Ir ao conteúdo
Entre para seguir isso  

Teste da Fonte de Alimentação Zalman ZM600-HP

       
 151.825 Visualizações    Testes  
 22 comentários

A ZM600-HP é uma fonte de alimentação de 600 W da Zalman com heat-pipe para refrigerar os retificadores do secundário e cabeamento modular. Internamente ela é idêntica à OCZ GameXstream 700 W – será que esta fonte é de 700 W? Confira.

Gabriel Torres Editor executivo do Clube do Hardware

Introdução

A Zalman ZM600-HP é uma fonte de alimentação de 600 W que tem uma ventoinha grande de 120 mm, um dissipador de calor com heat-pipe e sistema de cabeamento modular. Esta fonte é internamente idêntica à OCZ GameXstream 700 W (a única diferença entre as duas é o uso de um dissipador de calor com um heat-pipe e um sistema de cabeamento modular no modelo da Zalman), o que nos deixou muito curiosos para ver se a ZM600-HP não seria, na verdade, um modelo de 700 W. Vamos dar uma olhada a fundo nesta fonte de alimentação e ver se ela realmente pode fornecer 600 W ou até mesmo 700 W.


Figura 1: Zalman ZM600-HP.

A ZM600-HP tem alta eficiência e PFC ativo. De acordo com a Zalman esta fonte de alimentação tem uma eficiência de até 84% em 230 V, que significa menor perda de energia elétrica – uma eficiência de 80% significa que 80% da potência extraída da rede elétrica é convertida em potência nas saídas da fonte de alimentação e apenas 20% é desperdiçada, ou melhor, transformada em outro tipo de energia, como calor. Isto é traduzido em menor consumo da rede elétrica (já que menos potência é consumida de modo a gerar a mesma quantidade de potência em suas saídas), o que significa uma conta de luz mais baixa. Claro que testaremos para ver qual é a eficiência desta fonte em vários padrões de cargas.

O PFC ativo (Fator de Correção de Potência), por outro lado, oferece uma melhor utilização da rede elétrica e permite que esta fonte de alimentação esteja de acordo com leis européias, o que permite a Zalman vendê-la neste continente (você pode ler mais sobre PFC em nosso tutorial Fontes de Alimentação). Na Figura 1 você pode ver que esta fonte de alimentação não tem uma chave 110V/220V, característica esta presente em fontes de alimentação com PFC ativo. Na verdade, um truque para verificar se uma fonte de alimentação tem ou não PFC ativo é verificar a existência ou não desta chave.

A Zalman fez um excelente trabalho em sua caixa, que foi o de explicar que difere internamente esta fonte de alimentação de outros modelos topo de linha, como o uso de duas pontes de retificação, o uso de três transistores em seu circuito PFC ativo, o uso de quatro retificadores na saída de +12V e o uso de um dissipador de calor com heat-pipe para refrigerar os retificadores do secundário. Tudo isto é verdade, como veremos ao longo deste artigo.

Esta fonte de alimentação utiliza uma excelente solução de refrigeração. Em vez de ter uma ventoinha na sua parte traseira, sua ventoinha está localizada na parte de baixo da fonte, como você pode ver na Figura 1 (a fonte de alimentação está de cabeça para baixo). Uma grade foi colocada no lugar da ventoinha traseira, como você pode ver. Como a ventoinha usada é maior do que as ventoinhas normalmente usadas nas fontes de alimentação esta fonte não é apenas mais silenciosa do que as fontes tradicionais, mas também oferece um melhor fluxo de ar.

Na Figura 2 você pode ver o sistema de cabeamento modular desta fonte de alimentação, usado pelos cabos para periféricos. O sistema de cabeamento modular é excelente para ajudar na organização dos cabos e para melhorar o fluxo de ar dentro do micro, já que você precisa conectar apenas os cabos que realmente irá usar. Dessa forma, cabos não utilizados não ficaram dentro do micro obstruindo a passagem do ar. Nesta figura você pode ver que a proteção plástica usada pelos cabos de alimentação principais da placa-mãe vem de dentro da fonte. Em nossa opinião todos os fabricantes deveriam fazer isto. Nas Figuras 3 e 4 você pode ver os cabos para periféricos que acompanham esta fonte de alimentação.


