Entre para seguir isso  
Seguidores 0

Teste da Fonte de Alimentação Duex DX500FSE

       
 128.652 Visualizações    Testes  
 29 comentários

A Duex DX500FSE é uma fonte que a marca promete ser de 500 W “reais”. Será? Confira nosso teste.

Gabriel Torres Editor executivo do Clube do Hardware

Introdução

A Duex tem duas séries de fontes de alimentação, uma com potência “nominal” e outra com potência “real”. Nós já testamos uma fonte da primeira série, a Duex DX 450 S de “450 W”, que em nossos testes só conseguiu entregar até 230 W. Vamos agora testar a DX500FSE, que a marca promete ser um produto de 500 W “reais”. Será? Confira.

O pessoal da Duex foi reprovado na terceira série do ensino fundamental, pois eles não sabem fazer soma. Na etiqueta da fonte diz que a potência combinada de +5 V e de +3,3 V é de 115 W, e que a potência máxima da saída de +12 V é de 192 W. Somando-se isso aos 6 W máximos da saída de -12 V e aos 10 W máximos da saída +5VSB temos um total de... 323 W! De onde eles tiraram que esta fonte é de 500 W? O pior é que está escrito na etiqueta, “Potência real: 500 W; Pico de potência: 550 W”.

Assim como a DX 450 S, a DX500FSE é fabricada por uma obscura empresa chinesa chamada Yodia, sendo na realidade o modelo “Series 8” deles (não listado no site deles). Esta fonte é também vendida em outros países subdesenvolvidos usando a marca “CEMO Power”. Ficamos estupefatos ao vermos a cara de pau desse fabricante nesta parte do site deles, onde para uma outra fonte eles indicam a potência real e a potência “proposta para a etiqueta”. Um fabricante desses tinha que ser fechado e seus dirigentes, presos por fraude.

Duex DX500FSE
Figura 1: Fonte de alimentação Duex DX500FSE

Duex DX500FSE
Figura 2: Fonte de alimentação Duex DX500FSE

A Duex DX500FSE tem 15,5 cm de profundidade e usa uma ventoinha de mancal de 120 mm (modelo WAM 14025S da Xiong Li Electronic) em sua parte inferior. Esta fonte não possui circuito PFC e é baseada na obsoleta topologia meia-ponte.

Ela não tem nenhum sistema de cabeamento modular, mas seus cabos têm proteção de nylon. Todos os fios são 20 AWG, isto é, são mais finos do que o mínimo recomendado. Os cabos inclusos são:

  • Cabo principal da placa-mãe com conector de 20/24 pinos, 40 cm de comprimento
  • Um cabo com um conector ATX12V, 42 cm de comprimento
  • Um cabo de alimentação auxiliar para placas de vídeo com um conector de seis pinos, 42 cm de comprimento
  • Dois cabos com dois conectores de alimentação SATA cada, 40 cm até o primeiro conector, 15 cm entre conectores
  • Um cabo com dois conectores de alimentação para periféricos e um conector de alimentação para unidades de disquete, 41 cm até o primeiro conector, 15 cm entre conectores

A configuração de cabos desta fonte mostra que ela definitivamente é um produto de entrada, pela quantidade reduzida de conectores e uso de cabos extremamente curtos.

Duex DX500FSE
Figura 3: Cabos

Vamos agora dar uma olhada no interior desta fonte de alimentação.

Compartilhar

1 pessoa curtiu isso


Entre para seguir isso  
Seguidores 0

Comentários de usuários




E ainda tem gente que tem a cara de pau de defender essas fontes da Duex...

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Mais um lixo tecnológico vindo da china pra enganar o povo Brasileiro. Brasil um país sem leis pra punir e proibir a venda desse lixos tecnológicos vindo de países desenvolvido como a china.

Até quando vamos ter que aceita isso?

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Puz essa só serve como peso de papel, se fosse pelo menos uma fonte de digamos 300W com eficiencia de 70%, estaria aceitável, mas o pior é o ruido e variação da tensão na linha de 12V (10V e pedir pra estragar o processador, acho que garantia não cobre fonte vagabunda não).

