Ir ao conteúdo
Entre para seguir isso  

Placa-Mãe EVGA nForce 780i SLI

       
 61.907 Visualizações    Primeiras Impressões  
 3 comentários

Nós demos uma olhada nesta nova placa-mãe soquete 775 topo de linha da EVGA, baseada no novo chipset 780i e que vem com três slots PCI Express x16 suportando SLI de três vias e outros recursos.

Placa-Mãe EVGA nForce 780i SLI
Gabriel Torres Editor executivo do Clube do Hardware

Introdução

Como o nome já sugere, a placa-mãe EVGA nForce 780i SLI é baseada no mais novo chipset topo de linha da NVIDIA para a plataforma Intel. O que é novo no nForce 780i é o seu suporte para o novo modo SLI de três vias, que permite que três GeForce 8800 GTX ou três GeForce 8800 Ultra sejam conectadas em paralelo. Dois dos seus três slots PCI Express x16 são PCI Express 2.0 e esta placa-mãe tem ainda duas portas FireWire, saída SPDIF óptica e muito mais. Apesar de esta placa-mãe ser comercializada pela EVGA ela é na verdade fabricada pela NVIDIA (programa “Designed by NVIDIA” que foi introduzido com o chipset nForce 680i). Por isso esta placa é idêntica à placa-mãe nForce 780i da XFX. Outros fabricantes de placas-mães como a ASUS, MSI, Gigabyte e ECS ainda não lançaram produtos com o chipset nForce 780i, portanto não podemos dizer se eles vão apenas revender esta placa-mãe fabricada pela NVIDIA ou se eles vão desenvolver seus próprios produtos.

A propósito, tecnicamente a NVIDIA não fabrica esta placa-mãe. Como a NVIDIA não tem fábricas, eles projetam a placa e contratam uma outra empresa para produzi-la.

\"EVGA
Figura 1: Placa-mãe EVGA nForce 780i SLI.

O nForce 780i é na verdade uma versão turbinada do 680i: eles usam o mesmo chip ponte norte. A única diferença entre os dois é que o 780i usa um pequeno chip ponte nForce 200 para permitir o funcionamento do barramento PCI Express 2.0. A comunicação entre o nForce 780i e o nForce 200 é feita através de um caminho PCI Express 1.0 em overclock. Dessa forma o nForce 200 faz a comunicação com os três slots PCI Express x16 disponíveis. Dois deles são PCI Express 2.0 e um deles é PCI Express 1.0. Todos os três slots trabalham a x16 quando o modo SLI está habilitado, o que é excelente.

Se você prestar atenção verá que o layout das placas-mães “Designed by NVIDIA” baseadas nesses dois chipsets é idêntico (clique aqui para ver a placa-mãe 680i “Designed by NVIDIA”).

O suporte nativo para o barramento PCI Express 2.0 estará disponível apenas no próximo chipset topo de linha da NVIDIA para a plataforma Intel, chamado nForce 790i, que competirá com o Intel X38, já que ele também trará suporte para as memórias DDR3.

O barramento PCI Express 2.0 dobra a largura de banda disponível para as placas de vídeo de 2,5 GB/s para 5 GB/s, se elas também forem PCI Express 2.0 (até o momento as únicas placas de vídeo PCI Express 2.0 disponíveis são a GeForce 8800 GT, a Radeon HD 3850 e a Radeon HD 3870).

Os slots PCI Express 2.0 são fisicamente idênticos aos slots PCI Express 1.0, portanto você pode instalar placas PCI Express 1.0 sem nenhum problema. Como mencionamos, esta placa-mãe suporta o novo modo SLI de três vias, que permite a você instalar três GeForce 8800 GTX ou três GeForce 8800 Ultras em paralelo. Outras placas de vídeo não suportam o modo SLI de três vias. Claro que você ainda pode usar o modo SLI tradicional com duas placas de vídeo. Para mais informações a respeito do SLI leia nosso tutorial sobre o assunto.

\"EVGA
Figura 2: Três slots PCI Express x16 (dois 2.0 e um 1.0) suportando o modo SLI de três vias.

Esta placa-mãe também suporta a tecnologia ESA (Enthusiast System Architecture, Arquitetura de PCs para Entusiastas), a nova interface para monitorar e controlar dispositivos tais como coolers, gabinetes e fontes de alimentação. Na verdade a tecnologia ESA não depende do hardware, já que ela usa o barramento USB, mas você precisa de programas para controlar e monitorar dispositivos ESA e até o momento o único programa que pode ler o status de qualquer dispositivos ESA independentemente da sua marca é o programa da NVIDIA que roda nesta placa-mãe. Para mais informações sobre esta tecnologia leia nosso tutorial Por Dentro da Tecnologia ESA.

