Ir ao conteúdo

Teste do processador Core i7-8700K

       
 43.035 Visualizações    Testes  
 53 comentários

Testamos o Core i7-8700K, processador mais topo de linha da nova família Coffee Lake da Intel para computadores de mesa, com seis núcleos, doze threads e clock máximo de 4,7 GHz. Confira!

Teste do processador Core i7-8700K
Rafael Coelho Editor-chefe do Clube do Hardware

Introdução

O Core i7-8700K é um processador de seis núcleos, doze threads, clock base de 3,7 GHz e clock máximo de 4,7 GHz, sendo o modelo mais topo de linha da oitava geração de processadores Core i da Intel. Confira o seu desempenho!

A nova plataforma de processadores Core i de oitava geração da Intel, codinome Coffe Lake, foi lançada recentemente, juntamente com o novo chipset Z370. Nessa nova geração, a microarquitetura é praticamente idêntica à anterior (Kaby Lake), com os mesmos motores gráficos, mesmas tecnologias suportadas e processo de produção também de 14 nm. A grande diferença está nas especificações dos processadores: enquanto, nas gerações anteriores, os processadores Core i7 tinham quatro núcleos e oito threads (graças à tecnologia Hyper-Threading), os Core i5 tinham quatro núcleos e quatro threads e os Core i3 tinham dois núcleos e quatro threads, na oitava geração houve um acréscimo de dois núcleos em cada família: os Core i7 passaram a ter seis núcleos e 12 threads, os Core i5 passaram a ter seis núcleos (e seis threads) e os Core i3 agora têm quatro núcleos (e quatro threads, pois perderam a tecnologia Hyper-Threading).

Especula-se que isso seja uma resposta aos recentes lançamentos de sua concorrente, que passaram a oferecer processadores com o desempenho por núcleo similar, porém com maior quantidade de núcleos e threads. De qualquer forma, fica claro que a tendência da indústria é de uma maior quantidade de núcleos de processamento nos processadores voltados a computadores de mesa e, portanto, é de se esperar que os programas e jogos passem a ser otimizados para utilizar mais núcleos de processamento em um futuro próximo.

É importante ter em mente que, embora o soquete utilizado pelos processadores de oitava geração seja fisicamente o mesmo utilizado pelos de sexta e sétima (LGA1151), a pinagem destes processadores foi ligeiramente alterada, supostamente para atender a uma maior necessidade energética dos processadores com mais núcleos. Com isso, processadores de sexta e sétima geração não funcionam em placas-mãe voltadas à oitava geração, e vice-versa. Fizemos este teste e a placa-mãe sequer liga.

O Core i7-8700K é o processador mais topo de linha desta nova geração (pelo menos até o momento). Seu clock base é de 3,7 GHz e o clock máximo é de 4,7 GHz, trazendo 12 MiB de cache L3 e com vídeo integrado Intel UHD 630 com clock máximo de 1,2 GHz. Seu TDP é de 95 W.

Na Figura 1 vemos o processador Core i7-8700K. Ele é vendido sem cooler.

corei7-8700K-01.jpg

Figura 1: o Core i7-8700K

A Figura 2 a parte inferior do processador.

corei7-8700K-02.jpg

Figura 2: lado de baixo do Core i7-8700K

Para os nossos testes de desempenho, comparamos o Core i7-8700K ao Ryzen 7 1700X, que é o seu concorrente direto. Incluímos também o Core i7-7700K, que é o processador topo de linha da geração anterior, de forma a verificarmos a diferença de desempenho de uma geração para a outra. Lembre-se, porém, que a principal diferença entre o Core i7-8700K e o Core i7-7700K são os dois núcleos a mais.

Utilizamos uma GeForce GTX 1080, que é uma placa de vídeo topo de linha, em todos os testes.

Vamos comparar as principais especificações dos processadores testados na próxima página.

Editado por Rafael Coelho

Compartilhar

  • Curtir 12


  Denunciar Artigo

Artigos similares


Comentários de usuários




Bom dia

 

Bacana parece que a intel manteve o mesmo padrão de soquete, mas mudou o layout :mad:

Eles gostam de ver o consumidor final tomar no nariz, espero que a 9ª geração mantenha esse mesmo soquete.

@Rafael Coelho só faltou uma foto da 7ª comparada com a 8ª para ver a mudança da pinagem.

