Entre para seguir isso  
Seguidores 0

Teste da Fonte de Alimentação Hantol Silent ATX 700 W Pro

        58.623 Visualizações     58 comentários     Testes   

Testamos mais uma fonte de alimentação de baixo custo, a Hantol Silent ATX 700 W Pro (HPSU690R), que promete 700 W “de pico” e 500 W contínuos, vindo com um pedaço de cimento em seu interior.

Gabriel Torres Editor executivo do Clube do Hardware

Introdução

Testamos mais uma fonte de alimentação de baixo custo, a Hantol Silent ATX 700 W Pro (HPSU690R), que promete 700 W “de pico” e 500 W contínuos. Interessantemente, este modelo não é listado no site do fabricante. A etiqueta vem escrito em português, o que nos leva a crer ser um modelo específico para o mercado brasileiro.

Hantol Silent ATX 700 W Pro
Figura 1: Fonte de alimentação Hantol Silent ATX 700 W Pro

Hantol Silent ATX 700 W Pro
Figura 2: Fonte de alimentação Hantol Silent ATX 700 W Pro

A Hantol Silent ATX 700 W Pro tem 14 cm de profundidade e duas ventoinhas de 80 mm com rolamento de mancal, uma em sua parte traseira e outra em sua parte inferior.

Ela obviamente não tem nenhum sistema de cabeamento modular e também não traz proteção de nylon em nenhum de seus cabos. Os fios do cabo principal da placa-mãe usam a bitola correta (18 AWG), mas todos os demais fios são 20 AWG, isto é, são mais finos do que o mínimo recomendado (18 AWG). Os cabos inclusos são:

  • Cabo principal da placa-mãe com conector de 20/24 pinos, 35 cm de comprimento
  • Um cabo com um conector ATX12V, 35 cm de comprimento
  • Um cabo com dois conectores de seis pinos para placas de vídeo, 35 cm até o primeiro conector, 13 cm entre os conectores
  • Um cabo com dois conectores de alimentação SATA, 34 cm até o primeiro conector, 15 cm entre os conectores
  • Um cabo com dois conectores de alimentação para periféricos, 35 cm até o primeiro conector, 15 cm entre os conectores
  • Um cabo com dois conectores de alimentação para periféricos e um conector de alimentação para unidades de disquete, 35 cm até o primeiro conector e 15 cm entre os conectores

A configuração de cabos desta fonte até que é razoável para uma fonte de 500 W de baixo custo. Isto se ela realmente for uma fonte de 500 W, é claro.

Hantol Silent ATX 700 W Pro
Figura 3: Cabos

Vamos agora dar uma olhada no interior desta fonte de alimentação.

Compartilhar



Entre para seguir isso  
Seguidores 0

Comentários de usuários




Essa bateu o recorde de fonte mais "falcatrua" do mercado.

Devia se chamar Silent ATX 171 Pro.

Editado por Rafael Coelho

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Sei que eu não deveria estar defendendo marca, mas se uma fonte tem essa maracutaia aí, quer dizer que todas as fontes da Hantol são assim também?

Bom, de qualquer forma, isso já é o suficiente para acabar com a reputação dela.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

E eu pensando que não tinha como piorar, mais botar cimento dentro da fonte so pra deixar mais pesado e cumulo, isso e desrespeito com consumidor ate parece que essa fonte e feita e vendidas nessas feirinhas de coisa roubadas, tenho pena de que compra essas fontes sem saber botando em risco a sua configuração essa fonte tinha que ganhar o trofeu vergonha do mês.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Gabriel,

O fabricante se posicionou a respeito?

Abç, Cezar

Nós não temos qualquer contato com este fabricante; lembre-se que estas fontes de baixo custo nós compramos no mercado brasileiro, do nosso próprio bolso.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

O mais interessante é uma porcaria dessas custar R$ 81,50 sendo que por aproximadamente R$ 130,00 é possível comprar uma fonte de ótima qualidade, da Corsair nesse exemplo.

Um dos motivos que fez me interessar por hardware foi justamente ter conhecimento suficiente para não ser feito de trouxa por essas empresas e profissionais desonestos.

Abraços,

Juliano.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Nós não temos qualquer contato com este fabricante; lembre-se que estas fontes de baixo custo nós compramos no mercado brasileiro, do nosso próprio bolso.

Não custa mandar aquele e-mail maroto de "joão sem braço" :D

info@hantol.cn

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Gabriel, nao tem como você denunciar isso? Sei lá, na receita federal, policia federal, Inmetro, ABNT (Associacao Brasileira de Normas Traduzidas), ou onde quer que seja?

No caso das fontes Bralixo a PF depois do teu artigo atuou 3 containers de lixo. Quem sabe nao acontece algo semelhante com o importador?

Eu já tinha visto capacitor dentro de um casco de capacitor, HD externo com pendrive de 128 MB e duas porcas, mas cimento em fonte, essa é a primeira. Terei que desmonstar fonte por fonte agora? rss.

