Entre para seguir isso  
Seguidores 0

Tudo o Que Você Precisa Saber Sobre o Barramento QuickPath

        78.601 Visualizações     15 comentários     Tutoriais   

QuickPath é o nome do barramento externo usado pelos futuros processadores da Intel com controlador de memória integrado, como o Core i7. Neste tutorial explicaremos como este barramento funciona.

Gabriel Torres Editor executivo do Clube do Hardware

Introdução

Desde os primeiros processadores a Intel usa um barramento externo chamado barramento frontal (Front Side Bus, FSB) que é compartilhado entre a memória e os demais componentes do micro. A próxima geração dos processadores da Intel terá um controlador de memória integrado e, portanto, haverá dois barramentos: um barramento de memória para conectar o processador à memória e um barramento de entrada/saída para conectar o processador ao mundo externo. A este último barramento a Intel deu o nome de QuickPath Interconnect (QPI) e neste tutorial explicaremos o seu funcionamento.

Nas Figuras 1 e 2 nós comparamos a arquitetura tradicional usada pelos processadores da Intel e a nova arquitetura que será usada pelos futuros processadores da Intel com controlador de memória integrado.

Barramento QuickPath
Figura 1: Arquitetura usada pelos atuais processadores da Intel.

Barramento QuickPath
Figura 2: Arquitetura usada pelos futuros processadores da Intel com controlador de memória integrado.

Esta é exatamente a mesma ideia que a AMD vem usando desde 2003 quando eles lançaram os primeiros processadores Athlon 64. Atualmente todos os processadores da AMD têm um controlador de memória integrado e eles usam um barramento chamado HyperTransport para fazer a comunicação entre o processador e os dispositivos de entrada/saída. Apesar de os barramentos QuickPath e HyperTransport terem o mesmo objetivo e funcionarem de maneira similar, eles são incompatíveis.

A propósito, tecnicamente falando o QuickPath e o HyperTransport não são barramentos, mas sim conexões ponto-a-ponto. Um barramento é um conjunto de fios que permite que vários componentes sejam conectados a ele ao mesmo tempo, enquanto que uma conexão ponto-a-ponto é um caminho que conecta apenas dois dispositivos. Apesar de estar tecnicamente errado chamar o QuickPath e o HyperTransport de “barramentos” nós os chamaremos desta forma para simplificar e também para facilitar a compreensão do texto por parte dos usuários que chamam estas conexões de “barramento”.

Nós explicaremos agora como o QuickPath Interconnect. Você também pode ler o nosso tutorial Barramento HyperTransport Usado Pelos Processadores da AMD para comparar o funcionamento destes dois barramentos.

Compartilhar



Entre para seguir isso  
Seguidores 0

Comentários de usuários


Ótimo artigo, veio a solucionar algumas das minhas dúvidas.

Com relação ao QPI, acredito que ele em sí não fará tanta diferença no desempenho dos Core i7 em relação aos Phenom's, já que nem mesmo o Hyper Transport 2.0 (atual dos K8) gera o famoso "gargalo" em aplicações "caseiras", como jogar.

Mas acredito que a grande diferença será notada no mercado de servidores, já que o QPI possui quase o dobro de transferência em relação ao Hyper Transport 3.0 (que ainda não está sendo usado em seu limite). Se não me falha a memória também, acredito que existirão diferentes versões e clocks do QPI dependendo dos diferentes modelos dos Core i7, não é mesmo?

AMD que se cuide, pois pode perder o "trono" que já é dela a anos no mercado de servidores...

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Eu quero ver é o resultado final disso tudo em performance.

Tem que ser muito mosntro mesmo, se não for duvido faze muito sucesso, mudar meio pc por causa de um processador e placa-mãe >.<

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Finalmente a Intel deu braço a torcer, e copiou a AMD. Aquela arquitetura do chipset, controlar a memória já estava ultrapaçada.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Da qui um ano vamos mudar todo o computador teremos os discos rígidos scii a preços rezoáveis, Core i7, sockets variados - placa mãe x78, etc. Ainda mais o QuickPath sendo tão bom, e graças a deus finalmente irão desafogar o FSB.

Fora as placas de video que estão querendo mudar o barramento, etc, sair do PCI-E 2.0 16x para outro slot que não lembro qual.

Só esperar e jogar tudo fora uhaahuuhauhauhauhahuhaahuha.

Nem imagino oqeu farão em 3 anos, imagens já estão quase perfeitas, processamento - capacidade nenhum jogo usa 10% dos processadores top de hoje - somente para aplicações profissionais que terão necessidade de evolução.

Esperemos e veremos.

