Ir ao conteúdo
Entre para seguir isso  

Soquete 370

       
 27.899 Visualizações    Artigos  
 0 comentários

Saiba sobre o novo Soquete 370.

Soquete 370
Gabriel Torres Editor executivo do Clube do Hardware

O processador Celeron é um Pentium II de baixo custo destinado a micros para usuários que não necessitam de muito desempenho de processamento, já que o Celeron possui desempenho inferior a um Pentium II ou Pentium III de mesma freqüência de operação. Existem basicamente dois modelos de Celeron: Celeron sem cache (nome-código Covington), que possui baixo desempenho por causa disso, e Celeron com cache de 128 KB (nome-código Mendoncino), também chamado Celeron-A.

Todo Celeron a partir de 333 MHz é Celeron-A. Você poderá encontrar os modelos de 300 MHz nas duas versões: sem cache e com cache. Já os modelos abaixo de 300 MHz são todos sem cache.

O processador Celeron (tanto o modelo com cache quanto o sem cache) é tradicionalmente comercializado já soldado em uma placa de circuito impresso, chamada SEPP (Single Edge Processor Package). Essa placa é instalada na placa-mãe através de um conector chamado slot 1 (ou conector de 242 contatos), que é o mesmo tipo de conector utilizado pelos processadores Pentium II e Pentium III. Isso significa que a placa-mãe utilizada pelo Celeron é a mesma utilizada pelos processadores Pentium II e Pentium III.

Acontece que esse tipo de placa-mãe é relativamente caro. Como o Celeron é um processador destinado a micros de baixo custo, parece não fazer muito sentido usar uma placa-mãe topo-de-linha.

Para diminuir o custo de micros destinados a usuários iniciantes e daqueles que não precisam de tanto poder de processamento (o mercado chamado entry-level), um novo modelo do processador Celeron chegou ao mercado. Esse novo modelo, em vez de vir soldado em uma placa de circuito impresso, é vendido para ser instalado na placa-mãe através de um soquete, similarmente ao que ocorre em processadores como o Pentium, Pentium MMX, MII, K6-2 e K6-III. Esse soquete chama-se soquete 370 e é diferente do soquete 7 utilizado por esses outros processadores, por possuir mais pinos.

Dessa forma, o Celeron soquete 370 necessita de uma placa-mãe própria, que utiliza esse tipo de soquete. A maioria dos fabricantes de placas-mães já oferece modelos de placas que utilizam esse soquete.

Esse modelo de Celeron é baseado no núcleo Mendoncino e, portanto, possui 128 KB de memória cache L2 integrada dentro do próprio processador, atingindo um bom desempenho.

Compartilhar



  Denunciar Artigo
Entre para seguir isso  

Comentários de usuários


Não há comentários para mostrar.



Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×