Ir ao conteúdo
Entre para seguir isso  

Teste da Fonte de Alimentação OCZ Fatal1ty 700 W

       
 56.284 Visualizações    Testes  
 16 comentários

A OCZ lançou esta fonte de 700 W usando a marca Fatal1ty, prometendo ser um produto topo de linha voltado aos aficionados em jogos. Será que esta fonte supera nossas expectativas?

Teste da Fonte de Alimentação OCZ Fatal1ty 700 W
Gabriel Torres Editor executivo do Clube do Hardware

Introdução

A OCZ Fatal1ty 700 W promete ser uma fonte de alimentação topo de linha voltada os entusiastas em jogos, rotulada a 50°C e com uma ventoinha de 120 mm, PFC ativo, projeto com um único barramento, mas não tendo um sistema de cabeamento modular. Será que ela é uma boa fonte? Será que ela realmente pode fornecer 700 W? Confira.

Você tem uma visão geral do aspecto externo desta fonte nas Figuras de 1 a 3. A OCZ incluiu a logomarca Falal1ty que bilha em vermelho quando a fonte é ligada (veja a Figura 3), o que certamente agradará aos usuários. No entanto, nós esperávamos mais no aspecto estético, especialmente por se tratar de um produto com a marca “Fatal1ty”, o que para nós significa qualidade e desempenho acima da média. Nós achamos que esta fonte deveria vir com um sistema de cabeamento modular (este recurso está disponível no modelo de 550 W, no entanto) e uma melhor atenção deveria ter sido dada aos acabamentos de nylon que revestem os cabos. Como você pode ver na Figura 2, a fonte que recebemos para teste veio com um dos acabamentos (o acabamento inferior) fora do lugar. Nós também não gostamos do buraco usado para a passagem dos cabos – muito grande em nossa opinião, permitindo que coisas deste tipo acontecessem.

OCZ Fatal1ty 700 W
Figura 1: Fonte de Alimentação OCZ Fatal1ty 700 W.

OCZ Fatal1ty 700 W
Figura 2: Fonte de Alimentação OCZ Fatal1ty 700 W.

OCZ Fatal1ty 700 W
Figura 3: Fonte de Alimentação OCZ Fatal1ty 700 W.

Mas nós ficamos realmente surpresos quando desmontamos a fonte: ela ia ser vendida pela OCZ como EliteXstream 700 W. O interessante é que a OCZ aposentou sua linha de produtos EliteXstream – sem nenhuma razão técnica para isso, diga-se de passagem, já que testamos o modelo de 1.000 W e ele funcionou excepcionalmente bem.

Esta fonte é fabricada pela Impervio, uma empresa que também é responsável por algumas fontes de alimentação da SilverStone. É importante notar que a OCZ usa várias empresas diferentes para fabricar suas fontes de alimentação.

OCZ Fatal1ty 700 W
Figura 4: A OCZ Fatal1ty 700 W ia ser comercializada como EliteXstream 700 W.

Esta fonte é pequena, medindo apenas 14 cm de profundidade, tem uma ventoinha de 120 mm com rolamento “de bucha” em sua parte inferior que brilha em vermelho quando ligada, e circuito PFC ativo.

O cabo de alimentação principal da placa-mãe usa um conector de 20/24 pinos e esta fonte vem com dois conectores ATX12V que juntos formam um conector EPS12V.

Esta fonte vem com seis cabos para periféricos: dois cabos com um conector de alimentação auxiliar para placas de vídeo de 6/8 pinos cada, dois cabos com quatro plugues de alimentação SATA cada, um cabo com quatro plugues de alimentação padrão para periféricos e um cabo com quatro plugues de alimentação padrão para periféricos e um plugue de alimentação para unidade de disquete.

Nós achamos que a quantidade de conectores é satisfatória até mesmo para o usuário topo de linha.

Todos os fios são 18 AWG, que é a bitola correta para os padrões de hoje.

Vamos dar uma olhada detalhada no interior desta fonte de alimentação.

Compartilhar



  Denunciar Artigo
Entre para seguir isso  

Comentários de usuários


Impressionante...