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

tá difícil arriscar comprar uma fonte de qualidade de uma marca desconhecida...

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

De conformidade com o Código Penal brasileiro o estelionato é capitulado como crime ecônomico (Título II, Capítulo VI, Artigo 171), sendo definido como "obter para si ou para outrem, vantagem ilícita, em prejuízo alheio, induzindo ou mantendo alguém em erro, mediante artifício, ardil ou qualquer outro meio fraudulento."

Wikipédia

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Eu montei um PC no inicio desse mes. INOCENTEMENTE, me deixei levar pela conversa do vendedor,e pelo preço, que me convenceu (eles tem muita labia..nunca vi igual) a levar essa fonte DUEX de "500" W reais. Eu depois de comprar procurei aqui no CDH por ela mas o teste ainda não tinha saído. A impressão dela por fora é que seria uma fonte "parruda mesmo"...mas depois que percebi que se tratava de uma fonte genérica "made in China" fui trocar na mesma semana. Pro meu azar caí em outra furada, a das fontes iceage de 650W vejam aqui:

http://forum.clubedohardware.com.br/teste-fonte-alimentacao/852355?p=4981557#post4981557

No final, ainda bem que consegui pegar uma Corsair de 550 W REAIS!!! Caso eu continuasse com alguma dessas 2 ai, eu tava correndo risco pois meu pc pro enquanto ta pedindo aprox. 300 e pocos W.

"O Brasil continuará sendo um país que não pode ser levado à sério enquanto houver pessoas inescrupulosas vendendo lixo como se fosse produto de primeira linha e mentindo descaradamente sobre as verdadeiras características do produto. Os órgãos governamentais não só deveriam proibir a venda desse tipo de fonte mas deveria também aplicar pesadas multas a empresas que lubridiam os nossos cidadãos"

Assino em baixo , essa conclusão. Tava pensando em imprimir e dar pro vendedor la da loja... Mas o pior de tudo , quando eu voltei na loja pra realizar a troca, havia chegado uma porrada dessas fontes DUEX 500W "reais"... Por isso que o pais não vai pra frente mesmo...

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

A Duex afirma que esta fonte é de 500W, mas isso é uma mentira deslavada: a DX500FSE só consegue entregar 300W, sempre com eficiência muito baixa, por volta de 70% (tradução: maior consumo elétrico).

Pior que não fornece nem mesmo 240W de maneira minimamente decente.

Eu depois de comprar procurei aqui no CDH por ela mas o teste ainda não tinha saído.

Não tão inocentemente assim. Testes não havia, mas não faltavam informações e comentários neste e em outros fóruns sugerindo correr da Duex sem olhar para trás. Adquira sempre produtos que são recomendados tanto em testes como por um histórico positivo. É louvável que lojas tradicionais e de prestígio não vendam porcarias como esta, mas sempre haverá uma infinidade de lojinhas que vendem enquanto houver comprador. Havendo quem compre, há lucro. É lucro que as lojas buscam. Só o consumidor conseguirá moralizar o mercado. Se não comprar, a loja deixa de vender e se a loja deixar de vender, o fabricante deixa de fabricar.

No final, ainda bem que consegui pegar uma Corsair de 550 W REAIS!!!

Corsair é 550W e não 550W reais.:cool: De watts reais e potência PMPO fuja sempre sem olhar para trás.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

De "Black" essa fonte só tem a carcaça e os cabos.

Aonde trabalho já instalei duas fontes desse mesmo modelo.

Desde o início já dizia pro meu chefe para não usarmos esse tipo de lixo.

Agora ele vai ter que concordar comigo ;)

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Black é como ela fica depois de torrar, por isso o nome. :D

1 pessoa curtiu isso

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

muito bem, cdh, por mostrar verdade pro consumidor brasileiro, muita gente compra essa fonte pensando que ta levando uma coisa de qualidade mais na verdade ta levando um elefante branco, eu sempre tive minhas duvidas e hoje vejo que essa Duex e na verdade enganex,essa fonte so serve pra brincar de dynasty warriors.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

"Fonte real! Watts Reais!"

