Ir ao conteúdo
Entre para seguir isso  

Teste da Fonte de Alimentação Kingwin Lazer Platinum 850 W

       
 19.529 Visualizações    Testes  
 14 comentários

Vamos testamos este modelo de 850 W com certificação 80 Plus Platinum, sistema de cabeamento modular e um barramento único de +12 V da Kingwin.

Teste da Fonte de Alimentação Kingwin Lazer Platinum 850 W
Gabriel Torres Editor executivo do Clube do Hardware

Introdução

A Kingwin oferece cinco modelos de fontes de alimentação dentro da sua série Lazer Platinum: 550 W, 650 W, 750 W, 850 W e 1.000 W. Hoje nós testaremos a versão de 850 W. Confira.

O nome que a Kingwin deu a esta série de fontes de alimentação provavelmente foi escrito errado, já que “laser” se escreve com “s” e é um acrônimo para Light Amplification by Stimulated Emission of Radiation ou Amplificação de Luz por Emissão Estimulada de Radiação. Talvez a intenção da empresa fosse de tirar uma onda e escrever “laser” com “z”. Por isso, a pronúncia correta do nome dessa fonte é “leiser”, e possivelmente o fabricante não fez qualquer pesquisa para saber que “lazer” em português e espanhol tem outro significado.

As fontes de alimentação da Kingwin são fabricadas pela Super Flower, e a Lazer Platinum 850 W é uma Super Flower SF-850P14PE com outro nome. Internamente, esta fonte é muito parecida com a Super Flower SF-850P14XE, que é vendida como Kingwin Lazer Gold 850 W, NZXT HALE90-850 M, Sentey Golden Steel Power 850 W e AZZA Ultima 850 W (PSAZ-850G14). Portanto, parece que a Super Flower fez ajustes em sua plataforma Golden Green para torná-la compatível com a certificação 80 Plus Platinum (a plataforma 80 Plus Platinum da Super Flower é chamada “Golden King”). Como nós já testamos a NZXT HALE90-850 M e a Sentey Golden Steel Power 850 W, ficará fácil ver quais modificações foram feitas.

Kingwin Lazer Platinum 850 W
Figura 1: Fonte de alimentação Kingwin Lazer Platinum 850 W

Kingwin Lazer Platinum 850 W
Figura 2: Fonte de alimentação Kingwin Lazer Platinum 850 W

A Kingwin Lazer Platinum 850 W mede 18 cm de profundidade e tem uma ventoinha de 140 mm em sua parte inferior. Esta ventoinha tem uma etiqueta escrito “Kingwin” e nós não descobrimos quem é o seu verdadeiro fabricante. A fonte tem um interruptor em sua parte traseira para você selecionar o modo de operação da ventoinha: “modo normal”, onde a velocidade da ventoinha variará de acordo com a temperatura da fonte, ou “modo ECO”, onde a ventoinha ficará desligada até que a temperatura da fonte atinja entre 65° C e 70° C. A vantagem deste modo é que a fonte não emitirá ruído enquanto estiver “fria”.

O sistema de cabeamento modular desta fonte tem seis conectores, e eles são transparentes e brilham quando a fonte está ligada. Diferentemente da maioria das fontes de alimentação com sistema de cabeamento modular, você pode instalar qualquer tipo de cabo em qualquer conector, ou seja, não há conector específico para os cabos de alimentação das placas de vídeo ou cabos de alimentação SATA e para periféricos. A fonte vem com o cabo principal da placa-mãe, um cabo ATX12V/EPS12V e dois cabos de alimentação para placas de vídeo permanentemente conectados a ela. Esses cabos utilizam acabamentos em nylon que sai de dentro da fonte. Esta fonte vem com os seguintes cabos:

  • Cabo principal da placa-mãe com um conector de 20/24 pinos, 56 cm de comprimento, permanentemente instalado na fonte de alimentação
  • Um cabo com dois conectores ATX12V que juntos formam um conector EPS12V, 60 cm de comprimento, permanentemente instalado na fonte de alimentação
  • Dois cabos com um conector de seis/oito pinos para placas de vídeo cada, 56 cm de comprimento, permanentemente instalados na fonte de alimentação
  • Dois cabos com um conector de seis/oito pinos para placas de vídeo cada, 50 cm de comprimento, sistema de cabeamento modular
  • Dois cabos com quatro conectores de alimentação SATA cada, 51 cm até o primeiro conector, 15 cm entre os conectores, sistema de cabeamento modular
  • Um cabo com três conectores de alimentação para periféricos, 51 cm até o primeiro conector, 15 cm entre os conectores, sistema de cabeamento modular
  • Um cabo com três conectores de alimentação para periféricos e um conector de alimentação para a unidade de disquete, 51 cm até o primeiro conector, 15 cm entre os conectores, sistema de cabeamento modular

