Teste do processador Ryzen 5 1600

       
 25.157 Visualizações    Testes  
 8 comentários

O Ryzen 5 1600 é um processador com seis núcleos e doze threads, com clock base de 3,2 GHz e clock turbo de 3,6 GHz. Vamos compará-lo com outros sete processadores intermediários e ver se ele é uma boa escolha para jogos e aplicativos.

Rafael Coelho Editor-chefe do Clube do Hardware

Introdução

Testamos o Ryzen 5 1600, processador da nova série Ryzen 5 da AMD. Ele tem seis núcleos, doze threads, clock base de 3,2 GHz, clock turbo de 3,6 GHz, TDP de 65 W e usa o novo soquete AM4. Confira!

A AMD lançou recentemente uma nova geração de processadores baseada na microarquitetura Zen, usando o novo soquete AM4. Os primeiros processadores lançados foram os Ryzen 7, que são processadores topo de linha, e depois os Ryzen 5, voltados ao segmento intermediário. Logo serão lançados os processadores Ryzen 3 (de entrada).

Até agora, há quatro modelos de Ryzen 5: O Ryzen 5 1600X (6 núcleos, clock máximo de 4,0 GHz), o Ryzen 5 1600 (6 núcleos, clock máximo de 3,6 GHz), Ryzen 5 1500X (4 núcleos, clock máximo de 3,7 GHz) e Ryzen 5 1400 (4 núcleos, clock máximo de 3,4 GHz). Todos os modelos trazem a tecnologia Simultaneous Multi-Threading, equivalente à tecnologia Hyper-Threading da Intel, que simula um núcleo a mais por núcleo físico e faz com que o sistema operacional reconheça cada processador como tendo o dobro de núcleos fisicamente presentes no produto.

Embora o soquete AM4 suporte processadores com vídeo integrado, os processadores Ryzen não vêm com este recurso.

Os processadores Ryzen são fabricados em processo de 14 nm "FinFET". Estes processadores são construídos a partir de blocos de quatro núcleos chamados pelo fabricante de CCX (Core Complex). Cada núcleo tem 128 kiB de cache L1 e 512 kiB de cache L2, e há um cache L3 de 8 MiB compartilhado para cada bloco de quatro núcleos.

O Ryzen 5 1600 é composto de dois destes blocos, porém com um núcleo desativado em cada CCX, em uma configuração chamada 3+3. São 512 kiB de cache L2 por núcleo e 16 MiB de cache L3 (8 MiB em cada CCX).

Seu clock base é de 3,2 GHz. Ele ainda pode trabalhar com o clock boost de 3,4 GHz com todos os núcleos ou 3,6 GHz quando há no máximo dois núcleos sendo utilizados. Há ainda um clock chamado XFR de 3,7 GHz, embora a AMD não deixe claro quando este clock é efetivamente utilizado.

Os processadores Ryzen têm multiplicador de clock desbloqueado, o que permite que o usuário que esteja buscando um overclock modifique o clock apenas mudando o multiplicador de clock no setup da placa-mãe, desde que ela utilize um dos chipset compatíveis com este recurso (B350 e X370).

O Ryzen 5 1600 é vendido com o cooler Wraith Spire. Porém, o modelo que recebemos da AMD veio avulso, sem caixa ou cooler.

Em relação ao seu preço, o concorrente direto do Ryzen 5 1600 é o Core i5-7600, que infelizmente nós não tínhamos em nosso laboratório.

Assim, em nossos testes comparamos o Ryzen 5 1600 ao Core i5-7600K, que custa um pouco mais. Também incluímos no comparativo o Core i3-7100, o Core i3-7350K, o Core i5-7400, o Ryzen 5 1400, o Ryzen 5 1500X e o Ryzen 5 1600X, para termos uma ideia de diferença de desempenho entre esses processadores.

