Ir ao conteúdo
Entre para seguir isso  

Rádio CdH - Programa 034

       
 8.413 Visualizações    Podcast  
 16 comentários

No programa 034 da Rádio CdH nós temos um bate-papo sobre recuperação de dados com Romildo Ruivo, diretor técnico da CBL. Confira!

Gabriel Torres Editor executivo do Clube do Hardware

Programa 034 da rádio CdH, onde batemos um papo sobre recuperação de dados com Romildo Ruivo, diretor técnico da CBL. Alguns dos assuntos abordados:

Clique com o botão direito do mouse sobre o link acima, caso queira salvar o arquivo em seu computador.

Não se esqueça de deixar seus comentários para que possamos melhorar esse nosso “podcast”.

Clique aqui para ouvir os programas anteriores.

Editado por Gabriel Torres

Compartilhar



  Denunciar Artigo
Entre para seguir isso  

Comentários de usuários


O Áudio ficou muito bom. Gostei muito desse podcast, eu gostaria de mais podcast dessa forma.

Gabriel, você esta morando no Brasil agora?, Parou de trabalhar no Hardware Secrets?

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
O Áudio ficou muito bom. Gostei muito desse podcast, eu gostaria de mais podcast dessa forma.

Obrigado pelo "feedback"! O áudio ficou melhor porque foi uma entrevista feita pessoalmente! Eu tentarei fazer mais entrevistas pessoais dessa forma, mas vai depender muito de ocorrer uma coincidência como essa (ver abaixo).

Gabriel, você esta morando no Brasil agora?, Parou de trabalhar no Hardware Secrets?

Temporariamente, visitando a família da minha esposa, por isso aproveitei a oportunidade para me encontrar com alguns conhecidos!

Abraços,

Gabriel.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

A fonte é o componente mais importante do computador!

Pode ter o HD mais seguro do mundo, mas de nada adianta se a sua fonte xing-ling estiver se esforçando para queimar o mesmo (e não só ele :D)

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Toda vez que eu escutava o Gabriel Torres falar "Uhum, Uhum", imaginei ele mexendo no computador tipo não dando a mínima, maaaaaaaas é claro que isso não aconteceu é só uma imaginação! :D

Achei super interessante a matéria e gostei muito, parabéns.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
A fonte é o componente mais importante do computador!

Mais isso muda quando você tiver algo muito importante gravado em um HD.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Mais isso muda quando você tiver algo muito importante gravado em um HD.

Eu entendi o que o Gabriel quis dizer e ele não está errado. Também concordo com o Jorno, se você tem algo muito importante no HD, você tem que ter uma fonte de boa qualidade que não faça o HD dar defeito precocemente acarretando a perca dos dados de extrema importância.

A fonte só não protege o HD de quedas kkk

Um HD estava em cima do subwoofer, eu liguei o som e esqueci dele. Ele caiu e e está com defeito, eu perdi todos os jogos de ação, em torno de 300 GB (a área onde estes dados estão gravados faz a transferência a 10 KBps, o que inviabiliza a cópia dos dados, o restante do HD transfere a velocidade normal de 130 MBps). Consegui copiar o que não estava na área danificada sem haver corrompimento dos dados (mais ou menos 500 GB), mas o mais importante se foi e o HD não é confiável mais... :(

Editado por agnaldoreis

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
A fonte é o componente mais importante do computador! Pode ter o HD mais seguro do mundo, mas de nada adianta se a sua fonte xing-ling estiver se esforçando para queimar o mesmo (e não só ele :D)
Mais isso muda quando você tiver algo muito importante gravado em um HD.
É isso mesmo, porque se a fonte queima a gente troca se for apenas ela que queimou, mas se o HD queimar os dados contidos se não tiverem um bkp não dá pra fazer uma troca por outro HD, os dados estarão perdidos ou talvez haja solução buscando empresas de recuperação de dados que cobram por megabyte recuperado, e essa conta sai bem salgada pra um usuário comum.

Mas como o Jorno disse se tiver uma fonte genérica alterando as tensões direto e enviando voltagens a mais pode ser que o HD se queime, mas não é sempre que isso acontece, ou então demora a acontecer.

Editado por Pareja

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Nao adianta muito ter uma super fonte de qualidade e uma má sorte tremenda e o hd estragar. O HD acaba sendo mais importante pelas informações e nao pelo valor da peca. Óbvio, se quero cuidar dos meus dados, coloco uma fonte de qualidade, mas nao vem ao caso.

Achei bacana a entrevista. O áudio do Romildo ficou ruim no comeco, mas aumentando o volume dá para escutar legal.

Ironicamente, justo hoje, a poucos minutos atrás, um colega veio desesperado me consultar sobre recuperacao de dados. Um cliente dele havia excluído alguns dados importantes e ele me perguntou se tinha como recuperar. Como ele nunca conta a missa certa, apertei até entender o que havia acontecido, e já avisei: se ninguém meteu mao, é possível recuperar, do contrário, fica muito difícil.

Mas, a vida é uma caixinha de surpresa meus amigos, e o curioso passou por lá (ainda nao foi meu amigo, foi um pseudo-técnico), e tentou recuperar. Meu amigo também meteu mao (eita internet lasquenta, ensina os meninos a brincar com coisa séria), e nada. E ainda fui informado que esse disco sofreu uma formatacao. Santa Bárbara Batman, como pode uma mente estão brilhante formatar os dados de um HD que quer ser recuperado? Como o ser pensa que recuperará os dados com uma formatacao? (tá dando uma vontade de ver esse circo "in sito" e rasgar o verbo).

