Ir ao conteúdo
Entre para seguir isso  

Placa-mãe ASRock 890GX Extreme3

       
 46.523 Visualizações    Primeiras Impressões  
 14 comentários

Vamos dar uma olhada em uma das placas-mãe baseada no chipset AMD 890GX lançada pela ASRock, equipada com portas SATA-600 e USB 3.0 e três slots PCI Express x16.

Placa-mãe ASRock 890GX Extreme3
Gabriel Torres Editor executivo do Clube do Hardware

Periféricos On-Board (Cont.)

O áudio de oito canais é gerado pelo chipset em conjunto com um codec VIA VT2020. Infelizmente este componente não está listado no site da VIA, mas pelo menos o manual do produto diz que ele apresenta relação sinal/ruído de 110 dB em suas saídas, o que é excelente. A 890GX Extreme3 vem com uma saída SPDIF óptica on-board e você pode incluir uma saída SPDIF coaxial instalando um adaptador (que não vem com a placa) no conector “HDMI_SPDIF1” localizado na placa-mãe.

Os conectores de áudio analógico são independentes se você tiver um sistema de caixas analógicas 5.1, mas se você tiver um sistema de caixas analógicas 7.1 você terá de “matar” ou o conector “mic in” ou o conector “line in” para instalá-lo. Isto pode não ser um problema para a maioria dos usuários, já que se você quiser um sistema de áudio 7.1 provavelmente conectará a placa-mãe a um receiver de home theater ou a um conjunto de caixas de som digitais usando o conector SPDIF ou o conector HDMI.

A ASRock 890GX Extreme3 tem uma porta Gigabit Ethernet controlada pelo chip Realtek RTL8111E, que é conectada ao micro usando uma pista PCI Express x1, configuração que não limita o desempenho.

Na Figura 7 você pode ver o painel traseiro da placa-mãe: conector para teclado PS/2, quatro portas USB 2.0, saída VGA, saída DVI-D, saída HDMI, botão para limpar o conteúdo da memória CMOS, uma porta FireWire, uma porta eSATA-300, uma porta Gigabit Ethernet, duas portas USB 3.0, saída SPDIF óptica e saídas de áudio analógico compartilhadas 7.1.

ASRock 890GX Extreme 3
Figura 7: Painel traseiro da placa-mãe.

Como você pode ver, esta placa-mãe vem com três diferentes tipos de conectores de vídeo, mas apenas dois deles podem ser usados ao mesmo tempo.

Ela não tem conector para mouse PS/2, o que implica na utilização de um mouse USB.

Outro recurso disponível nesta placa-mãe é um display de diagnóstico do POST, que permite a você detectar através de um código de dois dígitos o que há de errado com o seu micro caso ele não esteja ligando. Este recurso é mostrado na Figura 5.

Na Figura 8 você pode ver todos os acessórios que vêm com esta placa-mãe. Observe o adaptador eSATA para transformar qualquer porta SATA-600 em uma porta eSATA-600.

ASRock 890GX Extreme 3
Figura 8: Acessórios.

Compartilhar



  Denunciar Artigo
Entre para seguir isso  

Comentários de usuários


Há uma informação desncontrada no 2º parágrafo, o número d fases diverge do encontrado na tabela.

Parabéns ASRock, pela primeira vez veju um hardware de primeiríssima qualidade e sem economia de fases no PWM, sempre gostei das ASRock pelo quesito BIOS.

Editado por jonny_br
e sem economia de fases no PWM

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

é....., asrock ta batendo forte hem!.., em breve a ECS ja era..., se não não foi!...

ja a asus é asus..., mas q abra o olho! tem muita gente falando MUITO BEM da AsRock..., e não é por menos!abraços pro6!

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

ja a asus é asus..., mas q abra o olho! tem muita gente falando MUITO BEM da AsRock..., e não é por menos!abraços pro6!

A ASRock é uma sub-divisão da Asus, até onde sei ...

De qualquer forma, bela placa, com visual bem bacana, saindo do padrão Low-End das placas mais antigas da ASRock.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
A ASRock é uma sub-divisão da Asus, até onde sei

Você está certo. A ASRock é uma empresa criada pela ASUS (e ainda pertence a mesma).

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Você está certo. A ASRock é uma empresa criada pela ASUS (e ainda pertence a mesma).

Ah, certo, pois achei que a mesma já tinha vendindo a ASRock.

Enfim, a ASUS deve estar com a senção do aprediz estar quase no mesmo nível do mestre ...

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Queria entender essa lombra de nego fazer placa mãe com recursos de última tecnologia e colocar uma plaquinha de vídeo onboard meia boca. Quem é que vai pagar os tubos numa placa dessa pra usar vídeo on-board??????

Não sou fanboy, mas costumo ver isso em placas pra AMD, porque será?

Bem que podiam logo extirpar esse vídeo on board e diminuir uns trocados no preço...

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Queria entender essa lombra de nego fazer placa mãe com recursos de última tecnologia e colocar uma plaquinha de vídeo onboard meia boca. Quem é que vai pagar os tubos numa placa dessa pra usar vídeo on-board??????

Não sou fanboy, mas costumo ver isso em placas pra AMD, porque será?

Bem que podiam logo extirpar esse vídeo on board e diminuir uns trocados no preço...

Neste tipo de hardware o IGP sai de graça.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Queria entender essa lombra de nego fazer placa mãe com recursos de última tecnologia e colocar uma plaquinha de vídeo onboard meia boca. Quem é que vai pagar os tubos numa placa dessa pra usar vídeo on-board??????

Não sou fanboy, mas costumo ver isso em placas pra AMD, porque será?

Bem que podiam logo extirpar esse vídeo on board e diminuir uns trocados no preço...

Porque nas placas Intel o vídeo onboard costumava ser uma jossa, mas agora eles resolveram colocar o vídeo junto do processador (só em alguns modelos).

A AMD com o 890GX tem a placa onboard mais rápida do mercado, ok, isso não quer dizer bom desempenho em jogos e as vantagens são discutíveis, mas ao menos o preço da placa-mãe é parelho ao de outras com chipset 790X (890X eu ainda não vi) que é praticamente a mesma coisa só que sem o vídeo onboard.

Então.. o que não mata, engorda. ^_^

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Queria entender essa lombra de nego fazer placa mãe com recursos de última tecnologia e colocar uma plaquinha de vídeo onboard meia boca. Quem é que vai pagar os tubos numa placa dessa pra usar vídeo on-board??????

Não sou fanboy, mas costumo ver isso em placas pra AMD, porque será?

Bem que podiam logo extirpar esse vídeo on board e diminuir uns trocados no preço...

o video pode ser fraquinho sim mas nao decepciona, consigo editar videos com 2 monitores ao mesmo tempo e quando tenho tempo arrisco uns tiros no batlefield,sem travamentos,lentidoes e com excelente nitidez grafica o que me fez descartar a compra de uma placa de video pra agora e isso numa asrock m3 790gxh/128

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

O 890GX da AMD realmente é um excelente chipset e talvez seja o último da AMD para processadores de alto desempenho. Enfim com esse video on-board (IGP) dá para rodar os jogos de 2005/2006 em gráfico máximo e olha que estou falando de Fear,Battlefield 2142,Farcry e Quake 4. Mais nada como uma ATI 4850/70/90 ou GTX260/275/280 + Phenon II X4 960 + 8GB DDR3-1333 junto com essa placa.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×