Quando eu vejo essas palavras no anúncio do produto, já suspeito logo de enganação.

Isso nunca foi terminologia séria. É uma estratégia de marketing que começou a ser usada pelos lojistas assim que muitas dessas fontes começaram a ser desmascaradas em testes. E parece ser dessa forma que continuam conseguindo empurrá-las aos incautos.

Acho que nem deveriam citar que a tal Duex possui uma "série de fontes com potência real e outra nominal" no artigo. Talvez isso acabe ajudando a difundir o uso dessa diferenciação fajuta pelas lojas. Muitas vezes os próprios compradores chegam perguntando por "fonte real" ao vendedor. Mas convenhamos, normalmente o vendedor quer apenas desencalhar seu produto e não vai querer ler nenhuma avaliação do CdH e muito menos de algum site estrangeiro para saber se a potência real alcança a rotulada ou não.

Então quem é que decide quais são "fontes reais"? A loja? O vendedor? Fala sério... Não existe loja com recursos pra testar uma fonte da forma como fazem aqui no clube, então como poderiam saber, pra início de conversa?

Resumindo:

Watt é watt e fonte é fonte!

Não existem watts imaginários, nem fontes imaginárias!

O que existem, para nós leitores interessados, são fontes recomendadas, fontes boas e fontes bomba!

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Acho que nem deveriam citar que a tal Duex possui uma "série de fontes com potência real e outra nominal" no artigo. Talvez isso acabe ajudando a difundir o uso dessa diferenciação fajuta pelas lojas. Muitas vezes os próprios compradores chegam perguntando por "fonte real" ao vendedor. Mas convenhamos, normalmente o vendedor quer apenas desencalhar seu produto e não vai querer ler nenhuma avaliação do CdH e muito menos de algum site estrangeiro para saber se a potência real alcança a rotulada ou não.

Concordo plenamente. Não existem duas linhas de fontes na Duex. Existem umas fontes que mentem mais e outra que mente menos. O texto foi escrito meio às pressas e sem maiores cuidados. Todo o primeiro parágrafo me desagradou e é desnecessário. Outras revisões poderiam ser feitas. Por exemplo, onde foi dito:

Como já explicado, a fonte é rotulada e vendida como sendo um modelo de 500W reais, mas a soma das potências anunciadas pelo fabricante dá 323W. Pelo projeto interno da fonte, é impossível que ela seja um produto de 500W. Até quando teremos de aturar marcas que mentem na cara dura e ficam impunes?

Poderia ser dito:

Como já explicado, a fonte é rotulada e vendida como sendo um modelo de 500W, mas a soma das potências anunciadas pelo fabricante dá 323W. Pelo projeto interno da fonte, é impossível que ela seja um produto de 500W. Até quando teremos de aturar marcas que mentem na cara dura e ficam impunes?

Simples e correto.

Também onde foi dito:

Esta fonte é também vendida em outros países subdesenvolvidos usando a marca “CEMO Power”. Ficamos estupefatos ao vermos a cara de pau desse fabricante nesta parte do site deles, onde para uma outra fonte eles indicam a potência real e a potência “proposta para a etiqueta”. Um fabricante desses tinha que ser fechado e seus dirigentes, presos por fraude...

Ficaria adequado:

Esta fonte é também vendida em outros países subdesenvolvidos usando a marca “CEMO Power”. Ficamos estupefatos ao vermos a cara de pau desse fabricante nesta parte do site deles, onde para uma outra fonte eles indicam a potência correta e a potência “proposta para a etiqueta”. Um fabricante desses tinha que ser fechado e seus dirigentes, presos por fraude.

Bons sites como o CdH têm uma responsabilidade social, inclusive na adoção de terminologia correta e adequada. Nada difícil de ser feita. Esperemos que nos próximos testes de bombas nossas observações sejam levadas em conta. Ou quem sabe os assistentes é que devem levar um puxão de orelha.