Figura 2: Sistema de cabeamento modular.


Figura 3: Cabos para periféricos.



Figura 4: Cabos para periféricos.

Como você pode ver, os cabos utilizam uma proteção plástica que além de proteger os fios ajuda a melhorar o fluxo de ar dentro do micro. Todos os cabos para periféricos vêm com um prendedor em Velcro, o que é excelente para organizar os cabos dentro do micro.

Esta fonte vem com seis cabos de alimentação para periféricos: um cabo de alimentação auxiliar PCI Express de 6/8 pinos; dois cabos de alimentação para periféricos contendo dois conectores padrão e um conector de alimentação para unidade de disquete cada, um cabo de alimentação para periféricos contendo três conectores padrão, dois cabos de alimentação Serial ATA contendo três conectores cada e um adaptador “Y” para conectar ventoinhas em qualquer cabo de alimentação para periféricos.

Este adaptador de alimentação para ventoinha é realmente interessante pois oferece dois conectores: um ligado na tensão de +12 V (alta velocidade) e outro ligado na tensão de +5V (baixa velocidade). Dessa forma você pode facilmente mudar a velocidade de rotação da sua ventoinha auxiliar.

Editado por

Compartilhar



  Denunciar Artigo
Entre para seguir isso  

Comentários de usuários


Excelente fonte e excelente teste.

Mas não entendi isso:

+12V2 (fio amarelo com listra verde): Segundo conector de alimentação auxiliar da placa de vídeo ou segundo conector de alimentação para o processador disponível no sistema de cabeamento modular.

Que eu vi essa fonte tem fora dos modulares os 2x 4 pinos que podem ser ATX12V que é apenas 4 pinos ou EPS12V de 8 pinos juntos.

Agora dentro do modular outro conector para processador ?

Ou houve um erro em dizer que os 8 pinos para a placa de vídeo pode servir para ligar no EPS12V do processador que também é de 8 pinos mas com polaridades muito diferentes ?

Estranho...

valeu gente

Editado por João Gorilão

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Aonde eu acho essa fonte pra vender aqui no Rio de Janeiro???

Cara, acho q só no mercado livre mesmo.

Vi uma por R$ 574,00. Achei salgado, mas é uma excelente fonte.

Belo review. valeu CdH

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Ótimo teste e excelente fonte. Certamente uma das melhores já testadas pelo CdH na sua faixa de potência! Pena que custa muito caro no Brasil... por volta de R$ 600! :eek:

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Mais um excelente teste, e também mais um excelente exemplo do infame custo brasil...

Apesar do preço nos impedir de comprar-lá, ele é uma ótima fonte.

Abs.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Realmente os produtos da zalman são show ...você paga caro mas tem certeza de levar um produto de ótima qualidade ...

gostaria de ver o teste com a fonte de 460w...

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Se a eficiência foi de 83,7% a 88,7% em 115 V, então seria maior se fosse usado 220v?

Com certeza uma ótima fonte, pena é o preço, que mesmo tendo qualidade, eu ficaria feliz se o fosse mais barato :D

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Se a eficiência foi de 83,7% a 88,7% em 115 V, então seria maior se fosse usado 220v?

Com certeza uma ótima fonte, pena é o preço, que mesmo tendo qualidade, eu ficaria feliz se o fosse mais barato :D

Exato.

Quanto maior a tensão, menor trabalho com a corrente dentro a fonte e melhor a eficiencia.

Abraço.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Só alertando o pessoal que tem ou pretende pegar uma vga 9800GX2 com essa fonte: existe uma incompatibilidade entre fontes Zalman de 750W pra baixo (mesmo projeto) e vgas do modelo 9800GX2, que faz com que a fonte desligue em alguns jogos. Eu enfrentei esse problema no jogo Crysis, e só resolvi quando troquei por uma Corsair 750TX (poderia ser uma Zalman 850). Aliás, não só eu como muitos outros users. Repassei pra um dos representantes entrar em contato com o distribuidor oficial dos produtos Zalman relatando o ocorrido, porém, não sei em que pé ficou. Hoje mesmo um colega me avisou que está enfrentando esse mesmo problema. Se não forem pegar essa vga, é uma das melhores opções de qualidade. Hoje estou usando essa Zalman 600 com a HD4870 (outro pc), e está funcionando perfeitamente!

