Ir ao conteúdo
Entre para seguir isso  

Teste da Fonte de Alimentação Corsair HX620W

       
 138.118 Visualizações    Testes  
 13 comentários

A HX620W é uma fonte “famosa” da Corsair e 18 meses após postarmos nosso primeiro artigo sobre esta fonte nós decidimos reescrevê-lo para incluir pequenas modificações feitas pela Corsair e para também incluir os nossos testes de carga.

Teste da Fonte de Alimentação Corsair HX620W
Gabriel Torres Editor executivo do Clube do Hardware

Introdução

A HX620W (também conhecida como CMPSU-620HX) é uma fonte de alimentação que a Corsair afirma que pode fornecer sua potência rotulada a 50°C. Este modelo vem com um sistema de cabeamento modular, uma ventoinha grande de 120 mm, PFC ativo, alta eficiência e tem dois cabos de alimentação para placas de vídeo que você pode usar para alimentar seu sistema SLI ou CrossFire. Nós desmontamos completamente esta fonte para darmos uma olhada em seus componentes e no projeto utilizado, e também testamos se ela pode realmente fornecer sua potência rotulada de 620 W.


Figura 1: Corsair HX620W.


Figura 2: Corsair HX620W.

A HX620W tem alta eficiência e PFC ativo. De acordo com a Corsair esta fonte de alimentação tem uma eficiência de pelo menos 80% (fontes de alimentação comuns têm uma eficiência inferior a 70%), que significa menor perda de energia elétrica – uma eficiência de 80% significa que 80% da potência extraída da rede elétrica é convertida em potência nas saídas da fonte de alimentação e apenas 20% é desperdiçada, ou melhor, transformada em outro tipo de energia, como calor. Isto é traduzido em menor consumo da rede elétrica (já que menos potência é consumida de modo a gerar a mesma quantidade de potência em suas saídas), o que significa uma conta de luz mais baixa.

O PFC ativo (Fator de Correção de Potência), por outro lado, oferece uma melhor utilização da rede elétrica e permite que esta fonte de alimentação esteja de acordo com leis européias, o que permite a Corsair vendê-la neste continente (você pode ler mais sobre PFC em nosso tutorial Fontes de Alimentação). Na Figura 1 você pode ver que esta fonte de alimentação não tem uma chave 110V/220V, característica esta presente em fontes de alimentação com PFC ativo. Na verdade, um truque para verificar se uma fonte de alimentação tem ou não PFC ativo é verificar a existência ou não desta chave.

Esta fonte de alimentação utiliza uma excelente solução de refrigeração. Em vez de ter uma ventoinha na sua parte traseira, sua ventoinha está localizada na parte de baixo da fonte, como você pode ver na Figura 1 (a fonte de alimentação está de cabeça para baixo). Uma grade foi colocada no lugar da ventoinha traseira, como você pode ver. Como a ventoinha usada é maior do que as ventoinhas normalmente usadas nas fontes de alimentação esta fonte não é apenas mais silenciosa do que as fontes tradicionais, mas também oferece um melhor fluxo de ar.

Na Figura 3 você pode ver o sistema de cabeamento modular desta fonte de alimentação usado pelos cabos para periféricos. Na Figura 4 você pode ver os cabos para periféricos que vêm com esta fonte de alimentação. A Corsair fez pequenas modificações nos cabos que vêm com esta fonte desde a primeira fez que demos uma olhada nesta fonte (setembro de 2006), atualizando os cabos de alimentação da placa de vídeo que tinham conectores de 6 pinos para conectores de 6/8 pinos.


Figura 3: Sistema de cabeamento modular.

Corsair HX620W
Figura 4: Cabos para periféricos que vêm com esta fonte.

