Ir ao conteúdo
Entre para seguir isso  

Teste do Nintendo DS Lite Ice Blue

       
 37.445 Visualizações    Testes  
 11 comentários

Testamos a edição especial do videogame Nintendo DS Lite. Confira!

Teste do Nintendo DS Lite Ice Blue

Introdução

O primeiro Nintendo DS libertou-se das amarras do mundo dos jogos através da introdução de um joguinho portátil com não apenas uma, mas duas telas. Ele também apresentava conectividade sem fio para jogos através de comandos de voz e de toque. Essas características de sucesso produziram um dispositivo que atraiu muitos seguidores. Mais de 84 milhões de dispositivos DS e 454 milhões de jogos DS foram vendidos no mundo inteiro em apenas quatro anos. Hoje nós testamos uma de suas últimas versões: o DS Lite Ice Blue.

O Nintendo DS prateado original, lançado em 2004, foi substituído em 2006 por uma versão ligeiramente menor, com uma tela mais brilhante. Era chamado de Nintendo DS Lite e era vendido em várias cores. Este ano a Nintendo apresentou duas novas cores, cada uma com seu próprio pacote de presentinhos. O pacote Mari Red é vermelho e tem uma grande letra M (de Mario) gravada, e uma cópia do jogo New Super Mario Bros. O Ice Blue, que testamos, vem com um estojo personalizado e o popular jogo Brain Age: Train Your Brain in Minutes a Day (simulador que reúne desafios mentais, dicionários e passatempos para estimular regiões específicas do cérebro).

Como mostrado na Figura 1, a caixa inclui o Nintendo DS em um tom de azul pastel, um estojo imitação de couro na mesma cor, o jogo Brain Age, cabo de força, manual de instruções e uma caneta stylus extra. Como mostrado na Figura 2, o estojo inclui um compartimento com zíper para o dispositivo e tem três bolsos para guardar cartuchos de jogos e um lugar para colocar a caneta stylus sobressalente. Embora o estojo seja muito útil e proteja bem o aparelho, nós gostaríamos de mais espaço para guardar cartuchos e um lugar para transportar o cabo de força dentro do estojo.

 
Figura 1: O que vem na caixa


Figura 2: O estojo

Compartilhar



  Denunciar Artigo
Entre para seguir isso  

Comentários de usuários


queria saber qual hardware dele e qual é a potencia dos processadores.

é legal, mas atualmente não to com paciencia para jogos portateis.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Eu tenho um Nintendo DS, e ele funcionasim como "tocador" de músicas e vídeos, através de cartuchos do tamanho dos de games, chamados Flashcards, o problema deles é que eles ambé podem rodar os jogos, pelo slot de micro SD que eles tem. Isso seria pirataria então não pode falar aqui.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Só não entendi porque o DS não ganhou o selo 'Produto recomendado". Sei que já é um produto antigo, primeira versão de 2004, mas se foi um teste, merecia sim o selo.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
já joguei em um DS, curti pacas.Mas nunca compraria um aqui no Brasil, ta custando quase 900 reais.

Antes da alta do dólar, era possível achá-lo por menos de 400 reais; hoje está na casa dos 500; é uma pena, porque a Nintendo sempre deixou os preços de seus consoles a um preço acessível lá fora, mas aqui o custo Brasil sempre os leva a preços absurdos e isso acaba contribuindo para que a pirataria cresça e a Nintendo perca o interesse pelo mercado brasileiro como tinha na época do SNES e N64.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Eu tenho um DS e realmente é muito bom,variabilidade de jogos muito boa,wi-fi e touch screen são algumqas coisas que fazem dele um ótimo console portatil,pra mim melhor que o PSP.

Só não concordo com uma coisa no artigo,realmente,a qualidade de som é boa,mas a altura do som é muito baixo,ao conversar com um amigo enquanto joga via wi-fi é preciso quase encostar o ouvido na saída de som para escuta-lo,e jogando "off" tb é não é tão alto.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×