Ir ao conteúdo
Entre para seguir isso  

Teste da Fonte de Alimentação High Power Direct12 BR 850 W

       
 27.399 Visualizações    Testes  
 11 comentários

O tradicional fabricante OEM está entrando no mercado de varejo. Vejamos se o modelo deles de 850 W com certificação 80 Plus Bronze e sistema de cabeamento modular é uma boa opção.

Teste da Fonte de Alimentação High Power Direct12 BR 850 W
Gabriel Torres Editor executivo do Clube do Hardware

Introdução

A High Power é um fabricante OEM. Isto significa que o foco deles é fabricar produtos para outras marcas. Por exemplo, algumas fontes da OCZ e Enermax, e todas da Thortech são fabricadas por eles. Seguindo a tendência de outros fabricantes OEM, a High Power resolveu entrar no mercado de varejo com sua própria marca. Vejamos se a Direct12 BR 850 W, uma fonte com certificação 80 Plus Bronze, sistema de cabeamento modular e barramento único de +12 V, é uma boa opção.

Deixe-nos contar um pouco da história desta empresa. A Sirtec fundou a Sirfa Electronics em 1996, e em 2008 a Sirtec vendeu a Sirfa. A Sirfa, por sua vez, criou a marca High Power em 2008. Em alguns fóruns, você encontrará pessoas dizendo que a Sirfa e a Sirtec são a mesma empresa, embora elas tenham se separado em 2008.

Internamente, esta fonte parece ser idêntica à Enermax NAXN 82+ 850 W, mas como não testamos esta última, não tivemos como confirmar.

High Power Direct12 BR 850 W
Figura 1: Fonte de alimentação High Power Direct12 BR 850 W

High Power Direct12 BR 850 W
Figura 2: Fonte de alimentação High Power Direct12 BR 850 W

A High Power Direct12 BR 850 W mede 16 cm de profundidade e tem uma ventoinha de 135 mm com rolamento de esferas em sua parte inferior (Globe Fan RL4Z-B1352512H).

Esta fonte tem sistema de cabeamento modular com oito conectores, quatro para placas de vídeo (conectores vermelhos) e quatro para cabos de alimentação SATA e para periféricos (conectores pretos). Os cabos da placa-mãe estão permanentemente conectados à fonte, e eles são protegidos por acabamentos de nylon que saem de dentro da fonte. A High Power Direct12 BR 850 W vem com os seguintes cabos:

  • Cabo principal da placa-mãe com um conector de 24 pinos, 55 cm de comprimento, permanentemente instalado na fonte de alimentação
  • Um cabo com dois conectores ATX12V que juntos formam um conector EPS12V, 61 cm de comprimento, permanentemente instalado na fonte de alimentação
  • Um cabo com um conector EPS12V, 61 cm de comprimento, permanentemente instalado na fonte de alimentação
  • Quatro cabos com dois conectores de seis/oito pinos para placas de vídeo cada, 51 cm de comprimento até o primeiro conector, 15 cm entre os conectores, sistema de cabeamento modular
  • Quatro cabos com três conectores de alimentação SATA e um conector de alimentação para periféricos cada, 46 cm até o primeiro conector, 15 cm entre os conectores, sistema de cabeamento modular
  • Um adaptador para converter um conector de alimentação para periféricos em um conector de alimentação para unidade de disquete

Todos os fios são 18 AWG, que é o mínimo recomendado, exceto os fios dos cabos para placas de vídeo, que são mais grossos (16 AWG).

A configuração de cabos é sensacional, com um total de oito conectores de alimentação para placas de vídeo, permitindo ao usuário instalar até quatro placas de vídeo topo de linha ao mesmo tempo sem a necessidade de adaptadores, e 12 conectores de alimentação SATA.

High Power Direct12 BR 850 W
Figura 3: Cabos

Vamos agora dar uma olhada no interior desta fonte de alimentação.

Editado por

Compartilhar



  Denunciar Artigo
Entre para seguir isso  

Comentários de usuários


Não seria o caso de testar novamente, com outra amostra ?