Editado por Kayke

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Kayke, o CdH foi o mais correto possível, pois quando o texto fala sobre como o fabricante identifica a fonte, tem que usar as palavras que o fabricante realmente usou e, no caso, o fabricante é que usa a expressão "500 W reais".

Incorreto seria dizer "eles indicam a potência correta" como você sugeriu, pois isso não é verdade, em nenhum ponto o fabricante indica realmente a potência correta.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Rafael, sugiro que você releia os testes, releia o comentário do John_M e releia o meu comentário. O fabricante da fonte não é a Duex. Todos sabemos que a Duex usa a expressão "500 W reais" e é justamente essa falha que a review não devia imitar ali no contexto que comentamos e que não é citação da Duex. Quanto ao fabricante, lá na China, ele informa a potência correta e propõe uma potência nominal mentirosa, coisa afirmada no próprios testes.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

galera eu tenho uma e to com ela a uns 6meses..paguei 69.90..kkk', ate agora nao tive problemas, ta aguentando um dual core e uma gt220, nem sei quanto o pc ta precisando mas tomara q nao necessite de 500, 400, ou 300w..kkkk' agora fiquei com o ***** na mao...\z\z

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
galera eu tenho uma e to com ela a uns 6meses..paguei 69.90..kkk', ate agora nao tive problemas, ta aguentando um dual core e uma gt220, nem sei quanto o pc ta precisando mas tomara q nao necessite de 500, 400, ou 300w..kkkk' agora fiquei com o ***** na mao...\z\z

Isso explica por que fabricantes e fontes picaretas como essa conseguem vender tanto e lucrar tão bem. Você poderia ter gasto 36 reais com uma Pacific Network 200W ou com uma Asvotek 200W e estaria menos mal do que com essa aí, que custou o mesmo que fontes de qualidade. Mais de 150W nessa configuração você não consegue demandar. Precisa de um Intel Core i7 975 para chegar nos 197W conseguidos nos testes do site Legit Reviews. Ou seja: Usuários são roubados descaradamente no preço e enganados deslavadamente com a fonte e nem se dão conta disso. Uma Cougar 350W, com certificação 80Plus Bronze, PFC ativo, capacitores japoneses, componentes bem dimensionados e potência correta custa menos, considerando o preço médio da Duex nas lojas.

power_consumption.jpg

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Putz, tenho uma bomba dessa há tres meses, o cara que me vendeu diz que é recomendadíssima, tão boa quanto essas corsair :o, vou logo é trocar essa coisa, e nem mais usar, pra não queimar minha nova gtx 460

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Se eu tivesse pesquisado e lido este artigo, nao teria cmprado essa bomba e nao estaria sem pc hoje.

Putz, tenho uma bomba dessa há tres meses, o cara que me vendeu diz que é recomendadíssima, tão boa quanto essas corsair :o, vou logo é trocar essa coisa, e nem mais usar, pra não queimar minha nova gtx 460

Amigo, JAMAIS coloque sua gtx 460 nessa fonte e a troque o mais rápido possivel, essa duex torrou ontem quando eu jogava crysis com a gtx 460, nao durou uma semana. Só espero que minha vga e outros componentes nao tenham ido pro saco também...

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Puts, sacanagem galera, também cai na besteira de comprar essa bomba, bem que reparei que quando fazia algo pesado o rendimento do pc ficava estranho, o problema é que quando peguei ela, procurei aquii no Clube do Hardware, mas ainda estava na lista para futuros testes, e agora estou pensando em trocar, mas onde comprei creio que não tenha fontes de boa qualidade, qual o procedimento que devo tomar? dinheiro de volta sei que não vou ter, terei de comprar outra fonte e tomar prejuizo ou alguém tem alguma ideia do que posso fazer?

Obrigado.

Editado por Evandro
removendo offtopic, sobre a iceage, pesquise e você vai achar muita coisa sobre ela. ;)

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites



Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!


Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.


Entrar agora