Ir ao conteúdo
Entre para seguir isso  

Prévia do IDF 2010: As Novidades do Laboratório da Intel

       
 17.420 Visualizações    Artigos  
 7 comentários

Saiba mais sobre as tecnologias que estão sendo desenvolvidas no laboratório da Intel.

Prévia do IDF 2010: As Novidades do Laboratório da Intel
Gabriel Torres Editor executivo do Clube do Hardware

Introdução

A edição 2010 do Intel Developer Forum (IDF) começará oficialmente amanhã, mas hoje nós fomos convidados para participar de uma apresentação reservada à imprensa onde foram apresentadas as tecnologias que estão sendo desenvolvidas no laboratório da Intel, todas focadas em novas formas de computação.

É sempre importante lembrar que a Intel é um fabricante de semicondutores que não desenvolve ou vende produtos finais "fechados". Entretanto, eles empregam um grupo de pesquisadores responsáveis por estudar as tendências e necessidades em termos de tecnologia, para que daí possam ser desenvolvidos novos produtos com chips da Intel que poderão, no futuro, ser fabricados e lançados no mercado por outras empresas.

Nós demos uma olhada nas seguintes ideias:

  • Sistema de reconhecimento de foto para smart phones
  • A capacidade de rodar aplicativos em sua TV ao mesmo tempo em que assiste programas ao vivo
  • Uma tela projetada na mesa da cozinha que responde a toques e que é capaz de reconhecer objetos na mesa e interagir de acordo
  • Um sistema de reconhecimento de face instalado dentro de um carro que automaticamente configura o veículo de acordo com as preferências do motorista, e que é capaz de identificar se o condutor está com sono ou dirigindo de maneira perigosa
  • Uso da câmera integrada em netbooks para atividades com estudantes do ensino fundamental

Vamos falar sobre os três primeiros da lista.

Compartilhar



  Denunciar Artigo
Entre para seguir isso  

Comentários de usuários


Achamamos a oficina do prof. pardal, smart phone inteligente, tv interativa e inteligente, mesa inteligente, só falta os desenvolvedores e usuários se tornarem inteligentes também.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

acho tudo muito besta com exceçção da TV e da mesa. Gosto quando a Intel vem com tecnologias base para outras coisas, e não com soluções finais para usuários leigos (ou não).

Essa da TV eu acho interessante porque automação residencial/casa inteligente é um negócio que me intriga muito. Isso porque a coisa não vai pra frente basicamente por uma falta de direção e padronização, estas tecnologias são todas relativamente muito simples e muitas empresas no mundo dominam ou podem desenvolver com facilidade, integração dos eletrodomésticos numa casa só não aconteceu ainda por simples falta de padronização da coisa...

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

As IDÉIAS são interessantes, mes como sempre, a execução é que fica meio aquém da proposta inicial.

É o caso da "realidade aumentada" - acho esse nome completamente blasé - que em suma, traz uma ideia fantástica, já que possibilita a união de uma espécie de GPS, mas com marcas de identificação visual, que aumentam a capacidade de localização do usuário (do smartfone) a um substancial banco de dados de informações, especialmente de natureza cultural.

Já os aplicativos para TV são uma incógnita. Em tese são uma boa ideia, que aumenta a interatividade e tudo mais, porém a capacidade de uma SKY, NET, TVA ou DIRECTV da vida conseguirem adaptar um receptor totalmente a essa tecnologia já é algo que eu duvido muito.

Mas o OASIS certamente é o que chama mais atenção, primeiro porque traz talvez a mais esperada tecnologia de interatividade, onde o sensor de movimento é a grande sensação. Esse reconhecimento, aliado a um sistema de projetores, e futuramente, holografias, é o sonho de gerações e gerações de nerds, geeks, e outros seres humanos em geral, contudo, reconhecer um PIMENTÃO e uma BANANA e informar qual a quantidade desses alimentos você ainda tem no seu "estoque" é algo surreal, coisa pra socialite que nunca pôs os pés na cozinha e de repente perdeu a empregada e tem que"se virar" no fim de semana, afff...

Acho que tinha algum exemplo melhor pra um empresa do porte da Intel apresentar uma tecnologia tão importante como essa.

No mais, tenho só uma dúvida em relação a isso aqui:

"É sempre importante lembrar que a Intel é um fabricante de semicondutores que não desenvolve ou vende produtos finais."

Mas a Intel não fabrica alguns produtos, como Placas-Mãe, por exemplo?

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

No mais, tenho só uma dúvida em relação a isso aqui:

"É sempre importante lembrar que a Intel é um fabricante de semicondutores que não desenvolve ou vende produtos finais."

Mas a Intel não fabrica alguns produtos, como Placas-Mãe, por exemplo?

Correto o seu raciocínio. No entanto, a Intel estampa seu nome em sua linha de placas mãe, ou seja, a produção é terceirizada.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Perfeita a colocação de vocês, realmente me esqueci das placas-mãe. Vou corrigir o texto para colocar isso. O que eu queria dizer era obviamente que a Intel não fabrica "produtos fechados" (ex: câmeras, sensores, PDAs, essas coisas), apenas componentes...

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×