Ir ao conteúdo
Entre para seguir isso  

Teste da Fonte de Alimentação Leadership 4766 de 600 W

       
 35.168 Visualizações    Testes  
 37 comentários

Testamos mais uma fonte de marca nacional de baixo custo, desta vez o modelo 4766 da Leadership , rotulada como sendo de 600 W. Será que presta? Confira.

Teste da Fonte de Alimentação Leadership 4766 de 600 W
Gabriel Torres Editor executivo do Clube do Hardware

Introdução

Testamos mais uma fonte de marca nacional de baixo custo, desta vez o modelo 4766 da Leadership , vendida como “Fonte de Alimentação ATX 600 W”. Será que presta? Confira.

Leadership 4766 600W
Figura 1: Fonte de alimentação Leadership 4766

Leadership 4766 600W
Figura 2: Fonte de alimentação Leadership 4766

A Leadership 4766 segue o projeto das antigas fontes ATX, com 14 cm de profundidade e ventoinha de 80 mm em sua parte traseira.

Ela obviamente não tem nenhum sistema de cabeamento modular e também não traz proteção de nylon em nenhum de seus cabos. Todos os fios são 18 AWG, que é a bitola correta a ser usada. Isto é um progresso, já que fontes de alimentação dessa categoria normalmente trazem fios mais finos do que o mínimo recomendado. Os cabos inclusos são:

  • Cabo principal da placa-mãe com conector de 20/24 pinos, 40 cm de comprimento
  • Um cabo com um conector ATX12V, 38 cm de comprimento
  • Um cabo com um conector de alimentação SATA e um conector de alimentação para periféricos, 39 cm até o primeiro conector, 15 cm entre conectores
  • Um cabo com um conector de alimentação SATA, um conector de alimentação para periféricos, e um conector de alimentação para unidades de disquete, 39 cm até o primeiro conector, 15 cm entre conectores

A configuração de cabos desta fonte mostra que ela definitivamente é um produto de baixo custo, com cabos extremamente curtos.

Leadership 4766 600W
Figura 3: Cabos

Ao obervarmos atentamente os conectores SATA dessa fonte de alimentação, verificamos que eles não têm o fio laranja (+3,3 V), que é requerido. Isto indica que esta fonte utiliza um projeto obsoleto que foi adaptado para incluir conectores SATA.

Leadership 4766 600W
Figura 4: Conectores SATA não trazem o fio laranja (+3,3 V)

Vamos agora dar uma olhada no interior desta fonte de alimentação.

Compartilhar



  Denunciar Artigo
Entre para seguir isso  

Comentários de usuários




Pelo menos não explodiu.

Só acho uma sacanagem uma fonte de 250w ser renomeada para uma de 600w com o intuito de vender mais.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

"Pelo menos você poderá ficar sossegado que ela não irá queimar ou sobrecarregar os componentes do seu computador".

Fonte que promete uma potência e não entrega nem metade, a meu ver é propaganda enganosa, digna sem piedade do selo "produto bomba", não?

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
digna sem piedade do selo "produto bomba", não?

Este selo só é dado caso o produto ofereça risco de uso, o que não é o caso dessa fonte.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Fonte leadership SEM o selo de produto bomba? Os chineses devem ter vendido um produto menos pior pra leadership por engano....

Editado por igorviguini
edit

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Sua eficiência foi boa para uma fonte de sua categoria, mantendo-se a 80% em vários momentos.

A eficiência só esteve acima de 80% em apenas dois dos nove testes... Como dizer que foi em vários momentos?

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Ao menos uma fonte que nao explodiu. Será que a Leadership vai comecar a trabalhar mais seriamente? Só falta o povo do marketing aprender a fazer a etiqueta correta da fonte. Ficaria mais bonito se eles dissessem: 250 W.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Uma fonte ladership que nao explodiu e ainda manteve as regulagens de tensão dentro da faxa permitida, com certeza esta com defeito de fabricaçao!!

Leadership sem, o selo produto bomba, esse mundo ta para acabar mesmo!!

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Ainda sim merecia estar com selo produto bomba, uma fonte que não entra nas especificações que o fabricante diz, mesmo que tenha boa eficiência ainda é produto bomba...

