Ir ao conteúdo
Entre para seguir isso  

Rádio CdH - Programa 004

       
 7.038 Visualizações    Podcast  
 51 comentários

Programa 004 da Rádio CdH, analisando os artigos e testes da semana, futuros testes e discussão sobre metodologias de testes.

Rádio CdH - Programa 004
Gabriel Torres Editor executivo do Clube do Hardware

Programa 004 da rádio CdH, com a participação de Rafael Coelho, abordando:

Não se esqueça de deixar seus comentários para que possamos melhorar esse nosso “podcast”.

Clique aqui para ouvir os programas anteriores.

Editado por Gabriel Torres

Compartilhar



  Denunciar Artigo
Entre para seguir isso  

Comentários de usuários




Sou favorável a se explicar como funcionavam os PCs mais antigos, isso ajuda a galera a ter uma ideia de como a tecnologia evoluiu. Acho muito bom colocar a entrevista em inglês e depois comentar sobre o que foi falado, ao menos os principais tópicos. Dizer o que o cara disse e tal, não sou muito bom em inglês mas consigo me virar.

Mas a ideia do "museu" é muito boa. Acho que tu deve tocar ela.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Baixei o arquivo, pois a conexão pelo flash player é muito lenta, porém o arquivo que baixei tinha 28min, enquanto que a entrevista acabou aos 21min, o resto ficou mudo. Acaba aos 21min mesmo?

Quanto ao lance dos PCs antigos, achei bacana. Seria legal se tivesse alguma explicação, comparando os "museus" com os pcs de hoje.

Quanto aos questionamentos sobre os testes, curiosamente, a Implastec rebateu HOJE, um teste feito em SETEMBRO do ano passado da Thermal Silver.

Parabéns pelos programas. Estão ótimos.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Museu = só se não atrapalhar o resto do trabalho de vocês. =) Mas é uma boa sim, é curioso.

Entrevista em Inglês: façam! Se for o caso a gente dá um jeito de transcrever e traduzir.

Testes de Fontes Brasileiras: Aê! Só no CdH! gogogo! =D. É com esse trabalho imparcial e técnico que o consumidor brasileiro vai SABER e escolher o produto adequado. Quem sabe até causando pressão no mercado brasileiro.

Por sinal, eu acho que críticas embasadas ao Custo-brasil é uma boa, hein? Que nem no caso do HP de 9000 conto. Se eu estivesse escrevendo não deixaria de colocar a informação de que a configuração está MAIS SIMPLES e está com um preço ABSURDO.

Metodologia de Testes:

Os testes de fontes são muito bons, eu criei o receio de qualquer fonte não testada pelo CdH ou por um site (estrangeiro) com metodologia parecida.

Quanto aos de cooler, faz bastante sentido usar a diferença de temperatura, eu não tinha parado para pensar que isso podia ser um motivo de disputa por ai...

Quanto aos testes de GPU, eu só acho que podiam ficar maiores, com mais jogos, quem sabe com testes em novas configurações, mas existe uma gama enorme de sites que testam GPU então esse "ponto fraco" é meio enganador, já que para ser "perfeito" vocês precisariam passar um mês testando a tal placa...

----

@insane: sim, aqui também parou nos 21m (estou fazendo streaming), acho que é só isso mesmo.

Mais, que história é essa da Implastec?

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

É uma ideia boa mas um grande viagem também! kkkkkkkkkkk

Rapaz, essa brincadeira vai custar cada vez mais cara!

Sobre entrevistas, acho muito bom. Não sei inglês, mas faço questão de lêr esse resumo.

Obrigado por explicar aquela parada dos testes dos coolers!

Já que pediu sugestão e eu já dei a minha, vou tocar num ponto sério, no esquema de teste de fontes. Os testes do Clube do Hardware servem como base para todos os brasileiros na compra de qualquer fonte no País. Estou implorando para vocês testarem fontes acima de 1000W. Tem uma penca de fontes incríveis, mas não tenho ideia sobre qual seja a melhor. E antes que alguém venha tacar pedras, estejam cientes de que quanto maior é a carga que a fonte aguenta, melhor vai ser a eficiência dela puxando a metade da energia que ela pode fornecer, pelo menos na terioria é assim, rsrsrs! Sei que já explicaram o motivo para não poderem testar, mas não existe algo que torne possível fazer o teste numa boa?

