Ir ao conteúdo
Entre para seguir isso  

Teste da Fonte de Alimentação Cooler Master eXtreme Power Plus 400 W

       
 54.604 Visualizações    Testes  
 14 comentários

Vamos dar uma olhada neste modelo simples de 400 W da Cooler Master.

Teste da Fonte de Alimentação Cooler Master eXtreme Power Plus 400 W
Gabriel Torres Editor executivo do Clube do Hardware

Introdução

Hoje nós daremos uma olhada na eXtreme Power Plus 400 W (RS-400-PCAR-A3) da Cooler Master, uma fonte relativamente fácil de ser encontrada no Brasil. Será que ela pode fornecer sua potência rotulada? Confira.

Nós já testamos os modelos de 460 W (RS-460-PMSR-A3) e 500 W (RS-500-PCAR-A3) desta mesma série. O modelo de 460 W não foi capaz de fornecer sua potência rotulada e o modelo de 500 W falhou em nossos testes porque, embora tenha fornecido sua potência rotulada, apresentou um grande problema de oscilação/ruído. Vejamos como o modelo de 400 W se sai.

Os membros da série eXtreme Power Plus são fabricados pela AcBel Polytech. É importante notar que a Cooler Master tem uma série mais antiga chamada eXtreme Power (sem o “Plus”) onde as fontes são fabricadas pela Seventeam, ao que tudo indica.

A propósito, o que dizer da fantástica declaração “As sealed stick was removed, lost or damaged, it shall be out of warranty validity” (“Como etiqueta selada foi removida, perdida ou danificada, ela deverá estar fora de validade de garantia”) na etiqueta da fonte de alimentação? Quando é que os fabricantes chineses vão parar de usar tradutores on-line e contratar alguém que fale inglês para escrever suas etiquetas?

Outra informação interessante na etiqueta: “A potência combinada das saídas +3,3 V, +5 V, +12V1 e +12V2 não deverá exceder 361,5 W”. Bem, se você somar isto à potência máxima de 12,5 W da saída de +5VSB e à potência máxima de 6 W da saída de -12 V, nós temos uma fonte de alimentação de 380 W...

CM eXtreme Power Plus 400 W
Figura 1: Fonte de alimentação Cooler Master eXtreme Power Plus 400 W.

CM eXtreme Power Plus 400 W
Figura 2: Fonte de alimentação Cooler Master eXtreme Power Plus 400 W.

A Cooler Master eXtreme Power Plus 400 W mede 14 cm de profundidade. Ela tem uma ventoinha de 120 mm em sua parte inferior. A fonte não tem circuito PFC ativo, como você pode ver pela presença de uma chave 115 V/230 V na Figura 1, mas pelo menos ela é baseada em um projeto mais moderno do que a defasada topologia de meia-ponte, como veremos.

Esta fonte não tem sistema de cabeamento modular e apenas o cabo principal da placa-mãe tem proteção de nylon que sai de dentro da fonte. Apenas o cabo ATX12V/EPS12V usa fios 18 AWG. Todos os outros fios são 20 AWG, ou seja, mais finos do que o recomendado.

Os cabos inclusos são:

  • Cabo principal da placa-mãe com um conector de 20/24 pinos (40 cm).
  • Um cabo com dois conectores ATX12V que juntos formam um conector EPS12V (55 cm).
  • Um cabo com um conector de alimentação de seis pinos para placas de vídeo (40 cm).
  • Dois cabos com dois conectores de alimentação SATA e um conector de alimentação para periféricos cada (40 cm até o primeiro conector, 12 cm entre os conectores).
  • Um cabo com três conectores de alimentação para periféricos e um conector de alimentação para a unidade de disquete (40 cm até o primeiro conector, 12 cm entre os conectores).

Esta configuração é compatível com uma fonte de alimentação de 400 W simples.

CM eXtreme Power Plus 400 W
Figura 3: Cabos.

Vamos agora dar uma olhada no interior desta fonte de alimentação.

Editado por

Compartilhar



  Denunciar Artigo
Entre para seguir isso  

Comentários de usuários


Realmente uma pena, a Cooler Master tem muitas fontes de baixa qualidade. Eu já tive uma eXtreme Power Plus de 460W (RS-460-PCAR-A3), que não sei se é uma bomba (vocês testaram o modelo RS-460-PMSR-A3) e felizmente não me deu problemas. Mas esse modelo de 400W é realmente uma bomba! Uma marca com a reputação da Cooler Master não pode lançar esse tipo de produto, eles estão precisando dar uma olhada nas fontes da Corsair...

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

É decepcionante ver uma marca como a Cooler Master permitir isto.

Pelo que vi no secundário, esta fonte usa capacitores de apenas 1000uF para filtragem das linhas que parecem ser as de 3.3V e 5V. E que provavelmente (não tenho certeza) na linha de 12V deve usar um capacitor de apenas 2200uF. Este é um padrão igual da Jitek (e muitas outras fontes genéricas que já desmontei) que também não obteve bons resultados.

Acredito que se o fabricante tivesse colocado capacitores de maior capacitância ali poderia "melhorar" a filtragem desta fonte.

Até hoje eu acreditava ser uma boa fonte, mais agora...

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Esteve até um pouco melhor do que o esperado. Quem está habituado com testes e fóruns técnicos sabe que os modelos da Cooler Master que se salvam são os fabricados pela Enhance. Não era de se esperar nada melhor dessa daí. Quando um modelo desses se sai melhor, como sucedeu com aquele de 460W testado pelo CdH há mais tempo, aí sim, causa uma certa surpresa.

