Ir ao conteúdo
Entre para seguir isso  

Está na Hora de Comprar um Pentium 4?

       
 27.608 Visualizações    Tutoriais  
 0 comentários

Dicas do Professor Gabriel Torres, para quem está com dúvidas se este é o momento certo para comprar um Pentium 4.

Está na Hora de Comprar um Pentium 4?
Gabriel Torres Editor executivo do Clube do Hardware

Todos aqueles que observam atentamente os produtos de preços de informática já devem ter percebido a queda de preço que o processador Pentium 4 sofreu nos últimos meses. O que antes era apenas um sonho de consumo finalmente parece ter atingindo preços ao alcance dos pobre mortais.

Um micro equipado com um processador Pentium 4 é mais caro do que os equipados com outros processadores como o Athlon, Athlon XP e Duron da AMD e Pentium III e Celeron da própria Intel por conta da placa-mãe que é mais cara do que uma placa-mãe para esses outros processadores e também por conta da fonte de alimentação, que é diferente (chamada ATX12V), necessitando de um novo tipo de gabinete, bem mais caro do que os gabinetes ATX convencionais.

Quando o Pentium 4 foi lançado, os únicos chipsets existentes para esse processador eram o Intel 850 e o Intel 860, que aceitam somente memórias do tipo Direct Rambus (RDRAM). Essa memória permite uma transferência de dados a uma taxa quatro vezes maior do que as memórias SDRAM PC-100, permitindo o aumento do desempenho da máquina. O grande problema dessa memória é o seu preço.

O preço de micros baseados no Pentium 4 só caíram porque foram lançados chipsets no mercado - como o Intel 845 e o VIA P4X266 - que aceitam memórias SDRAM e DDR-SDRAM comuns, que são memórias muito mais baratas que a Direct Rambus. Apesar de o micro com um Pentium 4 usando SDRAM ou DDR-SDRAM atingir um desempenho inferior de um Pentium 4 com memória Rambus, é uma solução que cabe no bolso dos usuários, o que normalmente não ocorre no caso da Rambus.

Para aqueles que já estão pensando em comprar um Pentium 4, uma dica importante. Você precisa realmente do seu poder de processamento? Porque segundo a Intel ela irá deixar de fabricar o Pentium III a partir de Dezembro. Mas isso não significa que você não encontrará mais este processador após essa data. Demorará um tempo até ele desaparecer do mercado. Isso significa não só o preço do Pentium 4 irá abaixar ainda mais (especialmente para fazer frente à concorrência com a AMD), mas o mais interessante: o preço do Pentium III deverá ficar a patamares ainda mais baixos a partir de janeiro do ano que vem, quando os distribuidores no exterior estiverem tentando descarregar seus estoques desse processador.

Ou seja, se você não estiver precisando do poder de processamento que o Pentium 4 oferece, nosso conselho é você esperar para comprar um novo micro no primeiro semestre de 2002. Os preços do Pentium III estarão muito mais baixos e você poderá fazer um excelente negócio, comprando um micro de excelente desempenho por um preço mais baixo do que é praticado hoje (desde que o dólar não aumente muito, é claro), só porque os distribuidores estarão se livrando desse processador para poderem trabalhar somente com o Pentium 4.

É claro que essa é uma visão para aqueles que fazem questão de um processador da Intel. Você poderá obviamente optar por um Athlon ou Athlon XP da AMD (que possuem desempenho igual ou superior aos processadores da Intel) pagando bem menos. Mas é claro que, ao que tudo indica, a AMD irá acompanhar a guerra de preços (a Intel baixou o preço do Pentium 4 principalmente porque a AMD baixou o preço de seus processadores), então possivelmente na mesma época em que o preço do Pentium III abaixar de vez, possivelmente haverá uma liquidação de processadores mais antigos da AMD também.

Compartilhar



  Denunciar Artigo
Entre para seguir isso  

Comentários de usuários


Não há comentários para mostrar.



Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×