Oxe, 21 minutos voaram aqui! kkkkkkkkk

Editado por tuan

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Creio que dava para melhorar a metodologia dos testes de fontes nos seguintes pontos:

--Colocar na tabela as tensões de cada linha durante os testes de carga.

--Realizar testes de carga cruzada.

--Rever o cálculo das cargas aplicadas nas linhas.

--Dar menos importância para a eficiência da fonte nas conclusões do teste.

--Talvez implementar um sistema diferente de recomendação, para diferenciar a qualidade entre as fontes recomendadas.

Nos dois primeiros pontos creio que não haja muita dificuldade de implementar, os três últimos seriam passíveis de discussão.

Editado por Skoker

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Os testes internacionais de fontes são realmente melhores. Não porque sejam em inglês ou porque sejam internacionais, mas porque me mostram exatamente qual é a regulação de tensão da fonte e seus níveis de ripple/ruído elétrico. A mim não diz muita coisa simplesmente saber que a regulação fica numa margem de 3%. Ou que o ripple está dentro da especificação. Eu quero saber em quanto ficou. Por isso valorizo mais no CdH os testes das fontes de marca nacional. Jamais encontrarei tais testes lá fora. Mas em se tratando das grandes marcas, prefiro buscar os testes dos outros sites, mais completos e detalhados.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Bom dia galera do Clube do Hardware!

Gostei da ideia da sessão museu, será um artigo a mais para ler no site.

Não costumo comprar nada sem antes verificar a opinião do site, recententemente adquiri uma fonte de alimentação baseado nos testes do site.

Mas gostaria de saber porque não é possível ver artigos escritos sobre placas-mãe para processadores AMD.

Valeu galera, vocês são *****, sucesso ao CdH!

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Bacana que gradativamente o programa está ficando com uma duração maior, parou nos 21 minutos dos 28 no player.

A ideia da análise dos clássicos é boa e quanto a entrevistas em inglês acho uma boa, minha compreensão do idioma não é 100% mas uma transcrição mesmo que em inglês já seria suficiente.

O próximo programa terá uma hora? :D

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Sobre a nova sessão e novos PCs:

Não sei se é a opinião de todos, mas que tal se não somente a sessão se prendesse aos computadores clássicos, como também todo tipo de tecnologia antiga que tem a ver com eletrônicas? Cito como exemplo consoles antigos de videogames, o que acho daria uma maior amplitude ao que poderia ser demonstrado nas matérias.

Sobre entrevista:

Super interessante, e apoiado. Desde que tenha um resumo da entrevista em portugues para aqueles que não entendem inglês muito bem. O que mais chama atenção é a oportunidade de estar diretamente conectado aos fabricantes, se tornando um otima oportunidade para se conhecer mais diretamente os objetivos daquele seu fabricante tão amado. Contudo, seria importante possibilitar um canal para digamos um FAN Interview onde o entrevistado em questão pudese responder algumas questões enviadas pelos leitores/ouvintes do CdH.

Sobre metodologia dos testes:

Gabriel e equipe, vocês estão de parabens por tudo que fizeram até hoje, posso falar com orgulho que acompanho o CdH a aproximadamente 7 anos, desde setembro de 2005 quando fiz meu primeiro acesso, e sempre mantive me ligado aos testes dos mais diversos. Concordo com vocês quanto aos métodos utilizados nos reviews e realmente o que importa para nós brasileiros é saber a verdade sobre os produtos que estão sendo colocados no mercado e sua real qualidade e não o que um site estrangeiro falou sobre X ou Y produto e selos/certificados que não condizem com a nossa realidade/necessidade.

