Ir ao conteúdo
Entre para seguir isso  

Plataforma Quad FX da AMD

       
 114.160 Visualizações    Artigos  
 18 comentários

Todo que você precisa saber sobre a nova plataforma de “quatro núcleos” da AMD, Quad FX.

Plataforma Quad FX da AMD

Introdução

Em resposta ao lançamento dos novos processadores de quatro núcleos da Intel, a AMD lançou a plataforma Quad FX. Ao contrário do que muitos poderiam imaginar, Quad FX não é um novo processador de quatro núcleos da AMD, mas sim uma plataforma (conjunto de tecnologias), como veremos neste artigo. Confira.

A Intel lançou o seu primeiro processador de quatro núcleos em novembro de 2006, o Core 2 Extreme QX6700. No início deste ano a Intel já anunciou o lançamento de mais três novos processadores de quatro núcleos: o Core 2 Quad Q6600 e os Xeon X3220 e X3210. Até o momento a AMD não lançou processadores de quatro núcleos.

A solução encontrada pela AMD para concorrer com os processadores de quatro núcleos da Intel foi lançar a plataforma Quad FX (conhecida anteriormente como 4x4). Esta plataforma é composta por dois processadores Athlon 64 FX de dois núcleos cada e de outras especificações “parrudas” como veremos nas próximas páginas. Dessa forma, um micro compatível com a plataforma Quad FX tem dois processadores físicos de dois núcleos cada trabalhando em paralelo, ou seja, quatro núcleos dentro da máquina. Os dois processadores são conectados entre si através de um barramento HyperTransport coerente dedicado. Resumindo, a plataforma Quad FX é essencialmente um sistema SMP (multiprocessamento simétrico) com dois processadores Athlon 64 FX de dois núcleos.

Importante notar que do ponto de vista do software as tecnologias de núcleo duplo e de núcleo quádruplo também são tecnologias de multiprocessamento simétrico.

Nos processadores de quatro núcleos da Intel os núcleos são organizados em duplas. Os núcleos de cada dupla podem trocar informações diretamente entre si – tal qual ocorre com os processadores de núcleo duplo da AMD e com os processadores Core 2 Duo da Intel – mas para conversarem com um dos núcleos da outra dupla eles precisam acessar o barramento externo do processador – exatamente da mesma forma que ocorre na plataforma Quad FX, onde um processador conversa com o outro através de um barramento externo, o barramento HyperTransport coerente.

Para clarificar a diferença entre a arquitetura da plataforma Quad FX e arquitetura usada por processadores de quatro núcleos da Intel, veja as Figuras 1 e 2.

Plataforma Quad FX da AMD
Figura 1: Arquitetura usada atualmente pelos processadores de quatro núcleos da Intel.

Plataforma Quad FX da AMD
Figura 2: Arquitetura usada pela plataforma Quad FX da AMD.

Como você pode claramente ver comparando as Figuras 1 e 2, a plataforma Quad FX leva vantagem no acesso à memória. Nos processadores de quatro núcleos da Intel, o barramento externo é usado tanto para acessar a memória e demais dispositivos do micro quanto para a comunicação entre cada dupla de núcleos. A comunicação entre cada dupla pode ser feita no máximo a 8 GB/s.

Já na plataforma Quad FX, os processadores usam um canal exclusivo de comunicação entre si (o barramento HyperTransport coerente), que transfere dados a no máximo 4 GB/s em cada direção. Além disso, como nos processadores da AMD o controlador de memória está embutido no processador, a memória é acessada por um barramento dedicado, separado do canal usado pelo processador para acessar o resto do micro.

Além disso, como a plataforma Quad FX usa a arquitetura de multiprocessamento simétrico, cada processador acessa a sua própria memória RAM. Os processadores usados na plataforma Quad FX podem ainda acessar a memória controlada pelo outro processador, como explicaremos na próxima página.

Uma explicação mais detalhada sobre a arquitetura de quatro núcleos da Intel você encontra em nosso artigo Visão Geral dos Futuros Processadores de Quatro Núcleos da Intel.

Vamos ver os detalhes desta nova plataforma.

Compartilhar



  Denunciar Artigo
Entre para seguir isso  

Comentários de usuários


Muito boa essa solução Quad FX da AMD.

