Ir ao conteúdo
Entre para seguir isso  

CPU-Z

       
 57.501 Visualizações    Tutoriais  
 9 comentários

Aprenda a usar o CPU-Z, um programa de identificação de hardware indispensável a técnicos e usuários entusiastas.

CPU-Z
Gabriel Torres Editor executivo do Clube do Hardware

Introdução

O programa CPU-Z é indispensável a usuários entusiastas e técnicos em montagem e manutenção de PCs. Seu principal uso é para identificar exatamente o modelo do processador instalado na máquina e suas características técnicas. De que quebra, este programa também identifica a marca e o modelo da placa-mãe, da memória e da placa de vídeo instaladas no computador, além de ajudar a você verificar se a memória está trabalhando em sua velocidade correta e se o modo de dois, três ou quatro canais está ativado. Neste tutorial nós explicaremos, em detalhes, como usar este programa, em particular porque ele é em inglês e muita gente não domina este idioma.

O CPU-Z é grátis e pode ser baixado aqui (baixe a versão “setup” listada abaixo de “Download the latest release”).

Antes de falarmos especificamente sobre este programa, gostaríamos de explicar a teoria de funcionamento deste programa e de outros programas de identificação de hardware.

O CPU-Z baseia-se em uma instrução x86 chamada CPUID. Quando o processador executa esta instrução, ele preenche os seus registradores com algumas informações. As informações básicas de identificação do processador são “stepping” (versão), modelo, família, tipo do processador, modelo estendido e família estendida. Os valores desses parâmetros são numéricos e variam de acordo com o fabricante e modelo do processador. O programa de identificação de hardware (CPU-Z, em nosso caso) traz um banco de dados com uma lista completa de todos os processadores já lançados e busca, neste banco de dados, qual é o processador que corresponde aos números dados pela instrução CPUID. É assim que o programa consegue identificar corretamente o processador instalado. Se o banco de dados do programa não estiver atualizado, ele não será capaz de identificar o processador instalado. Neste caso, basta atualizar o programa por sua versão mais recente.

A instrução CPUID também retorna quais recursos estão presentes no processador, em particular quais conjuntos de instruções adicionais o processador suporta (por exemplo, SSE4.1, SSE4.2, AVX, etc.). O CPU-Z decodifica as informações dadas pela instrução CPUID e mostra quais recursos o processador suporta.

Já a identificação da marca e modelo da placa-mãe é feita através da leitura do número de série do BIOS. Nós já explicamos em detalhes como isso é possível em nosso tutorial “Decifrando o Número de Série do BIOS”.

A identificação da memória é possível pela presença de um chip no módulo de memória, chamado SPD (Serial Presence Detect), que armazena todas as informações de identificação da memória, tais como fabricante, velocidades e temporizações. Programas como o CPU-Z, portanto, leem o conteúdo desta memória e apresentam o resultado ao usuário.

Agora que você já sabe como é possível identificar o hardware instalado no micro, vamos ver como usar o CPU-Z.

Compartilhar



  Denunciar Artigo
Entre para seguir isso  

Comentários de usuários


Azarack, por favor, poste as telas do CPU-Z, que mostra qual é o seu processador, e a tela que mostra qual é a sua placa-mãe, para eu saber mais detalhes da sua configuração e entender o motivo e poder inclusive atualizar o tutorial. Obrigado!

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Azarack, por favor, poste as telas do CPU-Z, que mostra qual é o seu processador, e a tela que mostra qual é a sua placa-mãe, para eu saber mais detalhes da sua configuração e entender o motivo e poder inclusive atualizar o tutorial. Obrigado!

922692_665553716803899_346198142_n.jpg

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Para overclockers ele é ótimo para usar junto com o GPU-Z. Serve também como alternativa a programas como Everest.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Aqui não aparece nada no campo DC Mode :confused:

Curioso, seu PC é relativamente novo. Possivelmente o controlador de memória do Core i3 não permite o modo assimétrico (dois módulos de capacidades diferentes) e por isso aparece em branco. De qualquer forma, seu computador está configurado corretamente (modo de dois canais ativado).

Ótima iniciativa GT. Gostaria de sugerir a análise dos dois aplicativos abaixo:

GPU-Z

SpeedFan

Eles serão analisados, obrigado (o do GPU-Z será postado nesta semana)!

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Já que foi falado na rádio que poderíamos deixar sugestões em qualquer tópico relacionado aos programas eu sugiro um tutorial ensinando a utilizar o prime 95 , já que ele é tão utilizado nos testes de refrigeradores (coolers) aqui no cdh.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Esse programa já ajudou bastante quando tive que reinstalar um SO em um computador que não poderia ser aberto (essas malditas lojas que não mandam os CD's de instalação e colocam os selinhos "VOID" no gabinete), foi só instalar, verificar qual modelo do hardware e baixar os drivers

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×