Ir ao conteúdo
Entre para seguir isso  

Memórias PC-100

       
 68.828 Visualizações    Artigos  
 0 comentários

Aprenda o que é a especificação PC100 de memórias SDRAM.

Memórias PC-100
Gabriel Torres Editor executivo do Clube do Hardware

Com o lançamento dos novos processadores que trabalham externamente a 100 MHz, como o K6-2 e o Pentium II a partir de 350 MHz, um novo tipo de memória foi criado, chamado PC-100.

As memórias PC-100 são SDRAM e são as únicas capazes de trabalhar corretamente na freqüência de operação de 100 MHz. As memórias SDRAM não-PC-100 passaram a ser chamadas de PC-66.

Mas, qual é o grande barato da memória PC-100? As memórias SDRAM de 10ns de tempo de acesso são, teoricamente, capazes de trabalhar a 100 MHz. Mas, na prática, foi constatado que esse tipo de memória era instável para sistemas de 100 MHz. Com isso, somente são aconselhadas para micros com barramento de 100 MHz memórias com tempo de acesso de 8 ns ou menos. Essas memórias são justamente as PC-100.

Dessa forma, é muito fácil reconhecer se uma memória é ou não PC-100. Basta que ela seja SDRAM e possua tempo de acesso de 8ns ou menos. Essa característica vem estampada sobre o corpo de cada circuito integrado do módulo de memória, normalmente após um sinal de traço.

A maioria dos módulos PC-100 traz uma etiqueta escrito "PC-100". Porém, como constatou um leitor, alguns profissionais inescrupulosos vendem memórias PC-66 como se fossem PC-100, produzindo e colando tal etiqueta. Portanto, a maneira mais segura de se detectar se uma memória é ou não PC-100 é através de seu tempo de acesso.

Além disso, há memórias SDRAM mais rápidas do que outras, independentemente se elas são PC-66 ou PC-100, porque há memórias com diferentes latências do sinal CAS (Column Address Strobe) - que mede quantos pulsos de clock são necessários para se ler um dado armazenado na memória. No caso das memórias PC-66, esse fator não precisa ser levado tanto em consideração. Porém, em se tratando de memórias PC-100, pode haver um ganho de desempenho considerável.

Há, no mercado, basicamente dois tipos de memória PC-100: as com latência de 2 pulsos de clock e as com latência de 3 pulsos de clock. Obviamente as com latência de 2 pulsos são mais rápidas e garantirá um desempenho superior. Para saber essa característica, você primeiro tem de saber o fabricante dos circuitos integrados do módulo de memória (ex: Micron, Kingston, Siemens, Samsung, SEC, etc): basta olhar para os circuitos e ler a marca do fabricante. Em seguida, consulte, na página do fabricante na Internet, o código para circuitos de memória PC-100 e confira o número que diferencia circuitos com 2 ou 3 pulsos de latência. No caso de circuitos da Micron, por exemplo, existe uma letra depois do tempo de acesso que indica a latência (Ex: "-8D". Circuitos com letras de A a C indicam uma latência de 3 pulsos de clock, enquanto letras de D ou E indicam uma latência de 2 pulsos de clock). Essa marcação varia de acordo com o fabricante.


Perguntas mais comuns

O que acontece se eu instalar uma memória PC-100 em um micro com barramento de 66 MHz (um Pentium II-300, por exemplo)?

Nada de mais: a memória funcionará normalmente. Acontece que não há ganho algum de desempenho em se instalar uma memória PC-100 em um barramento de 66 MHz. Acontece que as memórias PC-100 são mais caras e você gastará dinheiro à toa.

Posso instalar uma memória PC-66 (com tempo de acesso de 10 ns, por exemplo) em um micro com barramento de 100 MHz (um K6-2-300 ou um Pentium II-350, por exemplo)?

Muitas vezes esse procedimento funciona. Em outras vezes, o micro nem liga. Em todo caso, quando funciona, o micro detecta que há uma memória não-PC-100 instalada, aumentando o número de wait states para que essa memória consiga ser usada, ou seja, diminui o desempenho do micro. Em outras palavras, o micro faz com que o desempenho geral caia, para que a memória possa ser usada. Portanto, em micros com barramento de 100 MHz, recomendamos que seja instalada somente memórias PC-100.

Compartilhar



  Denunciar Artigo
Entre para seguir isso  

Artigos similares


Comentários de usuários


Não há comentários para mostrar.



Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×