 

Att Ejf

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
16 horas atrás, Edvaldo J. Frederico disse:

Bom dia

 

Bacana parece que a intel manteve o mesmo padrão de soquete, mas mudou o layout :mad:

Eles gostam de ver o consumidor final tomar no nariz, espero que a 9ª geração mantenha esse mesmo soquete.

@Rafael Coelho só faltou uma foto da 7ª comparada com a 8ª para ver a mudança da pinagem.

 

Att Ejf

Visualmente a pinagem é idêntica, o que muda são as especificações de alguns pinos.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

so para confirmar

no HandBrake vocês selecionaram a opção lanczos em scaling pois ela usa o processador para renderizar

caso use a outra opção ele usa a vga na renderização 

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Sobre a conclusão, onde vocês dizem que o i7-8700K trabalha num clock mais baixo em alta carga, pode ser isso um problema da BIOS da placa-mãe?

Eu vi relatos na internet de pessoas que tinham problemas com o i7-8700K rodando em clocks mais baixos e depois de uma atualização da BIOS da placa-mãe isso tinha sido resolvido.
Óbvio que isso é uma dúvida, pois nem tenho um setup desses para confirmar que isso pode ser um problema...

Editado por Japz

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
16 horas atrás, Edvaldo J. Frederico disse:

Bom dia

 

Bacana parece que a intel manteve o mesmo padrão de soquete, mas mudou o layout :mad:.

Eles gostam de ver o consumidor final tomar no nariz, espero que a 9ª geração mantenha esse mesmo soquete.

 

Att Ejf

 

Infelizmente isto se chama obsolescência programada. Mas não é exclusividade da Intel.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Citação

Por outro lado, o potencial de overclock do Core i7-8700K é excelente (desde que bem refrigerado).

Aí que a porca torce o rabo. Quem reclama de AMD quente precisa rever os conceitos com os Ryzen. 

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Nao acho que a intel deveria ser adiantado tanto assim nao ,nao por agora.eu acredito que uma quantidade consideravel de pessoas ,vai preferir a AMD pelo preço ."isso e igual a historia da lebre e a tartaruga".pelo menos  tinha mantido o socket  1151 para 8 geração .

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Pelo que vi, meu up terá que ser para Threadripper mesmo.

Haveria possibilidade de incluir nos textos Vegas Pro? Ou Premiere? 

Deixo essa sugestão e pedido.

Estou meio confuso quanto a Up do meu Ryzen 7, estou acompanhando os testes, bem provável que final do ano faça.

Queria ter uma ideia da diferença para o Threadripper 1900x para ver se vale a pena, ou ir direto para o 1920x, mas são caros.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Como sempre ótima analise. Apesar de vocês não serem os primeiros em lançar os testes, prefiro esperar o teste de vocês que são bem mais imparciais :thumbsup: Uma curiosidade achei o preço do i7 8700k na terabyte está R$ 1704.  aqui no Brasil é assim preço de lançamento mete a faca no povo. Engraçado que o i7 7800x que custa o mesmo preço do 8700k lá fora. Aqui está R$ 1528 então acredito que depois de passar a onda do lançamento 8700k fique em R$ 1500.  

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
4 horas atrás, fenixcload disse:

so para confirmar

no HandBrake vocês selecionaram a opção lanczos em scaling pois ela usa o processador para renderizar

caso use a outra opção ele usa a vga na renderização 

Usamos a opção padrão, sem mexer em nada.

adicionado 1 minuto depois
4 horas atrás, Japz disse:

Sobre a conclusão, onde vocês dizem que o i7-8700K trabalha num clock mais baixo em alta carga, pode ser isso um problema da BIOS da placa-mãe?

Eu vi relatos na internet de pessoas que tinham problemas com o i7-8700K rodando em clocks mais baixos e depois de uma atualização da BIOS da placa-mãe isso tinha sido resolvido.
Óbvio que isso é uma dúvida, pois nem tenho um setup desses para confirmar que isso pode ser um problema...

Ele trabalha com clocks mais baixos pois seu clock base é mais baixo. Pode haver modelos de placas-mãe que tenham bugs em determinadas versões de BIOS, mas isso normalmente é resolvido atualizando a BIOS.

adicionado 3 minutos depois
4 horas atrás, President of United States disse:

@Rafael Coelho Excelente teste, só acho que devia ser inserido os games mais jogados como Battlefield 4/1 e CSGO.

