Ir ao conteúdo

Qual o melhor processador para jogos - novembro/2017

       
 51.416 Visualizações    Testes  
 34 comentários

Confira nosso comparativo atualizado para descobrir qual é o processador que oferece a melhor relação custo/benefício para computadores "gamer".

Qual o melhor processador para jogos - novembro/2017
Rafael Coelho Editor-chefe do Clube do Hardware

Introdução

Há seis meses atrás, publicamos um comparativo de desempenho em jogos dos principais processadores do mercado, a fim de sabermos quais os modelos mais vantajosos para a compra. Hoje publicamos um novo comparativo, atualizado com processadores lançados desde então, também retestando a maioria dos processadores para vermos, neste momento, qual o modelo mais indicado para quem deseja um computador para jogos.

Neste ano, a Intel lançou a sua sétima e oitava gerações de processadores Core i, bem como uma nova linha de processadores do segmento HEDT (high-end desktop, processadores de alto desempenho), e a AMD lançou as linhas Ryzen 3, Ryzen 5, Ryzen 7, Threadripper (também HEDT), bem como o seus processadores com vídeo integrado (APUs) de sétima geração.

Com tantos novos processadores no mercado, o usuário que está querendo montar um novo computador para jogos (ou atualizar o seu computador atual) pode ficar perdida: qual deles vale mais a pena? Qual apresenta maior desempenho? Qual deles é o campeão na relação custo/benefício?

Hoje vamos comparar o desempenho em jogos de 14 processadores, sete da AMD e sete da Intel, desde modelos de baixo custo até modelos topo de linha, para respondermos a essas perguntas.

melhor_cpu_para_jogos11-17_01.jpg

Figura 1: as caixas de alguns dos processadores testados

Do lado da AMD, nós selecionamos o A8-9600, o Ryzen 3 1200, o Ryzen 5 1400, o Ryzen 5 1500X, o Ryzen 5 1600, o Ryzen 5 1600X e o Ryzen 7 1700X. Do lado da Intel, trouxemos o Celeron G3930, o Pentium G4600, o Core i3-7100, o Core i5-7400, o Core i5-8400, o Core i7-7700K e o Core i7-8700K.

Utilizamos uma GeForce GTX 1080, que é uma placa de vídeo topo de linha, em todos os testes. Desta forma, podemos ter uma ideia do desempenho de processamento de cada modelo nos jogos, independente do vídeo integrado (ou da ausência dele) em cada processador.

Preferimos utilizar uma placa de vídeo topo de linha para minimizar o risco de que esta induza um gargalo (saiba o que isto significa clicando aqui), o que causaria resultados semelhantes em todos os processadores.

Por este motivo, também decidimos rodar todos os jogos em resolução Full HD e qualidade gráfica média. Quando se utiliza resoluções maiores ou qualidade gráfica mais alta, em geral apenas a placa de vídeo é mais exigida, de forma que estaríamos medindo mais o desempenho da placa de vídeo do que o do processador.

Rodamos seis jogos nos 14 processadores, utilizando em todos os casos a mesma configuração e os mesmos drivers.

Vamos comparar as principais especificações dos processadores testados na próxima página.

Compartilhar

  • Curtir 7
  • Amei 1
  • Haha 1


  Denunciar Artigo

Comentários de usuários




Citação

Por outro lado, se você está montando uma máquina poderosa para jogar em alto desempenho, o Core i5-8400 é a melhor escolha: apresenta o mesmo desempenho dos modelos Core i7, e oferece uma relação custo/benefício bem melhor.

Se levar em conta apenas o preço do processador, esta afirmação faz sentido. Porém esta argumentação cai por terra quando colocamos na conta o valor das MOBO Z370. Então, diferente de outro teste em que o custo total da plataforma não interferia pois as MOBOs se equivaliam no preço, aqui já interfere na questão do custo/FPS. 

No mais, esperar placas compatíveis com os Coffee Lake mais baratas, pois no processador a Intel fez a lição de casa, e muito bem feita. E viva a concorrência!!!

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
2 minutos atrás, Kleber Peters disse:

Se levar em conta apenas o preço do processador, esta afirmação faz sentido. Porém esta argumentação cai por terra quando colocamos na conta o valor das MOBO Z370. Então, diferente de outro teste em que o custo total da plataforma não interferia pois as MOBOs se equivaliam no preço, aqui já interfere na questão do custo/FPS. 