Exemplo dos testes da nova EVGA GTX 680 que nos testes realizados em reviews de sites estrangeiros, aconteceu de em vários testes a nova 680 ficar abaixo da HD 7970 enquanto mostrou-se resultado oposto nos testes realizados pelo Clubedohardware, o que me agradou muito. Ai é onde fica perigoso em afirmar isso ou aquilo. O desempenho é similar permite apenas uma certa noção do produto apresentado e não a realidade dos teste.

Concordo com a opinião acima, também acho que os testes das VGAs poderiam ser maiores.

Fica uma duvida que sempre quis saber o motivo. Por que nunca vemos testes das VGAs rodando MMOs? É pelo problema de manter as contas onlines ou a impossibilidade de efetuar um teste consistente com variáveis mutáveis como a quantidade de players e a efetividade do grupo em gerar extresse para exigir da placa o máximo possível?

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Gostei muito da ideia do museu, muita gente não saber como começou as primeiras gerações dos processadores, placas mães, HDs, memorias etc....

Com relação das entrevistas na minha opinião não teria problema algum ser inglês, depois é só fazer um resumo das entrevista em português como você mencionou na rádio.

Com relação a ECS, as empresas chinesas dificilmente criam seus produtos, por isso muitas das fezes nem eles sabem as especicações dos seus produtos, os chineses copiam praticamente tudo.

Com relação a metodologia de teste de fontes de alimentação, vai ser muito difícil agradar a todos, cada site usar uma metodologia de teste diferente, por exemplos a maioria dos sites gringos faz seus teste com uma determinada temperatura que nunca vai existe dentro de um computador.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Gabriel,

Gostei muito da ideia da sessão Museu! Seria bacana ver como era a arquitetura dos computadores antigos.

Achei excelente a ideia das entrevistas em inglês, mas imagino que muitos dos leitores não tenham conhecimento pleno do idioma, então gostaria de sugerir que fossem feitos 2 podcasts: um seguindo o modelo atual e outro apenas com a entrevista, tornando mais fácil ao leitor escutar aquilo que deseja.

O bate papo sobre os testes de fontes e coolers foi muito interessante e esclarecedor. Ótimo nível!

Como sugestão, gostaria que vocês falassem sobre os rumos da Intel e da AMD.

Parabéns pelo excelente trabalho!

Editado por waage
Complementos e correções

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Exemplo dos testes da nova EVGA GTX 680 que nos testes realizados em reviews de sites estrangeiros, aconteceu de em vários testes a nova 680 ficar abaixo da HD 7970 enquanto mostrou-se resultado oposto nos testes realizados pelo Clubedohardware, o que me agradou muito. Ai é onde fica perigoso em afirmar isso ou aquilo. O desempenho é similar permite apenas uma certa noção do produto apresentado e não a realidade dos teste.

Concordo com a opinião acima, também acho que os testes das VGAs poderiam ser maiores.

Fica uma duvida que sempre quis saber o motivo. Por que nunca vemos testes das VGAs rodando MMOs? É pelo problema de manter as contas onlines ou a impossibilidade de efetuar um teste consistente com variáveis mutáveis como a quantidade de players e a efetividade do grupo em gerar extresse para exigir da placa o máximo possível?

Bom, gosto bastante dos testes de placa de vídeo do CdH, só acho que a suíte de benchmarks poderia ser maior e talvez colocar informações de temperatura e consumo.

Agora o fato de a GTX 680 ir mal em alguns testes é que ela realmente não ganha da HD 7970 em todos os casos, há milhares de títulos de jogos e cada um pode se comportar de maneira diferente com a arquitetura das novas placas. A GTX 680 é mais forte que a HD 7970, mas não é como a GTX 580 foi em relação a HD 6970, as duas estão com desempenhos bem próximos e a GTX 680 também possui suas falhas.

Creio que a parte dos MMOs realmente seria muito difícil por conta dos fatores que você citou e também pela dificuldade que seria de se colocar as placas em situações iguais ou pelo menos semelhantes para a comparação.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Estou gostando muito da Rádio CdH, que siga em frente.

Museu dos pc bem legal a ideia. kkkk

as entrevistas pode ser em inglês! mais não teria como fazer uma tradução? ou se for em vídeo colocar legenda?

