Imprimir artigo
PCI Express 3.0 vs. 2.0: há ganho real em jogos?
por em Testes
Última atualização:
45.022 visualizações
Página 1 de 6

Introdução

Um dos recursos presentes nas últimas gerações de processadores, chipsets e placas de vídeo é a conexão PCI Express 3.0. Mas será que ela realmente traz, na prática, um aumento de desempenho em relação ao PCI Express 2.0? Vamos descobrir neste teste!.

A conexão PCI Express 3.0 foi especificada em 2010, com taxa de transferência máxima teórica por pista de cerca de 1 GiB/s (na verdade, 984,6 MiB/s), o dobro do padrão PCI Express 2.0, que oferece 500 GiB/s por pista. Assim, um slot PCI Express 2.0 x16 oferece uma taxa de transferência máxima teórica (largura de banda) de 8 GiB/s, enquanto um slot PCI Express 3.0 x16 chega a 16 GiB/s, em teoria.

Lembrando que essas são as velocidades máximas que a conexão suporta, não significando que a placa de vídeo transferirá dados nessas velocidades. Para informações técnicas mais detalhadas, leia nosso tutorial “Tudo o que você precisa saber sobre a conexão PCI Express”.

Nas placas de vídeo, todos os modelos atuais são compatíveis com o PCI Express 3.0; as primeiras placas com chips da NVIDIA compatíveis com este padrão foram da geração GeForce GT/GTX 6xx, enquanto as da AMD o utilizam desde os modelos Radeon HD 7xxx.

Em relação aos processadores, na maioria dos casos a conexão PCI Express 3.0 é fornecida pelo processador, e não pelo chipset da placa-mãe. Porém, é necessário que a placa-mãe também seja compatível com este padrão. Os processadores Intel suportam o padrão 3.0 desde a terceira geração dos Core i (“Ivy Bridge”). Já nos AMD série A (APUs) o suporte existe para todos os modelos soquete FM2+. Os processadores FX, por outro lado, não oferecem suporte ao PCI Express 3.0, pois nesta plataforma as linhas PCI Express são geradas pelo chipset, e mesmo o modelo mais topo de linha, o 990FX, suporta apenas PCI Express 2.0.

Apesar da grande diferença na taxa máxima teórica de comunicação (largura de banda) entre o processador e a placa de vídeo, nós ainda estávamos curiosos quanto ao verdadeiro impacto no desempenho em jogos ao usar uma conexão PCI Express 3.0 contra uma 2.0. Desta forma, nós rodamos testes de desempenho com o 3DMark e com alguns jogos atuais, utilizando uma placa de vídeo topo de linha (que, em teoria, demanda mais largura de banda do que uma placa de vídeo intermediária ou básica), primeiro com o slot configurado como PCI Express 3.0 x16, e depois com o mesmo slot configurado como PCI Express 2.0 x16. Finalmente, nós fizemos um teste com a mesma placa de vídeo, mas desta vez em um slot que suporta no máximo PCI Express 3.0 x4, para verificar como uma taxa de transferência ainda menor poderia afetar o desempenho.

As Figuras 1, 2 e 3 mostram a configuração do barramento de comuniçação com a placa de vídeo, no campo “Bus Interface” do programa GPU-Z.

PCI Express 2.0 vs. 3.0
Figura 1: utilizando barramento PCI Express 3.0 x16

PCI Express 2.0 vs. 3.0
Figura 2: utilizando barramento PCI Express 2.0 x16

PCI Express 2.0 vs. 3.0
Figura 3: utilizando barramento PCI Express 3.0 x4

Listamos a configuração utilizada nos testes na próxima página.

ARTIGOS RELACIONADOS
ÚLTIMOS ARTIGOS
517.353 usuários cadastrados
545 usuários on-line