Desculpe qualquer besteira podem corrigir

Editado por opa123

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Eu quero saber o custo disso, pois não me adianta de nada saber toda essa ladainha se o custo de um processador e placa mãe dessa tecnologia for alto, não vai ter razão mudar.

E no mais como uso para jogos o meu pc, o processador até não é a coisa mais importante, pois foi como o amigo de cima disse: "quero ver em performance", e existem diversas tecnologias paralelas a essa para desafogar mais ainda o processador, vide a questão do PhysX e Cuda da Nvidia, para mim isso nem vai dar muita diferença, pois se a questão do Cuda der certo, vai valer mais a pena gastar mais em uma placa de video do que em um processador.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Parece que a Intel está empenhada...

E sobre o preço é questão de tempo, logo fica acessível. A menos de dois anos quadcore era uma fortuna...

Agora, esse de quem copiou quem parece coisa de tietes. O bom é que sempre tenha competitividade, assim quem ganha essa briga é o consumidor.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Pode ser que no ramo dos desktops a diferença seja muito pequena, mas nos servidores isso vai ser uma bomba.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Quando o mercado absorver bem a novidade os preços caem, e nós saimos ganhando em performance.

Boa notícia.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Alguem tem ideia de como será o soquete que ele irá usar???...

Quanto ao preço, esperem pela facada! :):(

Quem viver, verá kkkkk

Abs.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Alguem tem ideia de como será o soquete que ele irá usar???...

Quanto ao preço, esperem pela facada! :):(

Quem viver, verá kkkkk

Abs.

Usará LGA 1366.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

legal isso, acredito que ajudará PCs low end, os processadores da Intel sempre me pareceram leões enjaulados em uma situação que não lhes permite usar todo seu potencial, ao passo que os da AMD, apesar de ter uma tecnologia "mais fraca", digamos assim, consegue aproveita-la melhor, creio que em PCs low end, com chipset e fsb mais fracos, isso vai fazer alguma diferença, AMD que se cuide, sempre que a Intel se mete a mexer numa tecnologia, a coisa sai bem feita.

eu gosto muito dessa ideia da AMD de "melhor aproveitamento" do seu produto, esse é o caminho com certeza, é muito melhor do que fazer um superprocessador e esperar que outras empresas no setor de placas-mãe e memória corram atrás de "libertar" esse potencial.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Da qui um ano vamos mudar todo o computador teremos os discos rígidos scii a preços rezoáveis, Core i7, sockets variados - placa mãe x78, etc. Ainda mais o QuickPath sendo tão bom, e graças a deus finalmente irão desafogar o FSB.

Fora as placas de video que estão querendo mudar o barramento, etc, sair do PCI-E 2.0 16x para outro slot que não lembro qual.

Só esperar e jogar tudo fora uhaahuuhauhauhauhahuhaahuha.

Nem imagino oqeu farão em 3 anos, imagens já estão quase perfeitas, processamento - capacidade nenhum jogo usa 10% dos processadores top de hoje - somente para aplicações profissionais que terão necessidade de evolução.

Esperemos e veremos.

Desculpe qualquer besteira podem corrigir

Não, discos SCII, mas sim SSD's como foi usado na máquina de demonstração do IDF (4 SSD's de 120GB em RAID 0).

-----------------------------------------------

Calma meu povo está apenas começando, lançamento já foi confirmado para novembro, ainda tem muita coisa por vir. SLI e Crossfire na mesma placa por exemplo.

Já começaram a surgir alguns problemas de incompatibilidade também, como a incompatibilidade das DDR3 acima de 1.65v.

Pode-se dizer que vai ser lançado este ano, mas vai amadurecer no ano que vem...

A AMD parece que vai se complicar mesmo, ao que tudo indica os Deneb de 45nm atrasaram e só vem ano que vem.

Mas também já foram divulgadas algumas especificações do HTT 3.1.

Agora, eu confesso que me assustei com o desempenho dos Nehalem em jogos. Por um lado é bom, com o lançamento dele, os preços da linha Core vão despencar. ^_^

Conclusão: o momento é de incertezas e devemos aguardar com paciência e cairemos novamente naquela dúvida eterna e cruel Intel ou AMD.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

MKM,

Fico admirado de ver o qto você procura de achar respostas para evoluções principalmente de processador e placa-mãe...

Eu ainda acredito que essa evolução ainda se dará com muita incompatibilidade justamente pela arquitetura de hardware's utilizadas ultimamente... vamos ver se vai pegar de jeito...

ABraços,

Edson

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

O QPI não vai ajudar muito nos desktops mesmo, em servidores com uma porrada de processador com certeza!!!

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!


Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.


Entrar agora