Se um usuário necessitar de 600W e comprar essa fonte, nunca ele vai ter como usar o potencial necessário, seria dinheiro jogado fora da mesma forma...AINDA CONTINUA PRODUTO BOMBA MANOLOS!!!!!!

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Uma fonte ladership que nao explodiu e ainda manteve as regulagens de tensão dentro da faxa permitida, com certeza esta com defeito de fabricaçao!!

Leadership sem, o selo produto bomba, esse mundo ta para acabar mesmo!!

He he he ...

Chega me assustei quando não vi o selo vermelhinho do lado!!!:eek::eek:

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

"Observando atentamente o secundário desta fonte, algo nos chamou a atenção: esta fonte não tem as bobinas de filtragem, o que acarretará em altos níveis de oscilação e ruído. As bobinas foram substituídas por pedaços de fio(...)"

"A Leadership 4766 apresentou níveis de oscilação e ruído abaixo dos valores máximos permitidos."

QUE BRUXARIA É ESSA? :eek:

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Duvidoso!

O selo bomba é dado se o produto oferecer algum risco ao equipamento, ate ai ok, agora se o produto é rotulado 600w e entrega 250w, imagina se você for utilizar a potencia correta, certamente teria problemas e nem conseguiria extrair isso do produto, pra mim já é errado. ( duvidoso )

Outra coisa que não tem sentido, alguns fabricantes ate mesmo a leadership a pouco tempo atras era duramente criticada pelo forum por iludir os consumidores ao erro rotulando suas fontes a mais e fabricando produtos de pessima qualidade.

Analisando uma fonte de 250w real bem simples custar R$64,00 é um absurdo, sendo que temos varias marcas com fontes de 230w custando na media de 35,00 a 40,00 que no final vão rodar as mesmas configurações basicas. O que tambem é dito nos selos recomendados que o produto precisa ter um custo x beneficio.

Um exemplo claro que aconteceu com um amigo meu esses dias:

- Ele foi ate uma loja comprar um micro, o vendedor fez a cotação individual por peça ok. Bom ele pegou o processador e fez um preço bem mais em conta, o que fez meu amigo cair na "labia" dele. No final a configuração ficou assim:

Processador amd > Preço de mercado> R$250,00 ele fez> por R$ 180,00

Pl mae basica........preço de mercado

Gravador de DVD....preço de mercado

Memoria de 4gb.....preço de mercado

HD 500gb.............preço de mercado

Fonte real de 500w> 95,00. ( verdadeiramente uma safetyview de 230W real que custa uma media de R$35,00)

Bom meu amigo nao entende nada, e o vendedor aproveitou isso, mesmo porque na fonte safetyview esta marcado 500w, portanto ate ai esta certinho. Ele tirou do processador e embutiu na fonte, enganando o pobre Rafael ( meu amigo). Isso é uma pratica comum, a fonte é um "coringa" para um vendedor safado diante um consumidor comum.

Entendo que o produto nao foi recomendado, mais pegaram leve dessa vez nos erros que antigamente nao era perdoados, Acredito que seria mais claro se resumisse que a leadership trouxe um produto menos pior, bem mais caro e que continua tentando iludir o consumidor ao erro.

É imperdoavel rotular um produto errado, isso prejudica os fabricantes que trabalham de maneira correta, o consumidor q compra uma coisa q esta longe de ser, as empresas que se aproveitam disso para tirar vantagem dos usuarios que não tem conhecimento, e pelo jeito, se eles forem buscar informações nos foruns confiaveis, já vão ter duvidas sobre o que é certo e errado.

Não posto praticamente nada no forum, mais leio todos os dias. Acredito que muitos leitores enxergaram que esse teste fugiu totalmente o padrão de qualidade e exigencia do CDH, eu vi desde braview, leadership, wisecase, c3tech etc.. tentarem mudar sua forma de atuação no mercado de fontes após varias publicações neste forum, hoje retrocedeu tudo que vocês conquistaram, ou seja, o respeito e a confiança como uma biblia da informatica.

