Ir ao conteúdo
Entre para seguir isso  

Teste do Mouse Sensei da SteelSeries

       
 32.732 Visualizações    Testes  
 11 comentários

Modelo voltado para games chega a 11.400 dpi de resolução e conta com visor LCD para acessar suas funções de personalização. Acompanhe nosso teste.

Teste do Mouse Sensei da SteelSeries

Introdução

A cada nova geração de mouses para games, as empresas se superam: a SteelSeries acaba de lançar o Sensei, modelo ambidestro que chega a impressionantes 11.400 dpi de resolução, e ainda conta com um processador de 32 bits dedicado para os cálculos de precisão de movimento, sem necessidade de depender de software ou mesmo do PC do usuário. Todo esse poderio ainda pode ser ajustado por um programa que permite configurar o Sensei nos mínimos detalhes, dos botões à seleção de 16,8 milhões de cores para decorar o periférico. Vamos analisá-lo a seguir, começando pelas características físicas.

mouse Sensei
Figura 1: Visão de cima

O Sensei tem um design ambidestro com dois botões em cada uma das laterais emborrachadas. O dorso é de plástico metalizado, com uma curva acentuada própria para quem usa o mouse com toda a palma da mão apoiada sobre o periférico. No topo, há a roda de navegação iluminada e o seletor de resolução. No fim da curva fica a logomarca também iluminada da SteelSeries. Essas luzes podem ser apagadas via software.

mouse Sensei
Figura 2: Visão lateral

Embaixo há três pés de Teflon, o canhão laser do sensor e um pequeno LCD que o usuário pode decorar a gosto (mais detalhes adiante). O mostrador também serve para o usuário selecionar suas configurações caso esteja em um PC alheio que não tenha o software do Sensei instalado. A seleção é feita pela roda de navegação e botão seletor de resolução.

mouse Sensei
Figura 3: Visão inferior

mouse Sensei
Figura 4: LCD inferior

O cabo do mouse é envolto em tecido e termina em um plug USB banhado a ouro.

Editado por

Compartilhar



  Denunciar Artigo
Entre para seguir isso  

Comentários de usuários


O mouse pode até ser legalzinho, mas aquele lcd virado para baixo achei uma total insanidade..

Podiam ter feito uma janelinha na parte de cima que daria um aspecto bem mais interessante.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Me desculpe se eu estiver errado, + o que eu tenho lido é:

2 CPI = 1 DPI

Então.. 11400 CPI = 5700 DPI

Sendo assim, ele esta no mesmo patamar dos outros mouse TOP referente ao quesito resolução.. certo?

Abraço

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Verdade lupellini, ficou estanho. Gostei do clean porém achei ele caro.

O preço nos EUA nao esta ruim pelos recursos que o mouse tem: USD $89.90

porém aqui no brasil nao chega por menos de R$500,00

Me desculpe se eu estiver errado, + o que eu tenho lido é:

2 CPI = 1 DPI

Então.. 11400 CPI = 5700 DPI

Sendo assim, ele esta no mesmo patamar dos outros mouse TOP referente ao quesito resolução.. certo?

Abraço

Onde você leu cpi? sao 11.400 dpi mesmo!

Vide:

Conclusões

O Sensei realmente é um mouse top de linha, graças à tecnologia ExactTech, ao altíssimo alcance de resolução e grande capacidade de configuração, e só consideramos digno de ressalva o fato de o programa não ser tão amigável e ter praticamente sacrificado dois botões para manter o design ambidestro.imageview.php?image=935

Pontos Fortes

  • Altíssima resolução de 11.400 dpi
  • Tecnologia ExactTech antecipa decisões do usuário
  • Design elegante com personalização via LED

Pontos Fracos

  • Botão principal esquerdo um pouco duro
  • Design ambidestro praticamente sacrifica dois botões laterais
  • Software de programação pouco amigável

Editado por Erich_ET

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
O preço nos EUA nao esta ruim pelos recursos que o mouse tem: USD $89.90

porém aqui no brasil nao chega por menos de R$500,00

Onde você leu cpi? sao 11.400 dpi mesmo!

Vide:

São CPIs mesmo!! O CDH errou nessa...

No site do fabricante consta como CPI, que de fato, corresponde a 1/2 DPI.

Ou seja, o mouse está, como o amigo disse acima, no mesmo patamar dos mouses atuais....

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
São CPIs mesmo!! O CDH errou nessa...

No site do fabricante consta como CPI, que de fato, corresponde a 1/2 DPI.

Ou seja, o mouse está, como o amigo disse acima, no mesmo patamar dos mouses atuais....

Esqueça tudo o que você leu na internet sobre isso

Nao na verdade dpi e so um termo errado, o certo e cpi, e ambos valem a mesma coisa.

