Ir ao conteúdo
Entre para seguir isso  

IDF Spring 2003 - 2º Dia

       
 30.778 Visualizações    Artigos  
 0 comentários

Veja a cobertura completa do segundo dia de eventos da IDF Spring 2003, confira as novas tecnologias de meórias, DDR-2 e RAMBUS. Aprenda mais sobre Serial ATA.

IDF Spring 2003 - 2º Dia
Gabriel Torres Editor executivo do Clube do Hardware

Introdução

O nosso 2º dia de IDF foi bem mais agitado que o primeiro. Das apresentações disponíveis, escolhemos os assuntos mais relacionados ao hardware de PCs: novos processadores, serial ATA e memórias.


Novos Processadores

A nossa aula de tendências e pesquisa para processadores IA-32 foi conduzida por Justin Rattner, diretor do laboratório de pesquisa de processadores da Intel, e por Joe Schutz, Vice-Presidente e diretor do departamento de desenvolvimento lógico da Intel.

Os fatos apresentados foram os seguintes: do 486 até o Pentium 4, o clock aumentou 50 vezes, enquanto que o desempenho de processamento aumentou 75 vezes, graças à implementação de técnicas para o aumento do desempenho, como a arquitetura superescalar e o uso do cache de memória dentro do processador.

A Intel enfrentará nos próximos anos um grande desafio no desenvolvimento de novos processadores. Enquanto que diminuindo o tamanho dos transistores utilizados no chip aumenta o seu desempenho, permite um clock maior e diminui o consumo do processador, fazendo com que ele gere menos calor, por outro lado haverá uma hora em que o atraso na comunicação entre dois circuitos internos do processador será maior que um período do clock interno. Em outras palavras, a demora que naturalmente há na comunicação de dois circuitos internos do processador será maior do que um pulso de clock. Terrível, não?

Outro problema terrível é que a memória não tem acompanhado o aumento de velocidade dos processadores, fazendo com que o micro não fique tão rápido quanto deveria. E com novos lançamentos sendo planejados, como veremos adiante, esse problema tende a se agravar. A solução a curto prazo é mascarar os efeitos da memória RAM, que é lenta, com o aumento do tamanho da memória cache.

Essa solução, aliás, é a usada pelo novo modelo de Pentium 4 que será lançado neste ano, por enquanto conhecido apenas com o seu nome-código Prescott.

O Prescott terá 1 MB de memória cache L2 e deve ser lançado com um clock inicial de 3 GHz, podendo chegar a até 5 GHz. Seu barramento externo será de 800 MHz, possivelmente 200 MHz transferindo quatro dados por clock ou 100 MHz transferindo oito dados por clock, nenhum esclarecimento nesse sentido foi dado pelos engenheiros da Intel. Além disso, será o primeiro processador a ser construído com tecnologia sub-100 nm (100 nm = 0,10 mícron), usando transistores de 90 nm (0,09 mícron). Realmente impressionante, sendo que a Intel deverá lançar processadores com transistores ainda menores nos próximos anos.

Esse processador também traz outras novidades, como a tecnologia Hyper-Threading redesenhada e 13 novas instruções.

A Intel espera estar com processadores na faixa de 15 a 20 GHz de clock em 2010.

Compartilhar



  Denunciar Artigo
Entre para seguir isso  

Comentários de usuários


Não há comentários para mostrar.



Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×