Agora é esperar a arquitetura K8L e o processador quad-core Agena FX. Com o lançamento dessa nova arquitetura só tende a melhorar a solução Quad FX .. como usar 2 Agena FX (totalizando 8 núcleos).

É isso aê AMD.. estamos torcendo...

Valeu

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Imagina a potência da fonte que não teria que ter pra rodar um brinquedinho desses, imagina então o tanto de calor que essa coisa deve de soltar com cada processador consumindo 125W. O que falta saber é se essa solução de 4 núcleos da AMD vai pegar pra valer ou foi uma infeliz opção tapa-buraco pra não deixar a intel sozinha nos 4 núcleos.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

olha acho mais fácil vaca falar do q essa plataforma pegar de verdade.. meu quanto custaria essa coisa???? e será q vale realmente a pena??? os programas de hoj sao bem adaptados a 1 núcleo hauahu 4 já é sacanagem.... aí quando td tiver algo interessante será q num haverão outras coisas melhores???

só o tempo irá dizer mesmo..

pra mim isso daí já é desespero.... a gente sempre torce pro Davi(AMD) né... mais essa rodada o Golias(INTEL) ta destruindo td... cara chips de 45nm.... oo engenharia do capeta!!!!

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Como isso já está sendo dicutido no fórum de processadores mas muita gente não tem saco de fuçar eu resolví postar alguns esclarecimentos.

O Quad FX precisa de um fonte monstruosa, pelo menos 1000W para se ter garantia absoluta que não vai faltar força para o sistema.

O preço é muito alto, bem mais alto do que os Quad Core da Intel por culpa principalmente da placa-mãe.

O consumo é muito alto, e a dissipação de calor é bem comprometida, o Quad FX precisa de um bom gabinete para garantir que não vai ter problamas com superaquecimento.

A instalação de um sistema operacional com suporte a NUMA (como o Windows Vista Ultimate Edition) é obrigatória. Nos testes sob o windows XP o desempenho do Quad FX foi bem abaixo do esperado, como o Xp não oferece suporte a NUMA, o sistema conflitava demais no acessoa a memória e em alguns casos o

Quad FX chegava a ser mais lento do que um Athlon FX-62. Em um S.O. com suporte a NUMA a coisa muda de figura.

Como o Quad FX tem muito poucos gragalos de memória, em alguns casos ele pode ser bem mais rápido que os quadcore Intel por rodar mais "livre", mas nenhum benchmark até agora mostoru isso.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Outra coisa a se observar também é que, em tese, é muito mais fácil para intel projetar uma placa mãe que suporte dois processadores, o que é bastante normal em ambientes corporativos (até agora todos os processadores antes do core 2 duo e quad core têm versão para dois ou mais processadores simultâneos), do que a AMD lançar um processador com 4 núcleos.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

É jogar dinheiro fora... quem vai querer trocentas mil portas USB, SATA e QUATRO portas de rede gigabit? Tudo bem que ter 2 portas de rede não é nada mal.. mas QUATRO??? Prefiro pagar 40 conto num HUB.

E sem contar que os 2 chipsets da NVIDIA provavelmente oferecem ainda mais "coisas" que nem CABEM mais na placa-mãe (como mais slots PCI, por exemplo).

É... a AMD caiu muito no meu conceito. Quando eu saí do primeiro Pentium 4, eu fui para o Athlon XP. Mas depois voltei para o Pentium 4 (Prescot) e agora estou no Core 2 Duo...

INTEL RULES!!!! não adianta... a intel sempre estará na frente...

Daniel

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Uma pena parece q a INTEL abriu o cofre e gasto muito pra deixar no chinelo a AMD esse ano......