Todos os fios são 16 AWG, mais grossos do que o mínimo recomendado (18 AWG), exceto os fios dos cabos SATA e para periféricos, que são 18 AWG.

Nós ficamos um pouco desapontados com a configuração de cabos desta fonte de alimentação. Em nossa opinião, uma fonte de alimentação de 850 W topo de linha com certificação 80 Plus Platinum merecia mais conectores SATA e, embora não seja “obrigatório”, nós gostaríamos que esta fonte tivesse dois cabos adicionais para placas de vídeo, permitindo a você instalar três placas de vídeo topo de linha sem a necessidade de adaptadores.

Kingwin Lazer Platinum 850 W
Figura 3: Cabos

Vamos agora dar uma olhada no interior desta fonte de alimentação.

Compartilhar



  Denunciar Artigo
Entre para seguir isso  

Comentários de usuários


Só uma palavra pra definir a principal característica das fontes de alimentação da Seasonic e das da Kingwin 80 Plus Platinum certificadas:

"SILÊNCIO"

Parabéns às duas marcas.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Eu não sabia que a AZZA tinha uma fonte baseada na plataforma Golden Green. Mas bem, vamos ao comentário principal:

Pra mim resultado de fonte da Super Flower baseada na plataforma Golden Green e Golden King é igual Chaves, você já sabe que vai ser bom, mas no sentido dar risada das suas rivais, pois o preço dessas fontes geralmente é bem competitivo comparado a outras fabricantes e são fontes de qualidade primorosa. A Enermax Platinum e outras fontes 80plus Gold perdem fácil para esta fonte aí, e suas verdadeiras rivais, as Seasonic Platinum e Antec HCG Platinum são bem mais caras. Já Enermax Revolution87+ 850 sim, é uma rival a altura dessa fonte aí.

Bom, espero que agora a visibilidade da Kingwin e da sua fabricante fique ainda maior no Brasil, pois muitos já viram meu tópico de fontes e sabem que essas fontes da família Golden Green e Golden King são capazes. Falta agora um teste da Golden Green 450 ou da Rosewill Capstone 450, mas isso aqui já vai ser um tremendo motivo para as importadoras ficarem de olho nos produtos da Super Flower.

Só não digo que a fonte é perfeita porque o cabeamento modular não é tão "didático" como nas fontes da Enermax, mas ter uma regulação de tensão e ripple muito melhores que nas Enermax Platinum, já dá a razão da compra.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Eu não sabia que a AZZA tinha uma fonte baseada na plataforma Golden Green. Mas bem, vamos ao comentário principal:

Pra mim resultado de fonte da Super Flower baseada na plataforma Golden Green e Golden King é igual Chaves, você já sabe que vai ser bom, mas no sentido dar risada das suas rivais, pois o preço dessas fontes geralmente é bem competitivo comparado a outras fabricantes e são fontes de qualidade primorosa. A Enermax Platinum e outras fontes 80plus Gold perdem fácil para esta fonte aí, e suas verdadeiras rivais, as Seasonic Platinum e Antec HCG Platinum são bem mais caras.

É, mas leve em consideração que a Sea Sonic Platinum Series e a Antec HCP-1000 Platinum são fontes ainda melhores. Aliás, a HCP-1000 Platinum deu um banho no quesito carga de transientes nas suas concorrentes diretas.

Bom, apesar dessa história toda, continuo achando que a melhor fonte que o Clube do Hardware já testou foi a Sea Sonic X-400FL. Junto com a Antec HCP-1200, acho que ainda são as fontes a serem batidas. E a HCP-1000 Platinum pode ser A fonte (precisamos de um teste do JonnyGuru, do Techpower Up ou do X-bit para confirmar)...

