Ir ao conteúdo
Entre para seguir isso  

Teste da Fonte de Alimentação Corsair HX750W

       
 83.524 Visualizações    Testes  
 16 comentários

Hoje nós testaremos o modelo de 750 W da série de fontes de alimentação Corsair HX, que é baseado em um conversor DC-DC e promete alta eficiência.

Teste da Fonte de Alimentação Corsair HX750W
Gabriel Torres Editor executivo do Clube do Hardware

Introdução

Hoje nós testaremos o modelo de 750 W da série de fontes de alimentação Corsair HX. É importante notar que os modelos HX750W, HX850W e HX1000W da Corsair não têm nenhuma relação com outros modelos desta mesma série. Eles utilizam um projeto completamente diferente (e melhor, diga-se de passagem) usando um conversor DC-DC para gerar as saídas de +5 V e +3,3 V, assim como várias outras fontes com alta eficiência (por exemplo as fontes das séries Silencer 910 da PC Power & Cooling, Signature e TruePower New da Antec, M12D da Seasonic e UCP da Cooler Master). Esses modelos HX são fabricados pela CWT, enquanto que os demais modelos da série HX são fabricados pela Seasonic. Por que a Corsair manteve o mesmo nome é um mistério. Em nossa opinião eles deveriam ter usado um nome diferente para que os clientes soubessem que estão diante de uma classe diferente de produtos, voltada para os usuários que estão procurando por uma fonte de alimentação de alta qualidade e alta eficiência.

Algo interessante aconteceu com a certificação 80 Plus desta fonte de alimentação. De acordo com a organização 80 Plus, esta fonte, junto com a HX850W, possui certificação Gold  –  o que significa que ela oferece eficiência mínima de 90% em carga típica (50% da carga; 375 W) e eficiência mínima de 87% em cargas leve (20% da carga; 150 W) e máxima (750 W). Acontece que como os resultados obtidos pela organização 80 Plus foram muito próximos dos valores mínimos requeridos, a Corsair decidiu “rebaixar” essas duas fontes para a certificação Silver (eficiência mínima de 88% em carga típica e 85% em cargas leve e máxima) por conta própria. Em um mercado onde normalmente os fabricantes gostam de exagerar sobre as características de seus produtos é realmente bacana ver um fabricante fazendo o oposto: reduzir os números para proteger os usuários. Ponto para a Corsair.

A Corsair HX1000W usa dois transformadores internamente, enquanto que a HX850W e a HX750W usam apenas um. Como nós já testamos a HX850W, neste teste nós iremos apontar as diferenças internas entre os modelos de 750 W e de 850 W.

Fonte de alimentação Corsair HX750W
Figura 1: Fonte de alimentação Corsair HX750W.

Fonte de alimentação Corsair HX750W
Figura 2: Fonte de alimentação Corsair HX750W.

A HX750W tem o mesmo tamanho da HX850W: 18 cm de profundidade, o que faz com que essas duas fontes sejam longas. Ambas possuem uma ventoinha de 140 mm na parte inferior, circuito PFC ativo, projeto com um único barramento e um sistema de cabeamento modular.

Na Corsair HX750W o cabo principal da placa-mãe (20/24 pinos) e o cabo ATX12V/EPS12V (dois conectores ATX12V que juntos formam um conector EPS12V) estão permanentemente presos à fonte. Esses cabos são protegidos por um revestimento de nylon que sai de dentro da fonte. O modelo de 850 W tem dois cabos a mais que saem diretamente de dentro da fonte (dois cabos de alimentação auxiliar para placas de vídeo com um conector de seis/oito pinos cada), recurso não disponível no modelo de 750 W.

Assim como a HX850W, o sistema de cabeamento modular da HX750W tem dez conectores e a fonte de alimentação testada vem com nove cabos (um a menos do que a HX850W; o cabo que está faltando é um dos cabos de alimentação para periféricos) além de dois adaptadores para converter plugues de alimentação para periféricos em plugues de alimentação para a unidade de disquete. Os cabos inclusos são os seguintes:

  • Quatro cabos de alimentação auxiliar para placas de vídeo com um conector de seis/oito pinos em cada um deles.
  • Três cabos de alimentação SATA com quatro plugues cada.
  • Dois cabos de alimentação para periféricos com quatro plugues cada.

A quantidade de cabos e conectores disponíveis é perfeita para um produto de 750 W, permitindo a você instalar até 12 periféricos SATA e até duas placas de vídeo topo de linha. Claro que você pode ter mais de duas placas de vídeo, mas neste caso você precisará converter conectores de alimentação para periféricos em conectores de alimentação para placas de vídeo.

O cabo principal da placa-mãe, o cabo ATX12V/EPS12V e os cabos para placas de vídeo são longos, medindo 60 cm, e por isso você provavelmente não terá problemas ao usar esta fonte em um gabinete grande “full-tower”. Os cabos de alimentação SATA e para periféricos têm uma distância de 44 cm entre a ponta que é instalada na fonte e o primeiro conector do cabo. Nesses cabos a distância entre cada conector é de 10 cm.

O cabo principal da placa-mãe usa fios de 16 AWG, que são mais grossos, enquanto que todos os outros fios são 18 AWG, que é a bitola correta a ser usada.

Fonte de alimentação Corsair HX750W
Figura 3: Cabos.

Vamos agora dar uma olhada no interior desta fonte de alimentação.

