Ir ao conteúdo
Entre para seguir isso  

Tudo o Que Você Precisa Saber Sobre as Proteções da Fonte de Alimentação

       
 79.507 Visualizações    Tutoriais  
 4 comentários

Neste tutorial explicaremos em detalhes como todas as principais proteções da fonte de alimentação realmente funcionam.

Tudo o Que Você Precisa Saber Sobre as Proteções da Fonte de Alimentação
Gabriel Torres Editor executivo do Clube do Hardware

Introdução

Neste tutorial, que é uma sequencia do nosso tutorial Anatomia das Fontes de Alimentação Chaveadas, iremos explorar em detalhes todas as proteções da fonte de alimentação, como sobretensão (OVP), subtensão (UVP), sobrecarga de corrente (OCP), sobrecarga de potência (OPP), sobrecarga (OLP), superaquecimento (OTP), carga vazia (NLO) e também o sinal “power good”.

Normalmente as fontes de alimentação têm um circuito integrado de monitoramento em seus secundários (Figura 1), que é o responsável pelas proteções da fonte. As proteções também podem ser controladas por componentes discretos em vez de usarem um circuito integrado específico para esta função – o circuito integrado mais comum para esta opção é o LM339, que é um comparador de tensão. Frequentemente o circuito de monitoramento é construído em uma pequena placa de circuito impresso conectada à placa de circuito impresso principal da fonte de alimentação.


Figura 1: Circuito integrado de monitoramento.

Nas fontes de alimentação baseadas na defasada topologia de meia-ponte, as proteções podem ser fornecidas pelo controlador PWM, que está fisicamente presente no secundário. Algumas fontes de alimentação meias-pontes melhor projetadas têm um circuito de monitoramento além do controlador PWM.

Compartilhar



  Denunciar Artigo
Entre para seguir isso  

Comentários de usuários


Legal o artigo.

Uma coisinha: eu sou um bronco em eletrônica, apesar de ser fascinado pelo tema. Um caso raro de pessoa que gosta de algo em que é um completo tapado. Na verdade sou tapado em eletricidade em geral: essa parte da minha vida acadêmica foi tolhida por uma mudança nas escolas técnicas em 98 que fez com que eu tivesse termodinâmica e eletricidade apenas em 1 ano mal dado (em que teve greve, ainda por cima), ao invés de dividir uma pra cada ano, como era o planejado. Muito obrigado FHC.

Eu queria ler sobre o porque sobretensão, subtensão, sobrecargas etc, danificam os componentes. Isto é: qual é o efeito físico que cada uma dessas coisas gera e que acaba por danificar componentes.

Alguma sugestão de livros/artigos que tratem disso? Alguém?

[]'s

Edit: ah sim, pode ser livro/artigo em inglês, sem problemas.

Editado por jacypr

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Acompanho o Clube do Hardware ja faz alguns anos e vejo o quanto costumam postar com frequencia informações sobre fontes, o conhecimento dos criadores dos artigos é realmente vasto, acho que vale a pena fazer um livro sobre o assunto ;)

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Eu queria ler sobre o porque sobretensão, subtensão, sobrecargas etc, danificam os componentes. Isto é: qual é o efeito físico que cada uma dessas coisas gera e que acaba por danificar componentes.

Alguma sugestão de livros/artigos que tratem disso? Alguém?

[]'s

Edit: ah sim, pode ser livro/artigo em inglês, sem problemas.

Vou explicar numa linguagem simples:

Sobretensão - Muitos componentes eletrônicos não suportam mais do que está em sua especificação. Exemplo, um regulador de tensão LM7805. Este poderia receber em sua entrada no máximo 25v ( de 7-25 v) . No entanto, se você receber mais de 28v aquele primeiro capacitor vai estourar. Ou seja, já era teu regulador de tensão. Sabe como funciona um capacitor ? Basicamente, são duas placas ( dois eletrodos ) onde no meio há um isolante, um dielétrico. O estouro ocorre por essas placas não suportarem a tensão aplicada.

Explico mais em breve....^_^

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Com sinceridade a cada artigo como esse sinto que é como se estivesse estudando em casa. Pessoal que aula. O melhor disso tudo é que até o pessoal que possivelmente seja de nível intermediário consegue ao meu ver entender satisfatoriamente as informações citadas. Deixo aqui meu agradecimento por este portal de informações tão vasto e merecedor de grande nome respeitado no Brasil. Grande abraço aos que fizeram por isso acontecer e mantenham sempre as matérias assim. Excelente.

A sim só para lembrar, no texto em negrito na página 3 do tutorial seria UVP.

"Vamos falar das proteções contra subtensão e sobretensão juntas porque elas são construídas usando o mesmo circuito. Essas proteções monitoram as saídas +12 V, +5 V e +3,3 V e desligam a fonte caso qualquer uma dessas saídas estejam acima (OVP) ou abaixo (UVO) de certo valor, também chamado “ponto de ativação”.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×