Já Enermax Revolution87+ 850 sim, é uma rival a altura dessa fonte aí.

Essa eu dispenso. As Revolution87+ são simplesmente um retrocesso em relação às Modu87+. Fiquei decepcionado com as conclusões de Oklahoma Wolf acerca dessa fonte.

Bom, espero que agora a visibilidade da Kingwin e da sua fabricante fique ainda maior no Brasil, pois muitos já viram meu tópico de fontes e sabem que essas fontes da família Golden Green e Golden King são capazes. Falta agora um teste da Golden Green 450 ou da Rosewill Capstone 450, mas isso aqui já vai ser um tremendo motivo para as importadoras ficarem de olho nos produtos da Super Flower.

A CAPSTONE-450 é um tiro no conceito de benefício / custo... =D

Editado por ignacho

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
É, mas leve em consideração que a Sea Sonic Platinum Series e a Antec HCP-1000 Platinum são fontes ainda melhores. Aliás, a HCP-1000 Platinum deu um banho no quesito carga de transientes nas suas concorrentes diretas.

Sim, são fontes melhores principalmente no ponto da regulação de tensão, porém o preço relativamente mais baixo e o melhor desempenho da eficiência em baixas cargas das fontes da mesma plataforma desta fonte do teste faz com que logicamente torne-se uma grande competidora a frente dessas aí.

Bom, apesar dessa história toda, continuo achando que a melhor fonte que o Clube do Hardware já testou foi a Sea Sonic X-400FL. Junto com a Antec HCP-1200, acho que ainda são as fontes a serem batidas. E a HCP-1000 Platinum pode ser A fonte (precisamos de um teste do JonnyGuru, do Techpower Up ou do X-bit para confirmar)...

A HCP-1000 Platinum me parece ser a melhor fonte já lançada até hoje. Porque não lançam um modelo de 500W? :D

Essa eu dispenso. As Revolution87+ são simplesmente um retrocesso em relação às Modu87+. Fiquei decepcionado com as conclusões de Oklahoma Wolf acerca dessa fonte.

Eu jurava que as fontes eram melhores que as Platimax e Modu87+... Talvez tenha ficado com a imagem das versões de menor potência.

A CAPSTONE-450 é um tiro no conceito de benefício / custo... =D

Estou junto nessa e torcendo que ela chegue aqui.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Bom, creio que as plataformas da SuperFlower estejam se destacando principalmente no quesito custo/benefício, não são as melhores, mas são boas o suficiente para competir e possuem um preço bem mais atrativo.

Realmente, a HCP-1000 Platinum parece ser A fonte, mas o custo/benefício anda longe dela, pelo menos no dia que eu estava vendo os preços, estava mais cara que a SeaSonic.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
"nós não conseguimos avaliar as proteções desta fonte (...) além disso, nós não conseguimos extrair mais desta fonte para ver se ela queimaria ou desligaria"

Eita, difícil confiar nas proteções desta fonte heim... :sne:

como saber se funcionam se não foram testadas? :confused:

Apesar de ter o selo de recomendada, sem testes de proteção eu não compraria.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Eita, difícil confiar nas proteções desta fonte heim... :sne:

como saber se funcionam se não foram testadas? :confused:

Apesar de ter o selo de recomendada, sem testes de proteção eu não compraria.

Se visse os outros testes de outros sites de fontes da mesma família, você iria comprar. :cool:

As proteções estão todas lá, inclusive a de OPP, que é a que vai desligar sua fonte numa carga muito acima das demais, além da própria Super Flower colocar um tal de "PSU OC" na caixa de suas fontes dizendo que ela vai até 10% além da sua capacidade rotulada com uma eficiência 2% mais baixa, mas "PSU OC" não é motivo de recomendação.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Por que "OC" das Super Flower (Kingwin) 80 Plus Platimum certificadas impede que as mesmas sejam recomendadas? Acho mais do que justo que a fabricante use essa especificação. É claro que o termo OC (overclock) é estúpido, mas o conceito é acertado.

Por exemplo, quem duvida que a Seasonic Platinum-860 (80 Plus Platinum) não seja idêntica à Seasonic X-1050 (80 Plus Gold), salvo a etiqueta e, talvez, o conjunto de cabos? O mesmo vale para a Seasonic Platinum-1000 (80 Plus Platinum) e X-1250 (80 Plus Gold). O que a Super Flower (Kingwin) faz é deixar a coisa um pouco mais "transparente" e enxugar a sopa de letrinhas.