Esta fonte vem com 11 cabos de alimentação para periféricos: dois cabos de alimentação de 6/8 pinos para placas de vídeo (6 pinos em modelos mais antigos); dois cabos para periféricos contendo dois conectores de alimentação padrão cada; dois cabos para periféricos contendo três conectores de alimentação padrão cada; dois cabos de alimentação Serial ATA contendo três conectores cada; um cabo de alimentação Serial ATA contendo dois conectores de alimentação SATA; um adaptador “Y” para unidade de disquetes contendo um conector de alimentação padrão em uma ponta e dois conectores de alimentação para unidades de disquete na outra ponta; um adaptador “Y” para ventoinhas, permitindo a você conectar duas ventoinhas em um único conector de alimentação para periférico.

Editado por

Compartilhar



  Denunciar Artigo
Entre para seguir isso  

Comentários de usuários


Trecho retirado do artigo:

"A parte que diz “Projeto de circuito avançado que automaticamente habilita o compartilhamento de potência entre os três barramentos virtuais de +12V em uma situação de sobrecarga em um dos barramentos individuais de +12 V” é uma piada. Como todos os fios de +12V estão conectados juntos, isto é mais do que óbvio (pela Segunda Lei de Kirchoff). Desde quando fios são um “projeto de circuito avançado”?"

Poxa, se uma empresa de re-nome como a Corsair faz isso, imagina o que uma empresa nacional de segunda linha não faz!

Os técnicos que projetaram a fonte (ou as pessoas de marketing) devem ter se divertido quando bolaram isso, só que eles não contavam com o Clube do Hardware.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Apenas para avisar que este artigo foi atualizado para incluir testes completos de carga.

a informação que o "Maurício (Santos)" citou ainda hoje é relevante Gabriel Torres?

quanto a nomenclatura, quem não conseguir achar, procure por: CORSAIR CMPSU-620HX ( esse é o nome correto ).

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Caro Gabriel Torres, gostaria de lhe sugerir que teste a PSU Enermax MODU82+ EMD625AWT.

Estou lhe sugerindo isto porque seria ótimo ver um confronto das duas melhores PSUs ATX silenciosas com cabeamento modular do mercado, isto em minha opinião: Enermax MODU82+ EMD625AWT e Corsair HX620W CMPSU-620HX.

Sei que é difícil ter disponibilidade de produtos para testes, mas se de repente você tiver essa oportunidade, seria muito interessante.

Para quem estiver interessando em uma PSU topo de linha e, ao mesmo tempo, silenciosa, recomendo escolher entre essas duas.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Como o amigo Felipe disse, seria ótima uma comparação dessa Corsair com a nova linha de fontes da Enermax, tanto a Modu82+ como a Pro82+.

A pena é que nenhuma dessas fontes (Corsair ou Enermax) são achadas em nosso mercado. Talvez quando saírem modelos mais novos, estas virão para o Brasil.

Em tempo, parabéns pelo artigo!

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Olá pessoal!

Sempre ligado ao Clube do Hardware, pesquisei um pouco sobre fontes para adquirir uma das boas. Quanto ao teste da HX620, na pg. 05 é afirmado que:

"Esta fonte de alimentação usa um sensor térmico semicondutor que é muito pequeno e está instalado no lado da solda da placa de circuito impresso, logo abaixo das saídas de terra do transformador. Este sensor é usado para controlar a velocidade de rotação da ventoinha de acordo com a temperatura interna da fonte de alimentação e também para desligá-la em caso de superaquecimento."

Bom, quanto ao controle da rotação ok, não tenho dúvidas.

Já o desligamento em caso de superaquecimento causou-me estranheza.

Isto não seria uma função de OTP?

A Corsair não declara OTP nas especificações desta fonte, então qual a fundamentação para tal?

Eu já lí sobre a metodologia de testes, e só tenho elogios para Gabriel e Cássio. Se eu tivesse condições ($$$) doaria uma câmara térmica profissional rindo de alegria por ter ajudado, pois os testes são de utilidade pública (ajudam-nos a não "levar gato por lebre") e também por que aprendi aqui que com temperatura não se brinca.:)

abraços.

