Ir ao conteúdo
Entre para seguir isso  

Teste da Fonte de Alimentação OCZ ProXStream 1000 W

       
 65.543 Visualizações    Testes  
 33 comentários

Nós desmontamos completamente esta criança de 1.000 W da OCZ e testamos para ver se ela é realmente capaz de fornecer um quilowatt. Atualizado para incluir os testes de carga.

Teste da Fonte de Alimentação OCZ ProXStream 1000 W
Gabriel Torres Editor executivo do Clube do Hardware

Introdução

Com PCs consumindo cada vez mais – especialmente micros topo de linha com várias placas de vídeo instaladas – fontes de alimentação de 1.000 W estão cada vez mais comuns. A OCZ acabou de lançar um novo produto de 1.000 W no mercado, a ProXStream 1000 W, voltada para consumidores sedentos por “potência” que estão dispostos a instalar três ou quatro placas de vídeo topo de linha (esta fonte tem quatro conectores de alimentação de seis pinos para placas de vídeo) e vários discos rígidos dentro do gabinete. O que é realmente diferente nesta fonte de alimentação se comparado com outras fontes a partir de 1.000 W é o seu tamanho, tendo o mesmo tamanho de qualquer fonte ATX devido ao seu interessante projeto interno usando duas placas de circuito impresso empilhadas. Nós desmontamos completamente esta nova fonte da OCZ para vermos como ela é internamente, qual projeto e quais componentes foram usados, além de testarmos para ver se ela é realmente capaz de fornecer a potência 1.000 W.

OCZ ProXStream 1000 W
Figura 1: Fonte de alimentação OCZ ProXStream 1000 W.

Como mencionamos, a primeira coisa que nos chamou atenção foi o tamanho físico desta fonte de alimentação, do mesmo tamanho de uma fonte ATX padrão, ou seja, ela é muito menor do que outras fontes de alimentação de 1.000 W disponíveis no mercado. Isto pôde ser feito usando duas placas de circuito impresso empilhadas dentro da fonte (você pode ter uma ideia deste projeto na Figura 3).

OCZ ProXStream 1000 W
Figura 2: Fonte de alimentação OCZ ProXStream 1000 W.

Como o tamanho foi aparentemente uma das principais preocupações da OCZ na hora de desenvolver esta fonte, eles usaram uma ventoinha de 80-mm na parte traseira fonte, de forma idêntica às fontes de alimentação ATX tradicionais (veja na Figura 2). Isto foi feito porque não havia espaço suficiente para uma ventoinha na parte inferior do produto, já que não há espaço disponível dentro da fonte para mais nada. Além disso, como esta fonte de alimentação usa duas placas de circuito impresso, uma ventoinha localizada na parte inferior da fonte não refrigeraria a placa de circuito impresso inferior, e uma ventoinha localizada na parte traseira pode refrigerar as duas placas.

Por causa deste projeto compacto com todos os circuitos amontoados dentro de uma caixa pequena e usando uma ventoinha pequena nós estávamos curiosos para ver se ela teria algum problema com a sua temperatura interna. Isto é algo que prestaremos especial atenção durante nossos testes.

Na parte frontal da fonte há uma grande grade que permite que o ar entre na fonte. Você pode ver que existem duas placas de circuito impresso dentro da fonte olhando através da grade.

Nós assumimos que esta fonte de alimentação tem uma alta eficiência (pelo menos de 80%), mas o que é estranho é que a informação precisa a respeito da eficiência não está disponível no site da OCZ nem no manual do produto ou em sua caixa. Durante nossos testes mediremos a eficiência e veremos se há alguma razão em particular para a OCZ não mencionar a eficiência desta fonte.

Fontes de alimentação com alta eficiência consomem menos energia da rede elétrica – uma eficiência de 80% significa que 80% da potência extraída da rede elétrica é convertida em potência nas saídas da fonte de alimentação e apenas 20% é desperdiçada, o que significa uma conta de luz mais baixa. Fontes de alimentação convencionais possuem eficiência abaixo de 70%.

OCZ ProXStream 1000 W
Figura 3: Fonte de alimentação OCZ ProXStream 1000 W.

Esta fonte tem PFC ativo (Fator de Correção de Potência), que oferece uma melhor utilização da rede elétrica e permite que esta fonte de alimentação esteja de acordo com leis européias, o que permite à OCZ vendê-la neste continente (você pode ler mais sobre PFC em nosso tutorial Fontes de Alimentação). Na Figura 1 você pode ver que esta fonte de alimentação não tem uma chave 110V/220V, característica esta presente em fontes de alimentação com PFC ativo.