DPI quer dizer Dots per Inch que e pontos por polegada, e um modo de medir a resolução de impressoras, num mouse quer dizer que ao mover uma polegada ele "imprime"(envia para o computador) essa quantidade de pontos

Ja CPI que e o correto, quer dizer Counts Per Inch, ou seja contagens por polegada, então ao mover o mouse uma polegada ele vai ter contado essa quantidade de pontos

No final e tudo a mesma coisa

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Esqueça tudo o que você leu na Internet sobre isso

Amigo, você diz para esquecermos TUDO que lemos na Internet, que, de fato, contradiz o que você disse. Você não acha que para contradizer tudo que está escrito na Internet você deveria citar fontes??

Porque, se não, será a sua palavra contra o resto da internet... E ai?

O resto da Internet deixa claro que CPI e DPI são unidades de medida diferentes. Além disso, deixa claro que DPI > CPI, por mais que haja alguma divergência na proporção dessa desigualdade.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Amigo, você diz para esquecermos TUDO que lemos na Internet, que, de fato, contradiz o que você disse. Você não acha que para contradizer tudo que está escrito na Internet você deveria citar fontes??

Porque, se não, será a sua palavra contra o resto da internet... E ai?

O resto da Internet deixa claro que CPI e DPI são unidades de medida diferentes. Além disso, deixa claro que DPI > CPI, por mais que haja alguma divergência na proporção dessa desigualdade.

Opa o resto da internet cita que CPI=DPI=PPI

aqui também e aqui.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Amigo, você diz para esquecermos TUDO que lemos na Internet, que, de fato, contradiz o que você disse. Você não acha que para contradizer tudo que está escrito na Internet você deveria citar fontes??

Porque, se não, será a sua palavra contra o resto da internet... E ai?

O resto da Internet deixa claro que CPI e DPI são unidades de medida diferentes. Além disso, deixa claro que DPI > CPI, por mais que haja alguma divergência na proporção dessa desigualdade.

Bom eu ia sitar fontes mais o doidaofox ja pois 3 links com a mesma explicaçao

Ja quanto a DPI ser uma expressao errada tem mais esse 2 links da propria steelseries

Counts Per Inch? CPI? I haven't come across these expressions before, except for DPI (Dots Per Inch)?

You use the term CPI (counter per inch) but every other mouse manufacturer uses DPI (dots per inch). Why can't you just use the recognized term?

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

CPI e DPI são terminologias usadas para designar EXATAMENTE a mesma coisa e se equivalem em 1 para 1. Ou seja, 1 dpi é igual a 1 cpi.

O Avago ADNS-9500 tem sensibilidade real de apenas 5700 cpi. Esse valor dobrado de 11400 cpi é conseguido através de um artifício. O mesmo sensor é encontrado em mice como Logitech G9x, Logitech G500, SteelSeries Xai, Roccat Kone Plus, Corsair M90, Corsair M60, etc.

Cada "count", sem interpolação aplicada pelo driver de Windows, equivale a um pixel na tela. Portanto, se usar um para um no driver (6/11 no Painel de controle do Windows), cada cpi equivalerá a um pixel por polegada. Com 5700 cpi, a cada polegada de deslocamento, o ponteiro, mira, etc. do mouse terá percorrido 5700 pixels.

Mesmo em um monitor de 2560x1600 pixels de resolução, qualquer coisa acima de 1800 cpi é exagero, salvo usuários que preferem hyper-alta sensibilidade, ou seja, aqueles que gostam de mover o mouse apenas alguns milímetros para fazer o ponteiro ir de um canto ao outro, ou mover bem pouco para fazer o personagem do jogo dar um giro de 360 graus, por exemplo.

Existe até uma fórmula pronta, encontrada na internet, para calcular quantos cpi (dpi) são necessários para que haja um giro de 360° num determinado espaço em que o mouse é movimentado. Não me lembro da fórmula, mas é algo absurdo. Por exemplo, para quem gosta de mover cerca de 3 cm para dar um giro de 360°, em um monitor Full HD, algo como 1600 cpi são mais que suficientes. Para quem gosta de mover por mais que 3 cm, o valor de cpi deve ser ainda MENOR.

Ou seja, NÃO HÁ NENHUMA VANTAGEM NO AUMENTO DE CPI PARA A GRANDE MAIORIA DOS USUÁRIOS. A não ser que se use três monitores de 30 polegadas ou que o usuário queira dar giros de 360 graus movendo o mouse por apenas alguns milímetros, ter mais cpi disponíveis é inútil.

No próprio site da SteelSeries isso é comentado. Não só isso (marketing por trás dos cpi ou dpi), como também o artifício usado para dobrar a sensibilidade usando o processador embarcado no mouse que faz uma interpolação.

No demais, o mouse é muito bom, mas tem falhas relativas a todos os mice baseados em ADNS-9500 como aceleração positiva ou negativa e aceleração instável na maioria dos mousepads de pano.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Olha sinceramente eu não daria tanto por um mouse..

mas q ele é bom isso sim.... mas como sempre o nosso país vive de impostos fazer o que....

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×