Editado por neto_bh

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Eu estou montando meu PC e quero comprar peças que durem e que me tragam tranquilidade, como já estudei eletricidade (sou técnico em eletrotécnica) sei que com ela não se brinca e você comprar placas-mãe caras, como também de vídeos e processadores para depois ver queimados por causa de uma porcaria de uma fonte "peba" é dose, ninguém quer queimar dinheiro, literalmente, então prefiro gastar mais numa boa fonte do que ter que gastar depois mais com outros itens. No ML tem uma fonte dessas por R$ 409,00 + frete, estou comprando e vou experimentar, depois comento aqui. ^_^

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
:confused: Li a excelente análise feita sobre essa fonte, e continuo com uma dúvida: como saber qual a potência/corrente fornecida por essa fonte para alimentar a placa de vídeo PCI-E. Explico: a placa de vídeo que comprei recomenda uma fonte que forneça 24A, mas a ficha técnica da fonte HX620W informa que os três barramentos de +12V fornecem apenas 18A, cada um. Por acaso o cabo de alimentação de 6+2 pinos para alimentar a PCI-E tem uma especificação própria de potência (qual?), ou é a mesma do barramento de +12V?

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
:confused: Li a excelente análise feita sobre essa fonte, e continuo com uma dúvida: como saber qual a potência/corrente fornecida por essa fonte para alimentar a placa de vídeo PCI-E. Explico: a placa de vídeo que comprei recomenda uma fonte que forneça 24A, mas a ficha técnica da fonte HX620W informa que os três barramentos de +12V fornecem apenas 18A, cada um. Por acaso o cabo de alimentação de 6+2 pinos para alimentar a PCI-E tem uma especificação própria de potência (qual?), ou é a mesma do barramento de +12V?

A especificação de 24A é para o micro todo; a placa de vídeo consome apenas uma fracção disso.

Provavelmente a 620HX é até muito exagerada para o seu caso; poste a sua configuração no tópico específico "fonte x configuração" que alguém irá avaliar a sua necessidade real.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
A especificação de 24A é para o micro todo; a placa de vídeo consome apenas uma fracção disso.

Provavelmente a 620HX é até muito exagerada para o seu caso; poste a sua configuração no tópico específico "fonte x configuração" que alguém irá avaliar a sua necessidade real.

Conforme pode ser visto na recomendação abaixo, copiada do site da EVGA, o valor da corrente se refere a um barramento de +12V, que deve oferecer 24A, e não a corrente para consumo de todo o micro:

"Requirements

Minimum of a 450 Watt power supply.

(Minimum recommended power supply with +12 Volt current rating of 24 Amps.)"

Editado por Jota-D

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Conforme pode ser visto na recomendação abaixo, copiada do site da EVGA, o valor da corrente se refere a um barramento de +12V, que deve oferecer 24A, e não a corrente para consumo de todo o micro:

"Requirements

Minimum of a 450 Watt power supply.

(Minimum recommended power supply with +12 Volt current rating of 24 Amps.)"

Amigo, o Ughadoo está certo sim! Você é quem não está entendendo.

Se a Corsair HX620W não suportar o seu sistema, então você tem um sistema servidor com vários HDDs, várias VGAs e etc. Ou então você tem um sistema com overclock extremo e um water cooler com bomba de alta pressão, além dos HDDs e outros componentes que consomem muito.

A Corsair HX620W fornece 600 Watts na linha +12V, portanto, 50A (600/12).

A confusão que você está fazendo é devido ao fato de esses 50A estarem dispostos em várias linhas. O fabricante da VGA não está considerando isto. Presumimos - e isto é evidente - que o fabricante está considerando a "combinação" de todas as linhas +12V, ou seja, ele estima que seu "sistema", e não apenas sua "VGA", NA LINHA 12V, consome 24A. Portanto, os 50A da HX620W dão e sobram.

Editado por lb_felipe

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×