Nós assumimos que esta fonte de alimentação tem uma alta eficiência (pelo menos de 80%), mas o que é estranho é que a informação precisa a respeito da eficiência não está disponível no site da OCZ nem no manual do produto ou em sua caixa.

Fontes de alimentação com alta eficiência consomem menos energia da rede elétrica – uma eficiência de 80% significa que 80% da potência extraída da rede elétrica é convertida em potência nas saídas da fonte de alimentação e apenas 20% é desperdiçada, o que significa uma conta de luz mais baixa – só para você ter uma ideia, fontes de alimentação convencionais possuem uma eficiência entre 50% e 60%.

Esta fonte de alimentação vem com oito cabos de alimentação para periféricos: quatro cabos de alimentação auxiliar PCI Express para alimentar até quatro placas de vídeo, dois cabos de alimentação para periféricos contendo três conectores de alimentação padrão e um conector de alimentação para unidade de disquetes cada e dois cabos de alimentação Serial ATA contendo três conectores de alimentação cada.

Esta fonte de alimentação vem ainda com um cabo de alimentação da placa-mãe com 20/24 pinos, um cabo ATX12V e um cabo EPS12V.

Todos os fios são de 18 AWG e nós achamos que a OCZ deveria ter usado fios de 16 AWG, que são mais grossos.

O acabamento dos cabos parte de dentro da fonte de alimentação – algo que sempre criticamos. Ou seja, nesta fonte este acabamento é simplesmente perfeito.

Através do seu número UL (E190414) nós descobrimos que esta fonte de alimentação é na verdade fabricada pela FSP, a mesma empresa que fabrica várias outras fontes de alimentação da OCZ.

Vamos dar uma olhada na OCZ ProXStream 1000 W por dentro.

Editado por

Compartilhar



  Denunciar Artigo
Entre para seguir isso  

Comentários de usuários




Só tenho a parabenizar o Clube do Hardware pela sua nova metodologia de testes de fontes de alimentação e pela frequência que os testes ocorrem, cerca de um teste por dia.

Não sei se está nos planos do Clube do Hardware, mas seria legal testes com fontes "populares" de R$ 100,00 à R$ 300,00 por exemplo.

Particularmente gostaria muito de ver testes com as Leaderships que é tão mal falada e também da Zalman 360W, já que possuo uma.

Continuem o bom trabalho, pois ter um site brasileiro oferecendo esse tipo de testes, faz do Clube do Hardware um site com um grande diferencial.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Eu realmente nunca vi um PC com uma fonte acima de 600W aqui no Brasil. Mas este teste nos ajuda e muito a conhecer todos os parametros que envolve uma fonte deste porte.

A maioria aqui no Brasil no máx usa um SLI ou Crosfire com 2 placas só, 2 HDs em raid e uma Fonte de 500W reais ja da conta do recado.

Um sistema desse ja fica carissimo imagina 4 VGA e uma fonte dessa aff...

Eu acho que todo mundo ta ansioso pra testes com fontes da nossa realidade de 350 a 500W pois um Q6xxx com 3870/8800 single 2 HD raid uma Fonte de 450W da conta tranquilo.

Imagina você ter uma fonte de 1000w e jogar no ralo todo mes mais de 300W...como foi o caso dessa fonte, sei la eu acho que pode ter fontes até de 2000W mais aqui no Brasil acho difícil alguem comprar essa idea de consumo que os fabricantes querem empurrar pra se manterem no topo do desempenho a qualquer custo vide ATI/Nvidia e suas VGAs absurdas em preço e consumo.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Tá show, elesestão atualizando os teste antigos com o novo equipamento e logo após isso acabar vão partir pras fontes mais usadas no BRASIL, ZALMAN, CORSAIR, AVC, DR.HANK, etc....

EDIT : tava pensando aqui, nenhum usuario normal usa 1000W, mesmo com um processador forte, 2 PVs, até 3 HDs ( mais q isso não é um PC normal domestico ), DVDs, etc......

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

A metodologia de teste é excelente. Pena que ela é muito mal utilizada, com testes de fontes que ninguém vê e tampouco compra.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Eu realmente nunca vi um PC com uma fonte acima de 600W aqui no Brasil. Mas este teste nos ajuda e muito a conhecer todos os parametros que envolve uma fonte deste porte.