Por outro lado, como a fonte não levou o selo de produto bomba, talvez essa pequena falha da linha de 3,3 V não seja um grande problema.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Ressaltando aqui que ela chega perto apenas de 750W (62A) na linha de 12V com eficiência acima de 82% (pelo teste 5), então o ideal é rotula-la como fonte de 800W pelo teste, porém ela pode fornecer mais que isso na linha de 12V (66A) porém sacrificando o ruido e a eficiencia.

Creio que a fonte da corsair é muito mais fonte que esta, então não ha como dizer que ela compete com o modelo citado da corsair (850W) se vier no mesmo preço, para tal deveria ser comparada a modelos de 800W.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Parece ser uma fonte bem construída, pena a saída 3,3V ficar abaixo do permitido, se corrigirem acho que merece até o selo de produto recomendado.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Se a saída 3,3v for abaixo pode provocar alguns travamentos no micro.

Eu tenho uma ocz modxstream 750w fabricada pela high power e até hoje nunca deu problema e isso já faz 2 anos.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Como é possível o produto ter sido rotulado como " Produto Bomba " se , na análise final o texto diz : " Ela consegue fornecer sua potência rotulada em altas temperaturas e apresentou eficiência entre 82,2% e 86% durante os testes, além de níveis de oscilação e ruído baixos. Um dos destaques desta fonte é a sua configuração de cabos, com oito conectores de alimentação para placas de vídeo, o que permite ao usuário instalar quatro placas de vídeo topo de linha ao mesmo tempo, e 12 conectores de alimentação SATA. " e o uníco ponto negativo é , segundo o texto : " O único problema real que encontramos nesta fonte foi com sua saída de +3,3 V, que ficou abaixo do mínimo permitido em carga máxima " . Talvez a classificação deva ser revista ( embora eu não possua o produto ou mesmo o represente ou venda ) , não colocando-a como produto bomba ou recomendado , mas neutra .

Asus M5A88V-Evo , Phenon II X4 945 3Ghz , (4) Corsair ValueSelect Ddr3 1333MHz 2GB , Sapphire Radeon HD6770 Vapor-X 1GB GDDR5 , CoolerMaster Hyper N520 , HD 320GB SAMSUNG 7200 (SATA) , HD Western Digital SATA 500GB 7200RPM Caviar Blue (SATA) , satellite Solytec 600W reais 80 Plus Bronze , Thermaltake V3 Black , BMI Maxxi Power 700Va .

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Como é possível o produto ter sido rotulado como " Produto Bomba " se , na análise final o texto diz : " Ela consegue fornecer sua potência rotulada em altas temperaturas e apresentou eficiência entre 82,2% e 86% durante os testes, além de níveis de oscilação e ruído baixos. Um dos destaques desta fonte é a sua configuração de cabos, com oito conectores de alimentação para placas de vídeo, o que permite ao usuário instalar quatro placas de vídeo topo de linha ao mesmo tempo, e 12 conectores de alimentação SATA. " e o uníco ponto negativo é , segundo o texto : " O único problema real que encontramos nesta fonte foi com sua saída de +3,3 V, que ficou abaixo do mínimo permitido em carga máxima " . Talvez a classificação deva ser revista ( embora eu não possua o produto ou mesmo o represente ou venda ) , não colocando-a como produto bomba ou recomendado , mas neutra .

Asus M5A88V-Evo , Phenon II X4 945 3Ghz , (4) Corsair ValueSelect Ddr3 1333MHz 2GB , Sapphire Radeon HD6770 Vapor-X 1GB GDDR5 , CoolerMaster Hyper N520 , HD 320GB SAMSUNG 7200 (SATA) , HD Western Digital SATA 500GB 7200RPM Caviar Blue (SATA) , satellite Solytec 600W reais 80 Plus Bronze , Thermaltake V3 Black , BMI Maxxi Power 700Va .

