Ir ao conteúdo
Entre para seguir isso  

Kit Patriot DDR2-1066/PC2-8500 1 GB

       
 83.924 Visualizações    Testes  
 0 comentários

Testamos um dos kits de memória DDR2 mais topo de linha disponíveis no mercado hoje, o PDC21G8500ELK da Patriot, que é um kit de memória DDR2-1066/PC2-8500 de 1 GB capaz de trabalhar oficialmente a até 1.066 MHz com temporização 5-5-5-16. Confira.

Gabriel Torres Editor executivo do Clube do Hardware

Introdução

Com o lançamento dos processadores AMD soquete AM2 todos os novos computadores de alto desempenho estão finalmente usando memórias DDR2. Atualmente as velocidades padrão das memórias DDR2 são 533 MHz, 667 MHz e 800 MHz, mas a Patriot foi um dos primeiros fabricantes a lançar modelos trabalhando a 1.066 MHz. Esses módulos não são apenas voltados para quem curte overclock, mas também para usuários comuns que possuem um processador Intel trabalhando externamente a 1.066 MHz e que querem casar a velocidade do barramento externo do processador com a da memória de modo a obter todo o desempenho que o micro pode fornecer. A Patriot lançou um kit de 1 GB (PDC21G8500ELK, 2x 512 MB) e de 2 GB (PDC22G8500ELK, 2x 1 GB), ambos com temporização de 5-5-5-16. Nós testamos o kit de 1 GB e iremos compará-lo ao seu principal concorrente, o TWIN2X1024-8500 da Corsair, que é também um kit de memória DDR2-1066/PC2-8500 de 1 GB com temporização 5-5-5-15.

Kit Patriot DDR2-1066/PC2-8500 1 GB
Figura 1:  Kit de memória Patriot PDC21G8500ELK 1 GB (2x 512 MB) DDR2-1066/PC2-8500.

Kit Patriot DDR2-1066/PC2-8500 1 GB
Figura 2: Detalhe da etiqueta encontrada nos módulos testados.

O principal problema com as memórias DDR2-1066 hoje é compatibilidade, já que apenas algumas placas-mães suportam esse tipo de memória. No lado da AMD, como os processadores AM2 suportam apenas memórias até DDR2-800, as memórias DDR2-1066 podem apenas ser usadas para overclock. Por essa razão não há motivo para comprar esses módulos de memória para um processador soquete AM2 se você não pretende fazer overclock. Para o usuário comum que quer obter o máximo de desempenho com o seu micro sem fazer overclock há melhores soluções no mercado para esta plataforma, isto é, memórias DDR2-800 de baixas latências – a Corsair TWIN2X2048-6400C3 é um bom exemplo, já que é um kit DDR2-800/PC2-6400 onde a memória trabalha com CL3 em vez de CL5.

Para usuários comuns que não querem fazer overclock em seu micro a principal vantagem das memórias DDR2-1066 é usá-las com processadores Intel que trabalham externamente a 1.066 MHz – como é o caso dos novos processadores Core 2 Duo e Core 2 Extreme. Se você usar memórias DDR2-800 com esses processadores a comunicação entre o processador e as memórias será feita com a metade da velocidade máxima que poderia ser usada. O problema, no entanto, é que apenas algumas placas-mães soquete LGA775 aceitam memórias DDR2-1066. Em praticamente todas as placas-mães soquete LGA775 seus módulos DDR2-1066 rodarão como se fossem DDR2-800, até mesmo nos modelos baseados no novo chipset Intel 975X.

Claro que você pode usar módulos de memórias DDR2-1066 para fazer overclock com processadores Intel: mesmo que sua placa-mãe reconheça esses módulos como DDR2-800, você terá módulos de memória que o fabricante garante o funcionamento a até 1.066 MHz.

Assim como ocorre para os processadores AMD, se você não planeja fazer um overclock em seu processador Intel e caso sua placa-mãe não suporte memórias DDR2-1066 mas você quer ter as memórias mais rápidas disponíveis, recomendamos que você opte por memórias DDR2-800 de baixa latência, como é o caso do kit TWIN2X2048-6400C3 da Corsair que citamos anteriormente.

Nós decidimos fazer nosso teste usando um processador Core 2 Extreme X6800 e uma placa-mãe ASUS P5B (chipset Intel 965),  que é uma das poucas placas que suportam memórias DDR2-1066, de modo a simular dois cenários: um usuário comum querendo usar memórias DDR2-1066 em vez de memórias DDR2-800 em conjunto com um processador com barramento externo (FSB) de 1.066 MHz e um usuário que curte overclock tentando aumentar o máximo possível o clock da memória.

Apesar de os módulos testados terem oficialmente temporizações de 5-5-5-16, você pode diminuir essas temporizações de modo a obter um desempenho maior – se sua placa-mãe tiver esta opção, é claro.

Infelizmente a placa-mãe que usamos não tinha esta opção (embora a ASUS possa lançar uma nova versão do BIOS habilitando este recurso).

A Patriot oferece garantia vitalícia para todos os seus módulos de memória. No nosso caso aqui no Brasil essa troca deve ser feita com o distribuidor, para evitar custos com frete e impostos.

Vamos dar agora uma olhada no kit de memória PDC21G8500ELK (DDR2-1066/PC2-8500) da Patriot.

Editado por

Compartilhar



  Denunciar Artigo
Entre para seguir isso  

Comentários de usuários


Não há comentários para mostrar.



Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×