A maioria aqui no Brasil no máx usa um SLI ou Crosfire com 2 placas só, 2 HDs em raid e uma Fonte de 500W reais ja da conta do recado.

Um sistema desse ja fica carissimo imagina 4 VGA e uma fonte dessa aff...

Eu acho que todo mundo ta ansioso pra testes com fontes da nossa realidade de 350 a 500W pois um Q6xxx com 3870/8800 single 2 HD raid uma Fonte de 450W da conta tranquilo.

Imagina você ter uma fonte de 1000w e jogar no ralo todo mes mais de 300W...como foi o caso dessa fonte, sei la eu acho que pode ter fontes até de 2000W mais aqui no Brasil acho difícil alguem comprar essa idea de consumo que os fabricantes querem empurrar pra se manterem no topo do desempenho a qualquer custo vide ATI/Nvidia e suas VGAs absurdas em preço e consumo.

Engano seu, eu uso uma TT Toughpower de 850w (reais a 50°)...confira assinatura.

É pra 2 x 8800 em SLI....

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Engano seu, eu uso uma TT Toughpower de 850w (reais a 50°)...confira assinatura.

É pra 2 x 8800 em SLI....

mas uma boa fonte de 500w ja segura sua config ........

OBS: só não entendi essa parte "2 x 8800 em SLI...." não seria 2x 8800gts ou 8800gts em sli ??

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Engano seu, eu uso uma TT Toughpower de 850w (reais a 50°)...confira assinatura.

É pra 2 x 8800 em SLI....

Bom, cada um gasta seu dinheiro como quer, mas isso é um tremendo desperdício.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Bom, cada um gasta seu dinheiro como quer, mas isso é um tremendo desperdício.

Duas 8800GTS 640mb em SLI....

quando comprei a fonte, minha intenção eram duas 8800 GTX em SLi....e essa fonte é certificada pela nvidia pra isso...

Mas isso sim (GTX em SLI) é disperdício de dinheiro...só que aí já tinha comprado a fonte.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
É porque eu tenho um preconceito contra fontes da Termaltake... Acho cara demais pelo que oferece. Uma de 850w então...

Pois eu não gosto é de Seventeam...

A minha Thermaltake é um espetáculo, fan de 14cm e cabeamento modular...a qualidade dos cabos é demais....

E o que eu mais gosto é o fato da potência ser rotulada para 50°....as outras (muito provavelmente a Huntkey também) são rotuladas para 25°...agora me fala que fonte trabalha a 25°? Só no polo norte....

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Engano seu, eu uso uma TT Toughpower de 850w (reais a 50°)...confira assinatura.

É pra 2 x 8800 em SLI....

Tem como você por umas Screens do seu brinquedo pra genter dar uma olhadinha...:D

Eu quando digo que não vejo PCs com fontes exorbitantes é porque não vejo lojistas ou até mesmo lojas especalizadas venderem.

Logico que tem PCs encomendados que tem uma configuração dessa mas é uma minoria das minorias.

Eu ja montei 5 PCs com fontes de 1000W sob encomenda mas porque os caras tinham $$$ pra rasgar, pra mim to fora mesmo se tivesse $$$$ tambem.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Pois eu não gosto é de Seventeam...

A minha Thermaltake é um espetáculo, fan de 14cm e cabeamento modular...a qualidade dos cabos é demais....

E o que eu mais gosto é o fato da potência ser rotulada para 50°....as outras (muito provavelmente a Huntkey também) são rotuladas para 25°...agora me fala que fonte trabalha a 25°? Só no polo norte....

Cara, Seventeam possui um ótimo custo - benefício. A termaltake costuma cobrar o olho da cara por fontes fracas. Semana passada quando comprei minha fonte, só vi Termaltake 470w TR2 (que é fraquinha) por no mínimo R$ 300. Fontes de maior potência então como 550w só de R$ 350 pra cima.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Tem como você por umas Screens do seu brinquedo pra genter dar uma olhadinha...:D

Eu quando digo que não vejo PCs com fontes exorbitantes é porque não vejo lojistas ou até mesmo lojas especalizadas venderem.

Logico que tem PCs encomendados que tem uma configuração dessa mas é uma minoria das minorias.

Eu ja montei 5 PCs com fontes de 1000W sob encomenda mas porque os caras tinham $$$ pra rasgar, pra mim to fora mesmo se tivesse $$$$ tambem.

Meu pc eu montei peça por peça....comprei tudo separado, cada coisa num lugar.