Pelos nossos testes anteriores, esses jogos não são tão dependentes do desempenho do processador. Além disso, eles não possuem teste de desempenho embutido, o que faz com que o resultado possa variar de um teste para outro por motivos independentes do desempenho da máquina.

adicionado 4 minutos depois
2 horas atrás, yom disse:

Haveria possibilidade de incluir nos textos Vegas Pro? Ou Premiere? 

Deixo essa sugestão e pedido.

 

Sugestão anotada!

adicionado 4 minutos depois
53 minutos atrás, Gustavo Henrique Forell disse:

Como sempre ótima analise. Apesar de vocês não serem os primeiros em lançar os testes, prefiro esperar o teste de vocês que são bem mais imparciais :thumbsup: Uma curiosidade achei o preço do i7 8700k na terabyte está R$ 1704.  aqui no Brasil é assim preço de lançamento mete a faca no povo. Engraçado que o i7 7800x que custa o mesmo preço do 8700k lá fora. Aqui está R$ 1528 então acredito que depois de passar a onda do lançamento 8700k fique em R$ 1500.  

Obrigado! Nesse caso demoramos uns dias pois a chegada do processador atrasou... Em alguns testes fomos os primeiros a postar!

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

O ponto fraco da AMD atualmente é só essa pequena desvantagem nos games em algumas situações, tirando isso, não tem custo/benefício melhor. Vi o Ryzen 1600X por R$699 na KaBuM esses dias e é um processador que deixa o i5 7600K pra trás na maioria das situações e ainda incomoda o 7700K. Levando-se em conta o preço de 950R$ e 1.300R$ do 7600K e 7700K respectivamente, acho bem mais interessante ir de AMD e de quebra evitar esses problemas de aquecimento que o povo tanto fala nessa sétima geração da Intel. Também gostei bastante do i3 8350K e espero que chegue por aqui com um preço realmente competitivo pois pode se tornar uma boa opção pros low e mid-end. 

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
1 hora atrás, Gustavo Henrique Forell disse:

Uma pergunta porque vocês não fazem esses testes também no canal do Youtube ? ia ser muito bom pro canal. 

O investimento em tempo e dinheiro para começarmos a fazer testes em vídeo ficaria proibitivo... Não faz sentido deixarmos de fazer o que fazemos bem feito (testes) para começarmos a fazer outra coisa completamente diferente só porque é a moda do momento.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

@Rafael Coelho Tem um bafafá acontecendo com os Coffee Lake por causa do Multicore Enhancement estar "forjando" a performance em stock em situações Multithread. Pela pontuação do 8700K no Cinebench multithread, o recurso parece estar desativado. Parece que ele só vem ativado por padrão nas placas da ASUS. Seria interessantes vocês comentarem sobre isso no review, quando o recurso estiver ativado/desativado.

Editado por RobertoGB

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Como sempre, um ótimo teste @Rafael Coelho!
Só tenho uma dúvida... Um air cooler ou water cooler de entrada aguentaria o tranco deste monstro em stock? i7-7700K tem aquela fama de ser esquentado, sempre sendo indicado um water cooler um tanto potente. Notou se há uma diferença nesta questão de refrigeração em comparação a geração passada?

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
2 horas atrás, Lost Byte disse:

Como sempre, um ótimo teste @Rafael Coelho!
Só tenho uma dúvida... Um air cooler ou water cooler de entrada aguentaria o tranco deste monstro em stock? i7-7700K tem aquela fama de ser esquentado, sempre sendo indicado um water cooler um tanto potente. Notou se há uma diferença nesta questão de refrigeração em comparação a geração passada?

Ele precisa de um bom cooler (por isso não vem com o cooler stock) mas penso que watercooler só vai ser necessário mesmo se você pretende fazer overclock.

adicionado 0 minutos depois
3 horas atrás, RobertoGB disse:

@Rafael Coelho Tem um bafafá acontecendo com os Coffee Lake por causa do Multicore Enhancement estar "forjando" a performance em stock em situações Multithread. Pela pontuação do 8700K no Cinebench multithread, o recurso parece estar desativado. Parece que ele só vem ativado por padrão nas placas da ASUS. Seria interessantes vocês comentarem sobre isso no review, quando o recurso estiver ativado/desativado.

Pra ser sincero, não lemos nada sobre isso ainda. Vamos dar uma pesquisada.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Não sei se passei batido pela informação, já que vi o teste pelo celular, mas não colheram as temperaturas do processador durante os testes? Entendo que ele não vem com um cooler box, e comparar com as temps dos concorrentes testados não faria muito sentido já que os coolers utilizados são diferentes, mas seria interessante incluir as temperaturas obtidas (mesmo que colocando em letras garrafais e coloridas que os resultados obtidos são possíveis com "tal" cooler :P).