No mais, esperar placas compatíveis com os Coffee Lake mais baratas, pois no processador a Intel fez a lição de casa, e muito bem feita. E viva a concorrência!!!

Pois é, por isso a nossa observação no final da última página. Core i5-8400 é uma das melhores opções, mas só depois que houver uma boa oferta de placas-mãe série 300.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Achei falta de uma explicação para o R5 1600, já que se trata de um processador bom para jogos e com uma quantidade boa de núcleos, podendo ser um ótimo produto tanto para jogos quanto em renderização/multitarefas. Sei que citou o R7 1700X neste quesito, mas o 1600 tem muito mais valor no custo/benefício.

Outro ponto que não sei se eu deixei de perceber se foi mencionado ou não, foi os processadores quem podem vir ou não com coolerbox, o que pode influenciar também no custo/benefício final.

Fora estes detalhes, foi um ótimo teste, com detalhes bem precisos de como foi feito e os vários cenários possíveis. :thumbsup:

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Actualizaram as BIOS das boards antes do teste? Tenho um Ryzen 5 1600 e reparei que após o último microcode, o turbo dispara mais frequentemente e a velocidade normal passou de 3.2Ghz para 3.4Ghz.

Não sei se é artimanha da ASUS (motherboard) ou se é normal. 

cpu.jpg

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
3 minutos atrás, Lost Byte disse:

Achei falta de uma explicação para o R5 1600, já que se trata de um processador bom para jogos e com uma quantidade boa de núcleos, podendo ser um ótimo produto tanto para jogos quanto em renderização/multitarefas. Sei que citou o R7 1700X neste quesito, mas o 1600 tem muito mais valor no custo/benefício.

Outro ponto que não sei se eu deixei de perceber se foi mencionado ou não, foi os processadores quem podem vir ou não com coolerbox, o que pode influenciar também no custo/benefício final.

Fora estes detalhes, foi um ótimo teste, com detalhes bem precisos de como foi feito e os vários cenários possíveis. :thumbsup:

O foco do comparativo era em jogos, por isso não entramos no mérito dos melhores processadores para trabalho.

Quanto ao fato de alguns processadores virem com cooler e outros sem, você tem razão, isso pode influenciar o preço final, mas na prática apenas os modelos mais topo de linha (Core i7, Ryzen 7 e o modelo superior dos Ryzen 5) é que vêm sem cooler. Ou seja, os modelos com melhor custo/benefício todos vêm com cooler.

adicionado 1 minuto depois
1 minuto atrás, Hélio Filipe Pinto disse:

Actualizaram as BIOS das boards antes do teste? Tenho um Ryzen 5 1600 e reparei que após o último microcode, o turbo dispara mais frequentemente e a velocidade normal passou de 3.2Ghz para 3.4Ghz.

Não sei se é artimanha da ASUS (motherboard) ou se é normal. 

Sim, sempre atualizamos as BIOS antes de iniciarmos uma nova rodada de testes.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
1 hora atrás, Rafael Coelho disse:

O foco do comparativo era em jogos, por isso não entramos no mérito dos melhores processadores para trabalho.

Quanto ao fato de alguns processadores virem com cooler e outros sem, você tem razão, isso pode influenciar o preço final, mas na prática apenas os modelos mais topo de linha (Core i7, Ryzen 7 e o modelo superior dos Ryzen 5) é que vêm sem cooler. Ou seja, os modelos com melhor custo/benefício todos vêm com cooler.

adicionado 1 minuto depois

Sim, sempre atualizamos as BIOS antes de iniciarmos uma nova rodada de testes.

Essa parte realmente é fundamental, no começo tive que refazer muito teste pois esquecia de fazer isso.. :-D
Teste sensacional Rafa, parabéns.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
31 minutos atrás, Papa Hardware disse:

Essa parte realmente é fundamental, no começo tive que refazer muito teste pois esquecia de fazer isso.. :-D
Teste sensacional Rafa, parabéns.

É nós mano!