O principal motivo é dela não cumprir ao meu ver seu papel, fornecer o que é rotulado sem problemas, veja que ela estrapola os níveis no +3,3V com carga de 100% e ao meu ver essa fonte é de 800W (só 750W na linha de 12V é sacanagem em). A fonte em questão é mais cara que a concorrente, fornece menos potencia em 12V (750W contra 840W da corsair TX850V2).

Bom ao invés de bomba poderia colocar como produto não recomendado.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Como é possível o produto ter sido rotulado como " Produto Bomba " se , na análise final o texto diz : " Ela consegue fornecer sua potência rotulada em altas temperaturas e apresentou eficiência entre 82,2% e 86% durante os testes, além de níveis de oscilação e ruído baixos. Um dos destaques desta fonte é a sua configuração de cabos, com oito conectores de alimentação para placas de vídeo, o que permite ao usuário instalar quatro placas de vídeo topo de linha ao mesmo tempo, e 12 conectores de alimentação SATA. " e o uníco ponto negativo é , segundo o texto : " O único problema real que encontramos nesta fonte foi com sua saída de +3,3 V, que ficou abaixo do mínimo permitido em carga máxima " . Talvez a classificação deva ser revista ( embora eu não possua o produto ou mesmo o represente ou venda ) , não colocando-a como produto bomba ou recomendado , mas neutra .

Ela se encaixa perfeitamente nos critérios para uma fonte ser considerada bomba, que é o de alguma das tensões de saída operar fora das especificações. Merece o selo, pois a daída +3,3 V operou fora da faixa permitida, o que pode colocar componentes como a memória do PC em risco. Esse é o único problema dela, mas é um problema grave. O que mostra aliás que as suas proteções no secundário (especificamente a proteção contra subtensão, não estavam funcionando adequadamente).

Edit: tem um erro no teste na página 8

Figura 20: Barramento de +5 V durante o teste cinco a 847,1 W (29,6 mV)

Só que na tabela mostra que tinha sido 8,6 mV.

Editado por ignacho

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Ela se encaixa perfeitamente nos critérios para uma fonte ser considerada bomba, que é o de alguma das tensões de saída operar fora das especificações. Merece o selo, pois a daída +3,3 V operou fora da faixa permitida, o que pode colocar componentes como a memória do PC em risco. Esse é o único problema dela, mas é um problema grave. O que mostra aliás que as suas proteções no secundário (especificamente a proteção contra subtensão, não estavam funcionando adequadamente).

Agradeço o esclarecimento , pois o texto original não deixou isto claro .

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

O teste levanta a possibilidade de que esta fointe testada é idêntica à Enermax NAXN82+ 850W. De fato, fazendo uma comparação rápida do interior desta fonte com o que foi mostrado do interior da Enermax do X-b it Labs dá para ter 99% de certeza que é o mesmo projeto. Esta fonte na verdade é idêntyica à LEPA B850. As diferenças que consegui notar.

1. Cor dos dissipadores

2. Capacitor do primário: na Enermax, o capacitor foi trocar por um da Rubycon de 400 V x 470 µF. Curiosamente, é de menor capacitancia que o da High Power. Já os capacitores do secundário também são da Teapo.

3. Utilização de 4 barramentos de +12 V. Provavelmente incluiíram um amplifcador operacional, já que o circuito de monitoramento só suporta dois canais para OCP. O circuito de monitoramente é o mesmo nas duas fontes. O problema é que eles não estão muito bem distribuídos.

4. Redução dos conectores para de vídeo de 8 para 6. 8 na verdade até é um exagero para uma fonte de 750 W na liha de +12 V.

O interessante de se notar é de que a regulação de tensão da Enermax NAXN82+ 850W se mostrou bastante robusta, estando quase sempre dentro de 3%. A única vez que houve uma saída dos 3% na linha de +3,3 V com cargas bem baixas (ela ficou entre 3 e 4%). Lembrem-se que os testes do Xbirt são de crossload em gráficos, então eles testam todas as cargas possíveis de serem aplicadas na fonte.

Então ficam duas hipóteses para o problema desta High Power: ou foi uma amostra defeituosa ou então existe um problema com o controlador PWM deste modelo em específico.

Editado por ignacho

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×