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Só alertando o pessoal que tem ou pretende pegar uma vga 9800GX2 com essa fonte: existe uma incompatibilidade entre fontes Zalman de 750W pra baixo (mesmo projeto) e vgas do modelo 9800GX2, que faz com que a fonte desligue em alguns jogos. Eu enfrentei esse problema no jogo Crysis, e só resolvi quando troquei por uma Corsair 750TX (poderia ser uma Zalman 850). Aliás, não só eu como muitos outros users. Repassei pra um dos representantes entrar em contato com o distribuidor oficial dos produtos Zalman relatando o ocorrido, porém, não sei em que pé ficou. Hoje mesmo um colega me avisou que está enfrentando esse mesmo problema. Se não forem pegar essa vga, é uma das melhores opções de qualidade. Hoje estou usando essa Zalman 600 com a HD4870 (outro pc), e está funcionando perfeitamente!

Estranho.

Mas pode fazer sentido...

Segundo o teste cada saida da placa de video está em uma linhas para cada e cada uma com 16A nos 12V

Segundo o Xbit a 9800GX2 gasta uns 15A no total.

Vamos imaginar que isso tudo seja nos 12V.

A 9800GX2 é dividida em 2x conectores, 1x 6 pinos e outro de 8 pinos.

Oficialmente pode passar 75W nos 6 pinos e 150W nos 8 pinos e como está dividido...

Vamos supor que ela puxe uns 120W dos 8 pinos e 60W dos 6 pinos.

Ou seja.

Uma linha vai receber 10A e a outra vai receber 5A.

Realmente estranho se for ver na teoria.

Mas na prática pode ser outra coisa (tudo pode ser possivel...)

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Poxa...bacana...mais uma vez provando q a Zalman é uma das melhores nesse ramo, por isso q eu sugeriria o teste ser realizado em outras marcas, como a Seventeam por exemplo, tem agora esses novos modelos da Seventeam V-Force, seria interessante ver se isso é bom ou só mais um atrativo pra vender...

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Estranho.

Mas pode fazer sentido...

Segundo o teste cada saida da placa de video está em uma linhas para cada e cada uma com 16A nos 12V

Segundo o Xbit a 9800GX2 gasta uns 15A no total.

Vamos imaginar que isso tudo seja nos 12V.

A 9800GX2 é dividida em 2x conectores, 1x 6 pinos e outro de 8 pinos.

Oficialmente pode passar 75W nos 6 pinos e 150W nos 8 pinos e como está dividido...

Vamos supor que ela puxe uns 120W dos 8 pinos e 60W dos 6 pinos.

Ou seja.

Uma linha vai receber 10A e a outra vai receber 5A.

Realmente estranho se for ver na teoria.

Mas na prática pode ser outra coisa (tudo pode ser possivel...)

Só pra citar, essas 9800GX2 são 2 placas, aonde 1 delas é alimentada pelo 6 pin e a outra pelo 8 pin. A placa alimentada pelo 6 pin é tb alimentada pelo proprio slot PCI-E. Mas a alimentacao do slot PCI-E é feita atraves dos 12v do conector da MB?

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

O legal é que foi só essa fonte sair como "produto recomendado" no CDH que o preço dela aumentou por volta de uns 100 reais.... Eu tava querendo comprar essa fonte antes do teste, quando ele saiu, poucos dias depois nas lojas os preços deram uma subidinha sem explicação....

ashduasdhuasd ;P Vou esperar baixar bem pra comprá-la :P

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Só falta o testa da ZM500-HP, queria ver até quanto ela aguenta.

edit: E se aquela frescurinha la do heat pipe ajuda em algo

Editado por thiagoabreu

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário







Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×