Gabriel: Se você for utilizar esse metodo que uma fonte nao conseguiu entregar sua potencia rotulada, porém, ate uma certa wattagem ela foi bem, você vai ter q mudar todos os selos bombas, varias fontes de baixo custo foram bem ate certo ponto e depois desandou, ai no final foi dado como bomba e feito um relatorio descente.

Teve fonte de baixo custo de outros fabricantes que você tinha consciencia que era de W menor, e mesmo assim testou como se fosse um produto de potencia real. Desta forma que esta sendo feito, é passar a mao na cabeça da leadership.

Ou fala a real ou muda de todos os fabricantes feito ate hoje. Seria o mais certo e justo.

Editado por Junior2211
Acrescentando.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Analisando uma fonte de 250w real bem simples custar R$64,00 é um absurdo, sendo que temos varias marcas com fontes de 230w custando na media de 35,00 a 40,00 que no final vão rodar as mesmas configurações basicas.

Tem que ver se essa fontes de 30~40 não explodem também né?

mas enfim, agora sim o CDH, prestou um serviço a população brasileira, pois é esse tipo de fonte que encontraremos por aqui, e é uma pena que os caras continuem colocando essa potencias fictícias. Acho que caberia a alguém do CDH notificar isso a Leadership, quem sabe fazendo uso da reputação do site, eles tomem uma providencia para o futuro.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Tem que ver se essa fontes de 30~40 não explodem também né?

mas enfim, agora sim o CDH, prestou um serviço a população brasileira, pois é esse tipo de fonte que encontraremos por aqui, e é uma pena que os caras continuem colocando essa potencias fictícias. Acho que caberia a alguém do CDH notificar isso a Leadership, quem sabe fazendo uso da reputação do site, eles tomem uma providencia para o futuro.

Morpho> Elas não explodem Assim.rsrs

Perceba uma coisa, a potencia que você pode extrair de uma fonte é limitada pelos conectores. Essa de 600w tem:

1-Conector 24 pinos MB.

1-4 pinos para processador.

2-Sata

2-Ide

1-Floppy.

Ou seja, a mesma configurações de conectores de uma fonte de 200w ate 230w, mesmo que você se esforce, você nao consegue puxar muita coisa com isso sendo que também nao existe um conector pci-ex ( alimentação de VGA).

voce esta no mesmo barco que o Rafael ( meu amigo), pode ser engolido por qualquer vendedor, comprando um produto pelo dobro do valor.

você compraria um carro 2,0 com força de um 1,0? pelo menos anda legal, nao entra agua quando chove, carrega mais de 2 pessoas e vai te custar o preço do 2,0.

Ou um som de 5000 pmpo, que nao passa de 50W RMS e te custa o olho da cara.

Ou uma Honda titan 125cc com carenagem da R1 e pagaria 15 mil reais?

voce vota tambem no politico q rouba mais faz?

Vale ressaltar eu nao sou tecnico, minha indignação maior é que foi aliviado demais na potencia rotulada e o preço. Isso é tão importante quanto a fonte queimar.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
A eficiência só esteve acima de 80% em apenas dois dos nove testes... Como dizer que foi em vários momentos?

Em três testes: três (79,9%), quatro (80,2%) e cinco (80,0%). Note que 79,9% dá 80% quando arredondando para remover a casa decimal. Nos testes dois e seis deu 79%, bem próximo a 80% também. Normalmente fontes desse calibre atingem em nossos testes no máximo 76%-77%, então essa fonte foi realmente superior, relativamente falando.

Ainda sim merecia estar com selo produto bomba, uma fonte que não entra nas especificações que o fabricante diz, mesmo que tenha boa eficiência ainda é produto bomba...

Se um usuário necessitar de 600W e comprar essa fonte, nunca ele vai ter como usar o potencial necessário, seria dinheiro jogado fora da mesma forma...AINDA CONTINUA PRODUTO BOMBA MANOLOS!!!!!!