Editado por

Compartilhar



  Denunciar Artigo
Entre para seguir isso  

Comentários de usuários


Cade o selo de produto recomendado? Otima fonte, super eficiência, e muito bem trabalhada, é para comprar de olhos fechados! Sobre a saída standby (+5VSB) o que ela afeta realmente no pc? É pra se ficar de "cabelo em pé" com ela?

Abraços

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Também não entendi o porquê da fonte não receber o selo. Acho que por tudo o que ela apresentou (altíssima eficiência, conectores de sobra, preço justo etc.) merecia sim o selo, já que o problema na saída de +5V foi até minimizado pelo próprio CdH e ainda foi mencionado que a HX850W, também da Corsair, apresentou o mesmo problema:

A saída standby (+5VSB) desta fonte, no entanto, é problemática. Ela atingiu um nível de oscilação fora da faixa apropriada em três dos cinco testes. O interessante foi que este problema também afetou a HX850W, o que indica ser um problema no projeto. Este problema, no entanto, é pequeno se comparado com as outras qualidades oferecidas pela HX750W.

Contudo, a HX850W recebeu o selo de produto recomendado: http://www.clubedohardware.com.br/artigos/1692

Portanto, achei meio que contraditório dar o selo para HX850W e não condecorar a HX750W se ambas apresentam o mesmo "problema".

[]s!

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Cade o selo de produto recomendado?
²

eu para desencargo de consciencia fui até a hx850w verificar e a mesma saída deu "problema" em 4 padrões de teste, mesmo que menores valores...

excelente fonte... talvez será a minha próxima fonte até o fim do ano...

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Sobre a saída standby (+5VSB) o que ela afeta realmente no pc? É pra se ficar de "cabelo em pé" com ela?

Abraços

Também gostaria de saber sobre isso! Alguém poderia informar?

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

De fato é impressionante ver as fontes "da" Corsair sempre entre as melhores... com certeza vai ganhar o selo de produto recomendado CH.

Eu como não sou bobo pedi pra um amigo trazer uma pra mim dos EUA...

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Sobre a saída standby (+5VSB) o que ela afeta realmente no pc? É pra se ficar de "cabelo em pé" com ela?

A +5VSB é a saída de Stand By ("espera") da placa mãe, usada para funções como "Wake on Keyboard" (para ligar o PC pelo teclado) e "Wake on Lan" (para ligar o PC pela rede).

O efeito prático de ativar alguma dessas funções é que ao invés de você ligar seu PC pelo botão de power no gabinete, você poderia ligar, por exemplo, apertando alguma tecla no teclado (Wake on Keyboard).

Como muito raramente alguém usa isso, não tem muito peso a fonte não passar nos testes dessa saída, e nunca impediu algum produto de ganhar o selo de recomendação.

[]'s

Editado por jacypr

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Atualizado em 07/08/2009:

Depois que publicamos este teste a Corsair testou esta fonte usando os mesmos padrões de carga apresentados na tabela acima e, com um equipamento diferente, os níveis de ruído para a saída +5VSB foram completamente diferentes (muito baixos). Por favor, clique aqui para ver os resultados. A única explicação que temos é que o nosso equipamento de alguma forma estava interferindo com os resultados. Desta forma nossos comentários sobre a saída de +5VSB não devem ser levados em consideração.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Atualizado em 07/08/2009:

Depois que publicamos este teste a Corsair testou esta fonte usando os mesmos padrões de carga apresentados na tabela acima e, com um equipamento diferente, os níveis de ruído para a saída +5VSB foram completamente diferentes (muito baixos). Por favor, clique aqui para ver os resultados. A única explicação que temos é que o nosso equipamento de alguma forma estava interferindo com os resultados. Desta forma nossos comentários sobre a saída de +5VSB não devem ser levados em consideração.

Discordo em aceitar imperativamente um teste feito pela fabricante, eles podem ter mudado algumas coisas da fonte, melhorando assim o ruido.

Porque não faz um teste para calibrar o equipamento? E depois refaz o teste?

Acho que seria mais certo eles falarem que esta fonte pode ter defeito, do que realizar um teste sem ninguem acompanhar e colocar os resultados que desejam.

Gabriel recalibre o equipamento e faça outro teste para tirar a prova dos nove, ou, arrume outra fonte igual e re-teste, porque aceitar de boca calada não dá, ainda mais que o site sempre pautou sua posição como crítica e imparcial,e essa atitude não é.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Discordo em aceitar imperativamente um teste feito pela fabricante, eles podem ter mudado algumas coisas da fonte, melhorando assim o ruido.

Porque não faz um teste para calibrar o equipamento? E depois refaz o teste?

Acho que seria mais certo eles falarem que esta fonte pode ter defeito, do que realizar um teste sem ninguem acompanhar e colocar os resultados que desejam.

Gabriel recalibre o equipamento e faça outro teste para tirar a prova dos nove, ou, arrume outra fonte igual e re-teste, porque aceitar de boca calada não dá, ainda mais que o site sempre pautou sua posição como crítica e imparcial,e essa atitude não é.

Concordo, as vezes o Gabriel Torres pode ter descoberto uma falha no projeto e que pelo visto não recebeu a devida atenção.

Ou pode ser que a Corsair realmente refez o teste com outro testador e o problema seja o testador. Nesse caso, a Corsair deu atenção ao caso e fez um teste para saber a verdade e viu que o problema era o testador.

Tenho uma Corsair HX750w e sou apaixonado pela fonte, um show de produto.

Difícil acreditar que um produto tão superdimensioando, que foi projetado com tanto cuidado, venha apresentar um problema dessa natureza.

Seria muito bom se o Gabriel Torres cavasse mais fundo nesse +5vsb.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×