É uma fonte excelente, nem tenho o que comentar...

Eficiência máxima de 88%, um show de fonte, só acho que deviam ter colocado um fan com rolamento em vez de "bucha", não necessariamente pode ocorrer mas poderá ocorrer ruídos como se fossem vibrações, pelo menos foi essa minha experiência com fans de rolamento "á bucha".

Já estava sentindo falta dos testes dos testes do CdH. :D

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

essa fonte foi feita para aguentar muita carga mesmo, nossa! ~50º e 80% de eficiencia com sobrecarga de 20%, muito boa

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Boa fonte.

Não para os "tarados" como disse o autor, pois "tarados" como eu usam é tri-SLI, quad-SLi, quad-crossfire X, etc...

Mas, como eu disse, boa fonte.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
E você acha que essa fonte não dá conta dessas configurações?

Veja: http://www.anandtech.com/video/showdoc.aspx?i=3520&p=11

Com base no teste acima, a configuração mais "gastona" atinge os 721W.

E essa fonte entrega até 844W dentro das especificações de ripple e ruído e com eficiência de 81%, ou seja, ainda dá margem para fazer um bom overclock.

A não ser que o "tarado" em questão, use um C2D/Ci7/Phenom II @ 5GHz, 3 ou 4 placas de vídeo overclockadas ao extremo, mas duvido que alguém faça isso para usar diariamente.

HUahuaha...não duvide que exista tarado nesse nível. Depois do cara com 17 GTX 295 pro FaH eu não duvido de mais nada.

Só o i7@5ghz mama mais de 400W. E com a futura revisão D0 mndando bem como está, talvez isso será perfeitamente possível pro dia-a-dia.

Legal esse review, não tinha visto.

Então, essa fonte até suporta teoricamente o sistema, o problema é que ela só tem 2 pci-e 6/8-pin....como a pessoa que comprar ela vai ligar um SLI? Só se ficar uasndo adaptador 4-pin pra 6-pin pci-e, mesmo assim, como a fonte só tem 8 molex, pra alguma coisa vai faltar cabo.

Eu fico indignado com esses fabricantes economizarem nos cabos...

Pra mim, só existe no mundo uma única fonte que é sinônimo de quase perfeição, meu sonho de consumo, a PC Power & Cooling Turbo Cool 1200W, de ralí único. Mesmo assim, só não é 100% perfeita (repito, pra mim) pois seu sleeving deixa a desejar (as presilhas estão a mostra), e não tem cabeamento modular. Custa a bagatela de US$ 500,00 nos EUA... Um dia chego lá...

Editado por wcrf

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
HUahuaha...não duvide que exista tarado nesse nível. Depois do cara com 17 GTX 295 pro FaH eu não duvido de mais nada.

Só o i7@5ghz mama mais de 400W. E com a futura revisão D0 mndando bem como está, talvez isso será perfeitamente possível pro dia-a-dia.

Legal esse review, não tinha visto.

Então, essa fonte até suporta teoricamente o sistema, o problema é que ela só tem 2 pci-e 6/8-pin....como a pessoa que comprar ela vai ligar um SLI? Só se ficar uasndo adaptador 4-pin pra 6-pin pci-e, mesmo assim, como a fonte só tem 8 molex, pra alguma coisa vai faltar cabo.

Eu fico indignado com esses fabricantes economizarem nos cabos...

Pra mim, só existe no mundo uma única fonte que é sinônimo de quase perfeição, meu sonho de consumo, a PC Power & Cooling Turbo Cool 1200W, de ralí único. Mesmo assim, só não é 100% perfeita (repito, pra mim) pois seu sleeving deixa a desejar (as presilhas estão a mostra), e não tem cabeamento modular. Custa a bagatela de US$ 500,00 nos EUA... Um dia chego lá...

Nossa, i7 @5GHz consumindo 400W?!! AUHaHUha sinistro :zoio:

400W só o processador, mesmo? Pensava que fosse uns 300W ou menos.