Como publicação temos que ter um critério bem definido de onde aplicar o selo "Produto Bomba". Não podemos dar o selo só porque achamos que ele tem que ser dado, tem que ter um critério técnico. Esse critério é estabelecido como "risco de uso", como tensões dentro da faixa apropriada e níveis de oscilação e ruído abaixo do máximo permitido. Esta fonte só levaria o selo nessas condições ou se ela queimasse. Ela não queimou, desarmou. Portanto não podemos dar o selo. Lembre-se que sendo uma mídia, podemos facilmente ser processados por dar esses selos "Produto Bomba" e por isso temos de nos resgardar para ter certeza de termos argumentos técnicos sólidos em caso de um processo judicial.

"Observando atentamente o secundário desta fonte, algo nos chamou a atenção: esta fonte não tem as bobinas de filtragem, o que acarretará em altos níveis de oscilação e ruído. As bobinas foram substituídas por pedaços de fio(...)"

"A Leadership 4766 apresentou níveis de oscilação e ruído abaixo dos valores máximos permitidos."

QUE BRUXARIA É ESSA? :eek:

Se você reparar nossos testes, os níveis de oscilação e ruído sobem com a carga. Como essa fonte só entrega até 250 W (potência baixa) não houve problema. Com certeza a cargas maiores os níveis de oscilação e ruído subiriam acima do máximo permitido.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Em três testes: três (79,9%), quatro (80,2%) e cinco (80,0%). Note que 79,9% dá 80% quando arredondando para remover a casa decimal. Nos testes dois e seis deu 79%, bem próximo a 80% também. Normalmente fontes desse calibre atingem em nossos testes no máximo 76%-77%, então essa fonte foi realmente superior, relativamente falando.

Como publicação temos que ter um critério bem definido de onde aplicar o selo "Produto Bomba". Não podemos dar o selo só porque achamos que ele tem que ser dado, tem que ter um critério técnico. Esse critério é estabelecido como "risco de uso", como tensões dentro da faixa apropriada e níveis de oscilação e ruído abaixo do máximo permitido. Esta fonte só levaria o selo nessas condições ou se ela queimasse. Ela não queimou, desarmou. Portanto não podemos dar o selo. Lembre-se que sendo uma mídia, podemos facilmente ser processados por dar esses selos "Produto Bomba" e por isso temos de nos resgardar para ter certeza de termos argumentos técnicos sólidos em caso de um processo judicial.

Se você reparar nossos testes, os níveis de oscilação e ruído sobem com a carga. Como essa fonte só entrega até 250 W (potência baixa) não houve problema. Com certeza a cargas maiores os níveis de oscilação e ruído subiriam acima do máximo permitido.

entendi....explicado o fato de ter aliviado desta vez.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Ainda acho que o produto poderia no minimo não ter sido se quer

recomendado como "quebra-galho", devido ao preço e a potência

totalmente fantasiosa, com a clara tentativa de ludibriar o consumidor

Empresas assim não merecem o minimo de consideração.

Desse jeito o CDH perde sua credibilidade, e acredito que isso

seja um consenso entre os usuários.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Ainda acho que o produto poderia no minimo não ter sido se quer

recomendado como "quebra-galho", devido ao preço e a potência

totalmente fantasiosa, com a clara tentativa de ludibriar o consumidor

Empresas assim não merecem o minimo de consideração.

Desse jeito o CDH perde sua credibilidade, e acredito que isso

seja um consenso entre os usuários.

Perder credibilidade em quê? O fato de falar que pode servir de "quebra-galho" não significa que esteja recomendando a compra, não há sinonímia entre o que você e o Gabriel escreveam e quem leu todo o artigo notou que a fonte é ruim e não seria uma recomendação de compra pelo baixo padrão de qualidade e custo-benefício ruim, mas se tiver um micro simples sem placa de vídeo dedicada e só tiver entre essa fonte e outras bombas, dá para levar essa.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Perder credibilidade em quê? O fato de falar que pode servir de "quebra-galho" não significa que esteja recomendando a compra, não há sinonímia entre o que você e o Gabriel escreveam e quem leu todo o artigo notou que a fonte é ruim e não seria uma recomendação de compra pelo baixo padrão de qualidade e custo-benefício ruim, mas se tiver um micro simples sem placa de vídeo dedicada e só tiver entre essa fonte e outras bombas, dá para levar essa.