To sempre torcendo pra AMD não ficar atrás pra ter uma briga boa mas esse ano pelo jeito já era......daqui a pouco a INTEL tá nos 45nm e a AMD chegando nos 65nm

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

:-BEER A amd já esta com quad core :ahh: no mercado,opteron e uma unica pastilha de silicio ao contrario da intel q usa 2. sobre o consumo dos processadores os do amd nunca chega ao valor especificado. provalvelmente nem aos 100w chegarar uma fonte 600w atenderá bem a plataforma. relamente ao custo de 1000 dolares processador e placa-mãe e salgado principalmente mo brasil a principio eu ia migrar pra essa plataforma. mas com a chegada dos opteron e um caso a pensar.ainda mais com seu pontecial de overclock. :bye: A AMD expandiu suas soluções de baixa-energia com o processador AMD Opteron nos modelos 1218 HE, 2218 HE e 8218 HE. Projetados para oferecer uma performance-por-watt de ponta, com o máximo de apenas 68 watt de energia de design térmico, esses processadores são ideais para consumidores conscientes do uso de energia, que buscam reduzir os custos e alcançar uma maior densidade na central de dados.

Todos os novos processadores contam com a tecnologia AMD PowerNow!™, projetada para um consumo reduzido de energia do sistema, com múltiplos níveis de menor velocidade do relógio e estados de tensão, que podem reduzir o consumo de energia dos processadores em até 75% durante o tempo inativo. :chicote::chicote::chicote::chicote:

:devil: AMD "BREACHING BARRIER" :devil:

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Muito bom a noticia sobre os novos AMD, mas ainda não chega nem perto desta da intel:

Intel

A intel ainda está muito, mas muito na frente...

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Muito bom a noticia sobre os novos AMD, mas ainda não chega nem perto desta da intel:

Intel

A intel ainda está muito, mas muito na frente...

MUITA BOA A INICIATIVA DA INTEL MAS ATE ISSO IMPLACAR O MUNDO SERÁ OUTRO SE ESTIVERMOS VIVO ATE LÁ.ENQUANTO ISSO A INTEL PODE COMEMORAR A LIDERANÇA ,ENQUANTO OS OPTERON :devil: ELESSAO OS QUAD CORE MAIS PODEROSOS DOMERCADO :chicote: AGUARDE OSPRIMEIROS TESTES......

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

MUITA BOA A INICIATIVA DA INTEL MAS ATE ISSO IMPLACAR O MUNDO SERÁ OUTRO SE ESTIVERMOS VIVO ATE LÁ.ENQUANTO ISSO A INTEL PODE COMEMORAR A LIDERANÇA ,ENQUANTO OS OPTERON :devil: ELESSAO OS QUAD CORE MAIS PODEROSOS DOMERCADO :chicote: AGUARDE OSPRIMEIROS TESTES......

Sim, sabemos que isto está fora da realidade, mas o que a Intel quis mostrar com isto é que ela está muito a frente de qualquer outra fabricante, enquanto a AMD estava se preucupando em lançar o seu Quad, que diga-se de passagem, talvez lançaram tarde para o mercado, pois mesmo sendo mais rápidos o mercado já absorveu o Intel como "o melhor", a Intel já pensa muito a frente, ela já é capaz de lançar um processador com 8, 10 núcleos sem esforço, nesse momento, caso ela queira, o problema, como todos sabem, é que a intel fica amarrando tecnologia e só lança novidade caso a concorrência aperte.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
A amd já esta com quad core no mercado,opteron e uma unica pastilha de silicio ao contrario da intel q usa 2. sobre o consumo dos processadores os do amd nunca chega ao valor especificado. provalvelmente nem aos 100w chegarar uma fonte 600w atenderá bem a plataforma. relamente ao custo de 1000 dolares processador e placa-mãe e salgado principalmente mo brasil a principio eu ia migrar pra essa plataforma. mas com a chegada dos opteron e um caso a pensar.ainda mais com seu pontecial de overclock. A AMD expandiu suas soluções de baixa-energia com o processador AMD Opteron nos modelos 1218 HE, 2218 HE e 8218 HE. Projetados para oferecer uma performance-por-watt de ponta, com o máximo de apenas 68 watt de energia de design térmico, esses processadores são ideais para consumidores conscientes do uso de energia, que buscam reduzir os custos e alcançar uma maior densidade na central de dados.

Todos os novos processadores contam com a tecnologia AMD PowerNow!™, projetada para um consumo reduzido de energia do sistema, com múltiplos níveis de menor velocidade do relógio e estados de tensão, que podem reduzir o consumo de energia dos processadores em até 75% durante o tempo inativo.