Ryzen5-1600-01.jpg

Figura 1: o processador Ryzen 5 1600

Utilizamos uma GeForce GTX 1080, que é uma placa de vídeo topo de linha, em todos os testes. Desta forma, podemos ter uma ideia do desempenho de processamento de cada modelo, principalmente nos jogos, independente do vídeo integrado (ou da ausência dele) em cada processador.

Preferimos utilizar uma placa de vídeo topo de linha para minimizar o risco de que esta induza um gargalo (saiba o que isto significa clicando aqui), o que causaria resultados semelhantes em todos os processadores.

Vamos comparar as principais especificações dos processadores testados na próxima página.

Compartilhar

10 pessoas curtiram isso



Comentários de usuários


Eu já esperava por esse bom desempenho!! Já comprei o meu desde semana passada e estou esperando chegar.

Muito bom esse teste!! Ainda bem que a AMD voltou a ser competitiva!!

5 pessoas curtiram isso

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Se ambas as arquiteturas fossem novas, eu recomendaria o i5. Porém, a arquitetura da AMD é nova, e tem maior potencial de crescimento com as possíveis otimizações em códigos e drivers, fazendo com que tenha um potencial de crescimento bom. Com isto, e levando-se em conta o $$$ curto, acredito que já pode-se pensar na nova arquitetura.

3 pessoas curtiram isso

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

"... o modelo que recebemos da AMD veio sem caixa ou cooler..."

 

Só faltou vir dentro de um envelope sem proteção nenhuma, pobre processador. Lamentável também a AMD não divulgar todas as informações pertinentes ou dificultar o acesso a elas. Embora eu não tenha realmente interesse de pesquisar a fundo o Gabriel Torres reclama disso no artigo sobre a crise financeira da AMD.

1 pessoa curtiu isso

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
2 horas atrás, Excelsior disse:

"... o modelo que recebemos da AMD veio sem caixa ou cooler..."

 

Só faltou vir dentro de um envelope sem proteção nenhuma, pobre processador. Lamentável também a AMD não divulgar todas as informações pertinentes ou dificultar o acesso a elas. Embora eu não tenha realmente interesse de pesquisar a fundo o Gabriel Torres reclama disso no artigo sobre a crise financeira da AMD.

Tanto AMD quando Intel usualmente enviam processadores sem a embalagem comercial. O processador vem dentro de uma embalagem protetora, apenas sem a caixa, etc. É um procedimento padrão para envio de amostras em todos os fabricantes, inclusive em outros produtos como placas de vídeo.

4 pessoas curtiram isso

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Eu tenho um Ryzen 5 1600 e comigo no CPU-Z deu muito mais resultado. Rodando memória de 2400 a 3,6ghz. Seria válido comparar este processador com os i7 também? 

 

Sem%20ttulosdasdsd_zpspdkd5ici.png

 

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
13 horas atrás, Adriel Barrense disse:

Eu tenho um Ryzen 5 1600 e comigo no CPU-Z deu muito mais resultado. Rodando memória de 2400 a 3,6ghz. Seria válido comparar este processador com os i7 também? 

 

Sem%20ttulosdasdsd_zpspdkd5ici.png

 

Já detectamos que o CPU-Z tem algum bug na hora de medir o desempenho dos Ryzen.

 

2 pessoas curtiram isso

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Na minha avaliação esses processadores da linha R5 1600 possuem peito sim para competir com os i7 mainstream da vida, pode esperar que daqui a um tempo conforme for passando os feedbacks para otimização e correção de bugs, além do amadurecimento das BIOS das mobos e até dessa arquitetura esse CPU será o melhor custo/benefício até em cima dos i7, possui mais núcleos, mais memória cache e dependendo da mobo e do chip você consegue fazer um over que consiga chegar na casa dos 3.9GHz. Isso não significa que os i7 são ruins ou afins, mas se eu tivesse grana hoje para escolher um dos dois iria de Ryzen.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!


Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.


Entrar agora