Na real, era a parte mais aguardada do teste pra mim, haha.

 

No mais, obrigado pelo teste! CdH é parada obrigatória para mim quando o assunto são testes de hardware!

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

@Rafael Coelho Eu fiquei sabendo disso hoje. O AdoredTV fez um vídeo a respeito, ele mostrou a discrepância na pontuação do 8700K no Cinebench em diferentes testes.

 

 

Editado por RobertoGB

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

No teste Sky Diver está escrito i7 7740X em vez de i7 8700k.

Na frase abaixo do título está escrito "Cofee" em vez de "Coffee".

:thumbsup:

Editado por Josefi Mark
Complemento.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
2 horas atrás, =insane= disse:

Não sei se passei batido pela informação, já que vi o teste pelo celular, mas não colheram as temperaturas do processador durante os testes? Entendo que ele não vem com um cooler box, e comparar com as temps dos concorrentes testados não faria muito sentido já que os coolers utilizados são diferentes, mas seria interessante incluir as temperaturas obtidas (mesmo que colocando em letras garrafais e coloridas que os resultados obtidos são possíveis com "tal" cooler :P).

Na real, era a parte mais aguardada do teste pra mim, haha.

 

No mais, obrigado pelo teste! CdH é parada obrigatória para mim quando o assunto são testes de hardware!

Você tocou no ponto exato: como cada um vai usar ele com um cooler diferente, não faz muito sentido a gente falar em temperatura...

Mas obrigado pelo comentário!

adicionado 1 minuto depois
1 hora atrás, Josefi Mark disse:

No teste Sky Diver está escrito i7 7740X em vez de i7 8700k.

Na frase abaixo do título está escrito "Cofee" em vez de "Coffee".

:thumbsup:

Obrigado! Quem dera todos os brasileiros fossem tão detalhistas e não ficassem em silêncio quando vissem algo errado...

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
2 horas atrás, RobertoGB disse:

@Rafael Coelho Eu fiquei sabendo disso hoje. O AdoredTV fez um vídeo a respeito, ele mostrou a discrepância na pontuação do 8700K no Cinebench em diferentes testes.

 

 

 

Também havia percebido isto ao analisar diversos testes na internet, essa feature na bios de algumas mobos possivelmente dá um overclock quando o CPU usa vários núcleos.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
14 horas atrás, yom disse:

Deixo essa sugestão e pedido.

Estou meio confuso quanto a Up do meu Ryzen 7, estou acompanhando os testes, bem provável que final do ano faça.

Queria ter uma ideia da diferença para o Threadripper 1900x para ver se vale a pena, ou ir direto para o 1920x, mas são caros.

 

Por favor, abra um tópico sobre essa sua dúvida no setor abaixo para que o pessoal possa te ajudar. Não se esqueça de informar seu orçamento, demais peças, etc:

 

http://www.clubedohardware.com.br/forums/forum/93-recomendação-de-pcs-para-jogos-e-placas-de-vídeo/

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Esse negócio de por o nome do soquet de 1151 mesmo não sendo compatível com os 1151 anteriores vai dar muita dor de cabeça pra muita gente, por exemplo,  muitos compravam placas mãe para com chipset 1xx da sexta geração e um processador da 7ª, não sabendo que precisavam de um processador da 6ª para atualizar a BIOS. agora imagina ai, onde a pessoa pode comprar um processador da 8ª e não saber que a modo 1151 com chipset 1xx e 2xx não são compatíveis nem por atualizar a bios, pior ainda são as placas da oitava geração (1151 3xx) sequer suportarem a 6ª/7ª. Pelo menos em vários lugares de review e netícias estão chamando de 1151-2 ou 1151V2.

Editado por Cícero Rodrigues

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
7 horas atrás, Rafael Coelho disse:

Você tocou no ponto exato: como cada um vai usar ele com um cooler diferente, não faz muito sentido a gente falar em temperatura...

Mas obrigado pelo comentário!

adicionado 1 minuto depois

Obrigado! Quem dera todos os brasileiros fossem tão detalhistas e não ficassem em silêncio quando vissem algo errado...

Excelente teste! Parabéns pelo trabalho! 

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites



Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×