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Olá, meu amigo possui um i7 7700k - (4 Cores, 8 Threads , 4.2GHz Kaby Lake (2017)

 . e um Ryzen 7 1700x - ( 8 cores, 16 Threads , 3.4ghz (2017)

.  e uma placa gráfica -  gtx 1060 6gb 

.  16 Gb Ram

Fizemos teste em alguns jogos como :

Battlefield 1  - Colocamos tudo no máximo em resolução 2k (2048 x 1080 pixels) i7 7700k se saiu melhor . (coisa de 7 fps)

Battlefield 4  - Tudo no máximo também 2k , ambos tiveram um desempenho identico ( o jogo é leve) 

Far Cry Primal - Tudo no máximo também 2k , Ryzen teve desempenho superior. (11 fps)

The Witcher 3 - i7 7700k Se saiu melhor. (7 fps) 

 

Eu acho que o processador ... depende muito do jogo...também

Sim teve muita diferença de fps no Far Cry Primal do Ryzen para o i7 . Uma diferença muito grande.

Mas Acredito que depende do jogo... 

Assim que eu testar em mais jogos, criarei um tópico, com uma comparativa completa.

                                    

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

@Lucas TsugaT Acima de Full HD a diferença do CPU é pequena ou, dependendo do jogo, até inexistente. Nessas situações a GPU costuma ser o limitante.

Editado por RobertoGB

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Qual a frequência das memórias utilizadas? Li em alguns tópicos no fórum que os Ryzen com 3000 mhz tinha um ganho de desempenho de uns 10 % se achar o link edito aqui

@Rafael Coelho

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
15 minutos atrás, nickxdac disse:

Qual a frequência das memórias utilizadas? Li em alguns tópicos no fórum que os Ryzen com 3000 mhz tinha um ganho de desempenho de uns 10 % se achar o link edito aqui

@Rafael Coelho

A configuração dos testes está descrita na página 3 do artigo.

De qualquer forma, há alguns pontos:

1) é necessário utilizar a mesma configuração em todos os testes, para haver igualdade de condições.

2) os processadores Ryzen suportam memórias no máximo a 2666 MHz. A própria AMD não recomenda utilizar memórias acima disto nos testes.

3) é bem complicado colocar os Ryzen a trabalhar com memórias acima de 2666 MHz, poucos módulos são compatíveis com os Ryzen a 3000 MHz.

4) o ganho de desempenho, caso exista, deve ficar na ordem de 1% ou 2%, nunca 10%.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Sei que fizeram os testes em Full HD no médio para gerar mais fps e deixar a cpu como limitador, mas poderiam ter testado com eles nas configurações máximas também, afinal ninguém usa 1080 pra jogar no médio.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
4 minutos atrás, Henrique Tasca disse:

Sei que fizeram os testes em Full HD no médio para gerar mais fps e deixar a cpu como limitador, mas poderiam ter testado com eles nas configurações máximas também, afinal ninguém usa 1080 pra jogar no médio.

Como já explicamos, se usarmos configurações máximas a única coisa que iria mudar seria que a diferença entre os processadores diminuiria.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Novamente, como é possivel indicar qual melhor componente sem testes de frametimes?

 

FPS medio é literalmente irrelevante sem eles.

 

 

Pô, não é nem difícil registrar, 5 segundos e ele calcula tudo para você

 

Chega a ser triste ver esses testes

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Acho que o Rafael se preocupou demais com o "gargalo" e de menos com o que o título da matéria leva a crer.

Só o fato de ter colocado alguns processadores sabidamente medíocres no teste já acaba tirando um pouco de sua credibilidade, tendo em vista que o intuito seria justamente demonstrar "qual é o MELHOR processador para jogos em Novembro/2017".

 

Voltando ao tal do "gargalo", ele estaria, na maioria dos casos DESTE TESTE, nos processadores utilizados - já que a placa de vídeo que foi utilizada é excelente.

Isso sem mencionar que o processador escolhido para jogos (o i5 8400) provavelmente rodaria pior do que o i7 7700K se todas as configurações de detalhamento estivessem no máximo - e pior ainda se estivessem em 4K.

 

Vale dizer que há pessoas que procuram pelo melhor custo/benefício, outros buscam o melhor desempenho independentemente de preço, e por aí vai... portanto, não desmerecendo o trabalho realizado, mas ele me parece incompleto. Seria mais consistente uma comparação em várias configurações de detalhamento e de resolução para, só então, expressar uma opinião mais robusta.

 

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Em 08/11/2017 às 08:48, Rafael Coelho disse:

 

 

Em 08/11/2017 às 08:48, Rafael Coelho disse:

Pois é, por isso a nossa observação no final da última página. Core i5-8400 é uma das melhores opções, mas só depois que houver uma boa oferta de placas-mãe série 300.