A propósito, essa Antec HCP-1000, provavlemente, é fabricada pela Seasonic. Alguém confirma?

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Eita, difícil confiar nas proteções desta fonte heim... :sne:

como saber se funcionam se não foram testadas? :confused:

Apesar de ter o selo de recomendada, sem testes de proteção eu não compraria.

Isso e preocupação demais. Aliás, diria até que é uma descontextualização do termo "proteção".

Quando se fala em proteçãoi, apenas serve para ver se a fonte desliga em condições de sobrecarga. Para uma fonte que desligar em sobrecarga, ela obviamente tem que estar sobrecarregada, e para isso acontecer, o proprietário da fonte teria que cair na besteira de colocá-la em um sistema que demanda acima dos 850 W que a fonte oferece.

Eu compraria uma dessas sem medo de ser feliz. Continua sendo uma fonte muito boa.

A propósito, essa Antec HCP-1000, provavlemente, é fabricada pela Seasonic. Alguém confirma?

Negativo. Ela é fabricada pela Delta.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Por que "OC" das Super Flower (Kingwin) 80 Plus Platimum certificadas impede que as mesmas sejam recomendadas? Acho mais do que justo que a fabricante use essa especificação. É claro que o termo OC (overclock) é estúpido, mas o conceito é acertado.

Não quis dizer que a OC impede recomendação, mas não é motivo para recomendação, assim como potência é só um detalhe para recomendar uma fonte.

Por exemplo, quem duvida que a Seasonic Platinum-860 (80 Plus Platinum) não seja idêntica à Seasonic X-1050 (80 Plus Gold), salvo a etiqueta e, talvez, o conjunto de cabos? O mesmo vale para a Seasonic Platinum-1000 (80 Plus Platinum) e X-1250 (80 Plus Gold). O que a Super Flower (Kingwin) faz é deixar a coisa um pouco mais "transparente" e enxugar a sopa de letrinhas.

Todas essas fontes da Seasonic que você citou utilizam a mesma plataforma, só que os componentes diferem-se uma das outras, é claro. Só não entendi muito bem a última parte de "deixar transparente"...

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Na verdade, há suspeitas de que a Platinum-860 seja EXATAMENTE a X-1050, e a Platinum-1000, a X-1250.

Veja:

Platinum-860 = X-1050

Platinum-1000 = X-1250

Até aí, tudo bem. O problema está em caso o preço da sua "clone" seja diferente. A Kingwin poderia muito bem lançar, por exemplo, dois modelos idênticos com nomes diferentes entre si.

Veja (hipótese):

LZP-550 = (hipotética) OC Version 650 Watts GOLD

Embora só agora vi que as outras (LZP-650, LZP-750, LZP-850 e LZP-1000) não têm esse "apelo" "OC". Vou ver se as versões clones marcadas como Super Flower têm.

Realmente, acho que comi bola. Só a LZP-550 (sem mencionar a fanless, a STR-500) vem especificada como OC, ou seja, é 550 Watts em "80 Plus Platinum" e 650 Watts em "80 Plus Gold". A transparência à qual me refiro é essa. Em vez de a Kingwin lançar dois modelos idênticos com preços e etiquetas diferentes entre si, ela apenas usa DUAS medidas de potência nas especificações.

Não sei se ficou claro. Enfim, se eu não soube me expressar, desculpe-me. E concordo contigo que a potência nominal não é referência. Eu sempre me baseava na potência da linha 12 Volts, mas agora, com essa questão da eficiência, nem isso. O que importa é que a potência na linha 12 Volts dê conta de alimentar um dado sistema com a melhor eficiência e ruído acústico possíveis pelo melhor preço, considerando, é claro, que as características elétricas estejam dentro das especificações e comparando com outras fontes de mesma características, por exemplo, tamanho, cabeamento, etc.

Atualizando esta mensagem:

Visitei a Newegg.com para ver os preços das fontes da Seasonic citadas.

A X-1050 sai exatamente pelo mesmo preço da Platinum-860. Até aí, beleza.