Enfim, o pessoal do Overclock.net certa vez definiu as fontes Cooler Master de uma maneira o mais acertada possível:

* eXtreme Power (500-650W) are from Seventeam. They are old Seventeam designs with low efficiency and not enough capacity on the 12V. Build quality is fairly low with cheap fans that die all the time. They are also overrated by Coolermaster, usually by ~100W. Avoid.

* eXtreme Power Plus (all wattages) and eXtreme Power 380/430W are low end AcBel Polytech units. They are generally overrated slightly and are unimpressive performers. Build quality isn't that great either. If you knock ~50W off their labeled capacity and treat them as such you could do worse, but I would still avoid them.

* Real Power Pro (450-750W) are fairly good AcBel units. Build quality and performance is decent, but uses a group regulated design and secondary caps aren't the best (Ltec). I don't find myself recommending them too often but they are good enough if the price is right.

* UCP (Ultimate Circuit Protect) are AcBel's flagship R88 design. Efficiency and build quality is good, performance is overall good but nothing stand-out. Once again, I don't find myself recommending them unless the price is right.

* Real Power Pro (360-460W and 850W+) are from Enhance. The low watt ones aren't anything special, but the higher watt models are quite nice. Efficiency isn't the best compared to some newer models, but performance is still top notch and are very good buys.

* Silent Pro (500-700W) are budget Enhance units. Performance is fairly good, but the 12V rail is a little underpowered and it is a group regulated design. They are decent budget modular units, but performance doesn't quite stand up to most of the competition.

* Silent Pro (850W+) are from FSP. I don't think I've seen this design tested, but I've been told they are decent budget units. From what I have seen they aren't much cheaper than the usual recommendations so I don't see much of a reason to go for one, especially since it's from FSP. Considering FSP's past designs (Epsilon) I would like to see how these perform before I decide either way about them.

Esqueceram apenas do modelinho de 350W da L&C, que também é etiquetado no Brasil pela Mtek.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

**... tb não esperava um resultado desses da cooler master...

Mas é bom pra ficar esperto que nem tudo que reluz é ouro

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

É, na época que comprei a minha suspeitei que fosse uma boa fonte de 400W, era umas das poucas de marcas conhecidas que tinha por aqui e na faixa de potencia que procurava acabei escolhendo ela, mesmo sabendo que não ia ser uma maravilha, visto que ja tinha visto resultados de fontes de baixo custo da Cooler Master, fiquei muito

curioso pra saber como ela se saia, e foi exatamento o que eu imaginava, consegue entregar a potencia mais com baixa eficiencia, e imaginei que ia ter algum problema com ruido, como a maioria das fontes da Cooler Master, e foi exatamente o que aconteceu.

Ainda bem por não ser pior!

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Faltou o teste de sobrecarga, independentemente do nível de ripple/ruído elétrico na estratosfera. Teste de sobrecarga se destina a verificar as proteções da fonte, coisa que ficou sem verificação. A fonte não tem nem a desculpa do preço baixo. Encontra-se a Ice Age da 3RSystem na mesma média de preço por aí.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Muito bom tem visto este teste, ainda mais que esta é a fonte "real" mais popular aqui na minha cidade...

Agora sei que posso passar longe dela!

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Pow eu tenho uma fonte da CM Elite power 400w, vi esse teste aí e fiquei preocupado,alguem

saberia me dizer se a minha tmb seria a mesma coisa ?

aqui tem uma foto dela :

dsc0281h.jpg

Obs.: A minha e fabricada pela FSP

Editado por GuiskyBR

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Produto-Bomba, sério mesmo?

Caraca, vi o teste publicado em 1º de Abril, na falsa esperança de ser uma brincadeira, mas já calculei que não seria, o Gabriel não costuma brincar com isso (...)

Minha esperança é a minha CM eXtreme Power Plus 400W aqui não danificar a minha já humilde e pobre configuração; pena tê-la adquirido -- leia-se antes -- do teste: R$180 há quase 10 meses.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Pow eu tenho uma fonte da CM Elite power 400w, vi esse teste aí e fiquei preocupado,alguem

saberia me dizer se a minha tmb seria a mesma coisa ?

Se é fabricada pela FSP eu não sei. O registro UL está em nome da própria Cooler Master. Nota-se, no entanto, que o modelo Elite tem mesmo um projeto diferente e que causa melhor impressão. O fato é que comprar sem saber é como atirar no escuro: Muito mais chance de errar do que de acertar. Para os modelos Extreme Power não há desculpas: Já se sabia há séculos que são ruins demais. O que se pode afirmar por enquanto sobre seu modelo é que é na verdade uma fonte de 350W, com aqueles 23A nos +12V. Pode até ser que seja decente e o preço baixo se justificaria pela baixa potência. Mas de qualquer forma é uma fonte com eficiência baixa e sem PFC ativo.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Se é fabricada pela FSP eu não sei. O registro UL está em nome da própria Cooler Master. Nota-se, no entanto, que o modelo Elite tem mesmo um projeto diferente e que causa melhor impressão. O fato é que comprar sem saber é como atirar no escuro: Muito mais chance de errar do que de acertar. Para os modelos Extreme Power não há desculpas: Já se sabia há séculos que são ruins demais. O que se pode afirmar por enquanto sobre seu modelo é que é na verdade uma fonte de 350W, com aqueles 23A nos +12V. Pode até ser que seja decente e o preço baixo se justificaria pela baixa potência. Mas de qualquer forma é uma fonte com eficiência baixa e sem PFC ativo.

Obrigado pela atenção

Sobre o fabricante dela, dei uma olhada naquele teste "Como Descobrir o Verdadeiro Fabricante da Sua Fonte de Alimentação" e vi que nos trasnformadores dela está escrito SPI, o que indica que ela e fabricada pela FSP.

O meu medo e que esse ano pretendo colocar uma Athlon II X4 620 e uma HD 5750, saberia me dizer se ela aguentaria?

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×