Sendo o i5 8400 um processador bloqueado para overclock qualquer placa com chipset Z370 me parece ser superflua. A outra vantagem do Z370, seria a possibilidade de SLI; mas segundo a própria NVidia não se deve esperar um ganho significativo em termos de performance com o SLI na geração atual; mesmo assim nem todas as placas baseadas no Z370 dão (ou darão) suporte à SLI. O i5 8400 deve ter uma relação custo benefício melhor quando chipsets intermediários ou de entrada e placas-mãe baseadas nestes em forem lançadas. Até lá, inclusive, os preços dos processadores de 8ª geração podem ser reduzidos.

Editado por Staionof

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Montei uma máquina a poucos meses, com o Ryzen 5 1600, e estou muito feliz com seu desempenho!! E esse teste, só confirmou que eu acertei em cheio ao escolhe-lo!!!

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

@Atretador

É a velha história de custo/benefício/FPS. Para muita gente já seria difícil explicar a questão de que núcleo/threads a mais podem ser bem mais vantajoso, imagina expor algo mais profundo como os 1% e 0.1% que já seria bem mais complexo para quem apenas quer ver o "melhor CPU para jogos, rodando CS:GO em 300FPS, e 180FPS no GTA V com monitor de 60Hz"?

O que o teste do CdH propõe acho aceito, mas claro que se fosse em análise bem mais profunda em custo/benefício e desempenho líquido para várias situações, aí sim a coisa teria que ser repensada.

 

9 horas atrás, Don Drácula disse:

Voltando ao tal do "gargalo", ele estaria, na maioria dos casos DESTE TESTE, nos processadores utilizados - já que a placa de vídeo que foi utilizada é excelente.

Mas o objetivo em sí é mostrar a capacidade máxima dos processadores em jogos. O padrão em FullHD foi devido a praticamente 95% dos interessados em jogos usarem esta resolução.

 

9 horas atrás, Don Drácula disse:

Isso sem mencionar que o processador escolhido para jogos (o i5 8400) provavelmente rodaria pior do que o i7 7700K se todas as configurações de detalhamento estivessem no máximo - e pior ainda se estivessem em 4K.

Aumentar a carga da GPU iria diminuir o uso do processador, o que no caso a GPU começa a virar o fator limitante. Em 4K, provavelmente o i5-8400 e o i7-7700K teriam o mesmo desempenho, no entanto carga de uso diferentes, o que não é abordado no teste.

 

9 horas atrás, Don Drácula disse:

Vale dizer que há pessoas que procuram pelo melhor custo/benefício, outros buscam o melhor desempenho independentemente de preço, e por aí vai...

O importante para o interessado é sempre procurar mais informações, e nem sempre depender apenas de um único teste. Aliás, o fórum do CdH ajuda ao pessoal a decidir certos pontos em custo/benefício em diversas situações, e então cabe cada pessoa a correr atrás se ela ainda não se convenceu. Sei que a realidade é diferente, mas quem pesquisa mais, tende sempre a ter melhores resultados.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
10 horas atrás, Don Drácula disse:

Acho que o Rafael se preocupou demais com o "gargalo" e de menos com o que o título da matéria leva a crer.

Só o fato de ter colocado alguns processadores sabidamente medíocres no teste já acaba tirando um pouco de sua credibilidade, tendo em vista que o intuito seria justamente demonstrar "qual é o MELHOR processador para jogos em Novembro/2017".

 

Voltando ao tal do "gargalo", ele estaria, na maioria dos casos DESTE TESTE, nos processadores utilizados - já que a placa de vídeo que foi utilizada é excelente.

Isso sem mencionar que o processador escolhido para jogos (o i5 8400) provavelmente rodaria pior do que o i7 7700K se todas as configurações de detalhamento estivessem no máximo - e pior ainda se estivessem em 4K.

 

Vale dizer que há pessoas que procuram pelo melhor custo/benefício, outros buscam o melhor desempenho independentemente de preço, e por aí vai... portanto, não desmerecendo o trabalho realizado, mas ele me parece incompleto. Seria mais consistente uma comparação em várias configurações de detalhamento e de resolução para, só então, expressar uma opinião mais robusta.