No mais, excelente artigo.

abraços,

Eriberto

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Puuuuuuuts, na hora que eu vi aquele pedaço de cimento não sabia se ria ou se chorava... Dúvido que os próprios fabricantes tenham coragem de usar essa fonte.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Incrivel isso. Quando vi a foto da fonte com ponte retificadora feita com diodos já vi que era falcatrua a etiqueta. Mas bobina falsa??? Foi pra acabar. Eu diria que nem de 300W essa fonte é.

Vejam que até 210W, apresentou resultados razoáveis para uma fonte de até R$30,00 depois disso... :priv:

Deveriam mudar o nome para "Hantroll".

KKKK, Hantroll foi boa, rindo aqui!

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Deveriam fechar a empresa e prender quem está por trás dessa "maracutaia" toda. Infelizmente isso vai ser meio difícil de acontecer...

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Por isso que eu sempre falo, se querem economizar em fonte comprem no ML por R$ 10,00 fontes usadas genéricas, bomba por bomba essas custam barato.

Quando alguém me fala "minha fonte é alguma coisa watts reais" eu já desconfio, quer falar fonte real fala logo a marca...

Até imagino os papos engraçados desses picaretas "_O Creison, encomenda mais areia e cimento que nossas bobinas estão acabando, kkkk".

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Gabriel, não tem como você denunciar isso? Sei lá, na receita federal, policia federal, Inmetro, ABNT (Associacao Brasileira de Normas Traduzidas), ou onde quer que seja?

No caso das fontes Bralixo a PF depois do teu artigo atuou 3 containers de lixo. Quem sabe não acontece algo semelhante com o importador?

Eriberto, no caso da Braview foi diferente pois era fraude aduaneira; eles estavam importando sucata como sendo produto novo e vendendo como produto novo, e a legislação brasileira proíbe a importação de produtos usados. Neste caso, o produto é novo e não há nada que possa ser feito (até onde eu saiba), já que o órgão com poder de fazer algo, o Inmetro, não regular o mercado de fontes de alimentação.

A propósito, o pessoal do HardOCP tá dando uma força para a gente: http://hardforum.com/showthread.php?t=1687378

O pessoal do JonnyGURU postou um link com mais fontes com PFC falso:

http://www.jonnyguru.com/forums/showthread.php?t=8978

O Travis Chen, meu camarada, postou esta informação interessante:

They can save about 50 cents and the FOB price of the entire PSU is less than $7.

Ou seja, eles economizam US$ 0,50 por fonte fazendo uma maracutaia dessas. Realmente não dá para entender, fazer "m" para uma economia que não justifica.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Esses chineses vão cada vez mais longe. No site do fabricante encontra-se fonte de 800W com certificação 80Plus Silver. Que também é inteiramente falso.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Eriberto, no caso da Braview foi diferente pois era fraude aduaneira; eles estavam importando sucata como sendo produto novo e vendendo como produto novo, e a legislação brasileira proíbe a importação de produtos usados. Neste caso, o produto é novo e não há nada que possa ser feito (até onde eu saiba), já que o órgão com poder de fazer algo, o Inmetro, não regular o mercado de fontes de alimentação.

A propósito, o pessoal do HardOCP tá dando uma força para a gente: http://hardforum.com/showthread.php?t=1687378

O pessoal do JonnyGURU postou um link com mais fontes com PFC falso:

http://www.jonnyguru.com/forums/showthread.php?t=8978

O Travis Chen, meu camarada, postou esta informação interessante:

Ou seja, eles economizam US$ 0,50 por fonte fazendo uma maracutaia dessas. Realmente não dá para entender, fazer "m" para uma economia que não justifica.

Olá Gabriel, entendi. então acho que a única coisa que pode ser denunciada seria com os Procons de cada Estado, e que cada Procon denuncie o importador, por estelionato, ou sei lá com o que se encuadra.

Eu já tinha visto calculadora usando papel cartao como "placa", mas essa da fonte de cimento, e a fonte de papel que mostraram depois, foi dose.

E se pensarmos em $0.50 de economia em uma fonte de $7 é bastante coisa, sao quase 7% do valor da fonte, onde isso pode significar 100% do lucro nessas oems da vida. Imaginem em um dia, de 50 cents em 50 cents, quanto eles nao economizam no volume?

E quem gosta de comprar lixo barato, deve estar feliz :)

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
or fonte fazendo uma maracutaia dessas. Realmente não dá para entender, fazer "m" para uma economia que não justifica.

Simples, multiplique isso numa linha de produção. Vai ver que 50 cents por unidade é lucro...

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

eu entendo... compare o preço das peças com o de 100ml de cimento... deplorável, completamente ridículo. É pensar que os chinos creem que sejamos todos babuinos mesmo...

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Poderiam mudar pra anzol, antol, sestrepol, bostol..

Qual será a próxima porcaria que vão aprontar, colocarem um hamster pra girar a ventoinha ?

Fabricarem a carcaça de prástico ?

Usarem arame (enferrujado, claro) no lugar dos fios ?

Gabriel, talvez denunciar isso no PROCON dê em algo ?

Pior foi ler na etiqueta "Em casa de defeito.." é a bobina de cimento, seria o complemento correto e não o que está escrito ali. ^^

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites



Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!


Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.


Entrar agora