Imprimir artigo
Migrando para o Apache 2.4
por em Tutoriais
Última atualização:
14.969 visualizações
Página 2 de 3

Compilação

Antes de compilar o Apache, você deverá saber qual a linha de configuração que foi usada para o PHP, já que você terá que recompilar o PHP e é provável que você já tenha o PHP instalado em seu servidor. A maneira mais fácil de fazer isto é criando um arquivo chamado phpinfo.php no diretório raiz do seu servidor web, contendo o seguinte:.

<?php

Phpinfo();

?>

Depois, abra este arquivo usando o seu browser (por exemplo, http://www.seusite.com.br/phpinfo.php, onde seusite.com.br é a URL do servidor web contendo o arquivo phpinfo.php) e copie tudo que estiver listado ao lado de “Configure Command”.

Outra maneira de obter o mesmo resultado é rodando o seguinte comando (você deverá mudar o caminho “/usr/local/apache2/” de modo a apontar para onde o Apache estiver instalado em seu servidor):

#/usr/local/apache2/php/bin/php -i | grep "Configure Command"

Nos dois casos, você deverá remover todas as apóstrofes do texto que você copiou.

Se você precisar saber onde o Apache está atualmente instalado em seu servidor, rode:

#find / -name apxs

Uma grande diferença entre o Apache 2.4 e as versões anteriores é que os módulos APR (Apache Portable Runtime) não vêm com o Apache. Portanto, além de baixar a versão mais recente do Apache 2.4, você deverá baixar as versões mais recentes do APR e APR-util, disponíveis em http://apr.apache.org/download.cgi.

Vamos assumir que você tenha baixado os três arquivos (Apache, APR e APR-util) para o diretório /downloads. Você deverá descompactar os três arquivos e mover o Apr e o APR-util para os diretórios corretos dentro do diretório de compilação do Apache. Por exemplo, (substitua x, y e z pelos números corretos, dependendo das versões que você baixou):

/downloads# tar -xvzf httpd-2.4.x.tar.gz

/downloads# tar -xvzf apr-x.y.z.tar.gz

/downloads# tar -xvzf apr-util-x.y.z.tar.gz

/downloads# mv apr-x.y.z /downloads/httpd-2.4.x/srclib/apr

/downloads# mv apr-util-x.y.z /downloads/httpd-2.4.x/srclib/apr-util

Agora você tem a estrutura apropriada para compilar o Apache (troque --prefix=/usr/local/apache2 para onde você quiser instalar o Apache; nós sugerimos que você use o mesmo caminho da instalação atual do Apache):

/downloads# cd httpd-2.4.x

/downloads/httpd-2.4.x# ./configure --prefix=/usr/local/apache2 --enable-deflate --enable-mods-shared=all --with-included-apr  --enable-nonportable-atomics=yes

/downloads/httpd-2.4.x# make && make install

Se você quiser usar o “antigo” módulo “prefork”, adicione --with-mpm=prefork à linha de configuração.

Agora você tem o Apache 2.4 compilado. Você deverá recompilar o PHP, se você tiver o PHP instalado em seu servidor (muito provável).

Assumindo que você tenha baixado a versão mais recente do PHP para /downloads, você deverá:

/downloads/httpd-2.4.x# cd /downloads

/downloads# tar -xvzf php-x.y.z.tar.gz

/downloads# cd php-x.y.z

/downloads/php-x.y.z# [cole aqui a linha de compilação que você obteve do phpinfo]

/downloads/php-x.y.z# make && make install

Se você estiver usando um sistema de cache como o Xcache (que nós recomendamos que você instale para aumentar o desempenho do seu servidor web), você deverá recompilá-lo também. Assumindo que você tenha baixado a versão mais recente do Xcache para /downloads, você deverá rodar os seguintes comandos (você deverá substituir “/usr/local/apache2/php/” pelo diretório de instalação do PHP, se diferente):

/downloads/php-x.y.z# cd /downloads

/downloads# tar -xvzf xcache-x.y.z.tar.gz

/downloads# cd xcache-x.y.z

/downloads/xcache-x.y.z# /usr/local/apache2/php/bin/phpize --clean

/downloads/xcache-x.y.z# /usr/local/apache2/php/bin/phpize

/downloads/xcache-x.y.z#./configure --enable-xcache --enable-xcache-optimizer --with-php-config=/usr/local/apache2/php/bin/php-config

/downloads/xcache-x.y.z# make && make install

Preste atenção na saída oferecida pelo script de instalação, já que ele mostrará onde o xcache.so foi instalado (será um caminho como “/usr/local/apache2/php/lib/php/extensions/no-debug-zts-20090626/”).

Se você já tinha o Xcache instalado, tudo que você precisa fazer é editar o arquivo php.ini (localizado em /usr/local/apache2/php em nossos exemplos), localizar xcache.so, apagar a linha onde ele estiver presente e substituí-lo por algo como:

extension = /usr/local/apache2/php/lib/php/extensions/no-debug-zts-20090626/xcache.so

O caminho deverá ser o oferecido pelo script de instalação. Salve o arquivo php.ini e você estará pronto para fazer os ajustes apropriados no arquivo httpd.conf como descrito na próxima página.

Se a sua instalação anterior do PHP não tinha o Xcache instalado, você deverá adicionar a linha configuração correta no php.ini, como se segue (é claro que você deverá substituir “/usr/local/apache2/php/” para o local exato do php.ini, se você instalou o Apache e o PHP em um diretório diferente):

/downloads/xcache-x.y.z# cat xcache.ini>>/usr/local/apache2/php/php.ini

Você deverá agora editar o arquivo php.ini. Procure por xcache.so e substitua a linha onde ele estiver presente pela linha publicada acima (“extension…”).

Você deverá configurar “xcache.count” com o número oferecido pelo comado cat /proc/cpuinfo |grep -c processor.

Nós recomendamos que você mude o xcache.optimizer de “Off” para “On”.

Você poderá fazer um ajuste fino do Xcache mais tarde através de seu painel de controle, quando o Apache estiver rodando por algum tempo. O painel de controle do Xcache está disponível dentro do diretório “xcache” dentro de seu diretório de instalação. Por exemplo, você pode rodar o seguinte comando para ter o painel de controle do Xcache disponível em http://www.seusite.com.br/xcache (você deverá substituir /www/seusite como o caminho para o seu site em seu servidor, é claro):

/downloads/xcache-x.y.z# mv xcache /www/seusite

Vamos agora ver as configurações adicionais que deveremos fazer.

ARTIGOS RELACIONADOS
ÚLTIMOS ARTIGOS
530.124 usuários cadastrados
838 usuários on-line