Entre para seguir isso  
Seguidores 0

Série de Placas-Mãe P35 da Gigabyte

       
 71.622 Visualizações    Primeiras Impressões  
 10 comentários

P35 (codinome “Bearlake”) é a próxima família de chipsets da Intel que será lançada no dia 4 de junho que, entre outras coisas, terá suporte às memórias DDR3. Nós demos uma olhada em algumas placas-mãe da Gigabyte que serão lançadas nesta data, confira.

Gabriel Torres Editor executivo do Clube do Hardware

Introdução

P35 (codinome “Bearlake”) é o nome da próxima família de chipsets da Intel que será lançada no dia 4 de junho. As principais características incluídas nesta nova família de chipsets incluem suporte às memórias DDR3, um novo chip ponte sul, o ICH9, e suporte ao barramento externo de 1.333 MHz. Todos os principais fabricantes de placas-mães lançarão placas-mães com chipset P35 na data de lançamento do mesmo, e tivemos a oportunidade de darmos uma olhada nos principais produtos com este novo chipset que a Gigabyte lançará. Confira.

A versão P35 com vídeo integrado é chamada G33, tendo as mesmas características do P35 com exceção, é claro, da adição de um novo motor gráfico, agora baseado no DirectX 10 (Shader 4.0).

Os chipsets P35 e G33 suportam as memórias DDR2 (oficialmente até DDR2-800) e DDR3 (oficialmente até DDR3-1066). Como as memórias DDR3 provavelmente levarão ainda pelo menos um ano para se tornarem populares, todos os fabricantes de placas-mães lançarão produtos apenas com soquetes DDR2 ou com soquetes DDR2 e DDR3 na mesma placa (neste caso apenas um tipo de memória pode ser usado).

Outra “característica” importante dos chipsets P35 e G33 é que eles não suportam unidades de disquete ou dispositivos IDE convencionais (paralelo). Para resolver este problema, todos os modelos da Gigabyte têm uma porta para unidade de disquete e uma porta IDE paralela controladas por um chip extra.

Todas as placas-mães que a Gigabyte nos mostrou tinham as mesmas especificações básicas. Todas elas suportam até 8 GB de memória DDR2 ou 4 GB de memória DDR3 (nos modelos que têm soquete DDR3), usam o chip ponte sul ICH9R, que tem seis portas SATA-300 suportando o RAID 0, 1, 5 e 10 (RAID 10 é algo novo nos chipsets da Intel), todos os capacitores das placas são japoneses sólidos de alumínio (algumas placas-mães que vimos antes com capacitores sólidos usavam capacitores eletrolíticos em algumas partes da placa – especialmente na seção de áudio), têm um codec de áudio de alta qualidade (Realtek ALC889A, que tem uma relação sinal/ruído de 106 dB), têm um regulador de tensão melhorado usando componentes topo de linha (a Gigabyte chama esta característica de “Ultra Durable 2”) e três portas FireWire. É interessante notar que essas características estarão disponíveis até mesmo nos modelos mais simples com vídeo on-board (chipset G33).

Série de Placas-Mãe P35 da Gigabyte
Figura 1: Componentes topo de linha usados no circuito regulador de tensão.

Na Figura 1 você pode ver os componentes topo de linha usados no circuito regulador de tensão das placas-mães da Gigabyte. Além de usarem capacitores japoneses sólidos de alumínio, você pode ver que as bobinas e os transistores MOSFET são diferentes. As bobinas têm núcleo de ferrite em vez de usar núcleo de ferro. De acordo com a Gigabyte, bobinas de ferrite têm 25% menos perda de energia comparadas às bobinas de ferro. Os transistores MOSFET são menores e usam uma tecnologia diferente (veja que eles não têm o dissipador de calor tradicional em sua parte traseira) e, de acordo com a Gigabyte, têm uma temperatura de funcionamento 16% menor do que os transistores MOSFET tradicionais.

