Ir ao conteúdo
Entre para seguir isso  

Intel Editor’s Day 2009

       
 12.907 Visualizações    Artigos  
 4 comentários

Aprenda sobre o novo esquema de nomenclatura dos processadores da Intel, sobre o novo Classmate PC e sobre a tecnologia Intel MyWiFi.

Intel Editor’s Day 2009

A convite da Intel nós participamos da 10ª edição do Editor’s Day, evento onde a Intel reúne os principais jornalistas e especialistas em informática do país para discutir seus planos para o futuro. Este ano o evento aconteceu na capital alagoana, Maceió. De tudo o que foi dito no evento nós gostaríamos de destacar três assuntos que achamos importantes aos nossos leitores:

  • Novo esquema de nomenclatura dos processadores da Intel
  • Novo Classmate PC
  • Tecnologia Intel MyWiFi

Novo esquema de nomenclatura dos processadores da Intel

Finalmente a Intel resolveu simplificar o esquema de nomenclatura de seus processadores. Já era tempo, pois atualmente é complicado até mesmo para os profissionais da área posicionar determinado processador da Intel no mercado devido à enorme quantidade de marcas e modelos (Pentium, Celeron, Core 2 Duo, Core 2 Quad, Core i7, etc). Com esta estratégia a Intel espera ajudar o usuário final a simplificar o processo de escolha de seus processadores. Com o novo esquema a Intel focará na marca “Core” (suas variações desaparecerão com o tempo, como Core 2 Duo, Core 2 Quad, etc) e a dividirá em níveis:

  • Core i7: processadores topo de linha;
  • Core i5: processadores intermediários;
  • Core i3: processadores simples.

Os processadores Core i5 e Core i3 ainda não existem e serão lançados em breve.

As marcas Pentium, Celeron e Atom continuarão a existir. A plataforma Centrino será aposentada no início do próximo ano, mas a marca “Centrino” será usada em produtos WiFi e WiMAX da Intel. A plataforma vPro continuará a existir e será usada nos processadores Core i7 e Core i5.

Novo Classmate PC

O Classmate PC é um netbook desenvolvido pela Intel voltado especificamente para a educação, ou seja, para uso em sala de aula por alunos do ensino fundamental. A ideia do Classmate PC surgiu em 2006 depois de uma extensa pesquisa etnográfica realizada em salas de aula de todo o mundo onde os pesquisadores da Intel visitaram escolas e passaram um período convivendo e observando as interações entre os alunos, professores, pais e diretores. A Intel queria desenvolver uma solução completa para sala de aula e foi com isto em mente que surgiu o Classmate PC.

O principal concorrente do Classmate PC é a iniciativa OLPC, liderada pelo Nicholas Negroponte, ex-diretor do Laboratório de Mídia do MIT (Massachusetts Institute of Technology), que aqui no Brasil ficou inicialmente conhecida como “o laptop de 100 dólares” (esta era a expectativa inicial, ele nunca foi fabricado por este preço nem nunca teve grande abrangência, note bem).

Em ambos os casos o público-alvo do produto é o governo e não usuários finais.

Intel Editor's Day 2009

O Classmate PC é um netbook pequeno, leve e resistente (não poderia ser diferente, já que seu público alvo é constituído exclusivamente por crianças e adolescentes), e que vem com um pacote de software educacional visando atender às necessidades de estudantes e professores.

O equipamento possui um chip de segurança contra roubos que inviabiliza sua utilização caso ele não seja registrado na rede da escola. Um chip TPM (Trusted Platorm Module ou Módulo de Plataforma Confiável) instalado em cada Classmate PC verifica periodicamente através da rede sem fio a validade de seu certificado. De tempos em tempos o sistema da escola troca o certificado dos equipamentos registrados na sua rede obrigando um novo acesso para revalidação. Caso a revalidação não seja feita em um determinado período, o micro trava e somente voltará a funcionar se novamente conectado à rede e revalidado por seu administrador.

A grande novidade é que no Editor’s Day deste ano a Intel apresentou o modelo com função Tablet que será fabricado no Brasil a partir de outubro.

Intel Editor's Day 2009

Abaixo você confere as especificações técnicas do novo modelo do Classmate PC.