Nunca ví loja vendendo pc montado com fonte boa...

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Cara, Seventeam possui um ótimo custo - benefício. A termaltake costuma cobrar o olho da cara por fontes fracas. Semana passada quando comprei minha fonte, só vi Termaltake 470w TR2 (que é fraquinha) por no mínimo R$ 300. Fontes de maior potência então como 550w só de R$ 350 pra cima.

Gosto é gosto....não entendo como você acha Thermaltake "fraquinha" e acha Seventeam bom custo-benefício...tem que ser bom mesmo, usa arquitetura AT ainda (vide teste no Clube do Hardware da St420, a mais vendida), acabamento porco...

Todos os testes de fonte Thermaltake que eu ví elogiaram a fonte.

Eu queria mesmo era uma Enermax ou uma PC Power & Cooling, mas essa sim custa o olho da cara!!!

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Gosto é gosto....não entendo como você acha Thermaltake "fraquinha" e acha Seventeam bom custo-benefício...tem que ser bom mesmo, usa arquitetura AT ainda (vide teste no Clube do Hardware da St420, a mais vendida), acabamento porco...

Todos os testes de fonte Thermaltake que eu ví elogiaram a fonte.

Eu queria mesmo era uma Enermax ou uma PC Power & Cooling, mas essa sim custa o olho da cara!!!

não cara.... você não me entendeu... eu não acho "a Termaltake" fraca. Eu acho que ela cobra um preço alto demais para certos modelos mais fracos de fontes, que a concorrência oferece por preços bem menores e qualidade e confiabilidade similar.

E você não pode generalizar a Seventeam. A fonte do teste é da série BKV, que é uma fonte bem confiável, apesar da arquitetura antiga. Hj em dia tem a excelente série PA-G da Seventeam que é moderna e confiável.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Tem como você por umas Screens do seu brinquedo pra genter dar uma olhadinha...:D

Eu quando digo que não vejo PCs com fontes exorbitantes é porque não vejo lojistas ou até mesmo lojas especalizadas venderem.

Logico que tem PCs encomendados que tem uma configuração dessa mas é uma minoria das minorias.

Eu ja montei 5 PCs com fontes de 1000W sob encomenda mas porque os caras tinham $$$ pra rasgar, pra mim to fora mesmo se tivesse $$$$ tambem.

Tenho umas fotos legais, desde a montagem até o SLI, quer que te passo por e-mail? Só não tenho seu e-mail....hehehe

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Cara, mais uma vez eu digo que em nenhum momento eu falei que as fontes da Termaltake são ruins. Só não as considero um bom custo - benefício.

Ok, ok...tô tentando te converter pro lado "thermaltake" da força...hehehe.

Mas você leu o review?

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Li sim. Espetacular a fonte.

Opa, já tô começando a te converter então??

Já sei qual vai ser a marca da sua próxima fonte...hauhauhuahauhauhau...

Brincadeira...abraço.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Opa, já tô começando a te converter então??

Já sei qual vai ser a marca da sua próxima fonte...hauhauhuahauhauhau...

Brincadeira...abraço.

Bom, quem sabe.... depende do preço né.

Abraço.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Parabéns pela iniciativa do teste com fontes robustas - afinal elas estão cada vez mais presentes no mercado, a muito procurava entender alguns quesitos de uma fonte desse porte e aqui compreendi um belo caminho

Interessante sobre os testes realizados...até então não tinha noção sobre o real significado da Eficiência oferecida pelas fontes - minha visão era que ela poderia oferecer até 80% de energia no máximo e nao tinha ligado o fato de existir o desperdício - agora imagina uma fonte genérica

É de se pensar sobre o superaquecimento, será que compensa mesmo ter uma senhora dessa no comando da alimentação em condições extremas

Uma grande dúvida...nesse teste...após usar a carga máxima o consumo de energia se elevou muito?

Em outras palavras, imaginamos essa fonte usando cerca de 80% da sua carga por um período de 1 mês, como poderia ser classificado o consumo? Ao de mais 1 maquina com uma fonte de 450w real, 2 maquinas? etc etc

Só o fato de tê-la ligada na máquina aumenta na conta de energia no fim do mês?

Outra grande dúvida é qual o máximo de Hds que uma fonte desse porte poderia suportar. Será que ela segura o tranco usando cerca de 16-18 hds SATA e IDE mais 2 VGA em SLI, muita RAM um processador QX pra cima?

Valeu!!!!

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites



Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×