Quanto aos conectores PCI-E, se fizer um 3-way ou Quad SLI/CrossFireX de placas high-end aí realmente vai complicar. Bem notado :D

Mas, vamos aos cálculos:

Vou pegar a GTX 285 como exemplo. Ela precisa de 2 conectores de 6-pinos. Para fazer 3-way SLI de GTX 285, precisaríamos de 6 conectores de 6-pinos. Vale lembrar que as atuais VGAs high-end (na maioria das vezes) vêm com 2 unidades adaptadoras "2 Molex - PEG 6-pinos" na caixa.

Essa fonte já tem 2 conectores de 6 pinos. Precisamos de mais 4.

Usando o adaptador, precisaremos de 8 conectores de alimentação para periféricos (molex). A fonte tem os 8 conectores.

Pronto. Já conseguiríamos ligar as 3 VGAs, na base da gambiarra mesmo. :D

O drive óptico (DVD-RW, Blu-Ray, etc) teria de usar o conector SATA. Ainda sobram 7 conectores para alimentação de HDs/SSDs. Suficiente, né?

O único problema que vejo, seria as ventoinhas, por que as placas-mãe têm (relativamente) poucos conectores para ventoinhas, e isso quando as ventoinhas que vêm no gabinete não usam o tradicional molex.

O que não tem jeito seria o CrossFireX de 4 Radeon HD4870, por exemplo.

Haja conector. :lol:

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Cara, te garanto que a última coisa que quem vai montar um tri-SLI de GTX 285 tá pensando é em gambirra por causa de uma fonte de 700W.

Vai pensar no mínimo em uma de 1000W com uma penca de conector...:)

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Cara, te garanto que a última coisa que quem vai montar um tri-SLI de GTX 285 tá pensando é em gambirra por causa de uma fonte de 700W.

Vai pensar no mínimo em uma de 1000W com uma penca de conector...:)

AHUahuhUAhUa

Com certeza, nem duvido. :D

Mas que a fonte segura, segura. xD

Era só eles não terem economizado em cabos, como você mesmo disse. :)

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Impressionante...

É uma fonte excelente, nem tenho o que comentar...

Eficiência máxima de 88%, um show de fonte, só acho que deviam ter colocado um fan com rolamento em vez de "bucha", não necessariamente pode ocorrer mas poderá ocorrer ruídos como se fossem vibrações, pelo menos foi essa minha experiência com fans de rolamento "á bucha".

Já estava sentindo falta dos testes dos testes do CdH. :D

É verdade Inaua, a fonte é demais mesmo, só faltou a ventoinha ser Sleeving.

A luminosidade da logomarca.... gostei :)

Somos 2

essa fonte foi feita para aguentar muita carga mesmo, nossa! ~50º e 80% de eficiencia com sobrecarga de 20%, muito boa

É...

De eficiencia essas Fatality estão violentas mesmo.

Dá uma olhada:

http://www.80plus.org/manu/psu/psu_reports/OCZ_OCZ-

91% de eficiencia em 50% e 89% de média !!!

É Ouro !!

E você acha que essa fonte não dá conta dessas configurações?

Com base no teste acima, a configuração mais "gastona" atinge os 721W.

E essa fonte entrega até 844W dentro das especificações de ripple e ruído e com eficiência de 81%, ou seja, ainda dá margem para fazer um bom overclock.

Vamos com calma aí, se a fonte atingiu 844W normalmente não quer dizer que você vai usar ela sempre gastando acima do rotulado.

Eu por exemplo não faria isso, mas se eu fizesse também eu não recomendaria a não ser em último caso.

Quanto a questão dos cabos, achei a´te bastante exceto pelos cabos para VGA, deveria ter vindo pelo menos 2x 6 pinos + 2x6+2 pinos.

São apenas esses os contras dela.

-------------------------

Segundo minhas fontes (sem piadinha :D)

Ela é fabricada pela Impervio.

Uma marca que eu nunca vi.

Editado por João Gorilão

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Vamos com calma aí, se a fonte atingiu 844W normalmente não quer dizer que você vai usar ela sempre gastando acima do rotulado.