  • Processador: Atom N270 (1,6 GHz)
  • Chipset: Intel 945GSE
  • Memória: 1 GB ou 512 MB
  • Unidade de disco: SSD ou disco rígido com capacidades de 4 GB, 8 GB ou 16 GB.
  • Tela LCD de 8,9” (resolução nativa de 1024x600) sensível ao toque podendo ser girada 180° transformando o netbook em um tablet
  • Teclado resistente à água
  • Webcam integrada de 1,3 Mpixel
  • Acelerômetro (ou sensor de movimento)
  • Duas portas USB
  • Leitor de cartões de memória SDHC/SD
  • Rede Fast Ethernet (100 Mbps)
  • Rede sem fio (802.11 b/g/n)
  • Bateria de 6 ou 4 células
  • Peso: 1,25 – 1,45 Kg

Tecnologia Intel MyWiFi

A ideia básica da tecnologia Intel MyWiFi é a mesma por trás das tecnologias Bluetooth e WUSB: conectar dispositivos externos ao micro (tais como teclado, mouse, câmeras digitais, impressoras, porta-retratos digital, etc) sem a necessidade de cabos. A diferença, no entanto, é que a tecnologia Intel MyWiFi não requer a utilização de nenhum hardware adicional além da placa de rede sem fio do seu computador ou notebook.

Tecnicamente falando, a tecnologia Intel MyWiFi inclui uma camada de software entre o driver da placa de rede sem fio e o sistema operacional. Com isso é possível criar várias “placas de rede sem fio virtuais” a partir de um único dispositivo físico. Desta forma uma única placa de rede sem fio pode ser comunicar com vários dispositivos ao mesmo tempo. Você pode estar conectado ao seu ponto de acesso acessando a Internet enquanto envia dados para sua impressora sem fio através de conexões de rede distintas.

Por enquanto apenas as placas de rede sem fio Intel WiFi Link 5100 e 5300 e o sistema operacional Windows Vista suportam esta tecnologia.

Compartilhar



  Denunciar Artigo
Entre para seguir isso  

Comentários de usuários


Eu tava louco pra ir pra esse evento, mas n vi nenhuma informação a respeito aqui na minha capital. Gabriel, este evento foi aberto ao publico ou so pessoas convidadas???

Abraços

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Particularmente não gostei da parte que fala sobre o intel mywifi, (várias “placas de rede sem fio virtuais” a partir de um único dispositivo físico). Sempre que essas coisas são feitas via software (drivers), dificulta o suporte no mundo linux, ( como se fosse uma venda casada com a microsoft ), alem de que se é feito via software, é necessario que seja processado usando recurso do processador da maquina, lembram dos soft-modens HSP 56 e cia, se fossem postos ao lado de hard-modens a diferença de velocidade era visivel, sem falar nas comunentes falhas de segurança que a M$ costuma deixar.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Gostei da reclassificação dos processadores Intel, esta marca não me faz a cabeça no quesito facilidade, só em ver uma solicitação de ajuda em uma configuração Intel, já me causa antepatia.

Relacionado com os netbooks para o governo, não me cheira muito bem esta ideia, me parece um prato cheio para a corrupção, desvios e etc, tipo os bafômetros, compraram muitos a preço bem maior que no mercado e cadê, não se ve mais, o mesmo pode acontecer com esses netbooks, (vai acontecer, sempre acontece) comprarão milhares e quando precisarem de manutenção, reposição de baterias, sei lá mais o que? Provavelmente ficarão jogados esperando um milagre.

Sobre a tecnologia de usar a placa wireless com vários layers virtuais, acho interessante pelo lado da comunicação independente com os periféricos, agora qual a melhor maneira de fazer isso não faço nem ideia, mas o colega aí de cima tem razão em analisar o passado e suas falhas...

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Achei uma boa esse Intel Mywikfi, simplifica essa montanha de fios que tenho no computador hoje...

Quanto ao Linux, já é de conhecimento de todos que Desktops têm sua maioria esmagadora (maldita redundância...) usando sistemas Windows, portanto é óbvio que a maioria dessas tecnologias vai ser direcionada para um público-alvo maior.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×