Como o nForce 780i usa os mesmos chips do que o nForce 680i todas as características do 780i são idênticas às do 680i: suporte para o barramento externo de 1.333 MHz, suporte para as memórias DDR2 (até 8 GB) até DDR2-800 ou até DDR2-1200 se memórias EPP (Enhanced Performance Profile, Perfil de Desempenho Aprimorado) forem usadas, etc.

Nesta placa-mãe os soquetes DDR2 1 e 3 são cinza e os soquetes 2 e 4 são pretos. Para habilitar o modo de dois canais, que dobra a taxa de transferência máxima das memórias, você precisa instalar dois módulos nos soquetes de mesma cor (ou quatro módulos, que ocuparão todos os soquetes disponíveis).

A EVGA nForce 780i tem seis portas SATA-300 controladas pelo chip ponte sul, suportando RAID 0, 1, 0+1, 5 e JBOD. Nós achamos que para uma placa-mãe verdadeiramente topo de linha a única coisa que faltou nesta placa foi portas eSATA.

Esta placa-mãe tem duas portas Gigabit Ethernet controladas pelo chip ponte sul usando dois chips Marvell 88E1116 para fazer a interface com a camada física.

O áudio desta placa-mãe é 7.1, produzido pelo chip ponte sul em conjunto com um codec Realtek ALC888, que oferece uma relação sinal/ruído de 90 dB para suas entradas e 97 dB para suas saídas, e uma taxa máxima de amostragem de 96 kHz para suas entradas e 192 kHz para suas saídas. Para uma placa-mãe topo de linha nós esperávamos que um codec melhor fosse usado. Apesar de as especificações serem razoáveis para a maioria dos usuários nós achamos que esta placa deveria ter uma relação sinal/ruído de pelo menos 100 dB para suas saídas e pelo menos 95 dB para suas entradas além de uma taxa de amostragem de 192 kHz para suas entradas. Isto significa basicamente que se você que for trabalhar profissionalmente com captura e edição de áudio analógico (por exemplo, converter LPs para CDs ou MP3, converter VHS em DVDs ou qualquer outro formato digital, etc) você precisará de uma placa de som avulsa para obter uma melhor qualidade de áudio, já que o áudio on-board produzirá muito ruído branco (ou seja, chiado de fundo).

Esta placa tem uma saída SPDIF óptica soldada diretamente na placa-mãe, o que é excelente já que você pode facilmente conectá-la em seu receiver de home theater. Esta placa não vem com um conector SPDIF coaxial on-board, mas ela tem um conector interno para a instalação de um deles (a placa não vem com este adaptador).

Esta placa tem dez portas USB 2.0, seis soldadas no painel traseiro e quatro disponíveis através de adaptadores externos, que vêm com a placa-mãe, e duas portas FireWire (IEEE1394) controladas por um chip Texas Instruments TSB43AB22A, uma soldada no painel traseiro e outra disponível através de um adaptador externo que também vem com a placa.

Na Figura 3 você pode ver o painel traseiro da placa-mãe: conector para teclado e mouse PS/2, porta FireWire, seis portas USB 2.0, saídas de áudio digital (SPDIF), conjunto completo de conectores de áudio 7.1 e duas portas Gigabit Ethernet.

\"EVGA
Figura 3: Painel traseiro da placa-mãe.

Como você pode ver, esta placa-mãe não tem portas serial e paralela, apesar de uma porta serial estar disponível através de um adaptador externo que acompanha o produto.

Compartilhar



  Denunciar Artigo
Entre para seguir isso  

Comentários de usuários


Bom e esperado: suporte ao PCI 2.0

Bom e inesperado: 3x SLI (embora seja de se perguntar quem, mesmo nos EUA, tem US$1.500 para gastar em três 8800 GTX, ou mais nas Ultra).

Esperado mas não rolou: suporte a memórias DDR3. Não tem jeito, cedo ou tarde vai ser o padrão.

Esperado e também não rolou: suporte ao FSB de 1600Mhz da Intel.

Além disso, placas de alta performance poderiam tranquilamente abrir mão de todos os conectores PS2 - mouse e teclado - além de interfaces IDE e saídas paralelas. O lay-out da placa ficaria mais limpo, com mais espaço para acomodar o que é realmente importante.

Ficou incompleto o trabalho.

Hoje, 31/01/08, foi anunciada para o 2Q08 o chipset 790, que terá pelo menos suporte ao FSB 1600Mhz.

Vamos ver a briga com o X48 da Intel...

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×