Parabéns pelo trabalho.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Estou gostando muito da Rádio CdH, que siga em frente.

Museu dos pc bem legal a ideia. kkkk

as entrevistas pode ser em inglês! mais não teria como fazer uma tradução? ou se for em vídeo colocar legenda?

Parabéns pelo trabalho.

Entrevistas em inglês com legenda, ótima sugestão assino embaixo.

Com a Rádio Do Clube do Hardware com certeza vai impulsiona o site cresce a cada dia mais, o bom que o pessoal pode fazer criticas e sugestões.

Editado por toni calixto

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Boa Tarde a Todos!

Caro Rafael Otto Coelho;

Gostei da sua explanação sobre a metodologia que aplica para testes de refrigeração.

Sugestão: Seria interessante comprovar a resistência térmica dos coolers testados, repetindo os testes em temperaturas ambientes diferentes, como por exemplo:

TESTE "A"

Cooler SilenX EFZ-120HA5

Temp. Amb. - 18 °C

Temp. Núcleo - 70 °C

Dif. Temp. - 52 °C

TESTE "B"

Cooler SilenX EFZ-120HA5

Temp. Amb. - 20 °C

Temp. Núcleo - 72 °C

Dif. Temp. - 52 °C

Veja que no exemplo hipotético, a diferença de temperatura não foi alterada, independente da temperatura ambiente onde foi realizado os testes, comprovando assim, a resistência térmica do cooler, quando novo.

Dúvida: A umidade relativa do ar pode ser levada em conta nos testes?

Fique com Deus e obrigado.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Denis,

No início dos testes de coolers, fizemos alguns testes internos com temperaturas diferentes, para comprovar se o predito pela teoria realmente se comprovaria na prática ou se haveria alguma variável "esquecida" que poderia interferir. Nos testes feitos, a temperatura ambiente não interferiu no delta-T. Mas fica complicado repetir cada teste com temperaturas diferentes, demoraríamos muito mais tempo para terminar um teste.

Em relação à umidade, já que não há nenhum fenômeno de mudança de fase envolvido (pelo menos envolvendo o ar atmosférico, já que os heatpipes trabalham baseados nesse princípio), não há porque ela interferir no resultado.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Esses programas de rádio do CdH estão muito bons!

Gostei muito desta 4ª edição.

Sobre as perguntas...

Como o amigo falou antes, acho bom fazer compra de computadores antigos.. DESDE QUE não atrapalhe em outros quesitos do site.

Em relação às entrevistas, acho uma maravilhosa ideia Gabriel.

Continuem assim, vocês estão fazendo um trabalho esplêndido!

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Tutorial para converter fita cassete para DVD?

Eu estou precisando saber se tem como salvar fita VHS no pc e como fazer, vai ser uma put@ mão na roda se conseguir fazer um tutorial assim.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Os programas estão cada vez melhores. As conversas com outros colaboradores também ajuda a dar um clima profissional a rádio expondo o dia-a-dia dos testes. Quanto a ideia do museu, sou extremamente curioso a respeito da qualidade dos hardwares antigos, se eram realmente "parrudos" e se na época aguentavam o tranco, ótima pedida, até para se traçar uma escala evolutiva do desenvolvimento de hardwares.

A seção de entrevistas é algo que apoio desde o primeiro programa, já havia comentado isso anteriormente aqui no fórum, portanto é extremamente válido, mesmo sendo em inglês, porque sei que muita gente boa aqui vai transcrever o áudio e traduzir para o português, facilitando a vida de todos.

Abraço

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Fala galera.

Primeiro quero dar os parabéns pelos programas.

Os primeiros dois programas da rádio eu confesso que não me agradaram muito, mas os últimos ficaram mais dinâmicos e bem legais.

Quanto as ideias sugeridas no programa eu considero interessante adquirir os PCs antigos, é algo que pode diversificar um pouco o Site. Mas devo admitir que dificilmente frequentarei esta seção.