Levar um produto que o fabricante esta induzindo o consumidor ao erro esta certo? Faltou a indignação que tinham os testes anteriores com esse tipo de produto. A empresa fabricante tem consciencia da ilusao, deixar passar batido é errado. Vai contra a metodologia de fiscalizar essas atitudes, aliviando a má intenção.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Da pro gasto. Mas nesse preço poderia vir com alguma coisa no estágio de filtragem de transientes e algumas bobinas no secundário.

E até que dá pra usar os 250W dela, claro que ninguem vai fazer isso, mas tem como, usando um processador Phenom em over (+ de 100W de consumo) e uma GTX550 ou similar (116W) usando adaptador 2 molex p/ 1 pci-e 6 pinos. Mas quem tem uma config. dessa obviamente vai colocar pelo menos uma boa fonte de 400W.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Levar um produto que o fabricante esta induzindo o consumidor ao erro esta certo? Faltou a indignação que tinham os testes anteriores com esse tipo de produto. A empresa fabricante tem consciencia da ilusao, deixar passar batido é errado. Vai contra a metodologia de fiscalizar essas atitudes, aliviando a má intenção.

Não é questão de aliviar má reputação ou dizer que a atitude da leadership colocar potência fantasiosas na fonte está certo. Os produtos da leadership continuam sendo uma porcaria, não recomendo, mas a fonte em questão do artigo surpreendentemente não demonstrou o potencial bélico comum aos produtos da empresa e seria até um produto "passável" se não tivesse um preço absurdo pela potência e a a potência rotulada extremamente fantasiosa.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Se você reparar nossos testes, os níveis de oscilação e ruído sobem com a carga. Como essa fonte só entrega até 250 W (potência baixa) não houve problema. Com certeza a cargas maiores os níveis de oscilação e ruído subiriam acima do máximo permitido.

Você tem razão. Eu já tinha observado isso. Foi apenas uma brincadeira.

Fica a pergunta: Qual é a fonte mais barata do mercado recomendada para suprir um PC que não usará placa de vídeo e tem um consumo máximo em torno de 110W?

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Este selo só é dado caso o produto ofereça risco de uso, o que não é o caso dessa fonte.

Acredito que ofereça risco de uso sim, caso um usuário leigo compre esta fonte pensando que a mesma ofereça 600w e ele liga uma placa de vídeo , levando em consideração que o seu sistema consuma mais de 400w por exemplo, esta fonte oferece sim risco de uso, visto que ela só pode oferecer 250w.

Bom está é minha visão, pois o que tem de gente leiga que manda montar pc em lojas de informática e querendo configurações top tem aos montes por ai. Por exemplo se o cara leigo chega na loja dizendo que quer um core i7 e uma gtx580, e o vendedor esperto e por várias vezes também leigo( já presenciei vários me falando cada merlin...faço só pra testar sua competência:D:D:D) vai lá e coloca uma fonte dessa com adaptador molex pra placa de vídeo, pronto ai a hagada foi feita.

Portanto pra mim oferece risco sim e merece selo bomba!!

Editado por fabiowwp

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Não ofereceu riscos, nos testes. Mas o problema dela não é só a potência mentirosa. É uma fonte não recomendada pela falta do estágio de filtragem, pela potência mentirosa, pelos conectores SATA ruins, pela promessa de 26A em +12V quando se conseguiu extrair no máximo 20A, pela regulação de tensão que foi aceitável mas não boa, pelo ripple dentro da especificação porém alto e, ainda, pelo preço muito caro (75 reais na Atera e não a vi à venda mais barata em nenhum outro lugar). Por 50 reais ainda ia lá.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

600W anunciados <> 250W entregues = Produto Bin Laden, marca Bin Laden, rss

Um exemplo prático, vendi uma GTX260 hoje para uma pessoa bem simples e fiquei preocupado com a fonte que ele iria ligar, vi que era uma C3Tech de 500W, e se ele comprasse uma dessa achando que estava sobrando fonte? Com certeza iria ficar na mão...espero que essa C3Tech não seja uma droga também, nem lembro dos resultados dos testes dela, sei que a de 750 é muito boa.

Editado por Sambaquy

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites



Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×