Eu por exemplo não faria isso, mas se eu fizesse também eu não recomendaria a não ser em último caso.

Quanto a questão dos cabos, achei até bastante exceto pelos cabos para VGA, deveria ter vindo pelo menos 2x 6 pinos + 2x6+2 pinos.

Mas 95% dos usuários dificilmente consumirá "sempre" 844W.

Primeiro porque é bem provável que o sistema não ficará em load (100% de carga) sempre. E segundo, que mesmo em load a configuração mais "gastona" (no teste acima) consumiu 722W (só um pouco mais da potência rotulada).

Ou seja, somente um extreme overclocker fazendo uso de gelo seco ou nitrogênio líquido em um overclock pesado numa CPU passará dos 844W.

Porém, se existe um motivo para não usá-la nesse tipo de configuração acima, é pela eficiência: uma fonte de 1000W teria mais eficiência, já que o sistema extrairia 72% da capacidade da fonte.

O que eu quis mostrar, é que tecnicamente essa fonte da OCZ atende a grande maioria dos usuários mais exigentes.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

E daí ?

Eu sempre disse que não recomendo usar fontes no limite e ainda mais acima do limite, apenas se for em ultimo caso como um usar sem grana com uma Corsair 450VX quiser os 450W dela, bom, mas agora fazer recomendação de uma fonte como essa excelente mas por fornecer acima do rotulado usar dela para um CF de HD4870X2 e tal, não recomendo, sempre gosto dos 70% de uso da fonte.

Tú estás precisando ler alguns tópicos do faller sobre o dimensionamento da fonte...

A OCZ atende sim muito usúarios, mas não um que procura 2x GTX295 ou 2x HD4870X2

Editado por João Gorilão

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Beleza de fonte, alta qualidade e eficiência que dispensa comentários.

Porém, é mais um teste de fontes de alta potência, que por sua vez são relativamente muito pouco usadas na maioria das configurações atuais. O CDH poderia fazer mais testes de fontes com potências entre 350 ~ 500W que é a faixa de potência necessária para 80% dos usuários.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
E daí ?

Eu sempre disse que não recomendo usar fontes no limite e ainda mais acima do limite, apenas se for em ultimo caso como um usar sem grana com uma Corsair 450VX quiser os 450W dela, bom, mas agora fazer recomendação de uma fonte como essa excelente mas por fornecer acima do rotulado usar dela para um CF de HD4870X2 e tal, não recomendo, sempre gosto dos 70% de uso da fonte.

Tú estás precisando ler alguns tópicos do faller sobre o dimensionamento da fonte...

A OCZ atende sim muito usúarios, mas não um que procura 2x GTX295 ou 2x HD4870X2

Acontece que muitos fabricantes rotulam uma fonte com capacidade menor a qual ela foi projetada.

Por exemplo, a própria Corsair 450VX é uma fonte de 500W. Assim como a Zalman ZM600-HP é uma fonte de 700W.

E não sou eu que estou dizendo isso, é só ver os testes dessas fontes no Clube do Hardware.

Portanto, nenhuma configuração atingiria os 800W (óbvio que sem overclocks extremos) que esta fonte (OCZ Fatal1ty) pode entregar sem maiores problemas.

Quanto ao dimensionamento da fonte, eu sei disso e mencionei antes do seu post:

Porém, se existe um motivo para não usá-la nesse tipo de configuração acima, é pela eficiência: uma fonte de 1000W teria mais eficiência, já que o sistema extrairia 72% da capacidade da fonte.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Você considerou só a eficiencia.

E a fonte em si ?

Como ela fica trabalhando ao extremo.

Eu sei que muito fabricantes fazem isso.

Mas com essa eficiencia alta.

Por que o fabricante não rotulou ela direto em 800W ?

Eu se fosse um fabricante sabendo que a fonte entrega tudo certinho e sem, eu disse sem nada, porque não rotular direto em 800W ?

Eu poderia até usar 700W dessa fonte, mas nunca usar 800W em full-time

Editado por João Gorilão

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×