A X-1250 está 10 dólares mais cara que a Platinum-1000. Se ambas tiverem exatamente os mesmo cabos e se as suspeitas de serem a mesma fonte forem confirmadas, não vale pagar 10 dólares a mais pelo modelo cuja potência nominal é de 1250 Watts pois trata-se do mesmo produto.

Nesse aspecto, se a Seasonic seguisse a Kingwin/Super Flower, não existiriam dois modelos (Platinum-1000 e X-1250, por exemplo). Existira apenas uma hipotética "Platinum-1000 OC version 1000 Watts 80 Plus Platinum up to 1250 Watts 80 Plus Gold". Será que dá pra entender o que quero dizer ou compliquei mais ainda?

Editado por lb_felipe

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Na verdade, há suspeitas de que a Platinum-860 seja EXATAMENTE a X-1050, e a Platinum-1000, a X-1250.

Veja:

Platinum-860 = X-1050

Platinum-1000 = X-1250

Até aí, tudo bem. O problema está em caso o preço da sua "clone" seja diferente. A Kingwin poderia muito bem lançar, por exemplo, dois modelos idênticos com nomes diferentes entre si.

Veja (hipótese):

LZP-550 = (hipotética) OC Version 650 Watts GOLD

Embora só agora vi que as outras (LZP-650, LZP-750, LZP-850 e LZP-1000) não têm esse "apelo" "OC". Vou ver se as versões clones marcadas como Super Flower têm.

Realmente, acho que comi bola. Só a LZP-550 (sem mencionar a fanless, a STR-500) vem especificada como OC, ou seja, é 550 Watts em "80 Plus Platinum" e 650 Watts em "80 Plus Gold". A transparência à qual me refiro é essa. Em vez de a Kingwin lançar dois modelos idênticos com preços e etiquetas diferentes entre si, ela apenas usa DUAS medidas de potência nas especificações.

Não sei se ficou claro. Enfim, se eu não soube me expressar, desculpe-me. E concordo contigo que a potência nominal não é referência. Eu sempre me baseava na potência da linha 12 Volts, mas agora, com essa questão da eficiência, nem isso. O que importa é que a potência na linha 12 Volts dê conta de alimentar um dado sistema com a melhor eficiência e ruído acústico possíveis pelo melhor preço, considerando, é claro, que as características elétricas estejam dentro das especificações e comparando com outras fontes de mesma características, por exemplo, tamanho, cabeamento, etc.

Atualizando esta mensagem:

Visitei a Newegg.com para ver os preços das fontes da Seasonic citadas.

A X-1050 sai exatamente pelo mesmo preço da Platinum-860. Até aí, beleza.

A X-1250 está 10 dólares mais cara que a Platinum-1000. Se ambas tiverem exatamente os mesmo cabos e se as suspeitas de serem a mesma fonte forem confirmadas, não vale pagar 10 dólares a mais pelo modelo cuja potência nominal é de 1250 Watts pois trata-se do mesmo produto.

Nesse aspecto, se a Seasonic seguisse a Kingwin/Super Flower, não existiriam dois modelos (Platinum-1000 e X-1250, por exemplo). Existira apenas uma hipotética "Platinum-1000 OC version 1000 Watts 80 Plus Platinum up to 1250 Watts 80 Plus Gold". Será que dá pra entender o que quero dizer ou compliquei mais ainda?

Ah, sim, entendi. Pode ser sim, mas aí você vai ter que fazer um estudo a fundo dos componentes usados pelas fontes Seasonic em questão para chegar a essa conclusão. Pode ser que o circuito OPP dessas Seasonic estejam programados a não ultrapassar a potência rotulada, ao contrário das Super Flower que admitem isso.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Que bom que os testes trouxeram a tabela certinha com os níveis de ripple/ruído elétrico. Eu esperava ver isso em todos os testes. E gostaria também de ter visto a regulação de tensão em cada um dos testes. De resto existem fontes ainda melhores nessa faixa de potência, mas a Kingwin acertou na escolha da Super Flower como OEM de todos os seus produtos atuais.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Muito bom ler esse review.

Depois de indicações acabei pegando uma KingWin Lazer Platinum LPZ-650 por 150$

Não que eu precise dessa potência toda, alias, muito longe disso.. Mas só estava 1$ de diferença para a 550W ai optei pela mais forte já pensando em um futuro SLI de 560TI.

Gde Abs

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×