Na Figura 2 você pode ver o codec de áudio Realtek ALC889A usado em todas as placas-mães da série P35 da Gigabyte. Este codec tem uma relação sinal/ruído de 106 dB, áudio no formato 7.1+2, o que significa que além dos 8 canais de áudio, ele vem ainda com um canal estéreo extra (normalmente usado para streaming de áudio) e compatibilidade com o padrão DTS Connect (isto é, compatibilidade de áudio com Blu-Ray e HD-DVD). O que é muito importante notar nesta figura é o uso de capacitores japoneses sólidos de alumínio nesta seção, mesmo para os capacitores pequenos. Normalmente placas-mães que têm capacitores sólidos de alumínio usam capacitores eletrolíticos comuns nos capacitores menores, o que não acontece com esta série de placas-mães.

Série de Placas-Mãe P35 da Gigabyte
Figura 2: Codec de áudio Realtek ALC889A e capacitores de alumínio sólidos japoneses.

Vamos agora falar sobre os modelos específicos que a Gigbyte nos mostrou.

Compartilhar



Entre para seguir isso  
Seguidores 0

Comentários de usuários


Poxa, as DDR2 tiveram uma breve passagem mesmo

De qualquer forma, achei interessante a G33, mas faltou um sistema de refrigeração melhor

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Coisa de louco, realmente achei interessante colocar o soquete DDR3 junto com a DDR2, muito bom para quem já tem DDR2 e quer comprar DDR3 no futuro.

Falando nisso, como a AMD está enrolando com o K10, ninguem quer investir em placa-mãe de K10 com DDR3. Ou a AMD lança rápido ou fali.

Editado por Evandro

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Muito interessante colocar slots DDR2 e 3 na mesma placa.

Tomara que isso seja uma tendência e que os outros fabricantes façam o mesmo.

Só fiquei com uma dúvida: afinal, ela tem ou não tem os conectores IDE e Floppy? Será que tem que colocar algum rabicho?

Tomara que isso seja uma tendência e que os outros fabricantes façam o mesmo.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Muito interessante colocar slots DDR2 e 3 na mesma placa.

Tomara que isso seja uma tendência e que os outros fabricantes façam o mesmo.

Só fiquei com uma dúvida: afinal, ela tem ou não tem os conectores IDE e Floppy? Será que tem que colocar algum rabicho?

Tomara que isso seja uma tendência e que os outros fabricantes façam o mesmo.

TRem, mas agora nao setá controlada + pela SOUTH BRIDGE e sim por um chip separado

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Com relação ao chip que controla a IDE, ouvi falar que a unidade de CD/DVD só funciona depois que o windows é carregado. Como instalar o windows em uma máquina "virgem" se o disco optico não é reconhecido no boot?

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Com relação ao chip que controla a IDE, ouvi falar que a unidade de CD/DVD só funciona depois que o windows é carregado. Como instalar o windows em uma máquina "virgem" se o disco optico não é reconhecido no boot?
Driver por disquete :)

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

tipo a ideia do DDR2 junto com DDR3 excelente... acho q a Asus devia faz isso com as AGP e PCI-E,, por exemplo q tem uma 6800 XT.. Agp...e num pode vende o pc todo pra troca pra PCI-E pode ir tocando com AGP.. tem 1 modelo da PC-Chips q tem os 2 SLOT... assim causa menos pancada no USUARIO COMUN

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

essa placa-mãe e montada aqui no brasil vem ate o manual em portugues aqui na minha cidade de mogi guaçu,sp ta entorno de 700 reais nas lojas..pela tecnologia q ela tem a oferecer ddr3 de 1333,1066,800 ddr2 1066,800,667 e é multi core e vem com o novo chip da intel pra suportar os novos processadores de 1333Mhz o custo e beneficio ta muito otimo mesmo...olhem aqui tem uns testes dela em comparação com outras MB top de linha http://www.tomshardware.com/2007/06/19/eight_p35-ddr2_motherboards_compared/page17.html#audio

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!


Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.


Entrar agora