 

 

Bom, acho que você não parou para ler a matéria com atenção. Logo na introdução o Rafael deixou bem claro que o objetivo do teste era analisar qual é o melhor processador CUSTO/BENEFÍCIO P/ JOGOS do mercado atualmente, em momento nenhum ele disse que o objetivo era simplesmente analisar qual o processador mais potente.

Outra coisa, sua falta de atenção ao ler a matéria e também sua falta de conhecimento o levaram a afirmar o seguinte:

 

"Isso sem mencionar que o processador escolhido para jogos (o i5 8400) provavelmente rodaria pior do que o i7 7700K se todas as configurações de detalhamento estivessem no máximo - e pior ainda se estivessem em 4K."

 

Qualquer usuário com um mínimo de conhecimento sabe que quanto maior a resolução utilizada e quanto maior o nível de detalhamento gráfico, mais o gargalo fica na placa de vídeo do que no processador. Essa afirmação é totalmente equivocada. Em 4k com nível de detalhes máximo tanto o i5 8400, quanto o i7 7700k ou mesmo o i7 8700k teriam exatamente o mesmo desempenho, pois todos estariam limitados ao desempenho da GTX 1080, ou qualquer que seja a placa de vídeo que você queira usar nessa resolução.

 

@ RafaelCoelho - Rafael, eu concordo que fazer a analise dos 1% e 0,1% realmente seria muito bom para o teste. Eu mesmo vim aqui com o objetivo de perguntar se entre o i5 8400e o Ryzen 5 1600X, qual era o processador que teve melhor estabilidade nos frames, já que está bem claro que o i5 8400 entrega maiores máximos, mas para quem joga sempre com Vsync ligado, travado a 60 fps, como é o meu caso, a estabilidade nos frames importa muito mais do que os frames máximos.
 

Tirando isso, excelente análise como sempre. Obrigado ao CdH mais uma vez.

Editado por William Ricardo Maia

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Então, segundo os testes, os processadores da intel são melhores e mais baratos, ou o mesmo preço, que os processadores da AMD. Então, porque comprar um Ryzen se Intel é melhor?

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

@Lost Byte O problema é que uma analise raza dessas só serve para desinformar, e manter o usuario na ignorância em relação a questões mais importantes que FPS medio.

 

@raphavini 7 Gen? Não, infelizmente os testes realizados aqui não servem para medir performance, infelizmente só usam FPS medio, que por sua natureza, é uma forma enganosa de medir performance. Ninguem vive na media, e os momentos de quedas para numeros baixos acabam sendo escondidos por picos altos de FPS. Por isso que sempre reclamando destes testes que simplesmente não servem para mostrar o poder de um componente, e mesmo assim insistem em criar estes artigos, que no fim, só servem para desinformar.

 

De uma lida tambem:

 

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
4 horas atrás, raphavini disse:

Então, segundo os testes, os processadores da intel são melhores e mais baratos, ou o mesmo preço, que os processadores da AMD. Então, porque comprar um Ryzen se Intel é melhor?

Essa diferença de fps só ocorre usando uma placa de vídeo topo de linha jogando em 1080p. Também vale ressaltar que os i5 7XXX costumam ficar próximos de 100% de uso. Eu não gosto de usar esse termo, mas pelo uso de CPU próximo do máximo nos i5 7XXX, eu diria que os Ryzen são mais "future proof", os i3/Pentium G nem se fala. Sem nenhum esforço você consegue setar um R3 1200 ou R5 1400 pra 3.7 Ghz sem alterar VCore, usando o cooler box em uma placa B350 (que terá suporte a processadores lançados até 2020), que é mais barata. A Intel disse que pode levar até abril para saírem placas mais baratas para os 8th gen, então até lá o custo da plataforma está mais caro do lado da Intel.

Editado por RobertoGB

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

@RobertoGB "future proof" não, "present proof". Na  7ª geração da Intel há alguns jogos mais novos que chegam a quase 100% de utilização gerando as malditas travadinhas. Não adianta gerar fps alto e ter travadinhas de repente durante a partida.Nestes testes que fazem não aparece o problema porque na média esta "travada de 1 segundo"  é "diluído" por vários valores de fps altos.O correto é também fazer a análise de frametimes.

E todos sabemos que uma travadinha bem na hora que vai virar em uma curva em The Crew, enquanto ataca um chefe de um Dark Souls ou quando vai dar um headshot em um BF1 é horrível.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites



Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×