Ir ao conteúdo
Entre para seguir isso  

Pentium 4

       
 39.166 Visualizações    Artigos  
 0 comentários

Saiba detalhes sobre o processador Pentium 4.

Pentium 4
Gabriel Torres Editor executivo do Clube do Hardware

A Intel já anunciou o nome comercial de seu mais novo processador, Pentium 4 até então conhecido por seu nome-código Willamette. Como você pode reparar, o 4 é grafado em algarismo arábico e não mais em romano, como no Pentium II e no Pentium III.

Esse processador ainda não existe comercialmente, estando ainda em fase de protótipos e testes. Seu lançamento comercial só deverá ser efetuado no final deste ano ou no início de 2001.

O Pentium 4 é um processador Intel de sexta geração, assim como ocorre com o Pentium Pro, Pentium II, Pentium III e Celeron. Em outras palavras, apesar de usar um novo nome, esse processador usa a mesma estrutura interna de seu antecessor, Pentium III. Com algumas modificações para torná-lo mais rápido, é claro. Entre as novidades da arquitetura interna desse processador estão:

  • A sua Unidade Lógica Aritmética (ULA ou ALU) trabalha com o dobro do clock interno do processador, aumentando o desempenho em cálculos usando números inteiros. Por exemplo, em um hipotético Pentium 4 de 800 MHz, a sua ULA trabalhará a 1,6 GHz.
  • Tecnologia SSE-2, contendo 144 novas instruções em relação à tecnologia SSE ("MMX2") que é usada pelo Pentium III. A novidade é o uso de registradores de 128 bits, permitindo a manipulação de mais dados pequenos por vez (16 dados de 8 bits por vez, por exemplo).
  • Barramento de dados externo de 128 bits, isto é, o Pentium 4 conversará com a memória RAM usando 128 bits por vez. Esse processador continua sendo um processador de 32 bits, pois utiliza a mesma arquitetura básica do 386 (instruções x86 ou IA-32). A nomenclatura "processador de 32 bits" ou "processador de 64 bits" normalmente refere-se ao software que o processador poderá executar. Esse processador continua usando o mesmo software existente hoje (Windows 9x, Windows 2000, etc), que é um software de 32 bits.
  • Barramento externo operando a uma taxa de 3,2 GB/s. Você verá escrito em muitos lugares que o barramento externo desse processador será de 400 MHz. Mas isso não é verdade. Como o barramento externo dobrou de tamanho, passando de 64 bits para 128 bits, a taxa de transferência também dobrou. Por exemplo, em um Pentium III, sua taxa de transferência externa é de 800 MB/s, por operar externamente a 100 MHz a 64 bits por vez. Passando esse barramento para 128 bits, teremos uma taxa de 1,6 GB/s. Logo, muito possivelmente o barramento externo do Pentium 4 será de 200 MHz.
  • Cache L2 integrado trabalhando na mesma freqüência interna do processador, assim como ocorre no Celeron e nos últimos modelos de Pentium III.
  • Segundo o site Geek.com (http://www.geek.com/procspec/intel/p7consumer.htm), especula-se duas versões de Pentium 4, ambas em forma de soquete - novos modelos de soquete, por sinal: um de 423 pinos e outro de 479 pinos. Ambos parecidos com o atual soquete 370, porém incompatíveis, já que usam mais pinos.


Mais informações em:

Compartilhar



  Denunciar Artigo
Entre para seguir isso  

Comentários de usuários


Não há comentários para mostrar.



Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×