa de vídeo que tenha o consumo da GTX560Ti/HD6950, como pode ver nos testes de crossload.

Enfim, a Antec tinha que sacrificar muitas coisas para vender uma fonte 80plus Platinum a $120. Vale destacar a melhor eficiência em baixas cargas com a rede em 110VAC e o trabalho silencioso da ventoinha, mas eu prefiro investir numa fonte 80plus Bronze ou Silver com este preço, lembrando que a Rosewill Capstone 650W é uma fonte superior custando cerca de $90. Uma pechincha.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Duas coisas no teste da TechpowerUP! me preocuparam:

- Regulação de tensão em 3.3V, oscila em -4% em altas cargas, além disso ficou fora dos padrões no teste de transientes.

- A oscilação e ruído dessa fonte é mais alto justamente na faixa onde o sistema de um PC trabalha quando está acessando arquivos leves e em jogos com uma placa de vídeo que tenha o consumo da GTX560Ti/HD6950, como pode ver nos testes de crossload.

Eu achei isso muito esquisito mesmo. O problema ocorre na faixa de carga por volta dos 250 W na linha de +12 V, quase que independetemente da carga aplicada nas outras linhas. É preocupante. Ou é uma falha da fonte ou então foi algum erro com as medições...

A regulação de tensão em +3,3 V é mais pobre também. Vale lembrar que a carfa aplicada por lá também foi um pouco maior, chegando a 9,431 A. Isso acontece porque os testadores de carga lá são configurados para regular a carga até atingir uma determinada potência. Ao invés de se programar a carga em A, lá se programa a potência em W mesmo.

Enfim, a Antec tinha que sacrificar muitas coisas para vender uma fonte 80plus Platinum a $120. Vale destacar a melhor eficiência em baixas cargas com a rede em 110VAC e o trabalho silencioso da ventoinha, mas eu prefiro investir numa fonte 80plus Bronze ou Silver com este preço, lembrando que a Rosewill Capstone 650W é uma fonte superior custando cerca de $90. Uma pechincha.

As CAPSTONE podem mudar o ponto de vista benefício / custo, mas eu acho que para isso não pode se ver somente pekla eficiência. Fazer isso só por esse fator é um grande engano.

Editado por ignacho

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×