Em relação as entrevistas, considero uma ideia MUITO BOA. Só considero se esta Rádio for semanal não seria adequado utilizar um programa para a entrevista. Pois limitaria o mesmo a um número restritos de usuários.

Portanto estas entrevistas poderiam ser Edições Especiais da Rádio CdH.

Valeu.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Gostei muito deste #4.

Rafael somando muito... Acredito que todas as edições deveriam contar com a participação de um moderador.

Quanto a falar de máquinas antigas, realmente não é algo que me interessa tanto, mas ai já é questão de gosto.

Entrevista com gringos? Demoro! Se puder adicionar transcrição, ajudaria bastante. Dependendo da dicção ou sotaque do entrevistado, fica impossível entender o que está sendo dito, principalmente para aqueles que tem noções básicas de inglês.

Quanto aos teste e reclamações, acredito que sempre existirá quem, por um motivo ou outro, prefere o que é feito pelos gringos. Para mim, os testes do CDH são referência e os gringos são complemento. Teste de fonte então, nem se fala...

Só ilustrando o que foi dito no fim do programa sobre clock e arquitetura de CPU: Meu velho E5200 @3.7 Ghz sofre para chegar perto do desempenho de um i5 540m(i5 com HT, a mesma quantidade de memória, só que em single channel e com hd mais lento...). Dependendo da aplicação , a diferença é ainda maior.

Forte abraço a todos e até mais.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Entrevista com gringos? Demoro! Se puder adicionar transcrição, ajudaria bastante. Dependendo da dicção ou sotaque do entrevistado, fica impossível entender o que está sendo dito, principalmente para aqueles que tem noções básicas de inglês.

Fato! As vezes entendo quase tudo que é dito quando escuto alguém falando inglês, e as veze não entendo uma palavra se quer. Exemplo é quando coloco naqueles canais de noticiário americano. Eles falam de tal maneira que não entendo nadinha.

Apenas voltando no assunto dos pcs antigos, concordo com os colegas: Se não demandar muito tempo e recursos a ponto de atrapalhar outros testes, acho válido.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Tem uma coisa que eu gostaria de aproveitar e comentar. Lembro que uma vez vi aqui um "review do Wii" que só fez abrir a caixa e comentar por cima... Acho que precisamos instituir a regra de todo review precisa de fotos sensuais :D do que vai ser analisado!

Sobre as entrevistas, dá um jeito com o pessoal do Hardware Secrets para dividir o trabalho. Bota um estagiário para transcrever. =P

Bom, gosto bastante dos testes de placa de vídeo do CdH, só acho que a suíte de benchmarks poderia ser maior e talvez colocar informações de temperatura e consumo.

Agora o fato de a GTX 680 ir mal em alguns testes é que ela realmente não ganha da HD 7970 em todos os casos, há milhares de títulos de jogos e cada um pode se comportar de maneira diferente com a arquitetura das novas placas. A GTX 680 é mais forte que a HD 7970, mas não é como a GTX 580 foi em relação a HD 6970, as duas estão com desempenhos bem próximos e a GTX 680 também possui suas falhas.

Creio que a parte dos MMOs realmente seria muito difícil por conta dos fatores que você citou e também pela dificuldade que seria de se colocar as placas em situações iguais ou pelo menos semelhantes para a comparação.

Sobre a diferença das 680 com a 7970, tem a questão do boost variável das 680, por isso os sites podem apresentar diferença de performance no MESMO teste.

Ainda, nem sempre o povo se liga de analisar o sistema que foi utilizado no teste, que várias vezes é diferente e ajuda a explicar as flutuações.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Achei excelente a ideia das entrevistas em inglês, mas imagino que muitos dos leitores não tenham conhecimento pleno do idioma, então gostaria de sugerir que fossem feitos 2 podcasts: um seguindo o modelo atual e outro apenas com a entrevista, tornando mais fácil ao leitor escutar aquilo que deseja.

Melhor do que separar o podcast em dois é avisar, antes da entrevista em inglês, para qual tempo do áudio o cara deve pular se não tiver interesse.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites



Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×