Ir ao conteúdo
Entre para seguir isso  

Troca dos Servidores do Clube do Hardware

       
 22.987 Visualizações    Editoriais  
 0 comentários

O Clube do Hardware cresce a cada dia, e faz upgrade de servidor para mais de 1 milhão de visitantes por mês!

Troca dos Servidores do Clube do Hardware
Gabriel Torres Editor executivo do Clube do Hardware

Por conta do nosso crescimento, de tempos em tempos temos de trocar nossos servidores e aumentar o nosso link com a Internet. Para falar a verdade, nosso problema começou mesmo com a desvalorização cambial, em meados de 2002, pois estávamos hospedados nos EUA e o nosso custo de hospedagem foi para o espaço. Por conta disso, preferimos hospedar nosso site no Brasil. Infelizmente, só tivemos problemas hospedando nosso site em nosso país.

Para começar, exitem poucas empresas capazes de hospedar um site do nosso porte (5 milhões de pageviews, 1 milhão de visitantes/mês, tráfego acima de 2 Mbps). O problema todo é o custo. Como no Brasil não existem empresas que cobram pela média de uso da banda (link), temos de pagar o custo do link mesmo quando ele está ocioso. Nos EUA, as empresas cobram pela média de uso. O nosso site tem como característica um acesso pesado durante o dia e pouco acesso durante a noite, fazendo com que a gente fique em total desvantagem financeira hospedando no Brasil. Além disso, o custo Brasil é algo impressionante. Os preços de hospedagem são estratosféricos, por conta do preço dos links das poucas empresas que fornecem links (Embratel, Intelig, AT&T, etc). Sem muita concorrência e com uma carga tributária violenta (25% de ICMS, enquanto nos EUA, dependendo do estado, não há imposto sobre link), torna-se impossível uma empresa brasileira de hospedagem tornar-se competitiva.

Além do problema de custo, existe algo muito ruim no mercado brasileiro que é a inexistência de tabela de preços. Em qualquer empresa americana há uma tabela de preços no site da empresa e ninguém muda as regras do jogo no meio da partida. Mas aqui no Brasil não é assim que funciona. Os orçamentos são feitos de acordo com o cliente e simplesmente não existe uma tabela de preços onde você sabe de antemão o quanto vai gastar se precisar aumentar sua capacidade (veja o caso da ComDominio que já relatamos aqui em outro momento, que queria nos cobrar R$ 500/mês por uma prateleira para colocarmos uma segunda máquina). O amadorismo brasileiro é impressionante.

Outro detalhe importante é que hospedando aqui no Brasil em geral não temos acesso a máquinas de última geração. Ou quando temos o custo é proibitivo. Nos EUA a taxa de juros básica está hoje em 1% ao ano, o que significa que dá para alugar uma máquina "parruda" por um custo baixíssimo.

Por isso, voltamos a hospedar nosso site nos EUA.

Veja o nosso caso: estamos pagando agora 3 vezes menos de hospedagem e com máquinas muito mais possantes do que antes. Trocamos o nosso Athlon XP 2800+ por um servidor com quatro (isso mesmo, quatro) processadores Xeon de 2,4 GHz. Ou seja, será quase impossível termos problemas de acesso ao nosso site de agora em diante. Além disso, no Brasil as máquinas eram nossas (co-location) enquanto que agora as máquinas são alugadas. Isso significava que além do custo mensal de hospedagem, havia o custo inicial de se comprar as máquinas aqui no Brasil. Com os juros na casa do chapéu, é loucura alugar um servidor no Brasil.

A configuração atual dos nossos servidores é a seguinte:

Servidor web

  • Processador: 4 processadores Xeon de 2,4 GHz
  • Memória RAM: 1 GB DDR266/PC2100
  • Discos rígidos: 2 discos rígidos 40 GB

Servidor de banco de dados

  • Processador: Pentium 3 1,13 GHz
  • Memória RAM: 512 MB
  • Discos rígidos: Dois discos rígidos de 40 GB.

 

Compartilhar



  Denunciar Artigo
Entre para seguir isso  

Comentários de usuários


Não há comentários para mostrar.



Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×