Ir ao conteúdo
Entre para seguir isso  

Análise da parceria entre Intel e AMD

       
 7.435 Visualizações    Vídeos  
 15 comentários

Uma análise do recente anúncio da Intel de seu futuro módulo com um processador Intel e um chip gráfico da AMD, e um histórico de parcerias entre essas duas empresas.

Análise da parceria entre Intel e AMD
Gabriel Torres Editor executivo do Clube do Hardware

Entre para seguir isso  

Artigos similares


Comentários de usuários


Obrigado pelo vídeo, Sr. @Gabriel Torres! Muito legal essas histórias de amor e ódio entre intel e amd... Quanto a serem inimigas mortais, eu sempre suspeitei disso exatamente por essas leis antitruste / monopólio nos maiores mercados consumidores do mundo (Europa e EUA). Talvez até mesmo antes desta parceria, os acionistas da intel e da nvídia injetassem dinheiro na amd para que esta não falisse de jeito nenhum! Minha opinião resumida quanto a crise da amd: "Malandro é o gato que já nasceu de bigodes!"

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Ótimo vídeo!!

É realmente muito curioso observar como as marcas de microchips se relacionavam antigamente, nunca imaginei que todas essas empresas citadas já tivessem sido tão próximas no passado e nem o quanto uma influenciou a outra. E temos que agradecer a tudo isso (e principalmente a IBM huahua), pois se nada disso tivesse acontecido não teríamos essas marcas pra escolher (Intel e AMD) e o mercado seria bem, bem diferente. :D

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Tema interessantíssimo.

 

Desabafo:

 

Merecia um artigo de verdade, daqueles escritos, onde é possível fazer referências em trabalhos de faculdade e tudo o mais (referenciei vários artigos do GT)...

 

Sei lá, essa onda de fazer vídeo pra tudo é meio complicado, quando eram apenas blogueiros e autores meia boca fazendo tudo que é video sobre assuntos do tipo "como colar película no celular" isso não incomodava, mas agora até os bons escritores como o GT e o Baboo estão fazendo vídeos, sei lá desanimei da Internet :P ... As vezes dá até vontade de consumir o conteúdo, mas vídeo não dá pra ver em horário de expediente, já um bom artigo escrito pode ser lido em qualquer lugar.

 

 

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
4 horas atrás, Jeremias Alves Queiroz disse:

Sei lá, essa onda de fazer vídeo pra tudo é meio complicado, quando eram apenas blogueiros e autores meia boca fazendo tudo que é video sobre assuntos do tipo "como colar película no celular" isso não incomodava, mas agora até os bons escritores como o GT e o Baboo estão fazendo vídeos, sei lá desanimei da Internet :P ... As vezes dá até vontade de consumir o conteúdo, mas vídeo não dá pra ver em horário de expediente, já um bom artigo escrito pode ser lido em qualquer lugar.

 

O pior é que concordo com você. Tentamos mesclar para agradar gregos e troianos! Se não fazemos vídeos, o pessoal reclama. Não dá para agradar a todos :) Mas repare que o artigo sobre a crise da AMD, que atualizo anualmente, é no formato tradicional justamente para ter os links com as referências e fontes dos números! Tentarei voltar a escrever mais artigos no formato tradicional.

 

Abraços!

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Muito bom,complementa o podcast. Quanto ao formato em vídeo, sou a favor porque ler artigos pelo celular é muito ruim e nesse formato posso assistir em qualquer lugar no tempo livre. Poderia sim haver um artigo em texto além das mídias citadas.

adicionado 1 minuto depois

Aproveito para pedir um artigo sobre o Intel Itanium e outras arquiteturas que não deram certo. Obrigado!

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Fico pensando se seria possível a Intel desenvolver uma GPU de alto desempenho sem esbarrar em alguma patenta da AMD ou Nvidia.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
59 minutos atrás, RobertoGB disse:

Fico pensando se seria possível a Intel desenvolver uma GPU de alto desempenho sem esbarrar em alguma patenta da AMD ou Nvidia.

 

Possível é, viável (e que rode os programas que usamos), não. ;)

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Em 11/26/2017 às 00:54, Rogerio Nepu disse:

Aproveito para pedir um artigo sobre o Intel Itanium e outras arquiteturas que não deram certo.

 

Itanium deu certo sim, mas é usado em computação de alto desempenho. São fabricados até hoje. Veja os últimos modelos lançados, há poucos meses:

 

https://ark.intel.com/products/series/122881/Intel-Itanium-Processor-9700-Series

 

Arquitetura que não deu certo: Netburst, usada pelo Pentium 4 e derivados. Tanto que a arquitetura que a Intel usa hoje é a derivada do Pentium Pro/Pentium II.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
18 horas atrás, Gabriel Torres disse:

 

Itanium deu certo sim, mas é usado em computação de alto desempenho. São fabricados até hoje. Veja os últimos modelos lançados, há poucos meses:

 

https://ark.intel.com/products/series/122881/Intel-Itanium-Processor-9700-Series

 

Arquitetura que não deu certo: Netburst, usada pelo Pentium 4 e derivados. Tanto que a arquitetura que a Intel usa hoje é a derivada do Pentium Pro/Pentium II.

E eles ainda são fabricados em 32nm :o

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Obrigado por esclarecer sobre o Itanium, esqueci de mencionar a Power PC da IBM, e a Cell da sony. Sempre achei que poderia montar uma máquina alternativa com um desses, até o cell  tinha essa proposta antes de aparecer oficialmente, disseram que estaria em toda sorte de aparelhos, que competiriam com os x86...e depois do PS3 simplesmente sumiu. Não encontrei informação relevante na internet e por isso sugeri o tema.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Em 28/11/2017 às 13:08, Rogerio Nepu disse:

Obrigado por esclarecer sobre o Itanium, esqueci de mencionar a Power PC da IBM, e a Cell da sony. Sempre achei que poderia montar uma máquina alternativa com um desses, até o cell  tinha essa proposta antes de aparecer oficialmente, disseram que estaria em toda sorte de aparelhos, que competiriam com os x86...e depois do PS3 simplesmente sumiu. Não encontrei informação relevante na internet e por isso sugeri o tema.

 

Se tinham essa ideia certamente desistiram. Com arquiteturas existentes há muito no mercado, tipo ARM e X86 e seus derivados, provavelmente seria ignorado e levariam prejuízo, lembrando que nessa época a Sony já estava tendo prejuízo. E o próprio PS3 não era um sistema nem um pouco amigável para programação, com outros processadores funcionando em conjunto com o Cell, de maneira semelhante ao Sega Saturn, na década de 90, com dois processadores principais, em uma época em que nem se cogitavam nem mesmo processadores de dois núcleos, algo básico atualmente. Lembrando ainda que a atual geração de consoles da Sony e Microsoft é basicamente um PC disfarçado de videogame, justamente com a finalidade de facilitar o desenvolvimento dos jogos e reduzir custos, principalmente no caso dos jogos multiplataforma, que até então eram desenvolvidos para sistemas com arquiteturas completamente distintas.

Editado por Excelsior

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×