Ir ao conteúdo
Entre para seguir isso  

Como aumentar a reputação do seu servidor de e-mail

       
 18.552 Visualizações    Tutoriais  
 3 comentários

Aprenda neste tutorial algumas técnicas para o aumento da reputação do seu servidor de e-mail, como o SPF e o DKIM, para diminuir a probabilidade de e-mails enviados por seu servidor serem incorretamente marcados como spam.

Como aumentar a reputação do seu servidor de e-mail
Gabriel Torres Editor executivo do Clube do Hardware

Introdução

Como mais de 90% dos e-mails é spam, administradores de rede trabalham incessantemente para acabar com essa praga. Um dos problemas gerados com técnicas antispam é o falso positivo, isto é, e-mails verdadeiros sendo incorretamente considerados spam, fazendo com que eles não cheguem corretamente ao destinatário.

Uma maneira de diminuir a probabilidade de e-mails verdadeiros não chegarem aos seus destinos é aumentar a reputação do seu servidor de e-mail. Neste tutorial explicaremos algumas técnicas com esse objetivo.

A primeira dica é configurar um DNS reverso para o endereço IP do seu servidor de e-mail. Isso é algo básico, mas que muitas vezes é esquecido. Grande parte dos servidores de e-mail fazem essa verificação, que consiste em saber se o endereço IP do seu servidor tem um nome como mail.seusite.com.br cadastrado. Se o endereço IP do seu servidor de e-mail não tiver um DNS reverso cadastrado, a probabilidade de outros servidores de e-mail rejeitarem mensagens vindas do seu servidor é altíssima.

Para saber se você tem isso corretamente configurado, basta rodar o seguinte comando:

nslookup a.b.c.d

Onde a.b.c.d é o endereço IP do seu servidor de e-mail. Se voltar algo como mail.seusite.com.br a configuração de endereço reverso está correta. No entanto, se o comando retornar NXDOMAIN ou retornar um nome genérico como d-c-b-a.empresadehospedagem.com.br, você deve pedir à empresa de hospedagem para configurar o DNS reverso para você, que deve preferencialmente usar o mesmo nome do seu servidor de e-mail (mail.seusite.com.br, por exemplo).

Em segundo lugar, considere cadastrar o endereço IP do seu servidor no banco de dados chamado EmailReg.org. Apesar de ser pago (US$ 20 por domínio por ano), ele é uma “lista branca” que algumas listas negras, como a barracudacentral.org, utilizam para decidir se bloqueiam ou não o endereço IP de um servidor de e-mails. Esse é um pequeno investimento que recomendamos.

Além de cadastrar o seu servidor de e-mail em EmailReg.org, você pode consultar a lista branca desse serviço em seu servidor de e-mail. A consulta é feita tal qual a consulta de uma lista negra, isto é, através de uma consulta DNS. Ou, se você usa o SpamAssassin, pode criar uma regra para essa verificação. Os detalhes estão neste link: http://www.emailreg.org/index.cgi?p=usage.

Vamos agora falar de outras duas técnicas muito usadas, o SPF e o DKIM, que recomendamos que sejam ativadas em seu servidor de e-mail.

Editado por

Compartilhar



  Denunciar Artigo
Entre para seguir isso  

Comentários de usuários


Eu já implementava o SPF nos meus servidores, mas não conhecia o DKIM. No meu caso implementei usando Ubuntu Server e Postfix. Realmente é um saco ter que ficar removendo o endereço IP destas listas de spam públicas. Mas como está cada vez mais difícil conseguir IP fixo válido, temos que nos sujeitar a isso. Uma coisa que não foi abordada e que é importante é o cadastro do DNS reverso no provedor. Obrigado pelo artigo. 

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

@fmpfmp DNS reverso: isso era uma coisa tão óbvia para mim que acabei me esquecendo. Acabei de atualizar o tutorial adicionando. Obrigado pela lembrança. E implementa o DKIM, vale a pena!

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×