AMD "BREACHING BARRIER"

Muito bom a noticia sobre os novos AMD, mas ainda não chega nem perto desta da intel:

Intel

MUITA BOA A INICIATIVA DA INTEL MAS ATE ISSO IMPLACAR O MUNDO SERÁ OUTRO SE ESTIVERMOS VIVO ATE LÁ.ENQUANTO ISSO A INTEL PODE COMEMORAR A LIDERANÇA ,ENQUANTO OS OPTERON ELESSAO OS QUAD CORE MAIS PODEROSOS DOMERCADO AGUARDE OSPRIMEIROS TESTES......
Sim, sabemos que isto está fora da realidade, mas o que a Intel quis mostrar com isto é que ela está muito a frente de qualquer outra fabricante, enquanto a AMD estava se preucupando em lançar o seu Quad, que diga-se de passagem, talvez lançaram tarde para o mercado, pois mesmo sendo mais rápidos o mercado já absorveu o Intel como "o melhor", a Intel já pensa muito a frente, ela já é capaz de lançar um processador com 8, 10 núcleos sem esforço, nesse momento, caso ela queira, o problema, como todos sabem, é que a intel fica amarrando tecnologia e só lança novidade caso a concorrência aperte.

Citei isso tudo para só dizer uma coisa:

Desculpa. Na boa, se isso tudo for para dizer quem é mais picudo, ainda mais com essa materia da intel ter conseguido o numero de 80 núcleos, eu vou ficar sonhando com um processador da IBM, se for por esse lado. Afinal de contas a IBM consegui fazer um processador, em condiçoes especias, chegar a um clock de 500 GHZ. :ahh:

Se for assim meus queridos viva a IBM e HP!!!

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Uma pena parece q a INTEL abriu o cofre e gasto muito pra deixar no chinelo a AMD esse ano......

To sempre torcendo pra AMD não ficar atrás pra ter uma briga boa mas esse ano pelo jeito já era......daqui a pouco a INTEL tá nos 45nm e a AMD chegando nos 65nm

A AMD deu muita sorte que a Intel bobeou com o NetBurst e aproveitou bem a oportunidade. Sabe o que é quase 25% num mercado em que ninguém queria AMD (servidores corporativos)? É muita coisa, mas infelizmente para a AMD a Intel tem uma capacidade de desenvolvimento muito maior, querendo ou não ela tem muito mais recursos e engenheiros, acumulados durante os vários anos de predominância. Isso talvez justifique em parte a aquisição da ATI.

Muito bom a noticia sobre os novos AMD, mas ainda não chega nem perto desta da intel:

Intel

A intel ainda está muito, mas muito na frente...

Pra falar a verdade acho que isso não significa tanto assim. Sem querer menosprezar a proeza da Intel, mas acho que a AMD ou mesmo qualquer outra concorrente também podia ter feito igual, você viu como a Intel "capou" esse chip pra "fazer caber" os 80 núcleos? Quer dizer, provavelmente a AMD não tenha a mesma facilidade em atingir tal feito, mas capacidade com certeza tem. Pra mim a Intel copiou uma "técnica" muito usada no mercado de software chamada vaporware.

Não que o Quad-FX da AMD seja impressionante. Pelo contrário, acho que é uma tentativa desesperada e "provisória" de colocar um concorrente para o Kentsfield no mercado enquanto ela não consegue lançar sua CPU de quatro núcleos.

o problema, como todos sabem, é que a intel fica amarrando tecnologia e só lança novidade caso a concorrência aperte.

Como todas as atuantes do mercado de tecnologia que obtêm uma posição vantajosa...

Eu pessoalmente acredito no potencial da nova microarquitetura da AMD que vem por aí, mas acho que não tem muita chance. Já viu como o Conroe overclocka? A Intel está "regulando" cruelmente o clock de seus processadores e mesmo assim tem uma larga vantagem, só um produto milagroso pra retomar a frente...

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

"daqui a pouco a intel já ta nos 45nm"

grande M####... a IBM já chegou nos 30 [TRINTA] nanômetros... vide notícia: AQUI

e aqui o processador de meio terahertz [500 GHz], também da IBM... tem até foto.. AQUI

então parem de dizer q amd é melhor, ou intel é melhor... ambos são concorrentes, cada um vende seu peixe, cada um tem suas qualidades e defeitos...

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×