Disse que poderia olhar e fazer uma triagem do problema, e dependendo, já encaminhar para uma empresa especializada, mas iria cobrar "só para olhar" e indicar o que fazer. Obviamente, quando falamos em cobrar, e como nao sou o curioso, o dono do HD já se contentou em ficar no prejuízo.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Gabriel além dos mitos sobre os Hds por exemplo congelador e etc, existem muitos mitos que eu gostaria de esclarecimentos como por exemplo pessoas colocando "placas mortas" em fornos por exemplo.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Gabriel além dos mitos sobre os Hds por exemplo congelador e etc, existem muitos mitos que eu gostaria de esclarecimentos como por exemplo pessoas colocando "placas mortas" em fornos por exemplo.

A justificativa do congelador seria que a temperatura causaria uma retracao das pecas, colocando-as no lugar(!?) ou algo do tipo (!?).

A do forno é parecida, mas usando o princípio inverso, pois esquentando as placas, as soldas "derreteriam" um pouco e com isso alguns circuitos se acomodariam em seus lugares (!?). A única coisa lógica que eu vejo em levar uma peca ao forno seria para tirar a umidade, nada mais.

Da história da sala limpa eu tenho um caso do ano 2000 mais ou menos. Tenho um amigo que é técnico, o cara manja e sabe o que faz. Certa vez, ele nos ensinando (a mim e a um colega) sobre os discos rígidos, e explicou que eles nao podem ser abertos, pois as partículas do ar (poeira, fumaca, etc), poderiam danificar o disco rígido. Em casos extremos e com autorizacao do cliente, ele abriu alguns, colou pecas da cabeca que haviam quebrado e tentou recuperar os dados. E como ele havia alertado: a partir do momento que você abre o disco, ele comeca morrer, se quiser tentar recuperar algo, tem que ser rápido e tentar proteger o disco o máximo possível. Obviamente, empresas de recuperacao podem fazer esse procedimento em uma sala limpa e minimizar os riscos.

E outro detalhe (que aprendi lendo). Um fio de cabelo é muito maior que um bit em um disco rígido. Uma impressao digital é muito grande para um bit de um disco rígido. Isso já era assim 13 anos atrás quando eu comecei a aprender, e imaginem hoje com os espacos entre trilhas e setores cada dia menores, como deve ser.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Até o momento não recuperei nenhuma placa nem vi ninguém dizer que funcionou colocando ela num forno, mas para uma placa morta não custa nada tentar.

A do forno é parecida, mas usando o princípio inverso, pois esquentando as placas, as soldas "derreteriam" um pouco e com isso alguns circuitos se acomodariam em seus lugares (!?). A única coisa lógica que eu vejo em levar uma peca ao forno seria para tirar a umidade, nada mais.

Ja perdi fotos da infância de meu filho, abrindo um Hd danificado, tentando retirar o disco deste Hd e colocando em outro, imagine o estrago kkk.:unsure:

Uma empresa localizada ali na Av Ipiranga no centro de SP me cobrou 300 Reais por Gigabyte Recuperado, como a grana era curta tentei fazer do modo caseiro, comprei um Hd da mesma marca e tentei trocar os discos mas nada feito, valeu pelas dicas.

Um fio de cabelo é muito maior que um bit em um disco rígido. Uma impressao digital é muito grande para um bit de um disco rígido. Isso já era assim 13 anos atrás quando eu comecei a aprender, e imaginem hoje com os espacos entre trilhas e setores cada dia menores, como deve ser.

Editado por andjeferson

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Mais um ótimo programa, parabéns pela escolha do tema, realmente muito interessante; a entrevista foi bastante instrutiva, aprendi muita coisa que não sabia. Obrigado :joia:

Agradeço também a indicação da CBL, eu não tinha nenhuma referência sobre empresas sérias neste ramo.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Obrigado pelos comentários, pessoal!

Toda vez que eu escutava o Gabriel Torres falar "Uhum, Uhum", imaginei ele mexendo no computador tipo não dando a mínima, maaaaaaaas é claro que isso não aconteceu é só uma imaginação! :D

He he he, com certeza não foi isso, eu falo "hum hum hum" para o entrevistado entender que eu estava prestando atenção nele, nesse caso a entrevista foi ao vivo e é claro que eu estava ali na frente dele dando a maior atenção! Não foi o caso daquela cena no "Quanto Mais ****** Melhor 2" quando ele vai no "Handsome Dan" (tem que assistir ao filme para entender a referência).

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Quero ver programa que recupera de hd que não liga.

CBL não tenho nem palavras; já mandei hd pra orçamento; e já indiquei pra 3 amigos.

Não conheço empresa do mesmo nível.

Muito Bom

valeu !

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Consegui recuperar os dados de um HD de 500 GB meu após colocá-lo no freezer.... kkkkkkk

O HD começou a dar os estalos de que não vai aguentar e demorei para comprar um novo.... ao tentar cloná-lo, não concluía.... deixei por 6 horas no freezer bem embalado para não pegar umidade e depois clonou de primeira.... acho que a baixa temperatura favoreceu a leitura correta dos setores....

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
O HD começou a dar os estalos de que não vai aguentar e demorei para comprar um novo.... ao tentar cloná-lo, não concluía.... deixei por 6 horas no freezer bem embalado para não pegar umidade e depois clonou de primeira.... acho que a baixa temperatura favoreceu a leitura correta dos setores....

Como? kkkkkk mas mesmo embalado poderia ocorrer condensação.

Editado por FMM
.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário







Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×